>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Yagura26
Tokubetsu Jonin
Yagura26
Vilarejo Atual
Ícone : [FILLER] A Week in the Life 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[FILLER] A Week in the Life - 9/6/2018, 13:23

…Art is a Bang...

Era uma semana estranha na vida do jovem Yagura. Nesta semana, realizara algumas das suas primeiras missões como Genin, a ajudar o vilarejo nas tarefas pacatas e aborrecidas – e com elas, foi capaz de aprender muito. Aprendeu que mesmo sendo tarefas que possam parecer inúteis, desnecessárias ou simplesmente aborrecidas, em todas elas o genin de cabelos loiros sentia que aprendia alguma coisa sobre algo. Fosse paciência, fosse atenção, fosse compaixão ou até simples altruísmo.

Não só isso acontecera nessa semana mas também um evento marcante na sua vida: Tinha acordado a sua Kekkei Genkai: o Kibaku Nendo, a habilidade proibida de Iwagakure. As duas mãos que nasceram nas suas palmas iriam tornar-se agora no seu quotiadiano, as suas bocas na palmatória que teria sempre consigo. Era estranho sim, mas controlável na maioria das ocasiões.

Nos primeiros dias, as bocas estavam selvagens, a movimentarem-se todo o dia e na mais inexpectável das situações sem qualquer poder de controlo, como se tivessem vontade própria... Depois de o período de aceitação e habituação, Yagura começava a ganhar algum controlo sobre aqueles seres estranhos no formato de bocas com línguas e dentes. Foi uma adaptação que não foi fácil, mas também não foi difícil. O rapaz de 13 anos tinha agora que treinar os seus músculos das mãos para funcionarem de maneira diferente, para se redesenharem de forma a alojar ali aqueles estranhos apendices que poderiam vir a ser bastante úteis no seu futuro como shinobi.

Claro que também houve algumas brincadeiras com esta novidade corporal do Genin. Começou com simples brincadeiras em sua casa e em família. Durante as refeições usava as suas mãos para roubar comida dos pratos dos seus familiares. Alguns achavam piada mas outros chateavam-se e davam-lhe chapadas na cara, nada de mais tudo brincadeirinha de família shinobi. Às vezes também imitava o seu avó nas brincadeiras, como por exemplo enfiar a lingua no nariz para tirar meleca ou fazer truques de magia em que com a mão aberta era capaz de segurar em objetos, alguns até um pouco pesados. Tudo com a força desta lingua e destes dentes Trident Extra White.

Houve mais também. Nos primeiros dias também houve relutancia do Genin em sair à rua com medo que as pessoas enxerguassem esta sua nova feature corporal - aliás, não foi só nos primeiros dias, é algo que dura até aos dias de hoje e durará provavelmente indefinitivamente. Vestia uma camisola de manga comprida que escondia as suas mãos por completo. Ainda assim, continuava envergonhado e timido quando estava perto de pessoas pois tinha receio que alguém descobrisse as criaturas fosse por conseguir ver através de paredes ou fosse simplesmente devido a um cumprimento de mão demasiado agitado que lhe levantaria as mangas para fora.

Depois desses primeiros períodos Yagura conseguiu eventualmente habituar-se às duas bocas nas palmas da mão. “Coisas” que ele agora considerava como que as suas parceiras no crime numa maneira completamente não sexual. Completamente.. Completamente pois afinal o jovem tinha 13 anos e não estava no início da puberdade cheio de hormonas selvagens nem nada *ironia...* . Resumindo e concluindo, foi um período interessante e feliz na vida do Genin, tudo graças às suas novas capacidades manuais... que permitiam realizar habilidades poderosas que lhe davam bastante prazer. Bastante prazer no sentido de fazerem-no sentir um ninja satisfeito e feliz com aquilo que era capaz de fazer para proteger a vila. Ele sabia que com isso poderia afastar os seus inimigos e ajudar todos os habitantes da vila. Pelo menos todos aqueles que tiveram a oportunidade de nascer e não ficaram perdidos pelo caminho até à fecundação. No final de contas, tudo era um ciclo.

Depois dos primeiros dias a aperfeiçoar o seu toque de mãos, ou neste caso toque de língua das mãos (?) era então altura de aperfeiçoar a mastigação das mesmas, a capacidade de preparar, moldar e infundir o chakra na quantidade perfeita para tornar esta Argila em Argila explosiva e realizar todas as técnicas que o jovem pudesse imaginar. Dedicou um dia apenas para isto. Sentou-se no chão com um saco de 4 Kg de Argila ao seu lado. Durante esse dia, mastigaria argila até lhe doessem todos os dentes de ambas as bocas, só aí ele pararia. Criou insetos, criou ratos, pássaros, até plantas e alfaces cebolas e nabiças o jovem moldou em argila explosiva de forma a abranger o máximo de situações possíveis em combates futuros e missões árduas que pudesse enfrentar.

No dia seguinte acordou com grandes cãibras nos músculos das mãos mais especificamente nos que movimentavam as bocas. Elas praticamente não se conseguiam mexer por isso o Genin tirou o dia para treinar outra coisa e fazer missões. Foi apenas dois dias depois que voltou ao treino de moldar argila. Aí já estava fresco de novo e pronto a moldar coisas, desta vez mais elaboradas e complexas. Neste dia o seu objetivo seria conseguir reproduzir um clone de si mesmo até que estivesse parecido, depois disso tentaria moldar outra técnica. A prática do clone não era nada fácil e requeria um grande nível de detalhe no que toca à face do Genin. De facto não ficaram perfeitos os primeiros clones, mas o jovem sabia que desde que se concentrasse, moldasse e infundisse a argila com a quantidade certa de chakra que o resultado do clone chegaria para confundir momentaneamente um possível oponente. Depois de prometer a si mesmo que treinaria mais vezes o seu Bunshin no futuro - até que fosse inconfundível consigo mesmo - era altura de treinar o molde seguinte. Este havia sido o seu avô a ensinar-lhe, tratava-se de um grande dragão capaz de voar a grande alturas e ao mesmo tempo desfazer-se ele próprio em projéteis até que mais nada dele restasse. O que começou por ser um dragão feioso que para além de ter cara de camaleão também andava aos soluços e nem sequer voava, ao final do dia os dragões moldados já eram verdadeiras obras de arte surrealistas ao estilo de Ghaudi no entanto era um dragão que conseguia manter a sua aerodinâmica e voar a velocidades elevadas.

A cada dia que passava Yagura aprimorava cada vez mais as suas habilidades. O terceiro e último treinamento da semana ele dedicaria ao terceiro e último passo lógico da sequência: começou por treinar as suas línguas, depois passou à mastigação e molde da argila. O que faltava agora era... bang!

Dos pedaços que tinha preparado nos dias anteriores leva um sacão deles para uma área aberta de Iwa, fora da vila. Então, uma a uma ele explode cada peça com o seu selo de uma mão.  Enquanto explodiam sentia o seu Chakra de Ativação da Explosão a fluir desde a sua espinal medula, passando pelo braço até às suas extremidades da mão. De facto este era o único selo que conseguia executar com uma mão, mas enquanto o fazia raciocinava e questionava-se se não conseguiria também executar outros selos da mesma forma para realizar outras técnicas. Bem... porque não experimentar?

Um momento de meditação foi o necessário para experimenar o primeiro selo, Carneiro, apenas com a mão direita. De facto havia uma sensação que caso aprimorada ele conseguiria realizar os selos com metade do esforço físico. Depois passou ao próximo selo até completar a sequência da sua técnica. Depois de realizados os selos Yagura coloca a mesma mão sobre o solo.

-- Doton... Doroku Gaeshi! – uma parede começa a subir, no entanto não à velocidade desejada, algo lento pois o fluxo de chakra pela sua mão não era o mesmo do que com ambas.

Nesse dia, tentou inúmeras vezes a mesma técnica até a aperfeiçoar. Depois disso, experimentou com todos os selos do dicionário até que se sentisse à vontade com todos eles.

Acabara o dia com orgulho de si mesmo pois adquirira uma nova habilidade que lhe poderia vir a ser muito útil e aprimorar as suas habilidades em Ninjutsu facilitando o seu conjuramento. Sentia-se também contente com os resultados obtidos durante a semana, pois apenas nesse curto espaço de tempo tornara-se um mestre na manipulação e molde da argila ao nível de um artista surrealista espanhol.

Finalizou-se assim a semana de trabalho árduo, pronto para começar mais outra, com confiança e motivação para se tornar cada vez mais forte e poderoso. Para se tornar o Defensor da Vila que vivia num dilema ao nível sanguíneo de entre-balanço entre os seus desejos e as suas habilidades explosivas destruidoras e artísticas.

Considerações:
1412 palavras.
Aprender a Qualidade Hábil em Selos.

_______________________

Alt. Ficha|| Status || Ficha || Banco || Compra Jutsus  
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [FILLER] A Week in the Life - 9/6/2018, 13:29

@
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.