Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
tópicos recentes
Primavera
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngellAngell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Sr.LSr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549
OblivionOblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
SalvatoreSalvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234

Página 1 de 1
Ícone
Iris
http://narutorpgakatsuki.net
A PARTIDA DA EXPEDIÇÃO!

Eram mais de dezoito horas quando eu consegui sair de casa e me deparar com a paisagem marcante da Nuvem. Os bares, restaurantes, prostíbulos e casas estavam todos acesos, e a movimentação dos aldeões ainda era grande, parecida com a de mais cedo. O clima era um meio termo de mormaço e ventania, mas estava bom o suficiente para me permitir usar as roupas que eu estava usando sem sentir calor ou reclamar de frio. Pássaros cantavam nos céus onde, cercada por nuvens, a Lua começava a subir e vociferar a sua luz, redonda como uma bola de gude e branca como papel. Ressaltava-se demasiadamente naquele céu azul escuro. – Ao que me parece, somente eu fui convocado - Pensei alto, prestes a transpassar os portões, olhando ao redor e não vendo nada além do fluxo normal das coisas. – A não ser que já tenham ido... Tanto faz! Eu não queria ter que lidar com o que estava por vir sozinho, mas caso tivesse, que fizesse isso com honra. Puff... Até parece que eu ligo pra isso!

Olly, HP: 625/625; CH: 800/800; ST: 05/05; VEL: 18 m/s.

Taberu (Lendária), RES: 350/350.

Considerações:
Aparência. Bolsa de armas atada a cintura. Taberu está numa bainha preta fosca, presa às minhas costas.

Taberu:
[Evento] Rumo à Oto. 441058-13_shura_with_sword
[Evento] Rumo à Oto. Pkk7NK9
Taberu
(Devoradora)

Espécie: Lendária.
Rank: S.
Descrição: Quando mais nada existia, mesmo antes de buracos negros surgirem, de as galáxias se formarem e de poeira cósmica se espalhar, Kūsō, A Personificação do Vazio, sentindo-se afoito pelo escuro da solidão, criou e, mais tarde, conspirou contra as vontades de Sōkū, O Deus de Tudo e Todas as Coisas, de fazer nascer a sua primeira dádiva: Jinsei, o universo como conhecemos hoje, proferindo que somente a existência de seu filho era o suficiente para lhe arrancar o seu título e proporcionar deleite. Insatisfeito, Sōkū e Kūsō formularam a primeira briga de toda a vida, e com ela trouxeram, a cada conflito de suas armas, a criação de centenas de realidades capazes de abrigar diferentes partes das suas personalidades, confrontando até que quase nenhuma delas sobrasse.

Alimentado pela vontade e pelo orgulho, Sōkū acabou vencedor e, como prêmio, recebeu o comando de todo O Primeiro Plano, a realidade em que vivemos, e seu pai, Kūsō, ficou com os cenários difusos, cheios de crises, confusão, escória e nada, absolutamente nada, assim como eram as coisas antes de o nascimento da sua cria. Revendo suas atitudes, arrependeu-se de não usufruir de toda a potência contra O Deus de Tudo e Todas as Coisas e, por isso, desobedeceu o trato que dizia não poder transpassar as barreiras do Segundo Plano, lançando mão da sua presença para conseguir se infiltrar em uma parte do Mundo de Cima e dar um fim a tudo, novamente. Mas as forças resistentes eram muito poderosas e, assim, ao invés de se transportar por inteiro e se vingar, precisou se resumir a uma mera espada violeta, com os seus nove olhos a adornando e vigiando o império de Sōkū, a pior ingratidão que lhe aconteceu.

Agora como uma arma, Kūsō carregava consigo a maior energia vital de todas, possibilitando de amplificar em tamanho e poderio o que viu ser apelidado, pelo humano que a empunhou, de Taberu, A Devoradora. Sorrateira e furtiva, a espada se tornou capaz de adaptar seu feitio a quaisquer que fossem as habilidades de quem a comandasse, justamente porque A Personificação do Vazio era O Pai de Tudo e Todas as Coisas. Esbanjando vigor, aliou-se de maneira ímpar ao seu dono e, finalmente, Kūsō pôde se considerar liberto da solidão que tanto temia e doía, proporcionando ao espadachim um presente divino: o diálogo com o dono da primeira expressão de som já existente, do primeiro eco rebobinado e da maior intensidade sonora conhecida, conduzindo seus adversários a uma temível destruição auditiva.

Hoje, distanciado de ódio e rancor, Kūsō permite ser empunhado com a intenção de destruir todas as partes da personalidade de seu filho, inclusive o próprio manipulador de Taberu, na tentativa de purificá-lo inteiramente do mal que lhe acometeu assim que A Maior das Guerras, o episódio em que Kūsō e SōKū batalham, aconteceu. Quando concluído esse objetivo, A Personificação do Vazio fará com que tudo retorne aos conformes e, por último, desapareça, impedindo todas as coisas de experimentar o que ele um dia experimentou: o escuro da solidão, crises, confusão, escória e nada. Absolutamente nada.

Kūsō, reconhecendo a necessidade de um juramento de fidelidade como garantia da sua servidão, somente se deixou compreender depois de aplicar sobre o peito de seu espadachim um selo escrito em romaji: オメン, ou Omen, que significa "Presságio". Tal marca garantiria a vida do manipulador ao manipulado, tornando-o o armazém de Taberu, A Devoradora, que apenas poderia ser retirada através do selo e do bel prazer daquele que jurou, com a recitação da frase "Transcenda o vazio, e mate o medo: Devore!". Enquanto resguardada no seu portador, a arma consegue ser destruída caso este morra e ela fique a mercê do dano inimigo.

A Devoradora possui um tamanho padrão de sessenta centímetros e uma lâmina absolutamente reta e de um único fio, com uma proteção quadrada e base longa para acomodar as mãos. Sua coloração semeia entre o violeta e o púrpura, e a superfície do corte tem nove íris de coloração verde musgo te observando. A ponta da arma é pouco curvada e, o que diz respeito a sua força, capaz de cortar tudo e todas as coisas. Suas habilidades variam desde manipulações de energias elementares até despertar de técnicas ilusórias afrontosas ou ninjutsus que moldam o chakra no formato de cobras. Como um talento secundário, existe a aptidão de ampliar em tamanho e, consequentemente, poder, podendo duplicar ou triplicar todo o dano e o alcance de suas técnicas. A bainha original da arma é o corpo de seu espadachim, mas há também uma outra, inteiramente preta fosca, para que este não precise se preocupar em devolvê-la para o seu corpo no meio de um combate. Caso o seu manipulador morra, a alma é devorada por Taberu, A Devoradora.

Bolsa de Armas:
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [20] Kunais;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [10] Shurikens;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [20] Hyōrōgans;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [20] Zōketsugans;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [11] Kibaku Fuuda;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [25m] Fio;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [11] Ampolas de veneno.

_______________________

[Evento] Rumo à Oto. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 [Evento] Rumo à Oto. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 [Evento] Rumo à Oto. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Iris
Iris
Chūnin
Vilarejo Atual
[Evento] Rumo à Oto. 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

HP: 750/750• CH: 800/800 • ST: 00/06
Estando sentada em cima da árvore, num dos galhos de perna cruzada mantendo um olho atento ao portão da vila, a kunoichi lia o seu pequeno livro de apontamentos de forma curiosa revendo tudo aquilo que tinha anteriormente escrito, num final de dia tão bom e sereno, era agradável ver os outros trabalhando o corpo, chegando ou partindo em missões enquanto ela aguardava e refrescava a mente visto que existiam outras opções para sobressair no mundo sem ser por um acto de simples forma bruta. Apesar de o seu ponto de repouso não ser o seu preferido pois havia sempre algum bicho irritante que aterrava no seu cabelo ou uma formiga que aparecia esmagada por entre as páginas do seu caderno, Chara permanecia naquele lugar a espera de algum shinobi que tal como ela parasse junto aos portões da aldeia aguardando que outros companheiros de viagem para a aldeia de Kumo aparecessem. Convencida que tinha encontrado alguém e detestando maior parte dos insectos a jovem guardou o seu caderno e de forma instantânea desceu da árvore caminhando em direção ao rapaz loiro de aspecto curioso ou no mínimo distinto dos outros.

— Francamente, estou a trinta e sete segundos a espera. O que aconteceu aos bons velhos tempos onde as pessoas chegavam cedo ou no mínimo não deixavam damas a espera? - comentou a kunoichi de forma sarcástica e calma se aproximando do shinobi — O meu nome é Chara e terás a honra de me acompanhar ao longo do percurso.

Sem aguardar uma resposta e esperando apenas que o rapaz a acompanha-se, a kunoichi iria começar o seu trajecto em direção a aldeia de Otogakure, ironicamente nunca foi um lugar que imaginaria visitar tão cedo visto que segundo os rumores que circulavam as vilas, aquele local nunca foi dos mais honestos e muito menos dos mais seguros especialmente para os insanos turistas que se atreviam a frequentar o local sem motivo. Parte de si estava curiosa para ver o que lhes esperava no local de tanto alvoroço visto que fora a convocatória algo oficial da Raikage, pouco era o que a jovem sabia sobre o respectivo evento e tendo em conta a sua relação próxima com a mesma, a Chinoike tinha a certeza ou pelo menos assumia que estava bem informada ou no mínimo infomada ao ponto de que não era necessário questionar mais nada.

~~
Jutsus usados/ativo:
N/A
Equipamentos(20):
•  Kunai: 5x    •  Shuriken: 5x    •  Senbon: 11x    •  Kibaku Fuuda: 4x    •  Kemuridama: 2x    •  Makibishi: 5x    •  Hikaridama: 1x    •  Fios: 3m
Armas:
Nenhuma
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Iris
http://narutorpgakatsuki.net
A PARTIDA DA EXPEDIÇÃO!

E para variar: eu estava enganado. Assim que os meus pés iam atravessar a linha que delimitava as extremidades do vilarejo, uma figura feminina apareceu falando alto e caminhando em minha direção. É por você que eu esperava? Era só uma dúvida, e não um desmerecimento a sua imagem. – Hey...! - Acenei com uma das mãos. – Trinta e sete segundos? Nossa, quanto tempo - Ironizei. Não me recordava de já ter trombado com a kunoichi, mas precisava admitir que a sua aparência era estonteante. – A honra? - Questionei, com uma das sobrancelhas arqueadas e cheio de um ar meio risonho. – Muito obrigado, madame - Cumprimentei-a como um devido cavalheiro. – Aparentemente seremos só eu e você... E por falar em nós, me chamo Olly! Qual seria a sua graça? Tal formalidade não me pertencia. Ela parece que veio de outra época... Aquela conversa definitivamente não terminaria ali; Nós não tínhamos mais tempo para continuar parados. Dessa vez atravessaríamos de fato os Portões da Nuvem.

Olly, HP: 625/625; CH: 800/800; ST: 05/05; VEL: 18 m/s.

Taberu (Lendária), RES: 350/350.

Considerações:
Aparência. Bolsa de armas atada a cintura. Taberu está numa bainha preta fosca, presa às minhas costas. Saí.

Taberu:
[Evento] Rumo à Oto. 441058-13_shura_with_sword
[Evento] Rumo à Oto. Pkk7NK9
Taberu
(Devoradora)

Espécie: Lendária.
Rank: S.
Descrição: Quando mais nada existia, mesmo antes de buracos negros surgirem, de as galáxias se formarem e de poeira cósmica se espalhar, Kūsō, A Personificação do Vazio, sentindo-se afoito pelo escuro da solidão, criou e, mais tarde, conspirou contra as vontades de Sōkū, O Deus de Tudo e Todas as Coisas, de fazer nascer a sua primeira dádiva: Jinsei, o universo como conhecemos hoje, proferindo que somente a existência de seu filho era o suficiente para lhe arrancar o seu título e proporcionar deleite. Insatisfeito, Sōkū e Kūsō formularam a primeira briga de toda a vida, e com ela trouxeram, a cada conflito de suas armas, a criação de centenas de realidades capazes de abrigar diferentes partes das suas personalidades, confrontando até que quase nenhuma delas sobrasse.

Alimentado pela vontade e pelo orgulho, Sōkū acabou vencedor e, como prêmio, recebeu o comando de todo O Primeiro Plano, a realidade em que vivemos, e seu pai, Kūsō, ficou com os cenários difusos, cheios de crises, confusão, escória e nada, absolutamente nada, assim como eram as coisas antes de o nascimento da sua cria. Revendo suas atitudes, arrependeu-se de não usufruir de toda a potência contra O Deus de Tudo e Todas as Coisas e, por isso, desobedeceu o trato que dizia não poder transpassar as barreiras do Segundo Plano, lançando mão da sua presença para conseguir se infiltrar em uma parte do Mundo de Cima e dar um fim a tudo, novamente. Mas as forças resistentes eram muito poderosas e, assim, ao invés de se transportar por inteiro e se vingar, precisou se resumir a uma mera espada violeta, com os seus nove olhos a adornando e vigiando o império de Sōkū, a pior ingratidão que lhe aconteceu.

Agora como uma arma, Kūsō carregava consigo a maior energia vital de todas, possibilitando de amplificar em tamanho e poderio o que viu ser apelidado, pelo humano que a empunhou, de Taberu, A Devoradora. Sorrateira e furtiva, a espada se tornou capaz de adaptar seu feitio a quaisquer que fossem as habilidades de quem a comandasse, justamente porque A Personificação do Vazio era O Pai de Tudo e Todas as Coisas. Esbanjando vigor, aliou-se de maneira ímpar ao seu dono e, finalmente, Kūsō pôde se considerar liberto da solidão que tanto temia e doía, proporcionando ao espadachim um presente divino: o diálogo com o dono da primeira expressão de som já existente, do primeiro eco rebobinado e da maior intensidade sonora conhecida, conduzindo seus adversários a uma temível destruição auditiva.

Hoje, distanciado de ódio e rancor, Kūsō permite ser empunhado com a intenção de destruir todas as partes da personalidade de seu filho, inclusive o próprio manipulador de Taberu, na tentativa de purificá-lo inteiramente do mal que lhe acometeu assim que A Maior das Guerras, o episódio em que Kūsō e SōKū batalham, aconteceu. Quando concluído esse objetivo, A Personificação do Vazio fará com que tudo retorne aos conformes e, por último, desapareça, impedindo todas as coisas de experimentar o que ele um dia experimentou: o escuro da solidão, crises, confusão, escória e nada. Absolutamente nada.

Kūsō, reconhecendo a necessidade de um juramento de fidelidade como garantia da sua servidão, somente se deixou compreender depois de aplicar sobre o peito de seu espadachim um selo escrito em romaji: オメン, ou Omen, que significa "Presságio". Tal marca garantiria a vida do manipulador ao manipulado, tornando-o o armazém de Taberu, A Devoradora, que apenas poderia ser retirada através do selo e do bel prazer daquele que jurou, com a recitação da frase "Transcenda o vazio, e mate o medo: Devore!". Enquanto resguardada no seu portador, a arma consegue ser destruída caso este morra e ela fique a mercê do dano inimigo.

A Devoradora possui um tamanho padrão de sessenta centímetros e uma lâmina absolutamente reta e de um único fio, com uma proteção quadrada e base longa para acomodar as mãos. Sua coloração semeia entre o violeta e o púrpura, e a superfície do corte tem nove íris de coloração verde musgo te observando. A ponta da arma é pouco curvada e, o que diz respeito a sua força, capaz de cortar tudo e todas as coisas. Suas habilidades variam desde manipulações de energias elementares até despertar de técnicas ilusórias afrontosas ou ninjutsus que moldam o chakra no formato de cobras. Como um talento secundário, existe a aptidão de ampliar em tamanho e, consequentemente, poder, podendo duplicar ou triplicar todo o dano e o alcance de suas técnicas. A bainha original da arma é o corpo de seu espadachim, mas há também uma outra, inteiramente preta fosca, para que este não precise se preocupar em devolvê-la para o seu corpo no meio de um combate. Caso o seu manipulador morra, a alma é devorada por Taberu, A Devoradora.

Bolsa de Armas:
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [20] Kunais;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [10] Shurikens;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [20] Hyōrōgans;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [20] Zōketsugans;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [11] Kibaku Fuuda;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [25m] Fio;
[Evento] Rumo à Oto. 2666.png?v=2.2 [11] Ampolas de veneno.

_______________________

[Evento] Rumo à Oto. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 [Evento] Rumo à Oto. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 [Evento] Rumo à Oto. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Iris
Iris
Chūnin
Vilarejo Atual
[Evento] Rumo à Oto. 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

HP: 750/750• CH: 800/800 • ST: 00/06
Começando a se afastar dos portões da aldeia e apercebendo-se finalmente que o grupo reduzido de pessoas que iria participar na suposta missão, talvez o melhor fosse começar a definir um bom plano de viagem e organizar os recursos que tinham até chegar ao suposto ponto de encontro, Chara não sabia exactamente o que estaria a espera na aldeia de Otogakure pois apesar de eles terem sido enviados para o local, eles ainda não tinham uma grande confirmação do que lhes esperava naquele local. Recebendo alguns comentários de Olly sobre a sua aparência nobre e atitude firme e confiante, a Chinoike fez questão de perdoar as palavras ingénuas do miúdo visto que ele não a conhecia bem o suficiente para ter uma noção do seu estatuto ou das suas capacidades, como alguém superior psicologicamente, a jovem iria abrandar o seu ritmo para conseguir responder ao parceiro sem ter que gritar.

— Bem "Olly". Vamos ver as coisas desta forma, eu vou liderar a nossa pequena viagem. Caso tenhamos o azar de lutar contra alguém, tu assumes a linha da frente e eu dou-te suporte a distância. Eu gosto de ter as coisas organizadas

Com um sorriso no rosto e os braços cruzados atrás das costas, a kunoichi iria colocar-se ao lado do suposto colega de kumo enquanto caminhava para longe do portão da aldeia, observando-o de alto a baixo a jovem iria tentar tirar uma notas mentais sobre o tipo de pessoa que ele era visto que era possível saber muito sobre alguém através da postura, aparência e personalidade. Visto que o destino era a vila de Otogakure no Sato, que supostamente seria alguns quilómetros de distância talvez fosse boa altura tentar formar novos laços e amizades visto que ela não podia fazer tudo sozinha como um exercito lunático de uma mulher só, com maior parte dos seus colegas de academia deixados para trás a nível de rankeamento ninja e de habilidades, uma maior diversidade de contactos talvez fosse mais convinientes.

~~
Jutsus usados/ativo:
N/A
Equipamentos(20):
•  Kunai: 5x    •  Shuriken: 5x    •  Senbon: 11x    •  Kibaku Fuuda: 4x    •  Kemuridama: 2x    •  Makibishi: 5x    •  Hikaridama: 1x    •  Fios: 3m
Armas:
Nenhuma
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos