>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Knox
Genin
Knox
Vilarejo Atual
Ícone : [F] Névoa sangrenta  100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[F] Névoa sangrenta - 25/9/2017, 14:44


Prologo

Era uma noite fria, assim como hoje, que ocorrera o nascimento de Alucard. Seus pais participavam de uma seita em Kirigakure que venerava um certo Deus, a promessa desse Deus era a vida eterna. A chegada de Alucard seria marcada para sempre, não só como um dos acontecimentos mais macabros de kirigakure mas como também um trauma de seu passado.

Ana, que já estava pronta para o ritual, aguardava seu marido Uy com os outros adoradores de Jashin. Até então tudo estava bem e ocorria como planejado, na mente da mulher seu filho seria o prometido, seu filho seria o herdeiro de Jashin. Uy depois de um tempo adentrava no pequeno casebre com as outras pessoas, eram jovens, adultos e até mesmo velhos. As mulheres do grupo desenhavam símbolos em volta da cama onde Ana estava deitada enquanto os homens se preparavam para rezar em uma língua desconhecida pela mulher.

Uy parecia aflito entretanto conseguiu continuar com o ritual sem problemas, não queria que o medo afetasse sua mulher de jeito nenhum e ele também estava orgulhoso do que estava acontecendo ali. Com os símbolos prontos os homens não tardaram em começar. Ana sentia um frio na espinha, como se algo lhe dissesse para fugir dali o mais rápido que pudesse, mas já era tarde.

Palavras foram exclamadas, as chamas das velas que iluminavam o local ficavam ainda mais fortes, os berros só eram abafados pelo uivo forte do vento que residia fora da casa. Ana gritava enquanto uma parteira tentava realizar o parto, Uy ficou de canto, algo estava errado. Aos poucos os homens começavam a se suicidar, o sangue era jorrado na criança que ainda saía de sua mãe. Ana ficou apavorada e não sabia o que fazer, por um momento jurou ver uma figura parecida com um homem fitando-a pela janela.

O "suicídio" se alastrou para os demais grupos, até que finalmente o choro de Alucard fora escutado pela primeira vez. De algum jeito, Ana se fora. Com a criança enrolada em panos Uy saiu dali o mais rápido que pode, clamando para que Jashin-sama os protegesse. E assim foi feito, Alucard e seu pai estavam seguros, após o banho de sangue que foi seu nascimento. Uy adotou um novo nome, se escondendo no subúrbio de Kirigakure e criando seu filho com base na arte do culto à Jashin.


[...]


O sacrifício

Shin, antes conhecido como Uy, parecia ser um homem pacífico, se dava bem com seus vizinhos e era conhecido por ser o melhor padeiro de sua região. Aparentemente um disfarce perfeito, já havia passado cerca de sete anos desde o massacre dos seguidores de Jashin. Alucard agora uma criança ajudava seu pai onde pudia, limpando a casa ou fazendo pães, era uma vida tranquila. No aniversário do garoto Shin deu-se sua iniciação ao culto Jashin, era uma herança. Como se o homem soubesse que seu tempo no mundo fosse curto.  

De início Alucard não ligou para as "baboseiras" que seu pai despejava ao falar, ele não acreditava que um ser imortal poderia existir e mesmo Shin sendo verdadeiro sobre a história da morte dos seguidores, inclusive sobre a morte de Ana, o jovem deu de ombros. Certo dia específico, com um tempo fechado e uma chuva incessante, Alucard rezava para Jashin enquanto seu pai fazia o mesmo ao seu lado, pode-se escutar dois toques contra a porta de sua casa. Shin estava suando frio. Agora seria a hora.

Shin gritava em pânico, dizia para seu filho que ele teria que provar seu sangue e desenhar um símbolo específico - que o garoto já conhecia por ler nos livros que seu pai mesmo fez - e aquilo tudo para uma criança era insano. Com uma faca em suas mãos Alucard tremia, seu pai estava apavorado, mais dois toques contra a porta foram o suficiente para fazer com que Shin se jogasse contra a lâmina que sairia de seu abdômen logo depois "faça isso, agora!" Alucard não sabia de onde tirava forças, estava confuso e atordoado com tudo aquilo mas obedeceu seu pai, lambeu o sangue que estava na arma.

Enquanto a pele da criança ficava escura Shin viu que o sacrifício de todas não fora em vão, em seus últimos momentos de vida o semblante preocupado desapareceu e um grito foi dado "vingue seu pai e sua mãe! Em nome de Jashin-sama eu o declaro imortal!" após a fala o homem finalmente deu seu último suspiro. Alucard se olhou em um espelho que tinha ao seu lado e ficou em choque, a porta fora destruída e o menino só conseguia ver uma luz, não demoraria para que ele desmaiasse.  


[...]


O homem misterioso.

Passado dois anos desde a morte de seu pai Alucard negou sua verdadeira natureza entretanto o mesmo desenvolveu uma personalidade complicada. Dores de cabeça torturantes e memórias apagadas, era isso que ele tinha quando tentava relembrar o que aconteceu naquela noite. Mas ele sabia sobre sua habilidade. Não queria brincar de Deus e nem mesmo queria brincar com o Deus dele. Manteve o negócio da sua família, mesmo que ninguém fosse comprar mais seus pães, afinal ele ameaçava todos com uma faca, igual no dia em que "matou" seu pai".

Um dia, enquanto abria a venda, um homem com roupas negras e pele pálida apareceu. Alucard o fitou e disse literalmente que o mataria se ele estivesse ali para o roubar. Entretanto o homem era mais complacente e suas palavras emanavam uma falsa serenidade, ele se apresentou como Sebastian. Sebastian disse à Alucard que era hora dele saber da história dele desde seu nascimento, deu ênfase ainda em suas últimas palavras " o nascimento da criança amaldiçoada". Para a criança aquilo tudo era ofensivo, mas foi convencido.

Sebastian começou dizendo que certo dia ele estava investigando uma seita, seita da qual seus pais faziam parte, rapidamente Alucard se lembrou da história que seu pai lhe contara mas agora ele via do ponto de vista do homem. Continuou dizendo que tal seita realizava cultos macabros como o assassinato de virgens e crianças puras e que em um certo dia, o dia do nascimento de Alucard, era hora de por um fim naquilo. Ele não sabia como reagir à história do homem, não entendia mas sabia onde ele queria chegar. Sebastian confessou que assassinou todos que estavam presentes no culto, incluindo Ana, mãe de Sebastian.

Os olhos dourados da criança brilhavam, ele rezou pela morte de Sebastian enquanto levou sua mão até a faca que deixara do seu lado. Ao avançar contra o homem com um grito de ódio foi derrubado sem dificuldades, Sebastian então disse que apenas não havia matado Alucard ainda porque ele não era de fato um seguidor de Jashin e esperava que continuasse assim. Praguejando enquanto perdia a consciência no chão Alucard jurou que um dia vingaria todos aqueles que foram mortos pelas mãos de Sebastian.


[...]


O novo seguidor Jashin.

Um ano depois do confronto à Sebastian, ou melhor, da humilhação passada por Alucard, o jovem já era um fiel seguidor do Deus Jashin. Com sua personalidade deturpada e seus conceitos remodelados ele só desejava a vingança e faria isso tudo em nome de seu Deus. Entrou na academia ninja e dois anos mais tarde se formou, ao contrário de alguns colegas de equipe Alucard não demonstrou muitas habilidades fora do comum, melhor dizendo, Alucard era comum demais. E isso para essa criança, estava ótimo.

Ansiava por força e procurou um jeito de aprender sobre anatomia humana, queria explorar a morte de Sebastian o máximo possível. Era um sabor que ele não havia sentido ainda porém já valorizava a essência. Sem muitas dificuldades ele adquiriu tal conhecimento, agora ele tinha mais uma coisa que alguns shinobi sequer teriam algum dia. Estava à um passo de se tornar forte o suficiente para acabar com a vida daquele que destruiu sua família. Atualmente Alucard já não faz mais pães para vender, sequer faz algo, sobrevive com um dinheiro que encontrou nas coisas de seu pai - e que dinheiro - fora que pode adquirir mais realizando missões pela vila.

E mais uma vez em um dia chuvoso Alucard enfrentaria seu inimigo, recebeu um convite anonimo para encontrar um jounin nos arredores da vila. Tinha até mesmo um mapa... de alguma forma sabia quem era.


[...]


