Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
RavesJogador ativo desde 2020, Raves entrou pro Akatsuki RPG e desde então vem contribuindo para o engajamento interno do fórum. Atualmente, é o principal responsável pela organização geral, além da criação, revisão e adequação de regras e sistemas, auxiliando como pode nas demais áreas. Particularmente, é um grande apreciador de enredos e está constantemente pensando no futuro.
Revescream#5421

Ícone
Oda
https://www.narutorpgakatsuki.net/t68937-fp-ororo-n-yami#514650


Kozue havia se tornado um rapaz amargo e distante, sempre procurando a solidão como uma maneira de fugir das obrigações sociais que as vezes eram impostas a uma pessoa. Aquela reclusão, contudo, nunca era completa. Ele sabia que havia dentro de sua mente segredos obscuros e no seu corpo cicatrizes que o conectavam a sua história e ao meio pelo qual ele veio se tornar o que era. Em algum lugar dentro de sua mente, havia duas outras pessoas totalmente diferentes dele. Um deles estava enjaulado e o outro aproveitava a liberdade esporadicamente. As paredes de seu quarto evidenciavam os sinais daquelas personalidades, assim como seu corpo evidenciava o mesmo.

Sobre uma escrivaninha ele encontrou os escritos de Watase sobre percepção social. Sua segunda personalidade era extremamente estudiosa e deixou sobre a mesa uma série de anotações destinadas ao próprio Kozue. Nelas haviam análises sobre o pensamento humano, conduzidas para tornar não só o próprio rapaz mais estável, mas também para tornar seu genjutsu mais poderoso. Ele pousou os olhos nas anotações.

"Indivíduos respondem a estímulos, qualquer tipo de estímulo, até mesmo aqueles que ele é incapaz de perceber ou controlar. Interação é sempre um fato."

As palavras de Watase insinuavam a construção de uma espécie de teia de estímulos, executada por intermédio de um Genjutsu. Kozue se esforçava mentalmente para conseguir construir a mesma linha de raciocínio de seu "irmão", tendo em consideração que suas mentes eram divididas. Para ele, era possível amestrar a mente de um adversário através de estímulos ao longo da luta, em especial, a sugestão e a coleta de informações. As ilusões criadas não são meras imagens na mente, mas uma complexa rede de estímulos de todos os tipos, que devem ser aplicadas para que o inimigo seja totalmente fisgado pela técnica.

Era necessário que aquele que envia a ilusão considerasse a presença dos cinco sentidos, sendo o visual apenas uma parte do que tornava uma técnica realmente poderosa. A dissimulação do olfato através da construção de diferentes odores, o engano da audição, inserindo sons diversos que deem ao ambiente recriado uma espécie de noção espacial, o ludibriar do tato e paladar com diferentes texturas e materiais, o sabor permanente na boca que dá ao indivíduo a percepção de que seu corpo funciona corretamente. O ataque visual era apenas a coroa de uma ilusão bem feita, colocando o inimigo sob a crença de que tudo o que vê de fato possui embasamento pelo restante dos sentidos. Aquela era a raiz de uma estratégia excelente. Kozue continuou sua leitura, mas não antes de ver as anotações sobre os sentidos e sua influência sobre a construção de um cenário verídico. Watase havia sido bastante enfático nisso, de que a interferência no chakra oponente deveria ser sempre ativa. Foi necessário algum tempo de leitura e esforço mental até que ele pudesse saltar para outros tópicos.

"Nos momentos iniciais, enquanto a interferência no chakra se estabelece, é necessário manter apenas estímulos básicos, para que a confusão seja maior que o medo e que a necessidade por orientação supere o desespero."

Aquelas anotações de estratégia de uma ilusão feitas por Watase agora entravam em outro assunto, sobre a interferência da ilusão na resposta psíquica do inimigo. Era necessário construir uma interferência no chakra que fosse estável e durante esse processo, não se podia atingir o adversário com dor ou sofrimento excessivo. Uma das técnicas mais primordiais para a libertação de um genjutsu era chamada Kai e podia tentar romper esta ligação entre o chakra do oponente e o chakra do cérebro da vítima. Por ser uma técnica relativamente fácil, os shinobi mais inexperientes podiam ter um genjutsu totalmente anulado, perdendo assim chakra e ficando vulnerável durante um combate.

Alguns shinobi eram capazes de executar essa conexão de maneira tão veloz, que pouco tempo era necessário até trazer o inimigo totalmente para o interior da teia de estímulos da técnica. Contudo, alguns que começavam a aprender precisavam exercitar esse conhecimento, resistindo a tentação de afundar o inimigo em ilusões terríveis antes que o encéfalo frontal estivesse totalmente envolvido pelo chakra invasor. A natureza da estratégia era conseguir atrair o adversário para dentro de uma armadilha, mesmo durante uma luta, onde o estado de alerta está ao máximo. Aquilo era o que tornava o genjutsu tão fascinante.

Kozue manteve sua leitura, observando os diagramas desenhados e os fluxogramas que ele havia construído para ilustrar sua lógica. Foi necessário pelo menos algumas horas de leitura e novas anotações para que ele conseguisse estudar e internalizar aquele conhecimento. Ele se esforçava para manter a concentração, o que Watase definia como uma das maiores necessidades ao longo da aplicação da ilusão, que era a manutenção de intensa concentração, para evitar que o adversário encontrasse brechas no chakra para explorar e expandir em uma libertação. Todo o sofrimento é psicológico, quando realizado dessa maneira e a dor e estímulos no corpo real da vítima podem levar a quebra da ilusão. Watase talvez não tenha sido explícito acerca do que aquilo realmente queria dizer, mas era óbvio que todo ataque dirigido ao corpo de um oponente tragado dentro de uma ilusão como aquelas tinha que ser extremamente poderoso. Isso é, que o dano realizado que quebra a ilusão, seja forte o suficiente para incapacitar o oponente.

As técnicas de genjutsu possuíam muitas brechas para escapatória por parte de um oponente, mas era possível anular tais brechas através do uso da inteligência. Por conta disso, Kozue não tolerava nada além de um longo e extensivo treinamento mental, focado na concentração. Após as leituras das pesquisas de Watase e estudar durante algum tempo alguns pergaminhos de jutsus avançados, organizando aqueles que ele pretendia mais tarde aprender, Kozue então passou a praticar sua habilidade com o ábaco, um instrumento que exigia concentração e de uso complexo. Esperava que aqueles conhecimentos práticos com o ábaco pudessem conceder a ele uma função administrativa em breve, que lhe rendesse um certo prestígio na Vila da Folha e que suas habilidades em Genjutsu, o permitissem em breve obter melhores resultados nos exames shinobi, para continuar progredindo.

Considerações:

1014 palavras de acordo com esse contador: aqui


Treino:

Treino de Genjutsu e Inteligência, com o objetivo de ganhar +1 ponto em cada uma dessas habilidades no Databook.

O Genjutsu foi estudado através do estudo da manipulação e criação de ilusões e a Inteligência na análise de comportamento e desenvolvimento de estratégias para aplicação dos jutsus


Copyright © 2016 All Rights Reserved for Lotus Graphics

_______________________

[Treino] Kozue Chinoike Tumblr_pytn9euwiU1y4te2do1_250
Ficha - M.S - Banco
Oda
Oda
Jōnin
Vilarejo Atual
[Treino] Kozue Chinoike 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Oda
https://www.narutorpgakatsuki.net/t68937-fp-ororo-n-yami#514650


Kozue havia caminhado até uma das escarpas altas que se formavam nas proximidades de Konoha. Uma região mais rochosa e com menos árvores, que fornecia um campo aberto para treinos de shinobis de diferentes graduações. Ele havia acordado muito cedo, durante a madrugada, coletara uma série de pergaminhos e outros escritos e caminhara até lá, com a esperança de chegar durante o amanhecer, o que lhe daria algumas horas em silêncio naquele ponto bucólico. Apesar de ser um campo de treinamento, aquele em especial era pouco frequentado, principalmente por oferecer poucos elementos além das pedras para prática de um ninjutsu. Geralmente, lugares com maior variedade eram mais procurados, justamente por possuírem um melhor espectro de treinamentos.

O genin sabia da importância do treinamento mental e físico para ser capaz de progredir como um shinobi. Ele se esforçara para levar com ele muitos pergaminhos de diferentes jutsus que pudessem lhe servir como base para o aprendizado. Além disso, trazia com ele também alguns escritos sobre a história do País do Fogo, pois acreditava ser essencial conhecer a história do lugar que o acolhera, para então poder ser capaz de interagir de maneira coerente com o ambiente. Decidiu começar seu dia pelo tópico mais fácil, que era a história.

Dedicou uma hora a formação daquele país feudal, o desenvolvimento de suas fronteiras iniciais e sua hierarquia de poder estrita, criada para disciplinar e organizar a sociedade. A hora seguinte foi dedicada a uma leitura rápida da formação da Vila de Konoha, quando o Primeiro Hokage havia erguido aquela floresta do nada, através do uso do Mokuton, um jutsu formidável de liberação de terra e água, gerando a liberação da madeira. Ele manteve a sua leitura de maneira concentrada e então, após seus olhos começarem a coçar, ele se levantou e se colocou em pé, buscando a energia de seu chakra.

Fechou os olhos e se concentrou na aura que se formava a sua volta. Sabia que era naquilo que o genjutsu se baseava, na construção e formação de uma aura de chakra que afetasse o funcionamento do cérebro do adversário. Para isso, era necessário grande habilidade de manipulação daquela energia primordial, algo que ele detinha, mas que ainda precisava ser aperfeiçoado assim como todas as habilidades humanas. Ele pode sentir a energia fluindo através de seu corpo e até mesmo interagindo com o solo e o ar, onde sua dissipação parecia diferente nesses pontos. Aquele exercício, exigia também grande concentração, uma vez que era necessário perceber o chakra inato. Os estímulos corporais ajudaram Kozue a despertar, antes de continuar sua tarefa intelectual.

Após o breve exercício de dissipação do chakra, ele retornou ao pergaminho, confrontando então uma lista exaustiva de diferentes habilidades e Kekkei Genkais. Como seu objetivo era se tornar mais poderoso na criação de ilusões, ele se dedicou então ao estudo dos doujutsu, que por serem técnicas oculares, estavam conectados de maneira simbiótica aos genjutsu diversos. Ele então, dedicou uma boa parte de sua leitura ao Sharingan, técnica que o intrigava por sua versatilidade. Além disso, o Sharingan fora a habilidade utilizada pelos Uchiha para massacrarem os Chinoike no País das Fontes Termais e por isso, Kozue entendia que seu entendimento devia ser completo por parte dele. Esta técnica ocular específica era extremamente poderosa contra genjutsu, sendo que podia captar o fluxo de chakra de um indíviduo e identificar se esse fluxo estaria irregular ou não. Contudo, essa técnica também concedia uma série de genjutsus, que podiam se tornar extremamente poderosos sob sua influência.

Kozue continuou sua análise pelo Sharingan, estudando as técnicas contabilizadas que derivavam daquela Kekkei Genkai. Os jutsus relatados eram muitos, em especial quando havia evolução ou modificação dessa habilidade para níveis poderosos e seu grau de poder era espantoso. Os genjutsus variados daquela habilidade demonstravam ser realmente assombrosos, isso pelos poucos relatos que haviam, dos poucos Uchihas que haviam sido capazes de mestrar seu potencial. Após aquela leitura exaustiva, Kozue se levantou uma vez mais para treinar a dissipação de seu chakra.

Apesar das fraquezas que um genjutsu possuía, Kozue o entendia como uma técnica mais poderosa do que qualquer outra. Consideração a alteração que ela podia realizar a mente do adversário e a tendência a causar danos intensos e por vezes permanentes. A mente era a origem de todos os pensamentos, de todo movimento, de todo conhecimento e ação. Afetá-la, modificá-la e destruí-la era uma capacidade que podia igualar seu usuário a uma entidade fora do normal. Poucos shinobi se dedicavam seriamente aquela arte, o que permitia que Kozue possuísse uma ligeira vantagem contra eles, mais focados com o poder dos ninjutsu.

Um pequeno roedor se esgueirou sobre uma das pedras, provavelmente perdido da floresta ao redor e explorando a região em busca de alimentos. Fazia parte do desenvolvimento da vida buscar novos ares e então, melhorar sua própria condição. Aquele caráter mutante da vida era o que fazia dela tão intrigante. Kozue havia aprendido e estudado muito daquilo, enquanto Watase, sua segunda personalidade, estudava as relações sociais. Havia uma teoria de que as leis naturais e as leis sociais possuíam um ponto de encontro e por isso se baseavam nos mesmo princípios.

Kozue uniu as mãos e estendeu sua percepção de chakra. Podia sentir, embora não pudesse ver, o chakra emitido pelo próprio corpo e por aquele pequeno ser vivo, ali confuso. A aura se expandia pelo corpo e a percepção do chakra parecia ser um sentido diverso, que não era organoléptico, mas fruto da mente. Ele havia aprendido que qualquer individuo com um cortéx frontal podia ser afetado por um Genjutsu, o que incluía os roedores. Ele se concentrou na aura do animal e infiltrou-se em sua mente, sentindo o chakra correr pelos pontos da mente da pequena criatura. Não demorou para que o roedor ficasse desorientado, capturado naquela breve confusão mental. Kozue não usaria nele qualquer técnica que causasse sofrimento, mas a desorientação podia ser uma arma eficiente, mesmo contra animais, quando se está desejando sobreviver em uma mata por exemplo.

Após concluir a infiltração na mente do roedor e então libertá-lo do fluxo invasor de chakra, ele tirou um pequeno biscoito de seu bolso e entregou ao animal, deixando que ele partisse em seguida, ainda levemente desorientado, mas satisfeito pelo alimento. Ele retornou então para a leitura, concentrando sua mente uma vez mais na memorização e comparação entre diferentes jutsus mentais, buscando ao mesmo tempo, inferir as quantidades de chakra necessários para alterar a mente daquela maneira.

- Cansado de treinar com animais e pergaminhos? - ele ouviu uma voz familiar próximo a ele, que o libertou daquele transe.


Considerações:
1098 palavras de acordo com esse contador: http://pt.wordcounter360.com/

O treino decorre ao longo de toda uma manhã e a maior parte da tarde. Sendo que cada técnica de Kekkei Genkai que envolvia Genjutsu foi lida em caráter teórico, mas que reduzi para evitar deixar o texto demasiado exaustivo.
Treino:
Treino de Genjutsu e Inteligência com o objetivo de conseguir +1 ponto no Databook em cada uma dessas habilidades.

A habilidade de Genjutsu foi treinada usando como base a dissipação do chakra e percepção do chakra no cérebro de oponentes. Também foi desenvolvido por meio de treinamento teórico e prática de leitura intensa pelo personagem. Inteligência foi utilizada por meio do desenvolvimento de estratégia no uso e aplicação do genjutsu, a leitura intensa da história de Konoha, País do Fogo e outros clãs. Além também da análise das diferentes técnicas em caráter teórico.

Copyright © 2016 All Rights Reserved for Lotus Graphics

_______________________

[Treino] Kozue Chinoike Tumblr_pytn9euwiU1y4te2do1_250
Ficha - M.S - Banco
Oda
Oda
Jōnin
Vilarejo Atual
[Treino] Kozue Chinoike 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
@
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Oda
https://www.narutorpgakatsuki.net/t68937-fp-ororo-n-yami#514650


O tio de Kozue era um homem alto e corpulento, dotado de ombros e peitos largos, tinha um corpo forte e ligeiramente mais rechonchudo. Ele possuía olhos negros e com uma coloração arroxeada formando olheiras de cansaço sob eles. Suas mãos estavam sempre enfaixadas e seus cabelos desgrenhados emendados a uma barba mal feita. Não era a visão mais amigável que se podia encontrar, mas no sorriso no rosto de seu tio, o jovem rapaz encontrava aquilo que ainda chamava de família. Kozue havia aprendido amargamente as lições que a vida o havia ensinado, ao custo de sua própria sanidade e de sua capacidade de conexão com outras pessoas.

- Imagino que goste das ilusões da mente. Eu entendo, esta é uma prática atrativa para aqueles que possuem doujutsu. - disse o velho Chinoike, subindo em uma pedra diante de um declive muito íngreme do monte onde estavam. - Todavia, se confiarmos em apenas uma técnica para desenvolvermos nossas capacidades, estaremos fadados ao fracasso, visto que nos tornamos previsíveis e nossos pontos fracos se tornam críticos

Os ensinamentos do homem eram importantes, mesmo embora Kozue encontrasse neles um certo ar de desconfiança. O Genjutsu do Ketsuryugan era extremamente poderoso, sendo capaz até mesmo de criar contraposição ao sharingan. Era difícil não se sentir atraído por tamanho poder, a capacidade de trazer até mesmo um oponente poderoso para dentro de uma ilusão irresistível era algo que mexia com um shinobi desejoso de se tornar mais forte. Ele entendia, porém, que apenas utilizando Genjutsu, suas táticas estariam presas a um mesmice que podia torná-lo vulnerável. Por conta disso, ele estava disposto a se especializar em outras técnicas.

- Concentre seu chakra nos pés, Kozue. Sabe como fazer isso? - indagou o homem.

Kozue não era totalmente ignorante e podia dominar seu chakra com bastante habilidade, visto que detinha sobre ele um grande controle. Ele concentrou sua energia, deixou ela fluir por seu corpo até que a sola dos seus pés pareceram embebidas em uma aura de chakra poderosa. Esta técnica exigiu dele certa concentração, que ele mantinha concentrada nos pés com a intenção de criar uma forma canalizada de contato com o solo. Em seguida, ele passou a se mover, concentrando o fluxo de chakra pra mantê-lo fluindo em direção ao solo, mas controlando sua dispersão para evitar gasto desnecessário.

- Vamos, Kozue! - disse o tio e saltou pela encosta íngreme usando do chakra nos pés.

Kozue sabia que aquilo era uma corrida, ele correu pela encosta e então desceu por ela, contrabalanceando a energia da gravidade utilizando o chakra nos pés para manter sua movimentação em grande velocidade. Ele desceu a encosta e a gravidade o deu aceleração para então saltar em direção a um galho próximo. Seu tio estava a frente dele, pouco mais de vinte metros e ele precisava se esforçar mais se desejasse alcançá-lo.

Ele impulsionou o chakra pelos pés para saltar de maneira mais forte e assim também mais rapidamente. Ele se lançou contra um galho mais alto, entrando em meio as folhas em grande velocidade, desviando como podia dos galhos menores enquanto buscava alcançar o máximo de aceleração. A necessidade de saltar e desviar causava transtorno na manutenção do tempo, mas ele buscava eliminar a resistência buscando sempre os caminhos mais simples e com menos obstáculos.

O tio continuou a frente, Kozue manteve seu avanço constante por cerca de alguns minutos, até começar a sentir suas pernas cansando. Pouco a pouco, apesar do chakra disperso de maneira mais ou menos eficiente, ele podia sentir as juntas do joelho cansando mais. As solas dos pés começavam a arder um pouco devido aos constantes impulsos e da mesma forma, a panturrilha sentia, contraindo-se de maneira elevada em busca de descanso. Kozue, no entanto, não desistiu e manteve sua velocidade como podia, desviando de cada galho em seu caminho, até que seu tio saltou em um novo campo aberto.

Ele não possuía escolha a não ser seguir o homem, então lançou-se ao chão, levantando folhas e poeira ao tocar nele. Em seguida, recomeçou a aceleração, dessa vez, começou a sentir os pulmões reclamando do esforço. Contudo, sua corrida não duraria muito tempo, ele viu uma canela voando direito ao seu encontro e precisou ser veloz para erguer os braços junto a cabeça e bloquear com destreza. O impacto do golpe atingiu com força seu antebraço e o fez deslizar quase um metro para a direita. Em seguida, um novo soco veio em direção ao seu rosto e usando o chakra nos pés ele buscou deslizar rapidamente para a direita mais uma vez.

Seu tio então lançou um novo golpe, um chute alto contra sua cabeça e ele abaixou-se o melhor que pode, sentindo a canela dele passando por seus cabelos cinzentos. Em seguida, um novo golpe veio antes que ele pudesse pensar no que fazer, era um soco giratório. Kozue desviou apenas ligeiramente e tentou aparar e recolher o braço de seu tio, que havia entrado em seu espaço. Contudo, o homem foi mais veloz e retirou o punho antes que ele pudesse firmar o aperto contra o braço dele. O Chinoike então impulsionou para trás, ofegante e com dores nos músculos após o esforço, mas sentindo a adrenalina acelerar seu sangue.

Seu tio então se colocou a correr mais uma vez, dessa vez pelo campo aberto. Kozue continuava a segui-lo, usando ao máximo a energia que seu corpo podia dispôr, sentindo até mesmo os pulmões se esgotarem e as narinas arderem para aspirar o ar que ele precisava para continuar. Fazia o que era possível para manter o cansaço afastado, mas tinha um limite, precisava ficar focado em manter o fluxo de chakra através dos músculos para evitar o cansaço e reforçar sua velocidade. O cansaço parecia consumi-lo, aos poucos ele sentia a energia que apenas o oxigênio não era suficiente. A cada nova corrida, seu tio terminava com uma sequência veloz de golpes, chutes altos e rápidos e socos fortes contra o dorso.

Ao final do dia, Kozue sequer conseguia levantar seus braços. Tendo forçado seus músculos até o limite e buscado ao máximo evoluir sua velocidade e sua resistência. Seria necessário algum tempo de descanso até que pudesse voltar ao treinamento físico novamente, mas com o passar do tempo, ele se tornaria um shinobi mais forte e capaz.




Treino:
Treino de Atributos visando conseguir +1 Stamina e +1 Velocidade.
Considerações:
1053 palavras
Copyright © 2016 All Rights Reserved for Lotus Graphics

_______________________

[Treino] Kozue Chinoike Tumblr_pytn9euwiU1y4te2do1_250
Ficha - M.S - Banco
Oda
Oda
Jōnin
Vilarejo Atual
[Treino] Kozue Chinoike 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
@
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos