>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Ryuu
Genin
Ryuu
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Ryuu 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Filler] Ryuu - Ter 27 Fev 2018 - 19:00


 Filler - Crescimento



Deitado sobre o chão, com as folhas mortas que das arvores cairiam inundando todo o lugar, concedendo graça e harmônia para o ambiente, visitado pelos os pássaros que dissipariam todo o silêncio e os prantos com suas melodias e cantos. Minha mente esbarrava de uma forma atenua sobre a viajem ante á meus pensamentos, de olhos fechados me encontrava, sentindo a essência daquele aroma que circundava puramente adentro o meu corpo ao decorrer inalada, sendo mandada de volta aos meus suspiros para o ar, como um calmante para a minha alma. Khaito desta vez não estaria por perto para passar o restante do dia ao meu lado, teria momentos com sua mãe em seu recinto, nem sempre estaríamos adjacentes, teríamos tempos em que precisamos dedicar parte do tempo para outros compromissos. Minha mãe não era tão presente em meu crescimento quanto a dele poderia ser onipresente, com o período de tempo que meus hormônios seriam desenvolvidos, nos afastamos mais um do outro em questão de diálogo, ademais por minha conta, meus sentimentos eram fechados quando se tratavam do meu amor por Khaito. Por respeito á ele não falaria muito sobre nossa união, para com que a notícia não vire fofoca entre os outros, não sabemos como nossas famílias reagiriam no que se refere á isso.

Não podemos fugir de quem somos por muito tempo, uma hora ou outra, tudo vem á tona, as consequências devem ser tomadas mesmo que árdua possa ter de lidar. Com a ternura e afeição de nosso amor, todas as barreiras e obstáculos tenaz em nossa frente serão rompidas, ou melhor ditando, dilaceradas pela virtude que mesmo após nossa morte, viverás. Em um campo de reflexão, já sozinho por ali acompanhado com a calmaria do âmbito, viajante sobre as nébulas de minha mente, sendo banhado pela luz reluzente do sol que acariciava a minha pele, estimulando as flamas de meu corpo prazerosamente, aquela sensação carinhosa era um tanto relaxante, minhas amigas aves brincavam uma com as outras sobre os galhos das árvores, pairando com suas asas sobre o céu e voltavam. Embora não poderia ficar por tanto tempo ali, atoa, por mais que satisfatório seria, minha agonia e ansiedade em crise, me afetava com os meus olhos ambiciosos em crescer, desenfreada ganância sobre o amadurecimento correria sobre as veias de minha alma, incomodando o meu ego em estado de minha prudência.

Com minhas duas mãos por baixo de minha cabeça, como um conforto para minha nuca sobre o chão duro, faria um leve impulso para frente com minhas pernas firmes tentando as manter-las imóveis, enquanto em movimento com a cintura e a força de meu corpo para cima faria, aproximando minha face ante meu joelho alvoroçando repetitivamente, realizando abdominais para estimular o meu físico. Minha barriga queimaria quando poderia atingir mais de quarenta e cinco atividades crebras, com efeito dos músculos se desenvolvendo aos poucos para se definir lentamente com o processo.

Com a respiração ofegante, perante ao breve exercício fora feito, sentado desta para recuperar a minha fadiga, acalmando-me por exatos segundos próximos - Eu ainda não posso parar, é apenas o começo - Viajante ainda, em consciência, com a rigidez me levantaria ficando de pés juntando as duas palmas de minhas mãos em um selo que poderia ser identificado como ''Cobrar'' tendo no momento os olhos oclusos, um grande fluxo de minha fonte principal de energia entrava em excitação, levando a se movimentar drasticamente por todos os meus membros, intensificando o controle de chakra internamente, locomovendo-o para os meus pés em grande quantidade e abundância - Abra os seus olhos - Forçava meu ego falar comigo mesmo, no intuito de me coordenar á fazer o certo e seguir em frente quando me senti pronto para liberar a camada de meus pés, correndo diretamente para uma das árvores que estaria em minha frente para escalar em seu corpo. Meus pés a tocava amena sem causar danos externos sobre sua casca, sem o tom agressivo procuraria subir até o seu topo no intuito de ter o controle de chakra sem danificar quaisquer objeto ou matéria, para tornar-me dominante com equilíbrio e gestão, conquistando futuramente um influxo em uso de qualquer jutsu, com tamanha facilidade em executar-lo por auto-controle.

Com um leve e descontrolado impulso com o tronco, meu chakra me empurraria para trás, desorientando o meu desígnio até o topo dela, uma das árvores mais altas daquele ambiente, um leve ferimento era feito contra ela, retomando o meu corpo enquanto cairia até o chão dando um mal feito mortal para trás caindo de pés. Um pouco confuso com oque poderia ter ocorrido bem na metade do mérito que tentava alcançar - Deixei minhas emoções tomarem parte de mim? Ou pisei com tanta força que meu chakra não conseguiu acompanhar ao encostar no casco verdejante - Faria da mesma forma que anterior, tinha acumulado em grande quantidade, em membros de minhas pernas, me distanciaria um pouco mais de onde me encontrava e partiria contra a mesma. Distinguiria os meus sentimentos, evitando pensar tanto em Khaito, minha sede de crescer também era exagerada oque poderia atrapalhar até então, contendo isto em minha consciência me acalmaria pensando em exatamente nada mesmo que por alguns minutos. Até o seu topo com passos gentis, correria, em mente imaculada e vazia, apenas com aquilo que tentava alcançar.

Lá em cima, estaria, sabendo dividir o momento em que deveria por ou não oque eu sentia, era necessário para atingir o meu objetivo, amadurecia mesmo que pouco, mas era algo para se apreciar. A vista de cima para a vila, a paisagem que a mesma tinha era algo tentador e emocionando de ser vista, como um corta-céus, me sentiria levantando uma de minhas mãos e entre elas a carícia dos ventos após arranhar aquele imensidão céu azul. Contente, já era o suficiente, da mesma saltaria acumulando da mesma forma chakra em meus pés para amortecer a queda quando me encontrasse com o solo abaixo, a faixa de minha cabeça era solta flutuante pelo o ar, meu cabelo balançavam constantemente contra o vento, minha pele se tornava fria e suave com o abraço da ventania em trajetória. Com a leve orientação da minha fonte estaria de volta empurrando as folhas que estavam caídas para longe com o impacto que causaria após se espalhar juntamente com o chakra em colisão, minha faixa cairia do meu lado lentamente após alguns segundos, a pegando e recolocando sobre minha testa amarrando em um simples nó, para me retirar dali, em passos.

Spoiler:
Treinamento de +100 de Status (+100 com Mês do Up)
1083 Palavras, excluindo-se título e formatação.









 

_______________________

[Filler] Ryuu SG2wHgj


[Filler] Ryuu 0hjnGpg
-
Kaginimaru
Jōnin
Kaginimaru
Vilarejo Atual
Ícone : Inútil...

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68952-ficha#514831

Re: [Filler] Ryuu - Ter 27 Fev 2018 - 19:16

Aprovado

_______________________


"."
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.