Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
RavesJogador ativo desde 2020, Raves entrou pro Akatsuki RPG e desde então vem contribuindo para o engajamento interno do fórum. Atualmente, é o principal responsável pela organização geral, além da criação, revisão e adequação de regras e sistemas, auxiliando como pode nas demais áreas. Particularmente, é um grande apreciador de enredos e está constantemente pensando no futuro.
Revescream#5421

Ícone
Convidado


Kami no Zenseiki (神の全盛期, Heyday of Gods)
Olhei em volta, imaginando se seria vista. A sensação de estar fazendo algo errado provavelmente nos torna paranoicos. Entrei no dojo após fecharem para treinar um pouco. Meu corpo parado e sedentário não me ajudaria em nada numa luta, então precisaria botá-lo novamente em forma se quisesse ter alguma chance. Comecei pondo as luvas forradas, já que meus punhos poderiam se ferir ao espancar o saco de areia, sendo o que faria por algumas horas. Cada pancada fazia meu corpo tremer, cada sequência fazia meus braços arderem, cada sucesso fazia meu coração palpitar. —— Me tornarei alguém forte, não posso continuar sempre em baixo. —— Era o que me motivava, meu objetivo e meu único sustento.

Os socos continuaram por um bom tempo, mas eu não estava contando ou sequer estava preocupada com isso, já que só sairia dali quando o sol nascesse ou caso alguém me descobrisse. O suor já tratava de escorrer pela minha testa, enquanto o corpo se aquecia com o esforço. Meus braços ardiam e pesavam, mas os golpes não paravam. Após mais alguns minutos, o último golpe ecoou pelo ambiente, indicando que havia parado. —— Acho que...esse foi o milésimo. —— Sussurrei, confusa com a situação em que havia me metido. Talvez o tempo não houvesse passado tão depressa para mim, mas talvez outra pessoa teria se entediado de me ver surrar um saco de areia por diversas horas. Com um sorriso abatido no rosto, sequei meu corpo com uma toalha, ingerindo uma garrafa d'agua rapidamente. Pensei como continuar, mas então fui surpreendida por um homem alto, que vestia-se com um atama negro. Suas feições eram sérias e de poucos amigos, fazendo-me imediatamente começar a pensar em uma desculpa por usar o dojo de penetra. —— "Se queria treinar, bastava ter pedido..." —— Ele disse, aparentemente sem qualquer pingo de raiva em sua voz. Só fui capaz de balançar minha cabeça, em arrependimento, enquanto ele me empurrava para o tatame.

Ele se posicionou como um profissional, que provavelmente deveria ser. Retirei as luvas de antes, preparando-me igualmente. Ele me pediu que começasse, então o fiz. O avança rápido em sua direção, seguido de um chute do alto, foi aparado com suas mãos. Ele era enorme, mas ainda se movia mais rápido do que meus olhos eram capazes de acompanhar. Seus diversos golpes por pouco não me acertavam, quase como se ele estivesse se contendo. —— Isso já não tem mais graça. —— Reclamei, agarrando seus ombros, enquanto a perna direita passava ao lado do homem, puxando suas pernas como um anzol. —— Esse treino acaba agora! —— Esbravejei, crente de sua derrota, quando ele foi capaz de se equilibrar em uma de suas mãos, girando e me atingindo com ambas as pernas. Não era apenas rápido, como forte também. Apenas uma triscada nele foi capaz de me arremessar longe, diretamente para fora do tatame.

Não havia tido qualquer complicação, não havia sofrido sequer um arranhão. Ele pareceu rir, mas foi um riso fraco, como se já soubesse que acabaria assim. —— "Você tem o potencial, criança. Posso lhe ensinar, se quiser." —— Se ofereceu, como um verdadeiro mestre. Sua mão se estendeu até mim, me ajudando a levantar. —— Claro, por que não? —— Aceitei sua oferta, na esperança de melhorar o mais depressa possível. E então, comecei uma rotina de treinos no dojo, sendo sempre pelas noites, quando ninguém mais se faz presente. Treinamentos de luta, força e agilidade era tudo que se passava naquele local. Não havia espaço para incertezas ou preocupações, apenas treino e suor.

O mestre possuía um estilo de luta estranho dos demais, utilizando mais sua agilidade para cansar o adversário ao invés de usar sua força para acabar com eles de uma vez. Ele me dizia que aquele estilo era o ideal para vencer uma luta sem ferir seu adversário ou ferir a si mesmo. As vezes, o adversário desiste de lutar, já que não é sequer capaz de acertar seu oponente. Era simplesmente algo ideal para mim, então me esforcei muito para aprendê-lo, mesmo sem ter uma velocidade muito elevada, se comparada a ele. Com o passar do tempo, minha força evoluiu, sendo capaz de levantar pesos que jamais sonharia e até mesmo competir com meu mestre em uma queda de braço, mesmo que as vitórias fossem poucas — ainda que eu ache que ele me deixava ganhar nessas vezes.

Levantamento de peso, agachamentos, polichinelos, abdominais, todo tipo de treinamento físico foi realizado naquele dojo. Meu mestre estava realmente disposto a me transformar em uma guerreira, nem que tivesse de sacrificar suas noites de sono comigo. Ele pensou ter me transformado na melhor aluna que ele já teve, mesmo que sequer fosse capaz de imaginar o porque, até que um dia desses, ele desabafou. —— "Sabe...o motivo pelo qual eu zelo tanto por seu sucesso, é que você se parece muito com a minha filha." —— Me disse, cabisbaixo. —— O que houve com ela, sensei? —— O indaguei, curiosa com sua tristeza. —— "Ela foi assassinada, enquanto lutava no exterior. Parece que ela foi tentar ajudar uma mulher que estava sendo assaltada, onde foi apunhalada pelas costas e morreu no local." —— Soluçava enquanto me contava, com as lágrimas rolando de seus olhos e molhando o tatame. Flashbacks indesejados de uma sala de aula destruída vinham me perturbar, mas o choro do homem a minha frente me impedia de ter uma crise ali. —— Vamos, homem. Me enfrente uma última vez. —— Pedi, pronta para por aquilo a prova.

Ele se levantou, vindo para cima sem qualquer vontade, com um soco mais lento do que seu corpo. O seu punho atingiu minha testa, mas meu corpo sequer se moveu. —— Se deseja manter as memórias de sua filha, deve sempre se lembrar de continuar dando um bom exemplo. —— Acertei-lhe um soco no abdomen, que o fez deslizar para trás. —— Sua filha foi um exemplo incrível, que o senhor deveria respeitar e se orgulhar. —— E mais um soco em cheio, com o mesmo efeito. —— Lembrar das ações de sua filha deveriam lhe trazer felicidade, já que ela morreu como uma verdadeira heroína. —— E mais outro, que o jogou para fora do tatame. —— Eu não deixarei que a história se repita, me ouviu? —— Provocou, ríspida nas palavras e nas ações. O mestre sorriu, orgulhoso de sua filha e de sua aluna, agora que passou a entender melhor ambas as duas.


Considerações:
• Aparência de Medaka Kurokami mais nova. Imagem para referência na ficha.
• Bandana no braço direito, como uma braçadeira.
• Bolsa de armas presa à cintura, na parte traseira
• 1052 palavras. Treino de Taijutsu e Força.
Utilizado:
——
Equipamentos:
Hip-Pouch:
04 Kunais [04]
06 Shurikens [06]
08 Kibaku Fuudas [02]
02 Hikaridamas [02]
02 Kemuridamas [02]
01 Fuuma Shuriken [04]
HP: 500| 500 CH: 1375| 1375 ST: 00| 05
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Ta
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos