>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Thalles Henrique
Genin
Thalles Henrique
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Õrora 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Filler] Õrora - Sex 15 Dez - 19:55

 A Vontade do Fogo



 

     Acordei de mal humor, já havia se passado uma semana mas ainda me doía lembrar.



" Garoto burro, esse que é o futuro do clã Sarutobi, é sério? Você nem merece viver"
     Tinha sido um duro golpe no ego de Õrora que sempre vivera entre os opostos, dentro da academia era alguém retraído mas cumpria tudo que era pedido apesar de ser desastrado com algumas coisas nem sempre completando tudo que era pedido, deixando pontas soltas e ainda por cima em batalhas não era aquela pessoa a quem todos elogiavam, mas em alguns assuntos era tratado como gênio, sim, sua precisão ao utilizar o chakra e até mesmo em mira não eram lá tão ruins. Aí ele chegava em casa e a história entre opostos era mais gritante ainda, meu pai, o líder do clã Sarutobi, era alguém reconhecido na vila, não por seus feitos que nem mesmo eu conhecia ao certo, mas por sua honra e convicção. Ele levava ao pé da letra o dever do Clã para com Konoha e afirmava:

" A vontade do Fogo está no nosso sangue, de geração em geração, nosso chakra é a prova disso, temos o Katon mais forte conhecido, ao qual até mesmo os peritos em suiton se dobram" .
    Achava aquilo um exagero mas não podia negar que meu orgulho se inflamava ao lembrar de meus antepassados, terceiro hokage, membros dos doze guardiões, um sennin, uma usuária de genjutsu guarda costas de um kage... pra mim eram todos demais, meus heróis, tanto que colecionava figuras de ação no me quarto de cada um daqueles, mas em comparação somente o nome e o chakra tinhamos em comum. Dos constantes testes que meu pai me fazia raramente passava com exito em algum enquanto primos e primas ao contrário da maré que seguia ja tinham se formado em níveis superiores e alguns viajavam pelo país e tomavam renome, e bem, eu era um genin.
   Me levantei, era bem cedo e pude confirmar ao abrir as janelas e ver Konoha com apenas uma fina camada de luz chegando, era a Aurora, que tinha me emprestado seu nome (pra quê?). Arrumei correndo pois tinha que sair sem que ninguém me visse, desci a cozinha e preparei alguns lanches e um chá, juntei na minha mochila e enchi a garrafa térmica. por fim pensei em deixar um bilhete e já tinha até pegado o papel, mas então desisti e joguei ao lixo. Não seria necessárias as palavras.
...
    A missão não passou de rank C, algo básico para um gennin depois de formado mas mesmo assim era aconselhável começar por rank D, mas era tarde, a ideia de meu pai já me contaminara na formatura e resolvi começar pela mais difícil das disponíveis, iria mostrar para todos o valor de um Sarutobi na nossa vila. Quatro mercenários,e possíveis desertores de Konoha, estavam aterrorizando uma vila próxima, me pediram para ir investigar e fui correndo, estava ansioso por aquilo. Chegando a hora uma explosão, um mercenário usou uma espada de chakra e decepou um civil, fogo e pra fechar em chave de gala, eu. Confiava em meus instintos e me esqueci da principal regra da academia: ninjas são como sombras, não fazem barulho, esperam sua vez e sabem quando é hora de se retirar. então o que fiz, me apresentei a eles perguntei quem eram e peguei uma kunai e um papel bomba esperando ter minha chance. Minha morte foi tão rápida e dolorosa que ainda me dava calafrios lembrar. Minha sorte, no fim era tudo u
m genjutso, um teste para os novos gennis e eu fracassei terrivelmente:
 " Garoto burro, esse que é o futuro do clã Sarutobi, é sério? Você nem merece viver"
   Voltei pra casa arrasado, e desde então venho evitado minha família, até hoje, lembro de um dia meu pai bater na porta do quarto pedindo pra conversar:
    " Poxa pai desculpa mas o senhor me lembrou que estou atrasadíssimo para sair com a Kami do clã Yamanaka, vamos tomar um sorvete e falar sobre a vida. Abraços!" Acho que nunca tinha me trocado e chegado num compromisso falso com tanta velocidade.
    Hoje seria minha resposta a tudo isso, por sorte cheguei onde queria e comecei a me preparar.
...
    O dia estava lindo, um céu azul marcado por gordas nuvens brancas se refletindo no pequeno lago do parque e contrastando com o verde das árvores anciãs de Konohagakure, estava vazio pois era uma Segunda e a maioria dos civis deveriam estar trabalhando, entre um canto ou outro de pássaros se ouvia um grito meu ou um xingamento quando caia de alguma árvore, me afundava, um arranhão aqui ou um tropeção ali.
    Lembro me de um membro do clã Lee treinando nesse mesmo lugar e ter pensado se ele nunca se cansaria, agora estava eu na mesma posição treinando ha no mínimo seis horas seguidas. Comecei com o relaxamento muscular, uma yoga no frio daquele parque imenso dentro do coração da vila, depois comecei por uma corrida que ia aumentando o ritmo entre terra e lago em seguida (o que estava fazendo nesse momento) pulando de galho em galho nas árvores, as vezes descendo e subindo algumas usando especialmente meu chakra.


   " Se eu não zerar minha energia e desmaiar de cansaço hoje merece uma medalha de honra, bah porque estou fazendo isso, poderia simplesmente desistir de ser um ninja, e se me fosse negado eu desapareço de Konoha e me torno um nukenin"
    Mas apesar de pensar isso entre uma série ou outra a lembrança de meu pai me falando sobre meu dever com a folha e sobre a Vontade de Fogo me vinham a memória e sentia mais força, lembrava do civil assassinado e me vinha mais força, me lembrava da lamina de chakra e das minhas seguidas derrotas e me vinham mais e mais forças, afinal o que há depois da vitória? Eu nãos sabia, ainda não havia provado isso e eu quero muito sentir o gosto dessa vitória, ver o orgulho do meu nome voltar. 
    Então seguidamente ao longo do dia eu desistia e continuava, já estava treinando meu Henge no Jutsu havia uma hora, queria algo perfeito, sem nenhum pedaço a mostra e quando percebi que chegava ao meu limite tentava com mais força ainda. 
    " Seja silencioso, discreto, você é um ninja agora. Mas seja forte, para que possa proteger a quem ama."
    E para fechar com chave de ouro, Bunshin no Jutsu, criava seguidas cópias de mim mesmo e depois acertava com a minha kunai. Meu treinamento havia acabado naquele dia, juntei minhas coisas, termine a última parte do meu lanche e descansei olhando para o céu, a noite estava chegando e diversas estrelas apontavam no céu.

    " Espero que meu pai não tenha me declarado como morto e doado meus bonecos tão raros do Minato e e da Kushina para alguma criança sem lar, seria de partir o coração tentar tomar de uma, isso se eu conseguisse.
    Pesei aquele dia que tive e tive a seguinte observação: fui ao limite da minha resistência, ganhei diversos machucados que nem sei ao certo quando os fiz, treinei tanto jutsus quanto conheço mas nada disso chegou perto da minha maior façanha, perdi meu medo, venci a mim mesmo e voltei a acreditar que não sou um zero a esquerda tão grande assim.
    " Talvez eu não seja como os grandes shinobis do meu clã e talvez não deixe minha marca na história... mas de uma coisa eu sei meu camarada, Õrora não será o primeiro a desistir com sua primeira missão fracassada, isso pode ter certeza."
    Caminhei de volta pra casa e chegando lá encontrei um pai furioso vestido em ropão vermelho com o símbolo do clã em várias miniaturas, a maioria não acredita mas tive mais medo naquele momento do que quando 'morri'.

    - Sarutobi Õrora, espero que tenha uma explicação muito boa para ter desaparecido hoje, deixando toda sua família preocupada, isso sem falar sobre seu recente comportamen...
    - Senhor, digo, pai. Me perdoe, sei que você sabe sobre minha primeira missão, sei que envergonhei minha família e a vila a que pertenço. Dizendo isso corro e abraço o líder dos Sarutobi, um senhor tão magro como eu e um pouco mais alto e extremamente prudente mas mesmo assim um pai. Mas mesmo assim, desculpe, mas não vou desistir, não até dar o melhor de mim e depois melhor que isso e mais ainda consecutivamente até não ter forças mais para lutar, quero fazer algo de bom, mesmo que não seja reconhecido e quero dar a chance para que outros como eu superem a si mesmos diariamente porque não há nada mais bonito que isso. Obrigado por tudo pai, mas acho que preciso de um banho.
...
    No fim peguei um pequeno castigo, agora tinha que ir a biblioteca e ler algo útil ou inútil no mínimo duas vezes por semana, mas confesso que nunca vi um sorriso tão sincero quanto aquele que meu pai deu ao terminar a bronca e dizer:
    -... Mas apesar de tudo me orgulho por ter um filho como você, parece que a Vontade do Fogo começa a se manifestar em ti e tenho certeza que não foi na primeira mas será na segunda missão a verdadeira chance de demonstrar seu valor.


off: bem talvez seja meio chatinha minha narração mas estou começando e aceito sugestões, foi baseada numa missão que acabei de terminar, se for preciso posto o link.
1551 palavras segundo esse link. obrigadinho

_______________________

 ficha|banco|MF|C.T|status
[Filler] Õrora Tumblr_ny4fpkW49J1u2x2x0o1_r1_500
"Comer é melhor que ouvir as besteira que você diz."
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Õrora - Dom 24 Dez - 18:51

@Aprovado
-
Thalles Henrique
Genin
Thalles Henrique
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Õrora 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Filler] Õrora - Seg 8 Jan - 17:28

A vontade do fogo e suas manifestações





    Há dias em Konoha tão quentes que você pode se julgar em Suna, com sorvetes mais caros e vapores exalando do chão. Em dias assim os bosques e parques naturais da vila ficam extremamente lotados e não há quem não resista a um mergulho nos laguinhos sem falar nos clubes que ficam nas aldeias aos redores e estradas. 

