>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Note
Chūnin
Note
Vilarejo Atual

[Filler] Diario de Kiwi - 13/1/2018, 23:41

Era uma manhã em iwa, Kiwi estava deitado em seu quarto que ficava nos fundos da casa em que mora, ele não foi deixado para aquele quarto, o próprio menino decidiu pegar aquele quarto quando se mudaram a alguns meses atrás. O menino só queria ficar em seu quarto jogando vídeo games e sonhando no grande curandeiro que poderia ser tornar caso se esforçasse como se esforçou para concluir e passar na prova final da academia ninja.

Kiwi estava na porta da sua nova casa, estava ele seu irmão mais velho e sua irmã mais nova. A mais nova era bem diferente por não gostar de mostrar o rosto, ela sempre dizia que queria ser uma amazona e amazonas não mostram o rosto; seu irmão mais velho era um renomado cientista da agua e por fim havia Kiwi o irmão do meio, um inútil sem muita ambição que apenas queria ficar em casa estudando a anatomia humana e como cura-la.

Havia diversas caixas de mudança na frente da nova casa, o irmão mais velho do menino que os bancava depois do sumiço, ele falava para Kiwi:

- Kiwi, meu laboratório já foi montado no subsolo da casa, deixarei você responsável pela finalização da mudança.

Ao terminar de falar os olhos de Kiwi brilhavam ao ver que seu irmão mais velho finalmente havia confiado nele para fazer alguma coisa que para os olhos do ninja eram muito importantes, o seu irmão mais velho até mesmo colava a mão na cabeça de Kiwi como um simples ato de afeto entre familiares e seguia para dentro da casa para provavelmente continuar a pesquisa que ele estava possivelmente fazendo, Kiwi não tinha ideia de como o laboratório era ou do que se tratava a pesquisa mesmo perguntando sempre para seu irmão.

Com seu irmão mais velho fora de vista e sua irmã mais nova apenas olhando toda aquela cena e sentindo uma leve inveja por ver que ainda não era passível de confiança de seu irmão mais velho. Kiwi sorria de um canto da boca ao outro, corria tentando subir em algumas caixas deixando uma perna em um nível um pouco acima da outra e com o punho fechado fazendo uma posição de herói de mangas, o menino falava e fazia cena apenas para sua irmã ver e ouvir:

- Haha, finalmente virei um herói adulto e com reponsabilidades – e partia e fazia outra pose heroica e continuava a falar – eu tenho uma responsabilidade...

O menino se tocava do quanto estaria ferrado por ter que tomar conta da mudança, repentinamente o seu ar todo cheio de si e heroico como os heróis que lia nos seus mangas agora passava para uma pessoa triste, sua pose que mantinha agora parecia com a de um zumbi. Com seus dois braços soltos e coluna levemente envergada para frente, cabeça caída ele pensava em apenas uma coisa, tudo pode dar errado, desde a caixa ser rasgada pelo peso do que tem dentro dela, até ter esquecido de empacotar alguma coisa... e se ....
Os pensamentos não eram nada positivos e desde que seus pais sumiram, Kiwi ganhou essa característica de apenas pensar no pior da coisas. Ele voltava a falar para sua irmã de forma baixa e tristonha:

- Vamos, começar a colocar as caixas para dentro irmã.

A menina parecia não entender muito bem a repentina mudança de seu irmão que descia das caixas de papelão cheia de roupas e objetos antigos da família. A garota soltava assim que Kiwi aparecia na frente dela:

- Você esta muito triste ultimamente irmão, você precisa de ajuda.

Kiwi respondia ficando surpreso, ele arqueava as sobrancelhas percebendo que a menina estava a começar a ficar triste por tabela por sua causa, ele colocava o dedo no buço e o coçava de forma engraça enquanto dava risadas meio constrangidas pelo jeito que sua irmã estava ficando, os olhos dela até chegaram a marejar, Kiwi ria na hora certa salvando um momento triste e falha da missão dada por seu irmão mais velho.

A ação do menino com a ajuda de sua irmã finalmente começava, ele pegava a primeira caixa com ambas as mãos em cada canto da caixa e com o corpo em posição de cócoras e com toda sua foça ele segurava e tentava puxa enquanto esticava as pernas para ficar em pé e carregar a caixa para dentro, mas a caixa ficava intacta, ele tentava novamente usando toda sua força e nada acontecia. Ele sairia da posição medíocre que se encontrava e olhava analisando a caixa com uma mão em seu queixo enquanto a outra dava apoio ao seu braço e pensava que diabos essa caixa não se moveu um centímetro, Kiwi se aproximava da caixa e cutucava a caixa que se portava aparentemente como uma caixa comum.

Ele passou uns bons minutos olhando e analisando a caixa até que sua irmã mais nova a levantava facilmente olhando para Kiwi que estava com a cara colada no chão tentando ver se a caixa havia ficado grudada.   A menina olhava para baixo vendo a posição medíocre porem cômica e apenas falava para ele com uma voz doce:

- E o nosso irmão mais velho confiou em você para fazer isso.

Kiwi ouvia aquilo e se levantava rapidamente saindo de tal posição que se encontrava, mas logo uma tristeza tomava conta de seu pensamentos novamente e falava retrucando sua irmã:

- Eu não sirvo pra nada mesmo.

Ele voltava aquela sua posição zumbi e seguia andando para dentro da casa que era bem bonita por sinal, não muito grande, mas também não muito pequena. Uma casa onde três indivíduos poderiam viver bem e confortavelmente. Kiwi ainda não havia sequer entrado na casa, ele olhava os cômodos e um quarto já havia sido pego, uma placa feita provavelmente por sua irmã mias nova estava escrito o nome do seu irmão mais velho escrito em roxo com alguns desenhos bem caricatos feitos pela menina como berquers e afins. A porta a frente da primeira encontrada já havia uma placa com o nome da irmã mais nova de kiwi sendo que na placa havia flores e bichinhos de pelúcia bem desenhados. No final do corredor com uma porta meio velha e quase caindo por se manter em pé havia um pedaço de pergaminho preso por um durex na porta, sendo que nele esta escrito da maneira mais normal possível “Kiwi, o simplório”

O ninja rapidamente tornava a olhar para sua irmã com um sorriso furioso por ter percebido que sua irmã mais nova não havia gasto tempo pensando em Kiwi, ele olhava a menina que dava algumas singelas risadas com a mãos na frente da boca.

- Irmãaaa - gritava o garoto se dirigindo ao seu quarto.

O menino ia até seu local ainda não completo com suas coisas, pegava um livro que carregava consigo desde a ultima mudança para estudar e ver se o tempo passava. Ele deitava na sua cama, deixava sua janela aberta para o sol conseguir penetrar o quarto e fazer com que o mofo não nasça no cômodo em que estava. Ele abria o livro que era bem envolvido com ninjutsus médicos se fosse bem pensado, pois a anatomia humana estava muito envolvida com boa parte que gira em torno do iryo nin, o ser humano.

Kiwi estava em uma capitulo que falava sobre músculos, falava bastante sobre as diferenças entre o musculo estriado e o musculo liso “Os músculos podem ser formados por três tipos básicos de tecido muscular: estriado esquelético, liso e estriado cardíaco. ... A contração dos músculos lisos é geralmente involuntária, ao contrário da contração dos músculos esqueléticos, que está sob o controle da vontade”
O menino pensava ao terminar algumas paginas imagina uma pessoa sem músculos, imagina eu com músculos mal trabalhados em batalha.... imagina eu em uma batalha. Isso certamente é desesperador. Depois de pensar essas coisas o menino começava a espreguiçar as pernas e relaxa-las fazendo assim um tipo de treino bem leve para os músculos da sua panturrilhas e canela que eram muito importantes para correr, fugir de lutas.

Kiwi lia quase que pela tarde toda, fazendo que so ao final dela se lembrasse que estava encarregado de fazer a mudança, todas as caixas ainda deviam estar cheias, merda, as caixas, eu preciso esvazia-las para ontem. Kiwi praticamente saltava de sua cama correndo até a porta do seu quarto e a abrindo, da porta de seu quarto era possível ver a sala, local onde estavam todas as caixas e via que sua irmã estava sentava vendo televisão. A menina olhava para Kiwi e apenas dizia:

- Você me deve uma, irmão.

Obs:
Treinado qualidade conhecimentos anatomicos (1). Filler de 1440 palavras

_______________________

-
MilkWho
Genin
MilkWho
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Diario de Kiwi Tumblr_pr3km8iCYE1vhn3j2_540

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69131-shimura-takashi#517055 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69360-g-f-shimura-takashi#519530

Re: [Filler] Diario de Kiwi - 13/1/2018, 23:46

@Aprovadérrimo ta serto

_______________________



— Nada do que é humano me surpreende —
-
Note
Chūnin
Note
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Diario de Kiwi - 15/1/2018, 06:20


HP: 200
CH: 325
 
Iryo Ninjutsu para Idiotas

Kiwi estava em seu quarto a jogar jogos de role play onde ele havia feito um grande ninja assassino. Um assassino que só usava vestes pretas acompanhado de um belo cachecol longo que era cinza, a mudança de cor era apenas estéticas, pois Kiwi tinha um certo gosto estético que não era muito compreendido pela sua família. O menino estava sentado em sua cama sentado de pernas de índio com sua coberta sobre parte de seu corpo, a janela do quarto estava totalmente tampada não deixando nenhuma luz se quer que entrasse no local a única era a originada pela tela de seu pequeno videogame que estava em suas mãos

O menino teclava loucamente todos os botões que conseguia, seus dedos indicadores, polegares e o dedo do meio começavam a doer, ele pensava enquanto jogava no modo automático de sua mente meu dedos doem tanto, eu preciso fazer da minha vida algo mais útil. Kiwi começava a apertar os botões de forma mais devagar ao se dar conta que está sendo praticamente um estorvo para sua família, na corrida metafórica entre seus irmãos ele estava na linha de inicio praticamente; Vlad passava dias trancado fazendo suas pesquisas e tirando renda de alguma forma disso, até sua irmã mais nova estava na sua frente, mesmo não possuindo a habilidade de sua família a menina se mostrava envolvida com algo muito importante, pois ela dava alguns sumiços sendo que sempre se esbarrava com Vlad e perguntava sobre ela o mesmo apenas dava um sorriso e dizia:

- Ela esta fazendo progresso.

Kiwi nunca entendeu direito esta frase, ele sempre dava de ombros para a resposta. Porem nesta noite, nesta madrugada algo tinha acendido dentro dele, mesmo cheio de indecisões e inseguranças o menino queria de certa forma correr lado a lado de seus familiares, ser visto e se portar como um igual na visão deles. O menino jogava seu pequeno vídeo game tão amado e querido no outro lado de sua cama, o jovem ganhou ele de presente de sua mãe pouco antes de sumir, no seu aniversario de 11 anos de idade.

O ninja se levantava da cama em plena madrugada em claro e acendia a luz de seu quarto mostrando o quão bagunçado estava, havia papeis amassados jogados perto do pequeno lixo de metal que fica próximo ao canto do lado da grande janela; haviam cerca de quarto estantes cheias de livros, mangas, enciclopédias e uma pequena parte de livros didáticos, pois ele haviam começado a pouco tempo ganhar alguns livros didáticos sobre iryo ninjutsu de seu irmão mais velho Vlad.

Mesmo naquela madrugada e vivendo a vida de um vampiro praticamente, Kiwi deixava a luz do quarto ainda acesa, andava a passos vagarosos e silencioso pelo quarto e pegava um livro na ultima estante. O garoto teve que dar um pequeno pula para alcançar o livro desejado, com ele em mãos Kiwi o colocava no centro de sua escrivaninha abrindo espaço recolhendo todas as tranqueiras e lixo que se encontravam na pequena mesa, o jovem colocava tudo no lixo que antes estava totalmente vazio agora se encontrava em sua total capacidade eu vou ter que arrumar esse local que chamo de quarto quando amanhecer... começarei limpando meu interior para crescer no exterior.

Ele puxava sua cadeira que estava guarda para conseguir se sentar, agora sentado o menino procurava uma posição em que ficasse confortável, dado que seu conforto mental estava no zero. Kiwi faria algo que não estava acostumado a fazer, a tempos que não estudava mesmo como se realmente deve estudar, sentando em um local apropriado para estudo, lendo teorias e fazendo exercícios. A posição que o jovem encontrou eram simples, pernas cruzadas como uma posição conhecida como pernas de índio e com o torso levemente inclinado para frente em ordem de aproximar sua vista ao livro que estava para começar a ler. Kiwi se via mais confortável nesta posição e mais propicio para ter um maior entendimento.

Com sua mão direita sobre a capa mole do livro Kiwi lia o titulo “Iryo ninjutsu para idiotas” e pensava rapidamente retrucando o que acabava de ler do livro para idiotas... eu não sou idiota, mamãe dizia que era devagar. Agora mais confiante com uma memória feliz em mente, o jovem abria o livro lendo o capito e nele já havia uma grande intimação dada ao leitor.

”Para todos aqueles que desejam ser médicos precisam seguir essas três regras:

Cláusula Primeira (第一項, Daiikkō): "Nunca o ninja médico deve parar o tratamento médico até a vida dos membros de seu time ter chegado ao fim."

Cláusula Segunda (第二項, Dainikō): "Nunca o ninja médico deve estar na linha de frente. "

Cláusula Terceira (第三項, Daisankō): "Nunca o ninja médico deve morrer até que eles sejam os últimos de seu pelotão.”

Há uma quarta regra que só pode ser quebrada por aquele que tem pleno domínio das artes médicas. Segue abaixo:

Cláusula Quarta (第四項, Daiyonkō): "Somente aqueles ninjas médicos que dominam a Técnica da Força de uma Centena da arte ninja Renascimento da Criação é permitido descartar as leis acima mencionadas."


Kiwi lia a base do ninja médico no livro que tinha um pesar bem leve, mesmo assim sentia um pesar em ser um ninja médico no mundo ninja isso realmente não é um trabalho para qualquer um, eu preciso me esforçar ao máximo. Se Vlad disse que eu consigo me tornar um eu vou conseguir.

O ninja deixa o livro aberto em sua escrivaninha para quando acordar saber o que precisa ser feito como primeira coisa da manhã. Era cerca de quatro e meia da madrugada, as olheiras do jovem buscavam ficar mais evidentes porem ele ,depois de ficar paralisado por um tempo com a indecisão de ir dormir ou continuar a ler mais sobre ninjas médicos. O jovem num salto saia de sua cadeira a colocando como anteriormente, totalmente encaixada na escrivaninha e voltava para sua cama que estava de certa forma bagunçada pelo seu uso de vídeo games, deitava-se e olhava para o teto fechando seus olhos logo em seguida iniciando seu processo de descanso.




Considerações:
> Tudo tentativa.
>Vestes: aqui
> 1018 palavras, give me my status



Armas:
Bolsa Ninja:
- 10 kunais  
-  7 shurikens  
-  12 tarjas explosivas



Jutsus
Jutsus:

Suika no Jutsu
Descrição: Por liquefazer o corpo à vontade, esta técnica torna impossível receber danos de ataques físicos. De um único fio de cabelo para a pele e os músculos, tudo pode ser liquefeito e solidificado à vontade. Seja para evitar um ataque inimigo durante uma batalha de curto alcance, para se infiltrar em uma estrutura, ou para lançar um ataque surpresa em um estado liquefeito, esta técnica apresenta um valor estratégico. Com isso, o usuário também pode re-moldar partes do seu corpo para situações adequadas. A única maneira de conter um usuário dessa técnica é a de trancá-los em um recipiente hermético para que eles não possam se mover. Quando o usuário passa para fora, ele se transforma em um estado gelatinoso. Uma vez que esta técnica transforma o corpo em água, o usuário é vulnerável a técnicas de relâmpagos, como afirma Suigetsu quando ele foi preso pela Espada de Darui, imbuída com a eletricidade.


_______________________

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Diario de Kiwi - 15/1/2018, 18:25

@Aprovado, 100 de status ganho
-
Note
Chūnin
Note
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Diario de Kiwi - 22/1/2018, 05:36


HP: 200
CH: 325
 
Kiwi estava em sua casa, havia voltado de um certo treino que tinha feito a algumas horas do seu maravilhoso dia. O seu quarto estava desarrumado como sempre, cama totalmente bagunçada, escrivaninha extremamente desorganizada como alguns papeis amaçados, desenhos mal feitos e anotações que o menino sequer entendia o que estava escrito naqueles pedaços de papel, pois talvez fosse apenas o um dos hobbies do garoto de fazer desenhos em quadrinhos, eram coisas bem feias e sem sentido. A cadeira estava encostada em um canto próximo ao armário para conseguir ter o alcance necessário e atingir o topo do armário e pegar umas roupas novas, era uma regata roxa e algumas calças cinzas, uma mudança de visual seria ótima para o momento em que Kiwi, seu irmão mais velho Vlad e sua irmã mais nova Amino.

O menino estava no centro de seu quarto andando literalmente em círculos olhando o estado do cômodo em que se encontrava, era deplorável. Eu preciso tomar uma decisão para fazer algo, posso voltar a estudar iryo ninjtus, Kiwi pensava colocando a mão no queixo e olhando para o teto de seu quarto escuro, não, eu estudei isso faz muito pouco tempo, preciso de algo para a matéria vista que eu estudei antes se fixe bem em minha mente, pois as quatro leis que todo ninja médico deve seguir à risca e sem exceção alguma.

O ninja pulava em sua cama olhando para seu quarto escuro e vendo o tempo desperdiçado passar por ambos olhos que estavam distantes por algum motivo que Kiwi não compreendia, talvez ele ainda é uma pessoa muito nova para entender e até ter respostas para suas perguntas mentais aleatórias. Ele fazia um movimento ritmado para frente e para trás, era um movimento suave e simples que lhe dava certo conforto emocional quando se setia muito sozinho ou tinha problemas com sua insegurança que foi desenvolvida desde o desaparecimento de seus pais, Vlad ficou ainda mais distante que do que era, Amino ficou estranha e diferente com Kiwi, o menino olhava para ambos e via que estava claramente sendo deixado de lado.

Kiwi depois de passar alguns longos minutos fazendo tal movimento simplesmente se jogava de lado ficando deitado sobre seu travesseiro, ele ficava estático por alguns minutos, sem pensar em nada, apenas ouvindo a própria respiração e continuando deitado naquele quarto bagunçado e escuro, ele levava sua mão que estava encostada na cama e a levava para de baixo do seu travesseiro ficando mais confortável e pronto para dormir tranquilamente, ele movia um pouco sua cabeça como se fosse um gato em seu momento, assim que a posição de sua cabeça encontrava o lugar perfeitamente confortável, Kiwi fechava seus olhos e falava bem baixo apenas para o menino ouvir suas próprias palavras:

-Até o próximo dia, que ele seja melhor que hoje.

Um novo dia estava por vir, o sol acabava de nascer e Kiwi ja estava acordado em seu quarto fazendo algumas abdominais e flexões para tentar melhorar aquela sua força que era praticamente inexistenteum... dois... dez o e menino caía no chão por falha muscular e batia com seu queixo no cão mostrando claramente que aquele dia não seria um bom dia. Por volta das sete e meia da manhã o menino saia do seu banho e seguia para seu quarto se trocar, ele vestia as roupas basicas de um ninja de iwa em seguida ele partia para a cozinha para comer algo, assim que chegou lá não via nenhum tipo de comida pronta e por isso pegava uma fruta e seguia para o quintal frontal da casa para degustar de seu café da manhã. Tudo estava calmo e silencioso, por alguns minutos, até que Kiwi conseguia ouvir vários bater de pés passando pela rua deve ser muita gente pra eu estar ouvindo isso pensava o garoto enquanto abria a porta com uma mão e segurava sua fruta com a outra. Ele via uma cena estranha com várias pessoas com a mesma aparência correndo de um lado para o outro eu devo estar louco assim que aquilo acabava de passar por sua cabeça um desses clones esbarrava na mão de Kiwi deixando sua fruta cair no chão. Ele simplesmente desistia de ficar em sua casa e nesse mesmo estante ele decidia ir a biblioteca da vila de iwa para ler mais sobre iryo nin e rever tudo que leu ,pois a memória sobre tal habilidade que tinha começava a falhar e por isso ele necessitava refazer tudo que fez no dia em que aprendeu sobre sua habilidade iryo ninjutsu
Kiwi havia se esquecido totalmente da biblioteca e apenas lia vagas anotações em seu caderno, mas tudo parecia se repetir como a primeira vez que foi na biblioteca. O menino estava tenso por não conhecer tão bem a moça, se quer que tenha visto a moça. Ele tinha cabelos lisos e dourados, com uns óculos vermelhos puxados nas pontas perecendo olhos de gato, sua pele estava clara como a de alguém que passava todos os seus dias ou grande parte deles em alguma sala fechada e protegida do sol como uma biblioteca e ela sendo uma bibliotecária isso ficava bem explícito. A bancada da secretaria era de madeira vernizada em suas laterais com um belo mármore na parte de cima deixando o lugar belo e clássico. A moça da bancada saia por alguns minutos e deixava Kiwi preso com seus pensamentos será? Será que ela entendeu o que falei? Pareceu confuso até para mim. alguns minutos se passavam com os pensamentos do jovem e a moça chegava com três livros em suas mãos, ela entregava eles para o jovem e dizia que caso estivesse errado era so avisar para ela pegar mais livros.
Kiwi andou pela biblioteca até achar algum lugar para se sentar e começar a ler os livros "A arte da cura" era o título do primeiro livro que lia e logo na introdução o livro falava sobre uma habilidade desenvolvida por alguns o iryo ninjutsu. O jovem realmente fico intrigado apenas com a simples introdução e para não se esquecer ele anotava a palavra iryo nin em seu caderninho que sempre carregava consigo, ele olhava para o caderno mais uma vez e percebia que nele haviam os mesmos desenhos que ele havia visto no dia anterior, ele fechava o olho em um susto e o abria.

Ara de manhã e tudo não passava de um sonho muito cotidiano por sinal.




Considerações:
> Tudo tentativa.
>Vestes: aqui
> 1075 palavras pelo word.



Armas:
Bolsa Ninja:
- 10 kunais  
-  7 shurikens  
-  12 tarjas explosivas



Jutsus
Jutsus:

Suika no Jutsu
Descrição: Por liquefazer o corpo à vontade, esta técnica torna impossível receber danos de ataques físicos. De um único fio de cabelo para a pele e os músculos, tudo pode ser liquefeito e solidificado à vontade. Seja para evitar um ataque inimigo durante uma batalha de curto alcance, para se infiltrar em uma estrutura, ou para lançar um ataque surpresa em um estado liquefeito, esta técnica apresenta um valor estratégico. Com isso, o usuário também pode re-moldar partes do seu corpo para situações adequadas. A única maneira de conter um usuário dessa técnica é a de trancá-los em um recipiente hermético para que eles não possam se mover. Quando o usuário passa para fora, ele se transforma em um estado gelatinoso. Uma vez que esta técnica transforma o corpo em água, o usuário é vulnerável a técnicas de relâmpagos, como afirma Suigetsu quando ele foi preso pela Espada de Darui, imbuída com a eletricidade.


_______________________

-
Tama
Administrador
Tama
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Diario de Kiwi Vh077Ys

https://www.narutorpgakatsuki.net/t67003-f-yuki-shiroi#493173

Re: [Filler] Diario de Kiwi - 22/1/2018, 09:28

D
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Diario de Kiwi -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.