Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
tópicos recentes
Verão
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
12 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngellAngell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Sr.LSr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549
OblivionOblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
SalvatoreSalvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234

Página 1 de 1
Ícone
Convidado

HP: ❲ 300 • 300 ❳ CH: ❲ 400 • 400 ❳ ST: ❲ 05 • 05 ❳
  
   Logo pela manhã, subindo as intermináveis escadas da Vila da Nuvem, surge uma pequena menina. Com uma aparência extremamente desgastada, ferimentos e sujeira pelo corpo todo e uma respiração extremamente intensa, a garota andou até os portões do Vilarejo, caindo no chão de cansaço.
   "...o que... foi isso tudo..." - Pensou, ofegante. Apenas lembrou-se de um clarão enorme no céu e, em seguida.... nada. Vira em um piscar de olhos o local que passara toda a sua vida evaporar no meio do ar, dando lugar a um buraco imenso e assustador no meio da areia. Caminhou sem rumo: não tinha mais pais, não tinha mais posto, ou cargo, ou casa. Todo o futuro que vira para si simplesmente desaparecera. Sequer soube como teve forças para chegar até o País do Trovão.
   Agora deitada, olhando para o céu, que era extremamente limpo, visto que as nuvens já estavam na mesma altura que ela, deu-se um tempo para descansar. "..." - Lentamente, desamarrou sua bandana de seu pescoço, pegou-a com a mão direita e a observou. "...AAAAAAAAAAAH!" - Sentou-se no chão e pegou uma kunai. Fez um risco, dois, três. Preencheu o metal de riscos até que sequer fosse possível reconhecer o símbolo da areia na bandana. Após isso, atirou-a com toda a sua força montanha abaixo. "............." - Silêncio. O único som que escutava era o tintilar do metal batendo nas rochas enquanto perdia-se entre as nuvens. Tinha certeza: agora... não restava mais nada. Deitou-se de novo no chão e, enfim, se deixou apagar pelo cansaço.

Humildemente chegando em Kumo ;-; VscOh5F


Considerações:
adeus sunazinha do meu coração ;-; sempre vou te amar
Equipamentos:
Hikaridama x2 | Kunai x2 | Fuma Shuriken x1
Jutsus Utilizados:
Ficha

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

Mas quem é essa benina?


- O bom filho à casa retorna.. - falou um garoto franzino, baixinho, enquanto subia as escadarias que davam diretamente em Kumogakure. Chisaki havia terminado de concluir uma missão, e sua roupa estava um pouco suja com sangue. O garoto acreditava ter ouvido um tilintar de metal, moderadamente ao longe, apesar de optar ignorar, acreditando ser algo de sua cabeça. "Hm.. Essa missão deve ter me deixado louco.." pensou o garoto que, apesar reflexão, já esbanjava insanidade acima da média para uma criança(até mesmo para uma pessoa).

O rapaz andou mais um pouco, ainda movendo-se vagarosamente, até finalmente avistar uma pessoa caída. Chisaki se aproximou, alerta apesar de demonstrar desinteresse. - Mas que porra?.. - murmurou, ao se aproximar. Ficou frente a frente com uma garota baixinha, de cabelos grisalhos, totalmente ferida e suja. Levou a mão ao queixo, como se estivesse pensando em algo."Será que eu devo matar ela?" indagou, com olhos frios de um verdadeiro psicopata. Contudo, as vestes ensanguentadas de Chisaki confirmavam que fazia pouco de que ele havia matado alguém, ou pelo menos ter feito sangrar. - Não vale a pena.. Ela não vai sentir. Quem sabe outra hora.. - falou para si mesmo, começando a pegar a garota e colocando-a em suas costas, sem qualquer mudança de personalidade: Chisaki não demonstrava compaixão e tampouco afeto.

Com a garota, Chisaki se dirigiria para o hospital, movendo-se como se não carregasse ninguém. "Essa porra é feita de papel?" pensava, na maior parte do tempo. Enfim no hospital, Chisaki obrigaria pediria por um quarto para a garota. Mesmo estando machucado e sujo com sangue, Chisaki estava cagando para suas condições. O rapaz permaneceria na presença da garota, tirando alguns ossos de uma parte ou outra do corpo, brincando, até que a garota finalmente acordasse e explicasse a situação para o mesmo.
Considerações:
Roupa Aqui
Armamentos:
10 kunais
5 shurikens
10 senbons
Status:
Humildemente chegando em Kumo ;-; P_hp197/200
Humildemente chegando em Kumo ;-; P_chakra150/225

Thankz Mirai

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

HP: ❲ 300 • 300 ❳ CH: ❲ 400 • 400 ❳ ST: ❲ 04 • 05 ❳
  
   Acordava lentamente depois de quase uma hora apagada. Mesmo tendo dormido pouco tempo, sua feição parecia bem mais vívida do que a de quando adentrou a vila. Seus olhos se abriam lentamente de início, porém, assim que falhava em reconhecer o local aonde estava, arregalou-os e se sentou na cama rapidamente. "Onde eu estou...?!" - Percebeu que os cortes que tinha foram cobertos de curativos e gazes. Já não sentia tanta dor no corpo quanto antes. Ao virar sua cabeça durante a surpresa, vislumbrou Chisaki, ao seu lado, mexendo com alguns objetos brancos, com uma feição extremamente indiferente para a ocasião.
   ".........." - Imediatamente direcionou a mão à sua bolsa, pegou uma kunai e atirou-a, mirando diretamente na cabeça do garoto. "Quem diabos é você?!" - Tentou levantar-se da cama, porém ainda estava fraca para tal. "...maldição..." - Retirou os lençóis de cima de si. Ainda sentada, começou a pensar no que aconteceu enquanto estava apagada. "...v-você..." - Seu semblante demonstrou uma surpresa, como se tivesse deduzido algo. "Me carregou até aqui...?" - Silêncio por alguns segundos, o olhar da garota examinava o menino de cima a baixo. Sua feição em instantes tornou-se puro nojo. 
   Levantou-se lentamente da cama. Do nada, a menina pareceu demonstrar-se completamente recuperada. Sem dizer uma palavra, ela simplesmente pegou mais uma Kunai de sua bolsa com sua mão direita e tentou cortar o garoto no pescoço.


Humildemente chegando em Kumo ;-; Tenor


Considerações:
pode narrar desviando da primeira kunai ou qlqr coisa, foi so pra roleplay.
seguinte: vel 3 for 0
roupas sao a do gif
bolsonaro 2018

Humildemente chegando em Kumo ;-; Wg3Mj13
Equipamentos:
Hikaridama x2 | Kunai x1 | Fuma Shuriken x1
Jutsus Utilizados:
Ficha

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

Um "obrigado" teria sido mais fácil.


Desde os primórdios da humanidade, acredita-se que quando um indivíduo faz algo em prol de um semelhante, este deve agradecer de alguma forma: um aperto de mãos, um abraço, até mesmo um nude, dependendo da ocasião. O jovem Kaguya utilizava um fino osso como um palitinho de dentes, até notar que a garotinha que ele carregara até ali estava começando a acordar. "Espero que essa maldita não me agradeça muito.. Não gosto de tudo iss..Mas o que? " pensava, tendo sido interrompido, enquanto arregalava um pouco os olhos. A menina.. havia lançado uma kunai na direção da cabeça de Chisaki, mais especificamente na direção de sua bochecha. Ela tinha errado por ainda se sentir fraca, talvez? Era uma possibilidade, mas não importava tanto. O rapaz não desviou, permanecendo inerte. O projétil, infelizmente, pegou de raspão em sua bochecha, sendo capaz de machucá-lo um bocado, fazendo sair um pouco de sangue. - Incrível.. - disse, tentando lamber o sangue que saia de seu rosto. Chisaki ignorou todas as perguntas das garotas, apesar de perguntar-lhe algo. - O que é você? Um chihuahua? 50cm de altura e 3 metros de raiva? - disse, fitando-a, com um sorriso sádico na face, na mais natural esperança de que a garota lhe atacasse novamente. O olhar com qual a garota fitava Chisaki o divertiu por completo, que neste momento fazia uma expressão de insanidade total.

Momentos se passaram e a garota se levantou, aparentando estando completamente curada. A garota começou a fuçar sua bolsa de armas novamente. Quem ela achava que Chisaki era? Maluco, certamente, mas não burro. No momento em que a garota começava a mexer em sua bolsa, Chisaki faria dois finos porém consideravelmente duros ossos surgirem de sua clavícula, tanto do lado esquerdo quanto do lado direito. Pegaria tais ossos curvados com ambas as mãos(mão direita pega o da clavícula esquerda e assim respectivamente). Chisaki não tinha muito o que fazer, visto que a garota era incredivelmente mais rápida que ele. De qualquer forma, o rapaz manteve seus ossos próximos ao pescoço. Não por ter previsto o golpe da garota, mas simplesmente pelo fato de não ter tido tempo suficiente para abaixá-los. Percebendo finalmente que o foco de ataque seria seu pescoço, Chisaki manteria um destes(o da mão direita) em horizontal e o outro(esquerda) em diagonal, formando uma cruz. Seu intuito seria bloquear o golpe, tentando se aproveitar de sua força acima da média para não deixar a garota se aproximar de seu pescoço. - Maldita.. Você não está brincando, não é mesmo? Hihihi.. Adorável..

Ser olhado com desdém divertia Chisaki, que agora já estava um pouco sorridente, não por ser amigável, e sim por ser mentalmente doente. - Eu te carreguei até aqui e é assim que você me trata? Que amor de pessoa - falou o rapaz, enquanto ainda pressionaria a kunai da garota. Subitamente, o jovem Kaguya faria um movimento com os ossos, levando-os a frente, na intenção de fazer a garota se afastar. Seguidamente, os tacaria no chão, a uma distância considerável, da qual ele não poderia simplesmente irromper em uma corrida para os pegar de volta. - Tudo bem. Sou todinho seu. Eu desisto. - disse, sorridente, colocando-se de joelho à frente da garota. A expressão no rosto de Chisaki era de divertimento, como se não estivesse levando aquilo com a devida seriedade.

Considerações:
Tu falou cabeça, não especificou o local exato então vou considerar onde me convier -q
Afirmações são meras tentativas, com o único intuito de diminuir o "tentar" dos meus posts
Força do ossos sem gasto de chakra são Rank C. Acredito que sejam tão ou mais fortes que uma kunai
Dano da kunai que acertou meu rosto reduzido pela metade por ser Kaguya e blabla.
Status:
Humildemente chegando em Kumo ;-; P_hp194/200
Humildemente chegando em Kumo ;-; P_chakra150/225
Stamina:2/3
Kekkei Genkai:

Shikotsumyaku
Descrição: Shikotsumyaku é a kekkei genkai do extinto clã Kaguya, que dava a eles a habilidade de manipular suas próprias estruturas esqueléticas (seus osteoblastos e osteoclastos). Ao infundir chakra ao cálcio, eles podem manipular o crescimento e as propriedades de seus ossos como bem quiserem. Essa habilidade parece ser rara entre os membros do clã, já que Kimimaro era o único a possuí-la entre seu clã inteiro.

Aparentemente, essa habilidade dá ao usuário uma estrutura óssea única, já que quando Kimimaro estava muito doente, Kabuto Yakushi alegou que havia muita pouca informação sobre seu corpo para dar qualquer tratamento médico. Após injetar o DNA de Kimimaro em si mesmo, Kabuto pôde ter acesso a essa kekkei genkai que ele usa através de um clone de Kimimaro, que emerge da base de sua cobra do umbigo. As principais capacidades do Shikotsumyaku são permitir que o usuário manipule tanto a velocidade do crescimento dos ossos como também o local dos depósitos de cálcio. Isso permite criar armas de ossos que podem ou sair de qualquer parte do corpo ou serem puxadas e usadas como armas de mão, e até mesmo atirar pedaços dos ossos como projéteis de longo alcance. Qualquer osso que é removido do corpo se regenera imediatamente, assim como a pele que é danificada na remoção dos ossos. Usuários podem aumentar a densidade dos ossos criados, tornando-os mais fortes do que aço. Isso não só torna as armas criadas mais poderosas, mas também torna o corpo virtualmente indestrutível; os ossos podem até mesmo suportar uma lâmina infundida de chakra, que é geralmente suficiente para cortar qualquer coisa.

Pela demonstração dos dois únicos usuários dessa habilidade, Kimimaro e Kabuto, várias técnicas possuem nomes de flores. Muitas delas são também danças de espada baseadas em taijutsu, que são usadas para luta corpo-a-corpo e defesa. Porém, como Kimimaro demonstrou, os ossos podem também crescer a um volume muito grande, e provavelmente crescerem por cada um, como uma forma de um ninjutsu, e que ele pode emergir de qualquer um desses ossos.

Orochimaru cobiçou muito essa habilidade, afirmando que a kekkei genkai dava ao usuário uma estrutra óssea impenetrável, que pode resistir a qualquer tipo de ataque físico. Além do mais, se um usuário partir para a ofensiva, ele pode instantaneamente tornar seu corpo na lança mais afiada. O Shikotsumyaku é considerado como a habilidade suprema de taijutsu, fato que é mantido em alta consideração.

Thankz Mirai

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

HP: ❲ 300 • 300 ❳ CH: ❲ 400 • 400 ❳ ST: ❲ 05 • 05 ❳
  
   Não conseguia ver nenhuma maneira de Chisaki defender seu ataque. Com o pouco tempo que restara, ele não conseguiria desviar, sequer pegar alguma arma para bloquear a Kunai. Mesmo assim, a coisa mais inesperada ocorreu: dois ossos saíram de sua clavícula, os quais ele usou para anular por completo o corte. "...o que foi isso, agora?" - Sem tempo para questionar, continuou focada, preparando mais uma investida. Mas interrompeu-se ao ver o rapaz atirando suas armas para longe e ajoelhando-se à sua frente. "Tudo bem. Sou todinho seu. Eu desisto." - Disse ele.
   Tal ação, ao invés de deixar Azuka tranquila, apenas atiçou ainda mais usa raiva. Por alguns segundos, houve um silêncio extremamente desconfortante. "Tsk..." - Cerrou os punhos. Deu um chute na barriga do garoto, dois, três. No quarto chute, a garota pegou a sua kunai do chão e a atirou em uma das vidraças do hospital, quebrando-a em inúmeros estilhaços e fazendo um enorme barulho. Ofegante, e com uma respiração extremamente irregular, colocou a mão no rosto, como se tentasse se acalmar. "...Vai se foder..." - Sua voz oscilava a cada palavra. Parecia que estava quase começando a chorar. Deixou-se cair no chão, sentada. Encostou-se na parede, de cabeça baixa, com os joelhos colados no peito e os braços cruzados, escondendo o rosto.


Humildemente chegando em Kumo ;-; Tenor


Considerações:
o interessante é q teu boneco é masoquista e o meu ta no caminho pra sadista
ai n precisa descontar os danos n se tu quiser tomar senao eh mo vacilo kk
mlk namoral n sei como tu consegue por tanta palavra numa ação
e foi mal, tive q dar uma saída
Equipamentos:
Hikaridama x2 | Kunai x1 | Fuma Shuriken x1
Jutsus Utilizados:
Ficha

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

Parou por quê?