    Comigo não foi diferente, estava sem aviso de novas missões então resolvi dar uma passada pela área restrita de treinamento, claro não iria muito longe pois não era um lugar muito seguro para gennins mas sua orla era acessiva aos que quisessem subir de nível e treinar no particular. Mas fui pra lá com uma intenção a mais, o enorme lago que havia lá era lindo e excepcional para se refrescar entre uma ou outra seção de exercícios. Fui com uma roupa leve, uma bermuda e uma camisa regata e no início estava mais interessado nos mergulhos do que no treino, mas vez ou outra fazia uma volta em corrida pelo lago ou subia e descia alguma árvore mas estava começando a ficar cada vez mais difícil. Sim, parecia que tinha um peso sobre meu peito e começava a suar bicas de suor frio, com a respiração quente e entre cortada. Me deitei no chão arfando depois de uma simples escalada de uma árvore.

" Não é possível que esteja tão quente assim, já teve dias piores do que isso e minhas habilidades continuaram as mesmas, pode ser burrice mas vou continuar, o exame chunnin logo logo está aí e vou passar de qualquer forma.

    Mas era demais pra mim, comecei a perder o fôlego e pulei no lago para ver se melhorava, parecia que ela tinha resfriado uns cinco graus nesses cinco minutos que passei fora dela. Inacreditável. Foi então que percebi o que estava acontecendo. Não era simplesmente um dia quente, era o 'meu' dia quente. Tentei lembrar tudo que meu pai me ensinara todos esses anos, as técnicas d meditação e a forma mais eficiente de se respirar soltando uma qualidade elementar do chakra: o Katon.

  Meu clã tinha uma ligação extremamente forte com esse elemento, o fogo e sua vontade eram os símbolos do clã e uma característica compartilhada por todos os membros, alguns a manifestavam mais cedo, outros como eu, tarde, e nos dois casos tinhamos no início uma certa dificuldade pois esse elemento vinha direto de uma massa de chakra amassada no nosso corpo e expelida então mexia com nossa respiração e devia ser praticada com cuidado. Treinei por anos para manifestar mas logo ali num dia de 'lazer', se é que um ninja teria lazer, ela viria a se manifestar, minha natureza principal.

{- Era como se todo o chakra que eu tentei liberar esses anos fosse liberado naquele momento, uma febre tomou meu corpo e tive que expelir por horas chamas vivas para voltar ao normal.} Foi uma frase que um primo meu disse quando perguntei a ele sobre como é manifestar o Katon. Fiquei imaginando que ele estava romantizando um pouco aquela técnica ninja e hoje mais do que nunca concordo que de romantico aquilo não tem nada, mas se ele estivesse certo eu tinha que soltar fogos pela culatra.

    Pensei em manter uma posição de meditação para me concentrar mas minha cabeça estava a mil por hora e vi que não daria pra fazer aquilo, então usando o selo de tigre puxei a maior quantidade de ar que pudesse e dentro do meu corpo misturei com meu chakra, como uma alquimia a nível infantil e fascinante e soltei, no início pensei que o que saia era apenas um ar mais quente então uma rajada laranja começou a se formar a poucos centímetros dos lábios. Não durou muito pela quantidade que tinha usado mas então dobrei a concentração e a quantidade de chakra amaçado, uma combustão espontânea acontecia assim que o novo gás encontrava com as áreas abertas. Me sentia um dragãozinho e tinha vontade de sair correndo por aí queimando tudo, mas bem, acho que não seria o certo então segurei minha empolgação em risinhos que soltava entre uma baforada e outra.

    Não sei dizer com certeza quando minha febre passou até porque fiquei tão animado com minha mais bem sucedida descoberta que perdi noção das horas e do que rolava ao meu redor. Só me dei conta quando estava rolando pelo chão gargalhando como um lunático, ou melhor, um piromaníaco, então achei melhor mais sensato voltar para casa e compartilhar minha alegria com a família. 
    Chegando lá tomei algumas pilulas rápidas para restaurar meu chakra que se encontrava um pouco baixo e esperei até a hora do jantar para contar tudo, quando minha tia veio anunciar para todos descerem me aprontei e fui encontrar a minha família reunida na grande mesa, era costume todos depois da última refeição falarem coisas do seu dia e quando tive a chance exclamei todo animado para todos:

- Bem, meu dia hoje foi bem interessante afinal eu expremia pela primeira vez o elemento Katon em um treinamento! Agora tenho oficialmente uma natureza do chakra dominada.

    Todos os membros da minha família me felicitaram por ter conseguido. Na hora de irmos dormir alguns ainda me contaram pela milésima vez como foram suas primeiras vezes e fiquei pensando que agora seria eu a repetir incansavelmente meu dia. Já deitado tarde da noite meu pai apareceu no quarto e disse que queria conversar comigo:

- Parabéns filho! Sempre soube que conseguiria e agora você carrega com você uma ferramenta a mais para usar para o bem da vila que não é nada mais que sua família, você ja sabe disso. Eu vim aqui para lhe dar isto. Ele ergueu com a mão direita um rolo de papel lacrado e colocou na cabeceira da cama. - Amanhã vou te ajudar a treinar uma das técnicas que está aí, comum mas necessária, são dois jutsus mas um você ainda não esta apto para usar. Boa noite meu filho.



Spoiler:
Filler contendo 1000 palavras, conferir nesse site para contar palavras


Treinando Katon


    No outro dia acordei animado e li pela nonazézima vez o pergaminho que meu pai tinha me dado. Nele continham informações detalhadas de dois jutsus do estilo Katon:
Hōsenka no Jutsu, um jutsu de rank simples no qual se manifesta seu chakra elemental em diversas bolas de fogo, mais perigoso em números do que em tamanho. E o Haisekishō, um jutsu comum entre o clã e muito útil para diversas estratégias, criando uma cortina de fumaça que pode entrar em combustão a menor faísca. Diferente dos outros dias em que algum familia meu dirigia meu treinamento meu pai me esperava no café da manhã e me levou para um campo de treinamento mais público, próximo à Academia.

    Durante o caminho ele falava de diferentes formas que o katon poderia ser usado, podíamos criar dentre muitas formas não só o fogo básico mas também coisas como óleo e fumaça sendo que aprendesse os selos e coisas mais básicas do dos jutsus necessários. Ele falava de grandes usuários desse elemento para que eu me espelhasse mais um dia e também de momentos que era melhor não usá-los, era um elemento mais rápido que o doton mas lento contra usuários de Raiton e Fuuton, mas que o segundo tinha fraqueza ao nosso. E mais do que nuna ele tinha me dado uma aula, e saboriei aquele momento como último por ser raro os contatos entre nós dois.

    Chegando ao campo meu pai foi rápido e tomou sua posição, por uns instantes ele ficou quieto como que meditando de repente formou um circulo com os dedos indicador e seu seguinte e diversas bolas de fogo do tamanho de bolas de tênis saíram voando, pude contar sete, em seguida a minha surpresa foi ver que elas não seguiam em frente como um jutsu de ataque comum mas estavam girando em círculos e depois por sobre o corpo de meu pai e por fim seguiram em fila indiana até formar algo parecido com o símbolo do clã e se apagarem.

- Esta, Õrora, é a técnica que quero que aprenda, nela não somente são formadas pequenas esferas de fogo, que podem ser pequenas ou maiores que essas e em maiores números também e é usada por alguns ninjas para esconder armas, sendo não só um ataque mas um elemento surpresa. Além do mais elas são controladas pelo chakra usado para faze-las, ou seja podem ser bem versáteis se necessário. Agora, sua vez.


    Sem mais cerimônia fiquei à alguns metros do meu pai e tutor e passei aos finalmente. Fiz como no dia anterior, amassei uma quantidade de chakra dentro de mim e soltei juntamente com ar só que ao invés de soltar tudo como um jato soltei aos poucos e tentei moldar o máximo possível, as primeiras saíram tão pequenas que apagaram, as segundas não tinham uma forma tão perfeita e também se abriam com o vento impossibilitando de esconder alguma ferramenta mas da terceira vez (como sempre meu número da sorte) elas saíram em proporções extas e até pude controla-las por um tempo. Fiquei mais algumas horas aperfeiçoando o controle das esferas até me igualar com a demonstração de meu pai.


Spoiler:
Adicional para ganhar um ponto em databook contendo 526 palavras

_______________________

 ficha|banco|MF|C.T|status
[Filler] Õrora Tumblr_ny4fpkW49J1u2x2x0o1_r1_500
"Comer é melhor que ouvir as besteira que você diz."
-
Tenzou
Genin
Tenzou
Vilarejo Atual
Ícone : Ultrapasse seus limites. Bem aqui. Agora mesmo.

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70550-fs-wuqing-the-real-asura https://www.narutorpgakatsuki.net/t69259-gestao-de-ficha-tenzou

Re: [Filler] Õrora - Seg 8 Jan - 17:37

@Aprovado
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Filler] Õrora -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.