>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Reika
Nukenin B
Reika
Vilarejo Atual
Ícone : Fillers de Griselda 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Fillers de Griselda - Qui 31 Maio 2018 - 22:56


Fillers de Griselda Lycanroc_m_chibi_by_miladysnowdrop-dbmyjc6

O dia em que nos conhecemos

Era um fim de tarde gélido, época de reprodução dos gafanhotos. Como sei disso? bem, eles não paravam de aparecer no meu caminho: primeiro quando eu estava saindo de casa, tinha um logo rente a minha porta! Depois, avistei um acasalando com um outro no jardim da dona Kuroichi, minha vizinha que possui um belo de um jardim e cuida dele todos os dias. A terceira e última vez foi perto dele, meu suposto novo melhor amigo.
Eu não esperava por isso justo neste dia. Não porque era um dia inusitado ou diferente, mas simplesmente porque era um dia tão comum quanto os outros. Nós nunca sabemos quando algo de bom ou ruim vai acontecer, isso é a prova que a vida é tão volátil que nem sequer conseguimos ter simples previsões como esta. Mas foi legal! Foi inesperado! é isto que eu gostaria de relatar, quando eu estava chegando em casa depois de um longo dia na academia, meu pai logo me abordou:

— Zelda! temos um presente pra você. — Dizia o homem de porte médio e cabelos grisalhos, nada parecido com a pequena garota.
— Hmmmm? um presente pra mim? — Olhava com curiosidade a caixa com um laço vermelho que o homem segurava.
— Sim! É seu aniversario hoje, afinal.
Meu aniversário? como assim? acho que acabei me esquecendo em meio a tantos treinos que ando fazendo. Vou ironizá-lo de alguma forma!
— Aniversário de quem?
— Seu, oras!
— Meu o que?
— Seu aniversário, pare de graça menina.
— Graça? ahh sim! Garça, eu adoro esta ave.
— Você não quer então? vou pegar pra mim.
— Sim claro que eu quero, baka!


Abraçou a caixa azulada e logo retirou o papel que a envolvia. Um rebento de alguma espécie não reconhecível choramingava para ela, emitindo grunhidos estranhos. Assustou-se de início, mas logo percebeu que se tratava de um ninken.
— É perfeito pai! muito obrigado — A garota estava muito feliz, finalmente tinha chegado sua hora de receber um. Todos em seu clã já tinham, mas o seu aparentava-se bem diferente dos demais: ele era avermelhado, tinha olhos vermelhos e grunhia de uma forma muito bizarra.
Finalmente tenho meu próprio animal, agora basta decidir um nome. Bom... seus olhos avermelhados só me sugerem uma coisa:
— Satanás! — Neste momento o animal grunhiu de uma forma um pouco diferente, aquilo só poderia significar uma aprovação do seu nome. — Seremos grandes amigos, viu? .
Agora em vez de ser conhecida como apenas um cão, os dois tornaram-se um, podiam ser ditos como uma dupla canina. No mesmo dia eles já saíram para um dos campos em Kumo para treinarem suas habilidades em conjunto. — Vamos lá! Agora que nos conhecemos, só podemos batalhar para ver do que somos capazes juntos — O cãozinho só pôde latir, ele ainda era um filhote e não tinha nem sequer uma grande coordenação motora. — Au auau au! ”O que será que ele está querendo me dizer?” A garota não entendia muito bem como o filhote dialogava, recém conhecidos, não podiam entender de fato os sentimentos uns dos outros. Sendo assim, a garota começou arremessando uma pequena pedra na direção de Satan, que não conseguiu desviar. — CAINCAINCAIN! — MEU DEUS, O QUE EU FIZ? — Extremamente arrependida, correu na direção de seu mais novo amigo e o socorreu, aos prantos. — Me desculpa! Por favor, não sabia que seria assim — E aquele tinha sido o primeiro dia de uma longa e firme amizade, mesmo que não tenha acabado muito bem. Depois do episódio, Griselda ficou o dia todo cuidando do ferimento que tinha causado em seu amigo, temendo que fosse algo grave. Não era nada grave, na verdade, ela estava exagerando. Os choros do pequeno cão lhe atingiram fortemente, não sabia que ele reagiria assim, mas isso só provava que ainda eram fracos e tinham muito o que melhorar. Fez-lhe um curativo, pediu-lhe desculpas diversas vezes e acariciou os macios pelos do filhote, que só respondeu com mais trocas de afeto com sua dona, que agia como se fosse uma verdadeira mãe.
Acordou em um certo dia e, fitando o calendário que ficava perto da geladeira, percebeu que um mês já tinha se passado desde que ela tinha o conhecido. Olhando para trás podia ver claramente que a amizade dos dois só estava se solidificando, depois do primeiro incidente o cão tornou-se deveras apegado a garota, que percebeu que tinha alguém para cuidar dele. O café da manhã na casa dos pais de Griselda era tão comum quando em qualquer casa, mudando o fato de que os Inuzuka costumavam a fazer tudo com seus ninkens do lado, inclusive tomarem café. — Como está indo a mais nova dupla canina da familia? — Perguntava a mãe da garota.
Certamente já somos os melhores do clã! Não achas, Satan? — Direcionava a palavra ao cão —  AU! — Respondia em concordância. E então, saíram para passear.
— Satan, deixe-me ler algumas paginas de um livro que gosto muito pra você — O cão só pôde acenar que sim com a cabeça, eles de fato estavam criando uma comunicação que os dois se entendiam — "A vontade é impotente perante o que está para trás dela. Não poder destruir o tempo, nem a avidez transbordante do tempo, é a angústia mais solitária da vontade." Eaí, o que achas?
— AU AU AU!
— há, eu sabia que você ia gostar. Decerto, tem muitas coisas interessantes lá na biblioteca, vamos lá!

A dupla dirigiu-se para a biblioteca de Kumo, onde armazenavam-se toda a inteligência de seu vilarejo. Chegando lá, com seu ninken posicionado na cabeça, os dois pegaram mais um ou dois livros e folheavam juntos.

E os dias assim prosseguiram, esta crônica buscou por relatar os primeiros momentos em que a dupla passou de fato unidos, mencionando desde o primeiro momento, como alguns dias após. Como observado, eles se deram bem logo de início, e não demorou para que ficassem grudados um com o outro. A partir daí, a história de Griselda terá um enfoque maior em seu crescimento pessoal, deixando de lado a melosidade entre as relações com seus bichos, visto que ela também é uma garota ambiciosa.

• 1012 Palavras


_______________________

Fillers de Griselda 1lmkNHv

"a humanidade não precisa de mais uma revolução;
o certo seria dizer que ela necessita reevoluir."

-
Kaginimaru
Jōnin
Kaginimaru
Vilarejo Atual
Ícone : Inútil...

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68952-ficha#514831

Re: Fillers de Griselda - Qui 31 Maio 2018 - 23:08

@

_______________________


"."
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.