A batalha contra Sebastian (Perícia Shurikenjutsu [1])

Você... dizia o garoto sacando uma kunai — me deve sua vida vociferou contra Sebastian que estava parado há alguns metros de distancia. O homem mostrava um sorriso sagaz no rosto e falou "Ana me pediu para cuidar de você, antes dele chegar em sua casa com aqueles estúpidos seguidores, sua mãe era minha amiga" mesmo com a fala de Sebastian o jovem genin não hesitou em ir para cima, Alucard era silencioso em  seu ataque - típico dos ninjas de kiri - fitava seu oponente com ódio que merecia.

"Eu estive presente em todos os momentos de sua vida, Alucard, eu deixei com que seu pai o criasse até certa idade e eu o decretei a morte dele antes mesmo dele se jogar contra aquela faca. Ele sabia que eu iria para sua casa naquele dia, você foi manipulado" o que de fato era verdade, mesmo assim o semblante de Alucard não se alterou — não fale do meu pai! Você será punido por Jashin-sama praguejou antes de receber um chute que o arremessaria longe. Ainda no ar o garoto tentou arremessar sua kunai contra Sebastian, vendo que a arma não chegaria até seu alvo o mesmo atirou uma segunda para alterar e dar mais velocidade para a primeira, seria um ataque e tanto se Alucard estivesse acostumado com aquilo e mesmo com a falha viu um potencial.

Você vai ser o maior dos sacrifícios à meu Deus, eu não ligo se você repudia ele ou não mas sua palavra é a verdade proferiu enquanto sacou duas shurikens. Com a mão esquerda arremessou a primeira estrela metálica e com a direita, sua predominante, tentou criar outra manobra para acertar Sebastian no ombro. Era uma aprendizagem rápida que ele aproveitaria para aniquilar seu inimigo. Entretanto Sebastian era um jounin e sequer tinha dificuldades para evadir dos ataques combinados de Alucard. O homem riu na cara do menino e lhe repetia que sua existência era agora, inútil.  

Após algum tempo, já manuseando as armas de uma melhor forma, Alucard finalmente acertou Sebastian no peito com três kunais. O homem caiu e o ritual começou, a pele de Alucard mudava de cor assim que ele lambeu o sangue de Sebastian, o garoto pegou uma kunai e com um sorriso sádico no rosto alvejou seu peito. A dor de cabeça veio a tona quando ele lembrou da morte de seu pai, lágrimas escorriam pelas laterais de seu rosto enquanto erguia suas mãos para cima Jashin-sama! Aceite este sacrifício! Mesmo que ele não seja adequado o suficiente! dizia enquanto via Sebastian falecer.

O que Alucard não imaginava era que se tratava apenas de um genjutsu, pelo menos a morte do homem, para ele sua vingança estava completa. Das sombras o jounin sorria, como se um plano para a vida de Alucard fosse traçado sem problema algum "o primeiro desafio já foi cumprido, a palavra de Deus será semeada" disse Sebastian antes de desaparecer. O garoto deixou o local, após retirar a arma de seu peito, momentos depois.



Spoiler:
Filler contando a história do meu personagem + extra para perícia de shurikenjutsu (1). Utilizei o NPC Sebastian na estória para dar um enredo bom pro meu personagem. O texto tem 1920 palavras se eu não me engano.

BOLSA DE ARMAS (20)
♦️ 04 Kunais [04]
♦️ 06 Shurikens [06]
♦️ 08 Kibaku Fuudas [02]
♦️ 02 Hikaridamas [02]
♦️ 02 Kemuridamas [02]
♦️ 01 Fuuma Shuriken [04]
Alucard; CK: 200



_______________________

[F] Névoa sangrenta  Tumblr-nangtkMhiB1s74qeso1-500-akira-mado-39833830-500-198
-
nujabes.
Genin
nujabes.
Vilarejo Atual
Ícone : a

https://www.narutorpgakatsuki.net/t74836-fp-sasaki-kojiro#581022 https://www.narutorpgakatsuki.net/t73266-chimasu-gf

Re: [F] Névoa sangrenta - 25/9/2017, 14:48

@ qualidade obtida.

_______________________

[F] Névoa sangrenta  Tumblr_n2h10mzqJP1tvbalbo1_500
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.