Há quem acredite que a sensação de poder, autoridade ou soberania são capazes de acalmar uma pessoa, já que essa acredita estar soberana. Então, por que diabos aquela garotinha não parecia ter melhorado, mas sim piorado. Não que Chisaki não estivesse gostando, é claro. Pro rapaz, quanto mais pontapés ele estava levando, melhor. A única coisa que o jovem Kaguya se lamentava era, talvez, não ser capaz de sentir dor proveniente daqueles golpes." Merda.. Não sinto nada. " pensara, na esperança de continuar sendo agredido. No quarto e último chute, a loli sombria atirou uma das suas já utilizadas kunais em uma vidraça, fazendo um enorme barulho. - Reduzir, reutilizar, reciclar. - murmurou, ainda ajoelhando, contando nos dedos da mão direita os "3R da Sustentabilidade". Será que aquela garota, na verdade, estava simplesmente lutando por um mundo mais verde?

- De novo? Talvez eu esteja prestes a bater um recorde... - disse, ao ver a menina se sentar colada à parede, em algo próximo de uma posição fetal. Ela parecia estar um bocado triste, precisando ser animada pelas palavras reconfortantes de um amigo. - Ô viada, você entra na minha Vila, me bate(mas essa parte eu até que relevo), quebra nossos vidros e é tu que tá chorando? Isso é TPM, maldita? - perguntou, após se levantar, na maior naturalidade que podia ser encontrada em um ser vivo. Talvez a falta de habilidades sociais de Chisaki fosse um problema maior do que realmente aparentava ser.  O jovem Kaguya bufou, e com certa irritação em seus movimentos, moveu-se lentamente até onde a garota estava.

Deve-se deixar bem claro que Chisaki, naquele momento, não sentia nenhum tipo de afeto ou empatia pela garota, apenas acreditava que a mesma talvez pudesse saciar sua "sede de dor". Sendo assim, o garoto franzino acreditou que seria uma boa iniciativa tentar levantar a moral da mesma. Se agacharia à frente da mesma, ainda a olhando com certa indiferença. - Hm.. Eu consigo reconhecer quando uma pessoa está puta, nervosa, triste, tanto faz.. O que aconteceu? Você pode me contar ou então podemos continuar a brincar de lutinha novamente. - falou, em um tom de voz firme, porém calmo. Somente a garota teria sido capaz de ouvir sua voz.

Considerações:
Não sei dizer se é uma coisa boa escrever tanto assim, como tu falou uahuahu
Danos não contabilizados
Status:
Humildemente chegando em Kumo ;-; P_hp194/200
Humildemente chegando em Kumo ;-; P_chakra150/225
Stamina:03/03

Thankz Mirai

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

HP: ❲ 300 • 300 ❳ CH: ❲ 400 • 400 ❳ ST: ❲ 05 • 05 ❳
  
   Por algum tempo, continuou a soluçar levemente. Seu choro não era de tristeza ou melancolia: assim como Chisaki, a garota já não tinha mais a habilidade de sentir empatia com ninguém. Era um choro de raiva, pura raiva, como se ela tivesse sido vítima de algo que sequer teve chance de revidar. Como se tivesse sido feita de boba, sendo jogado na própria cara o quão pequena ela é. "......." - Os soluços paravam gradualmente. A garota retirou os braços do rosto, mostrando suas bochechas vermelhas de tanto enxugar lágrimas e o olhar de desprezo, que parecia não só se direcionar para o rapaz, mas para praticamente tudo. 
   "...um fracote da nuvem como você... sequer entenderia.." - Falava, sem nenhum contato visual, olhando para o céu, através da pequena vidraça recém quebrada. Depois de uns segundos, fechou os olhos e levantou-se. "A Areia não existe mais." - Dando pequenas pausas entre as palavras, olhou para a sua mão direita, com o punho cerrado. "...Nada que eu conheço existe mais." - Seu semblante reluzia apenas ódio. Seu olhos estavam tão fixados na sua mão que até tremiam um pouco. Andando pela sala, começou a recolher seus objetos deixados ao redor da cama do hospital, preparando-se para sair. "Mas, sinceramente, não importa. Nada mais importa." - Guardou a sua Kunai na bolsa novamente e se direcionou para a saída da sala. "Já decidi o meu caminho."

Humildemente chegando em Kumo ;-; Tenor


Considerações:
ai chega no discord
Equipamentos:
Hikaridama x2 | Kunai x1 | Fuma Shuriken x1
Jutsus Utilizados:
Ficha

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

Da "Areia" ao pó.

O choro mesclado com o soluçar da garota à frente de Chisaki lhe divertia, como se o rapaz tivesse em um espetáculo, e a atração principal era Azuka. O jovem Kaguya não sabia dizer se eram lágrimas de felicidade, de dor, de surpresa. Só sabia de uma coisa: não trocaria aquele momento por quase nada. "Incrível..Hahaha.."pensara, esboçando um sorriso abobado, ainda se divertindo. Gradualmente, o barulho do soluço foi sumindo, acontecendo o mesmo com a expressão de felicidade no rosto de Chisaki. " Mas já?..Que pena..". Chisaki "olhou" para um relógio imaginário em seu braço, como se esperasse a garota finalmente abrir a boca para falar. Após retirar os braços da frente do corpo, a garota deixou o rosto à mostra, que estava incrivelmente rosado. Chisaki não falou nada, mesmo que em sua cabeça tivesse vindo a imagem de um tomatinho recém tirado da terra. O jovem ignorou o olhar de desprezo que a garota aparentava direcionar para tudo e todos, irrompendo em uma risada barulhenta, proveniente daquilo que lhe veio à mente.

- Um FRACOTE da Nuvem como você..sequer entenderia. - foi dito pela garota, quebrando a risada de Chisaki. O rapaz agora a fitava seriamente, com a boca totalmente fechada. Seu semblante, assemelhando-se ao da garota, era de ódio. Contudo, a fúria de Chisaki era proveniente de ter sido chamado de fracote, o que feria seu orgulho de alguma forma. "Maldita..Eu estava brincando com você até agora.."pensou, assemelhando-se a uma bomba relógio: prestes a explodir a qualquer momento, sem aviso prévio. A garota continuou a falar, dizendo que tudo do pior(não para Chisaki, fuck all this shit) acabara de acontecer: Sunagakure no Sato havia sido destruída. A garota tinha digo certas coisas depois, mas o garoto não pareceu se importar tanto com o que ela falara seguidamente. Uau..Uma vila inteira..destruída.

Chisaki fez uma expressão de surpresa, mas não pelo fato de estar sentindo compaixão pela garota ou pena dos morado..quer dizer, ex-moradores de Sunagakure. Destruir uma Vila pode ser visto com maus olhos, pela maioria das pessoas. Mas ninguém, absolutamente ninguém, pode negar que isso é um feito grandioso, capaz de marcar a história profundamente. Após a garota sair do quarto do hospital, Chisaki se levantou, apoiando as mãos em ambos joelhos.- Hahaha INCRÍVEL! - berrou, olhando para cima. Toda aquela sensação de dor..desespero, miséria, desgraça.. Eram coisas que divertiam profundamente o jovem Gennin de Kumo.  Não tardou muito(já que ficar sozinho parado em um lugar qualquer é tedioso) e Chisaki também saiu do quarto do hospital, andando sem rumo definido.


Considerações:
Nenhuma, tô dboa
Status:
Humildemente chegando em Kumo ;-; P_hp194/200
Humildemente chegando em Kumo ;-; P_chakra150/225
Stamina:03/03

Thankz Mirai

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos