>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Tama
Administrador
Tama
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] O Sangue das Florestas Vh077Ys

https://www.narutorpgakatsuki.net/t67003-f-yuki-shiroi#493173

[Fillers] O Sangue das Florestas - 21/11/2017, 02:38


[Fillers] O Sangue das Florestas Original
Capítulo I — Os sinais de uma nova era

No cume de uma montanha, onde os trovões ribombavam nos céus, indo de encontro a terra, uma figura destoava do cenário natural, abastado pela forte ventania e pela chuva torrencial que assolava a região. Mesmo com todos os artifícios da natureza para afastar o homem, sua determinação parecia ser mais dura que aço e mais resistente que rocha. Em movimentos claros e com maestria, seu corpo dançava uma música incessante, que parecia tocar somente em sua cabeça, uma música que era pausada vez ou outra pelo rugido estonteante do trovão.

Em campo aberto, nem mesmo o vento podia levá-lo e quebrar sua determinação, mas o deus dos céus não parecia estar em dia com o homem. Dos céus, o mais forte dos trovões daquela noite desceu rasgando o ar em uma rajada lucente de coloração azulada e acertou em cheio o corpo daquele que dançava sua própria dança da morte. Seus olhos foram preenchidos com luz, seu corpo cintilou na mesma coloração do trovão e a vida parecia sair de seu corpo, que caía inerte no chão, enfrentanto a chuva de peito aberto.

Uma luz extremamente forte ardeu em seus olhos cerrados, atravessando por suas pálpebras pesadas e fazendo-o acordar de repente. Ele levou seus dois braços para a frente dos olhos, para bloquear a luz que aos poucos diminuía sua intensidade até reduzir-se ao limbo que era o local, completamente negro e vazio. O homem tateou o solo, ainda com os olhos um pouco ofuscados pela luz e percebeu que apesar de ter algo em que pudesse se sustentar, não emitia luz, vida ou mesmo contrastava com algo,
o local inteiro parecia ser uma massa negra sem começo e sem fim.

Do breu, surge um homem com aparência distinta daqueles que Albus estava acostumado a ver em seu dia a dia na Folha. De pele morena, trajava uma armadura vermelha e uma bandana branca com nada mais do que o símbolo do clã Senju no centro; seus longos cabelos castanhos e sua face de confiança denunciaram sua identidade, uma figura de extrema importância para Konohagakure, seu criador. — Você é... H-Hashirama-Senju! — Exclamou o jovem Senju de cabelos azulados.

O ancestral riu. Gargalhou, na verdade. — Sim, foi assim que meus pais me chamaram. — Confirmou o homem. —Escuta, que história é essa de Senju ficar treinando em topo de montanha com trovoada, hein? Nosso lugar é nas florestas, garoto. Se liga. — Hashirama ria como se não tivesse tido uma companhia por muito tempo, então seu semblante tornou-se mais sério, ele encarou Albus com frieza e se aproximou. — Você é o futuro dos Senju, garoto. — Disse colocando sua mão na cabeça do Chunin. — Ter dominado o Mokuton foi o estopim para algo muito maior, você será aquele que dará continuidade a minha linhagem, como eu fiz — Albus encarou seu ancestral com seriedade, retribuindo o semblante do homem. — Espero não lhe decepcionar. — Disse. Hashirama riu, quebrando a tensão do momento.

— Então... Senhor...? — Iniciou Albus, incerto de como tratar seu ancestral verbalmente. — Onde estou? — Indagou. Hashirama se aproximou e ficou cara a cara com seu descendente, praticamente colando nariz com nariz e encarando-o olho no olho. — Bem. Na. Sua. Cabeçinha. — Revelou, dando um peteleco na testa de Albus, falando pausadamente. — E porque estamos aqui? — Indagou o Chunin da Folha. — Sente-se. Eu vou lhe contar uma história. —

O ancestral e antigo líder do clã Senju sentou-se com as pernas cruzadas de frente para Albus e começou a contar o motivo dele ter se manifestado naquele momento. — Bom, você morreu. — Revelou Hashirama, gerando um choque em Albus. — Calma, calma. Você não morreu totalmente, sua consciência continua no plano dos vivos, eu só vim pra ter certeza de que você não ia morrer dessa maneira medíocre e prematura. — O ancestral Senju respirou e continuou. — Você dominou o Mokuton, mas você deve conhecer minuciosamente este elemento antes de sair usando por aí deliberadamente como se fosse uma fadinha da madeira. Eu mesmo sou só uma gravação responsiva, um selo de transcrição que eu mesmo criei chamado Aparição mental do ancestral primordial morto há séculos. — Albus e Hashirama riram novamente.

— Muito bem, moleque. — Anunciou Hashirama, levantando-se, tendo seu descendente acompanhado seu movimento quase que de instantâneo. — Sinta a madeira. — Disse o ancestral, dando um salto para trás, lançando uma estaca de madeira em Albus em pleno movimento,
mas a agilidade do Chunin foram o suficiente para esquivar-se da estaca apenas movendo-se para o lado, mas Hashirama não foi agradado. — Não, não. Você deve utilizar o Mokuton para desviar, não sua velocidade, espertinho. — Disse em desaprovação, lançando uma nova estaca.

Albus lembrou-se do treinamento com o ancião no topo da torre dos Senju, na Folha, então tentou repetir o processo, controlando a madeira de outrem utilizando seu próprio chakra. O Chunin fechou os olhos e concentrou-se naquela estaca em movimento, procurando senti-la e de fato o fez, mas não contava com a densidade absurda que a técnica de Hashirama continha. A estaca de madeira alterou apenas um pouco de seu trajeto original, acertando em cheio a barriga de Albus, mas estranhamente ele não sentiu dor alguma, apenas sentiu o impacto do objeto atravessando seu corpo. — Não é todo dia que se vê isso. — Soou uma segunda voz, diferente de Hashirama. Das sombras, emerge um homem de cabelos brancos espetados e com uma armadura similar a de Hashirama, com a diferença em sua coloração, azul.

— Viu? Viu? Eu não disse que o moleque era bom? — Disse Hashirama entusiasmado, apontando para a estaca com total empolgação, olhando diretamente para a nova figura que surgira. — Aliás, porque você tá usando o meu selo de transcrição? Xô. — O homem misterioso sorriu e deu um tapa de leve nas costas do ancestral. — O primeiro Hokage não deve tentar ser mais importante que o segundo, meu irmão. — Aquelas palavras, aquela descrição... Albus sabia de quem se tratava, apenas tratou de revelar o óbvio. — Tobirama!

— Já fez o que tinha de fazer, Hashirama? — Indagou o homem de cabelos brancos. — Nossa energia no mundo dos mortos é reduzida, vai gastar tudo agora? Embora o talento do infanto seja notável... Desviar uma estaca com o seu chakra é admirável, caro descendente... Albus, não é? — Hashirama gargalhou e encarou seu irmão. — Senju Albus, meu tataratataratataraneto. — Tobirama levou sua mão ao rosto em desaprovação e então ordenou a retirada de ambos. — Vamos, já é hora. — As figuras então desvaneceram rumo ao nada, com uma única mensagem de Hashirama. — Volte bem. Um dia nos reencontraremos. — Com estas últimas palavras do homem, uma lufada de vento foi de encontro com Albus, que em um piscar de olhos, encontrava-se novamente no local onde estava treinando antes de apagar.

Suas roupas estavam completamente chamuscadas e encharcadas, a bandana destruída, restando somente a placa de metal. — Que avaria... — Balbuciou Albus avaliando sua situação. Ao tentar se levantar, uma dor intensa atingiu seu corpo, como se mil agulhas tentassem perfurar sua pele e arrancar seus ossos de seu organismo. Ele avaliou sua situação, perguntando-se se o que havia acontecido fora real. Até mesmo verificou se a estaca havia feito uma cicatriz, mas nada. Ao olhar no horizonte, era possível ver o sol nascer por cima do monumento dos Hokages, nos olhos de Hashirama, gotas de água da chuva da noite passada escorriam como lágrimas em um rosto humano e no coração de Albus apenas uma certeza: o início de uma nova era.
-

Última edição por Kenobi em 15/1/2018, 14:12, editado 1 vez(es)
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] O Sangue das Florestas - 30/11/2017, 20:46

Ta aprovado!
-
Tama
Administrador
Tama
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] O Sangue das Florestas Vh077Ys

https://www.narutorpgakatsuki.net/t67003-f-yuki-shiroi#493173

Re: [Fillers] O Sangue das Florestas - 13/1/2018, 17:26


[Fillers] O Sangue das Florestas 5b9af7b4bdb7f438c95a1891f83400ebcae4225b_hq

Capítulo II — A Jornada Solitária: Deuses e Humanos

Aquela marca machucava a cada momento que era olhada, a cada momento que Albus lembrava de sua existência em seu corpo, a cada momento que ele lembrava do momento que recebera a marca em seu estômago. Aquilo era pior do que uma marca da maldição, pior do que qualquer perda, era pior do que todas as dores do mundo, pois era o maior símbolo do seu fracasso traduzido em uma enorme cicatriz que tomava conta de seu abdômen.

No fatídico dia que decidira ir embora de Konohagakure temporariamente, o herdeiro da madeira pensou muito bem em quais palavras utilizar para com o Hokage. Estava jogado no chão de sua casa, derramando lágrimas por seus olhos esporadicamente e com muito pesar, decidiu fugir. Não iria fugir de fato de seu compromisso como ninja da Folha, aquela vila ainda tinha uma enorme estima dentro do coração do Senju, por mais que pensasse demais individualmente, como ninja da folha, a vontade do fogo ainda queimava dentro de seu peito. Era essa queimação que o impedia de ficar parado tendo sido demonstrada tanta falta de poder, ainda mais por seu próprio líder e espelho de ações.

Somado a seu código de conduta, aquela cicatriz deixava a marca de uma nova oportunidade, como Nanaki falara. A nova oportunidade seria seu próprio exílio. A roupa que vestira era adequada para a ocasião antes de se despedir de seu líder e nêmesis: um poncho sobrepondo roupas simples e um turbante em sua cabeça.

Surpreendentemente o Hokage recebera de braços aberto a sugestão de exílio, provavelmente vendo nisso uma oportunidade do Jonin de sua vila de se renovar e tornar-se mais forte. Desta forma, no portão, o colosso de cinco caudas surgiu de onde veio: do nada, galopando pela floresta do País do Fogo sem rumo algum, apenas deixado no comando por seu hospedeiro a fim de encontrar qualquer oportunidade de se divertir.

[...]

Horas e horas galopando, o chakra do cinco caudas se esvaía aos poucos, tornando sua permanência no controle total inviável, voltando esta para Albus, que estava com sua mente completamente descansada. Tudo que sabia era que estava em algum ponto do País do Fogo, só não sabia dizer para qual direção e em qual região estava.

Ele contornou esse problema por subir em uma árvore e notar uma pequena vila iluminada pela luz do luar. Haviam cerca de vinte casebres de madeira a beira-rio, porém o que realmente chamava a atenção do Jonin da folha era uma fumaça que saía de um local no centro da vila e o ninja imaginou se tratar de uma fogueira, mas os gritos que chegaram aos seus ouvidos o alertaram suficientemente para que ele se dirigisse o mais rápido para o vilarejo.

Sua velocidade era alta, mas não o suficiente para que pudesse impedir todas as casas de serem incineradas. Os moradores da vila corriam em desespero e uma figura feminina vestida de negro pairava sobre o vilarejo com uma espécie de chama-piloto pendendo de sua boca. Aquela cena não despertou nenhum sentimento dentro do ninja da Folha, que presenciou a mulher desaparecer em meio ao nado, deixando apenas fogo no local onde ela pairava. “O terror de fogo! A deusa veio nos cobrar novamente!” gritava um dos moradores em desespero. Facilmente, Albus manipulou a água do rio que irrigava a pequena vila e tentou salvar as casas em vão, pois as chamas já haviam consumido praticamente todas as casas, deixando muitas pessoas desalojadas.

Segundo alguns moradores, a figura feminina que havia destruído sua vila era uma deusa, uma mulher que todo ano iria até a cercania para cobrar uma dívida histórica. Eles disseram ao Jonin que todo ano era a mesma coisa, pois eles jamais tiveram dinheiro ou recursos para pagar aquilo que a mulher solicitava. Se o ocorrido tivesse vindo meses atrás, o ninja jamais se mobilizaria, mas sua mente aos poucos mudava conforme sua vida desenrolava e sua mente se abria: ele estava determinado a ajudar os moradores.

Para tal, ele deveria encontrar o local onde a deusa morava, supostamente no descampado que era a fronteira entre o País do Fogo e Kusagakure, baseada em uma caverna subterrânea abandonada. Os moradores até mesmo se ofereceram para ir até a base junto com Albus, portando ancinhos e tochas no melhor modo de protesto possível, só que apesar de solidário, o Senju ainda era um lobo solitário e todas as suas operações eram desejadas a serem feitas sozinho, sem nenhuma interferência a não ser a dele própria. Partiu de carroça até a fronteira sendo guiado por um cocheiro morador da vila. Dali, andou muito até a região cavernosa da Grama, já nas dependências inabitadas de Kusagakure.

Sem cerimônia alguma por parte da deusa, que aguardava o vingador sentada em cima da entrada de seu esconderijo “secreto”. Ela o recebeu com algumas palavras desafiadoras e partiu para o combate no completo descampado de Kusa. Desarmada e completamente exposta, ela forjou selos com a mãos e lançou uma bola de fogo simples contra Albus, que desviou pelo simples movimento de andar para o lado e sacou sua lâmina da cintura. Uma investida de vapor foi suficiente para catapulta-lo para a frente, tremulando seu poncho, exibindo sua bandana amarrada no cinto e criando uma lufada de vento poderosa como onda de choque que fez o capuz da mulher cair e revelar seus cabelos rosados.

Não havia piedade nos olhos de Albus, apenas raiva e um sentimento de vingança implacável que corria por suas veias. Nem mesmo ele saberia explicar o que estava sentindo no momento, só sabia dizer que sua sede por assassinato era tão grande quanto aquele que sentia quando portava a máscara ANBU meses atrás, antes de sequer tornar-se o vangloriado Albus da Madeira. Seu movimento fora preciso o suficiente para pousar em cima da mulher, segurando-se nos ombros dela para tomar conta da traseira da deusa e chutá-la no centro de suas costas.

O vento lufou mais uma vez, poderoso, quando as costas da mulher foram atingidas. Ela não era ninguém poderoso o suficiente para derrotar um ninja como Albus, mas era poderosa o suficiente para subjugar camponeses indefesos. Aquilo criava um sentimento mútuo de compaixão para com os camponeses e raiva dentro do Senju, que sem piedade, cravou sua lâmina no crânio da mulher, dando-a uma morte instantânea. Ele não estava satisfeito com aquilo, não tinha sede de assassinato mais, aquilo era apenas uma sede de justiça, uma sede que não tinha origem certa, poderia ter sido criada no assassinato do ancião, na invasão de Konoha, na destruição da Kaoso ou até mesmo na humilhação para com Nanaki. A vontade do fogo ardia dentro dele. Naquela hora, ele entendia de alguma forma o valor da justiça. Sua jornada havia apenas começado, assim como o banho de sangue que o mundo em breve receberia.
-

Última edição por Kenobi em 15/1/2018, 14:14, editado 1 vez(es)
MilkWho
Genin
MilkWho
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] O Sangue das Florestas Tumblr_pr3km8iCYE1vhn3j2_540

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69131-shimura-takashi#517055 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69360-g-f-shimura-takashi#519530

Re: [Fillers] O Sangue das Florestas - 13/1/2018, 21:56

@Full Aprovado ta serto

_______________________



— Nada do que é humano me surpreende —
-
Tama
Administrador
Tama
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] O Sangue das Florestas Vh077Ys

https://www.narutorpgakatsuki.net/t67003-f-yuki-shiroi#493173

Re: [Fillers] O Sangue das Florestas - 15/1/2018, 18:46


[Fillers] O Sangue das Florestas 8dba05a3a0adef116648030457f91887c3651287_hq

Capítulo III — A Jornada Solitária: O Mar de Monstros

Foi complicado escapar das mãos do destino, que por mais que fossem algo inteligível, traduziam-se na vida do jovem Jonin da folha que vagava sem rumo solitário, tendo como única companhia a besta de caudas selada em sua barriga por oito trigramas. As mãos do destino levavam Albus a um local desconhecido, seu destino era o País da Água, mas um desvio fez o capitão do barco titubear e escorrer suor por todo seu rosto. O homem de cabelos grisalhos e barba volumosa que capitaneava o navio era uma pessoa no auge da idade, mas ainda assim, conservado, ele havia oferecido uma "carona" para Albus quando este lhe fizera um favor com a mercadoria que havia caído em alto mar em um porto a Sudeste do País do Fogo, próximo a Uzushio.

— Jogar âncora! Batemos em algo! — Bradou o capitão do enorme navio que trafegava os perigosos mares mundanos. O navio era uma embarcação de madeira nobre e incrivelmente leve, seu casco era totalmente branco e não era consumido pelo sal marítimo devido a algumas propriedades, talvez, mas o que mais impressionava era a figura que se erguia imponente na proa do navio. Um enorme lobo cinzento com presas expostas caindo pelos lados de sua mandíbula e olhos vermelhos raivosos, uma efígie digna do capitão: O Lobo do Mar, Okami, e sua tripulação, carinhosamente apelidada de alcateia, que atendia as ordens do capitão com um único grito. — Lançar âncora!! — E tudo que se ouvia era o som da âncora batendo no fundo do mar, ecoando pela água salina.

O casco do Lobo do Mar era partido em pedaços em sua proa, lançando estilhaços de madeira contra os olhos vermelhos do lobo que se prostrava para fora da embarcação. Aos gritos, o capitão Okami comanda sua tripulação para fora do barco, para pular ao mar. Ele por sua vez, morreria junto com seu barco como um honrado capitão faria em uma situação de naufrágio, mas ele não contava que a presença do moribundo e maltrapilho viajante que havia se abrigado em seu navio era alguém com poderes inimagináveis.

Albus ergueu o barco com uma enorme mão de madeira, mas mesmo assim, com reflexos retardados, os tripulantes pularam do barco, tendo uma morte certa. Sua morte, no entanto, não seria por afogamento ou pela altura que o barco tomaria com o levante do viajante, morreriam ao lançar-se para a boca de uma criatura colossal com aparência advinda de um livro de fantasias: uma ostra gigante com tentáculos enormes e grossa concha com alguns cumes pontiagudos que provavelmente fora onde o casco havia sido atingido. A única coisa que pairava sobre a mente do ninja da folha era a de como a alcateia não havia notado tamanha presença em alto mar.

Os tentáculos da ostra se moveram e em uma chicotada atingiram o barco, removendo seu mastro principal, deixando cair um dos tripulantes. O segundo golpe veio em cheio contra a vela traseira, sendo segurada por uma pura manipulação de madeira advinda de Albus, o suficiente para que sua própria madeira fosse destruída e a embarcação se mantivesse intacta apesar da queda do mastro. Claro, o ninja da folha jamais suportaria receber um ataque sem revidar, principalmente um ataque sem sentido, mas o que acontecia era que em sua cabeça ele só tinha em mente uma forma de arquitetar um plano para invadir o casco da ostra que com certeza seria blindado.

Ele uniu as mãos com todos os dedos entrelaçados uns nos outros e então dali surge uma pequena esfera de madeira pequena o suficiente para entrar por uma fechadura, mas conforme o selo é mantido e o chakra se condensa, a esfera ganha massa e depois toma forma, inicialmente sua forma era humana e do tamanho de um ser humano, mas conforme o chakra é concentrado, aquilo se expande até atingir a forma da técnica, uma das grandes técnicas da madeira: o humano de madeira.

Em alto mar, a própria criação da madeira conseguia se manter sem problemas com a água atingindo pouco abaixo de sua cintura. Com uma simples manipulação, sua mão torna-se uma broca giratória de madeira que invade o casco da ostra sem nenhuma dificuldade, a outra mão por sua vez ganha uma lança segurada por seus dedos e enquanto uma penetrava pela defesa dura, a outra golpeava com estocadas, jorrando sangue e manchando o mar em um vermelho vivo junto dos líquidos que a criatura soltara durante sua morte. Seja lá quais forem estes líquidos, o Senju havia salvo uma tripulação inteira das mãos do destino.

Com outra manipulação, o casco do barco é consertado e a mão de madeira que sustentava a embarcação era desfeita, derrubando bruscamente todos no mar em uma queda de aproximadamente trinta metros, espalhando água para todos os lados e consequentemente molhando toda a tripulação do Lobo do Mar.

O capitão Okami, um homem honrado, agradece Albus por sua bravura e por sua competência de ter ajudado sua embarcação a sobreviver aos tentáculos da criatura épica que haviam acabado de presenciar a morte. Falando daquela fora, seria impossível para o Senju não se lembrar de uma de suas aventuras, na qual havia salvo uma aldeia inteira das garras de uma mulher que abusava de suas capacidades julgando-se deusa para se aproveitar de camponeses indefesos. Estaria ele tornando-se uma espécie de herói? Como ele dizia sempre para si mesmo, não se importava de fato com os outros, mas com a execução da justiça em sua mais bela forma, a vontade de ajudar os oprimidos é apenas um efeito colateral.

Em poucas horas o Lobo do Mar atingia terra firme em um cais do País da Água, o mais próximo dentre muitos metros, um local para que a tripulação da embarcação pudesse descansar e reparar o casco de forma adequada. A preocupação do ninja da Folha, no entanto, era outra, não havia objetivo para o Jonin naquela região, ele apenas desejava conhecimento e provar de novas experiências enquanto estivesse fora de seu trabalho como ninja.
-

Última edição por Kenobi em 15/1/2018, 19:03, editado 1 vez(es)
Asa
Genin
Asa
Vilarejo Atual
http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] O Sangue das Florestas - 15/1/2018, 19:34

APROVADASSO 100 STATUS

_______________________

Ficha
Banco
Mudanças
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] O Sangue das Florestas -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.