>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Guren.
Genin
Guren.
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] A guerreira sanguinária. 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Filler] A guerreira sanguinária. - Sab 3 Fev - 20:46


Rótulos sociais definiriam aquele corpo, que se equilibrava numa alta montanha, como um corpo de uma mulher linda. Mas não tão somente o corpo, afinal, os traços do rosto daquela garota eram definitivamente muito lindos. Seus olhos, porém, eram coloridos por um vermelho escarlate em conjunto com três vírgulas negras e um círculo em seu centro (também preto), que tornava o rosto lindo um tanto quanto assustador. Mas a moça era uma guerreira, afinal. De que serviriam olhos lindos, pintados por um belíssimo azul da cor do mar, se não fossem abençoados pelo poder que o Sharingan fornecia? A brisa noturna balançava longa cabeleira negra da garota, que com uma expressão séria, observava o centro do vilarejo. Homens com corpos menores do que o dela, atacavam insanamente os morados da vila da nuvem. Seu chapéu, cujo estava grafado o símbolo da vila, e os símbolos japoneses que significavam que ela era a Raikage, a fazia se incomodar um pouco mais com aquela situação. Não deveria proteger as pessoas, por um simples fator de que ela era um ser humano que convinha ajudar o próximo, mas protegeria porque ela era a líder daquele vilarejo.

Sua carcaça se deixou levar montanha abaixo. Seus braços, esticados mas colados ao corpo, e seu rosto aproveitando a corrente de ar que se fazia presente. Por fim, pousou. O campo de batalhas estava formado: Centenas de homenzinhos portadores de espadas voltaram-se contra a deusa de Kumogakure. Ela, solitária, os encarava e observava que eles estavam postados bem a sua frente, alinhados em fileiras organizadas. Em sua direita, alguns corpos sem vida. Na esquerda, uma montanha de mortos. Seu olhar frio estava coberto por ódio agora, e a Kunoichi sentia-se imprestável. Falhara em seu propósito de vida, pois não podia ter deixado ninguém morrer, quanto mais milhares.

Quando se deu conta, percebeu que estava movimentando-se no automático, numa dança teatral. Suas pernas e um dos punhos se mexiam para lá e para cá, seu corpo ia sobre os ares e retornava ao solo, enquanto os corpos dos inimigos eram lançados para longe, um a um. Após um suspiro longo, com os olhos fechados e com a mão mais fraca o bolso, a garota decidiu acabar com aquilo mais rápido. Teve que retirar a mão do bolso para que, em conjunto com a outra, fossem realizados alguns selos e em seguida: — Katon: Gōkakyū no Jutsu — exclamara, com um sopro de chamas sendo lançado em seguida. Mais algumas dezenas de homens pequenos ao ar. Porém, por algum motivo, os espadachins esquisitos não paravam de aparecer. Pareciam se multiplicar, mas seus olhos a mostrava que eles eram pessoas diferentes, não compartilhavam do mesmo chakra. Revoltada, teve de deixar os olhos sangrarem. Agora, as vírgulas pretas não mais se faziam presentes, mas tornaram-se triangulares. Era o Mangekyou Sharingan. Sem muitos indivíduos vivos ali, não se importou em destruir a parte física da vila. Em meio a um choro de sangue e lágrimas, permitiu que seu poder ocular despejasse chamas negras sobre a multidão de inimigos. O Amaterasu acabaria com os oponentes. O nome Amaterasu é derivado de Amateru que significa que brilha no céu. O sentido do seu nome completo, Amaterasu-ōmikami, é "a Grande Deusa Augusta que ilumina o céu". Pensou, homenageando os moradores inocentes de Kumogakure que haviam se esvaído por culpa daqueles homens que agora eram apagados pelas chamas eternas.

Agora, não sobrara nenhum anão portador de espadas para combater, mas também não restava quase nada do Vilarejo, se não escombros e a Uchiha guerrilheira. Ajoelhou-se, e deixou seus olhos retornarem à cor de mel. Lágrimas não paravam de escorrer sobre seu rosto, e suas mãos eram levadas deliberadamente até o chão, em diversos tapas contra o solo. Fracassada! Fracassada! ela repetia em seus pensamentos, sabendo que falhara como Raikage e como pessoa. O que momentos antes era um sonho, agora tornara-se pesadelo. Foi durante este dilema entre sonho e pesadelo que a garotinha de dez anos acordara. Percebera que aquilo que via não passava de um sonho (ou pesadelo) e de que ela não havia falhado como Raikage, pelo contrário, ainda não passara de uma Gennin mortal e seu Sharingan ainda não alcançara aquele nível de poder destrutivo. Abriu a janela, o suor escorrendo sobre sua camisola, as mãos tremendo. Observou que a vila da nuvem ainda continuava bela e radiante, e que a lua cheia raiava imponente. Restava saber o motivo daquele sonho. Ela não acreditava no acaso, acreditava que para tudo havia um motivo; não acreditava nas coincidências, mas sim no destino. Seria aquilo uma visão do seu futuro? Aquela trágica cena, seria seu destino? Seria ela a única sobrevivente de um vilarejo devastado por espadachins? A garota refletiu por alguns instantes, mas era muita dor de cabeça para uma garotinha tão pequenina. Decidiu, então, retornar ao seu sono de beleza. Fechou os olhos, repousou a cabeça no travesseiro, e após reviravoltas na cama, dormiu. Desejava ela dormir bem, tendo um bom descanso, mas não fora o que acontecera. A garota entrara num devaneio, que parecia ser continuação do pesadelo anterior. A mesma moça, de aparentemente vinte anos, com chapéu de Raikage, levantara-se do choro, e exclamara: — O mundo é podre! — a garota revelava novamente seus olhos num tom escarlate, aliado a uma expressão facial de pura raiva. A moça, dotada de raiva, fincou uma Kunai na própria garganta, caindo sem vida em seguida.

Desespero seria a palavra que melhor definiria Uchiha Gwen quando acordou. Seu rosto de espanto, o corpo suando frio, boquiaberta e com os olhos esbugalhados. As mesmas perguntas anteriores, batucaram sua mente mais uma vez. Seria aquilo uma visão do seu futuro? Aquela trágica cena, seria seu destino? Acordou, e deu início a um caminhar noturno pelo Vilarejo, ainda muito aflita. Percorrera alguns poucos quilômetros caminhando, quando se deparou com um senhor de idade avançada sorrindo e acenando para ela. O homem a abraçou como se a conhecesse de longa data, mas a Uchiha não se lembrava daquele idoso.  — Seu sonho, não é uma previsão. Aquilo é uma amostra do que aconteceria caso você se rendesse ao poder, se fosse serva dele. Mas eu sei que você é quem mandará no poder quando atingi-lo em grande escala, e não o contrário. — o homem desapareceu em seguida, e a garota se viu beliscando o próprio braço, tentando perceber e estava sonhando mais uma vez, mas não, aquilo era real. Com diversas questões em mente, mas contente em saber que atingiria grande poder um dia, voltou para sua casa.

PALAVRAS: 1091.
   

_______________________

[Filler] A guerreira sanguinária. Tumblr_p17qwitT1v1u0sr9fo1_500
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] A guerreira sanguinária. - Sab 3 Fev - 23:52

ta
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.