Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
tópicos recentes
Verão
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
12 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngellAngell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Sr.LSr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549
OblivionOblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
SalvatoreSalvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234

Página 1 de 1
Ícone
Convidado

Uma batida na porta me chamou a atenção enquanto u descia as escadas. Seguia até ela a abrindo-a, dando de cara com um dos ninjas da vila. Estava com um pergaminho em mãos me entregando e saindo logo em seguida. Se tratava de mais uma missão, sendo esta de um rank maior do que eu estava acostumado. Se tratava de vigiar o portão de nossa vila. Antes fui comer e depois fui me sentar para esperar o horario.

As quatro horas se passaram e fui direto pegar minha bag com os armamentos. Saía em seguida rumando ao portão. Caminhava durante alguns minutos até chegar ao portão. Aproximava-me dos guardas que estavam ali me apresentando. -Vim fazer a ronda senhores, podem ir. Reverenciei como forma de comprimento. Esperei pelo resto dos detalhes da missão para em seguida continuar.

Fui informado de maismdetalhes da missão por um dos jounnins presentes assim que cheguei. De inicio eu só precisava ficar de guarda no portão a espera daqueles que saíram para procurar vestígios dos taís mercenários, caso contrario o setor de inteligência devia ser informado de imediato.-Pode deixar senhor, qualquer coisa informo. Respondi firmemente. O homem então saíu me deixando sozinho no portão. Começava a caminhar de um lado para o outro atento na saída, observando qualquer coisa estranha.

Fui alarmado por uma explosão vinda do exterior da vila e logo tentei enchergar o que seria. No entanto ao me virar fui empurrado por uma forte rajada de vento que quase me derrubou no chão. Por puro reflexo consegui apoiar minha mão nele e virar-me para onde viera tal rajada. Logo me deparei com uma silhueta sombria coberta por roupas negras, apenas sua bandana podia ser vista. O ninja era de Iwa e estava ali me atacando sem motivos. Logo percebi um novo selo de mãos me alertando de um novo ataque. Sem saber o que viria endureci o meu corpo e finquei minha mão esticada no solo para me segurar caso viesse uma nova onde de vento. Pois bem, minha dedução estava certa e logo uma onda de vento ainda mais forte me atingiu. Foi um pouco difícil de me manter no mesmo lgar, mas havia conseguido. O homem por sua vez, parado a minha frente enfrentaria o meu ataque em seguida. Com a mão no chão emergiria pilares de terra abaixo do homem na intenção de perfura-lo por completo.

Meu ataque não surtiu o efeito que eu esperava. O homem conseguia se esquivar levantando voo de alguma forma desconhecido. Um furacão desceu do céu envolto de eletricidade vindo em minha direção. O homem dizia que eu seria o seu refém, tolo homem. Certamente aquela técnica me feriria bastante e assim me vi obrigado a submergir no solo sob os meus pés. Nadei no subsolo rumo ao local em que o homem estava anteriormente no chão, passei um pouco mais daquela localização visando me afastar da posição em que me encontrava. Somente assim eu me veria livre de seu ataque.

Emergi do solo a uma distância segura daqele tornado e assim como o homem também levantei vou com uma de minhas técnicas doton, que me retirava todo o peso do corpo. Voava em seu enconro já estenddo os meus cabelos até o homem no intuito de enolve-lo e em seguida aperta-lo de forma a desacorda-lo. Meu corpo ainda endurecido estava preparado para qualquer outro ataque que viesse contra o meu corpo.

Por algum motivo seu ataque foi mais rápido do que o meu movimento não me dando a chance de escapar. Fui arremessado para trás com o impacto recebendo todo o dano do ataque apesar de minha armadura de terra. Ainda sim consegui desferir o meu ataque após me erguer do chão, no entanto o mesmo foi defendido sem muita dificuldade. Logo em seguida veio contra mim um novo ataque, quatro feixes luminosos que aparentavam ser raios. Eu então me tornei ainda mais leve endurencendo ainda mais o meu corpo e voei em velocidade máxima tentando desviar dos ataques até alcançar meu oponente como se fosse uma flecha, pois meu braço a minha frente com a mão totalmente esticada aparentava sua ponta.

Novamente fui jogado ao chão após ser atingido por golpes do inimigo. Estava tentando a todo o custo me manter calmo e pensar em alguma estratégia que pudesse me auxiliar no combate. Foi então que me lembrei da luta que tive contra Chrome, aonde utilizei uma bomba de luz como distração. Foi ai então que puxei uma bomba de luz com a mão esquerda e uma kunai com kibaku fuuda com a direita. A bomba de luz fora jogada por cima de meu ombro para trás explodindo em segundos criando uma fore luminosidade que dificultaria a visãomdo meu oponente enquanto eu simplesmente disparava em alta velocidade voando contra o oponente já disparando a kunai bomba contra o seu peito. Logo em seguida ia os cabelos alongados para terminar o serviço.

No fim de tudo meu plano havia tindo um resultado positivo levando o meu oponente ao chão sem conseguir se mecher por estar envolto aos meus cabelos. Sentia vontade de mata-lo depois de tantos danos que me desferiu, mas o que era mais importante no momento era saber o que o motivou a invadir a vila. Segurando bem lhe fiz a pergunta. -O que veio fazer em minha vila? O que queres? Uma voz firme e séria, era o que ele escutava.

O corpo se desfez em água dando a entender que aquele corpo não era o real ou o ninja tinha usado uma substituição. Mas não tinha tempo de pensar muito ao rever o homem a uma certa distância lançando uma onda de água na minha direção. "Está desesperado não é mesmo?" Pensei comigo mesmo apoiando minha mão no chão e erguendo uma parede de terra a minha frente.

O impacto seria escutado em poucos segundos deixando uma abertura para o contra-ataque. A mesma parede que criei foi a que usei para atacar o homem a minha frente. O muro seria desfeito em varios pedaços após uma batida com a mão nele, lançando todos eles com grande velocidade, no intuito de mata-lo já que ele queria o mesmo sobre mim.

Enfim havia conseguido acertar o nukennin e o deixar ferido ao ponto de não conseguir se movimentar. Caminhava em sua direção qua do me surpreendi com a quantidade de clones que apareciam e sumiam logo em seguida a nossa volta. Aproximava-me do homem que começou a pedir pela morte, ele não queria ir preso. Pensei um pouco sobre o seu pedido tomando a decisão logo em seguida. -Faremos o seguinte, farei o que você pediu se antes me disser o porque veio atacar a vila e a mando de quem? Minha pergunta foi bem incisiva o pedido seria aceito somente após a resposta.

Não adiantava pedir informações para aquele homem, ele preferia ser preso a me informar alguma coisa. Então nada pude fazer para conseguir as informações que eu queria. Dessa forma suspendi o homem com uma plataforma de terra começando a caminhar para o interior da vila. Tive que fazer dessa forma pois não possuia força o suficiente para carrega-lo.

Alguns minutos, foi o tempo que levamos para chegar até a prisão que se encontrava na parte mais afastada da vila, um local mais protegido, para que não houvesse invasões ou tentativas de fuga. Ao chegarmos ao portão averiguei se havia alguém de prontidão. Um guarda fazia a ronda naquele momento, foi com ele que deixei o homem para ser levado para dentro da estrutura. Caberia aos guardas tirar as informações que eu não consegui obter. -Aqui está, este homem foi quem me atacou no portão. Leve-o para o interrogatório por gentileza. Minhas palavras soavam de modo educado, demonstrando total respeito para com o guarda a minha frente.

De nada adiantava mais a minha presença naquele local, com o trabalho concluído podia partir para minha casa. O homem seria problema daqueles ninjas de agora endiante e pelo meu serviço recebi minha recompensa. Sem nada mais a ajudar virava-me seguindo rumo a minha casa para descansar. Assim que cheguei me deparei com uma tremenda bagunça em minha cosinha, mas a vontade de arrumar estava completamente esgotada pelo esforço que fiz durante a missão. Olhei para a pia e me incomodei, mas fui direto até o sofa caindo sobre ele, logo apaguei ali mesmo.


HP: 200/200 CH: 200/200 ST: 0/2


Considerações:
+ 100 de Status + Qualidade Perito Elemental - Raiton (1) Devido ao prodígio
Jutsus Usados:
Armas Levadas:
Kunais - 5
Shurikens - 5
Kibaku Fuuda - 20 (espaço 5)
Hikaridamas - 5 (Espaço 5)
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
100 Status para distribuir.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos