>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera
Últimos assuntos

Awoke
Genin
Awoke
Vilarejo Atual
Ícone : [FILLER] Uma esperança vazia. 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[FILLER] Uma esperança vazia. - em 4/4/2018, 18:07

The Begin, Old life

Introdução:
Na depressão contínua que aquela garoa causava, o visual do mundo ninja mudará de pacífico para aterrorizante. Naquele vasto campo, antes florido, diversos corpos entulhados um em cima do outro como se fossem lixos, corpos estes de homens, mulheres e até crianças e todas as vilas pertencentes a este mundo.

A calamidade atingia todas as pessoas. A economia e a estrutura de todas as aldeias estavam abaladas e facilmente poderiam ser abatida, no entanto, nenhuma das potências daquela época, na altura do campeonato, já não possuíam mais a força necessária para abater de vez seu inimigo.

De fato foram tempos horríveis e como tudo tem um fim, com a catástrofe não foi diferente. Em época pós-guerra os aldeões juntamente com seus líderes lutavam para levantar-se em meio a algazarra desferida pela luta dos antepassados. São poucos os sobreviventes, e estes já não respondem mais por si.

Inicio:
Em um canto qualquer da vila oculta da névoa um forte choro ecoava em um beco qualquer. Pendurado num ferro de uma lata de lixo um pequeno pano segurava uma pequena criança que mal falava. E de longe quase já no final do beco, podia ser vistos os geradores da criança correndo deixando apenas como lembrança o barulho de seus passos enquanto corriam de seu filho.

Naquela tarde não muito ensolarada o bebê que devia ter por volta dos dois anos ou menos ficava aos berros irritando toda a vizinhança e outros mendigos da área. Como a vida não estava fácil devido a recente guerra ninguém se dispôs a cuidar daquela criança chorona. Já escurecendo muitos lobos passavam por ali e o local ficava perigoso para uma criança inofensiva e já que não calava a boca tornava-se então um alvo bem mais fácil.

Um dos lobos, provavelmente o líder, começou a cheirar e fuçar aquele pedaço de carne vivo. Em torno de alguns minutos sobre a visão daquela criança a escuridão tomava posse por alguns instantes e logo o choro transformava-se em gargalhadas constantes que decorriam por balançar de um lado para o outro naquele pedaço de pano. De alguma forma o líder dos lobos sentiu-se atraído por aquela criança e decidiu leva-lo e talvez até criado; estranho não?

Meio:
Criou-se então. Foram alguns anos afastado da civilização e pouco sabia-se falar, porém, de algum modo entendia aqueles lobos de forma esplêndida. Ao completar seis anos a garoto ainda sem nome voltava para vila, não abandonando quem o criou, mas apenas os deixando para continuar a viver. Após longos quatro anos na selva e jovem era muito ágil e habilidoso porém suas características psicológicas em relações as emoções humanas era falha, muitos diziam que ele era uma criança sem emoções e sentimentos.

Foi novamente acuado pela sociedade por ser calculista e frio com os demais. Já não podia voltar a viver com os lobos, disso ele tinha certeza, sua humanidade o impossibilitava desta proeza. Decidiu-se então que viveria nas ruas e usaria suas habilidades aprendidas na floresta para roubar e fugir mantendo-se assim em forma também.

E assim foi crescendo cada vez mais o jovem menino. Desconhecendo os temores do mundo humano em um certo dia na prática de um furto o garoto foi pego por um projétil bem afiado que foi fincado em sua perna esquerda enquanto tentava fugir. Foi capturado pelo lojista do qual roubava, este lojista chamava-se Kenshin.

Final:
Após horas de torturas sem esboçar um grito de socorro - pois não sabia falar - muito ferido, tendo perdido muito sangue o pirralho desmaia. A chuva que demorava a cair, mesmo naquela região que era conhecida por ter muitas chuvas, logo caia e muito distante dali os lobos uivaram, principalmente o líder.

O instinto animal é extremamente absurdo, e de algum jeito eles sabiam que havia algo de errado e em bando correram para cidade, assim que chegaram podiam sentir o cheiro do sangue de seu amigo. Continuavam correndo para a localização de onde o cheiro vinha e logo se depararam com aquela cena. Rapidamente e repentinamente tentavam alguns movimentos para reanima-lo e o lojista não acreditando naquela situação e ficando cada vez mais raivoso decidiu atacar os lobos também.

No instante que acordou, mesmo cambaleando, o garoto pode ver o lobo que lhe criou sendo morto pelo lojista. Naquele instante sua fúria foi tão intensa que soltou um grito que pode ser ouvido a dois quarteirões dali e logo despertou então sua habilidade especial e teve total controle sobre ela devido ao grande treino de habilidades enquanto vivia na floresta de pedra. Os ossos de seu corpo saltavam como se tivessem vida própria e criando mais e mais ossos afiados e logo perfuraram por completo todo o corpo daquele ser desprezível.

E para nunca mais esquecer seu pecado, se nomeou com o nome do assassino de seu melhor amigo. Kenshin agora com dez anos, começou a viver e aprender a lidar com os humanos. Logo aprendeu a falar e escrever por conta própria e dominou por completo seu corpo e sua habilidade, fruto de treinos diários, sendo duas vezes ao dia. Não desistiria de suas ambições, seria o maior dos pecados... seria o maior vingador. SERIA O MAIOR! Andei durante horas por um caminho que só eu via, conseguindo chegar a uma estrada que atravessava aquela floresta, desabando nela de canseira. Uma jovem precisou jogar seu cavalo para o lado, para que não me atropelasse. Não demorou para que ela viesse ver como eu estava e se precisava de ajuda. Queria dizer que estava péssimo e que aceitaria sua ajuda, mas as palavras não se formavam em minha boca. O que fiz a seguir fora terrível.

Puxei o pé daquela garota e a derrubei ao meu lado, assim jogando o meu corpo sobre ela. Seu rosto demonstrava medo, seus gritos por socorro não me detiveram de minha atrocidade. Minhas mãos se envolveram no pescoço dela, enforcando-a com toda minha força. Sua voz sumiu com o tempo, assim como sua vida fora-lhe tirada.

Não queria ter feito aquilo, mas meu corpo havia se mexido por instinto. Eu finalmente tinha saciado minhas necessidades. Seu corpo ficou estirado naquela estrada, os olhos ainda abertos encaravam o céu azul. Roubei seu cavalo e o usei para chegar até a vila mais próxima. Peguei algumas roupas alheias e as vesti. Agora só me restava uma única coisa a se fazer. Eu definitivamente encontraria as pessoas que haviam feito aquilo comigo.



Kenshin: Hp: 450. Ck: 450. ST: 0/3
Considerações:
 Filler com 1067 palavras
Jutsus Usados:


_______________________

[FILLER] Uma esperança vazia. Tumblr_njfazjIQSu1toli87o2_r1_500
勝利はすべてです.
勝者はストーリーを書きます.
敗者はそれから排除されます.
-
Hirukei
Chūnin
Hirukei
Vilarejo Atual
Ícone : [FILLER] Uma esperança vazia. 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [FILLER] Uma esperança vazia. - em 4/4/2018, 18:43

@

_______________________


Tamekaze Hayato

[FILLER] Uma esperança vazia. Cb191e47a7922eddc80b1228b9db8a79516f7482_hq

[FILLER] Uma esperança vazia. 200px-Iwagakure_Pays_de_la_Terre.svg
-


Edição de Natal por Loola e Senko.