>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Database
Chūnin
Database
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Quem é Nagi? F84635dc3b652bb9e64de17cffcb8f48ba4a3ef3

https://www.narutorpgakatsuki.net/t69813-f-hakai-kyoki#524597 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69841-gestao-de-ficha-eilish#524990

[Filler] Quem é Nagi? - 25/9/2017, 13:51


ST: 0 | 3 • CH: 350 | 350 • HP: 200 | 200
Fazia algumas horas ou até dias que havia sido promovida a chunnin da vila de Kumo, minha felicidade está à milhão, algo que sempre quis estava acontecendo: evolução. Minha viagem a Iwa não algo muito proveitoso, não treinei minha habilidades, mas treinei minha comunicação. Conheci novas pessoas, uma nova vila. Ser chunnin agora me dá uma maior liberdade para realizar o que eu quiser fazer para evoluir, mas... Por onde eu começo? Isso é uma questão que iria se resolver com o tempo, hoje eu estaria comemorando minha promoção com os meus pais, fui designada por eles a ir ao mercado e comprar o que eu achar de melhor para comer, com toda a alegria fui até a vendinha. Minha expressão de felicidade era reconhecida por todos, até os moradores que não me conheciam percebiam o quanto eu estava feliz com aquilo. Peguei tudo aquilo que adorava comer, desde macarrão instantâneo até chocolate e refrigerantes. No caixa, a mulher que cobrara tudo não se segurou e perguntou "Por que tão feliz desse jeito garota?" com um tom bem humorado, minha resposta foi "Fui promovida a chunnin dessa vila, estarei protegendo a todos com toda minha força", a reação da moça foi dar um grande sorriso, "Contamos com você!" e continuou a empacotar todas as minhas compras. A volta da minha casa foi deveras tranqüilo, apesar do alarde do próximo Chunnin Shiken chegando, a vila permanecia calma como sempre foi. A Raikage Rukia que estava planejando tudo, por mais que eu queira participar do torneio, não poderia, pois já era uma chunnin, e tão pouco poderia estar ao lado dela por motivos que agora não convêm. 

A comemoração de minha promoção começou antes mesmo de chegar em casa, meus pais já estavam esperando no meio da rua ansiosos por minha chegada, aparecendo no começo da rua, meu pai Toniro corria em minha direção e me abraçou tão forte que me sufocava, "Pa-pa-pai, voc-cê tá me sufocando e est-tou carregando as compras", minha indagação surgira efeito e o mesmo me soltava com um sorriso no rosto, pegou metade das sacolas que estava carregando e começou andar em direção de casa, ao longe minha mãe Anemi ria de tudo, sempre risonha ela. Sentia o amor dos dois por mim, desde o dia que acordara numa cama de hospital ao lado deles. Parecia que quem tinha sido ajudado eram eles e não eu. Já em minha residência podia ver que a presença deles fora de casa era somente um pretexto para esconder a surpresa: uma festa linda que tinham planejado a mim, um bolo maravilhoso e uma decoração muito sofisticada, era a marca de minha mãe, coloquei as compras no sofá de casa e pus as mãos em minha boca me surpreendendo com tudo aquilo, lágrimas trespassavam os limites do meu olho direito e andavam levemente por minha bochecha. A única reação que tive foi correr para minha mãe e lhe dar um forte abraço, chorava em seu corpo fortemente, agradecer por tudo que ela e meu pai fizeram por mim era o mínimo que podia fazer por eles. "Mãe, pai... Obrigado por tudo mesmo! Amo vocês de coração!", continuei a chorar nos braços de minha mãe, sua mão suave passava por meu rosto secando o choro, olhei para seu rosto e via um grande sorriso, um sorriso acolhedor e quente, sentia que ao lado deles era o meu futuro... o meu caminho. Eles não eram shinobis, mas seguiria os passos deles como pessoa. Passado o momento de emoção extrema, começamos a comemorar! Passamos mais de horas comemorando meu novo cargo na vila, rimos, brincamos e nos divertimos bastante, já estava bem tarde quando nós fomos dormir. Meu quarto era de certa forma longe do quarto deles e mais próximo da porta de saída, então meio que nos separamos, os dois indo para um canto da casa e eu para o outro. Entrava em meu dormitório feliz da vida, a minha flauta estava em meu criado mudo ao lado da cama, as Ringing Gloves estavam dentro de meu guarda roupa, novinhas em folha, mal precisava delas... Ainda. 

Deitei em minha cama e dormi suavemente, aos poucos meus olhos iam pesando e se fechando quando de repente eu estava em um campo aberto. Era um dia ensolarado, aquele local me parecia familiar... Parecia o país do Arroz, onde foi um dos locais que passara para ir a Iwa, só que dessa vez estava andando em uma montanha, senti um peso em minhas costas, era uma mochila de viagem, mas para onde eu estava indo? Subia aquela montanha sem menos saber ao meu objetivo, uma voz masculina vinha em meu encontro lá de trás, "Espere filha!" - a primeira reação que tive foi se virar para ver o meu pai Toniro, na realidade nem era ele, era um homem alto com cabelos roxos bem parecidos aos meus, não reconhecera aquele homem e meu olhar ia da cabeça aos pés para saber se era confiável ou não. Parei e o deixei aproximar, minha flauta estava em minhas costas, qualquer coisa iria me defender usando a música. Nada fez ele ao se aproximar, alguns segundos depois se aproximava uma mulher de cabelos pretos e olhos bem roxos assim como os meus, se esse sonho era uma pegadinha do destino eu não sabia, mas era óbvio que isso era algo importante. "Você tem que ir com mais calma, Nagi." - quem era Nagi? Essa mulher podia estar me confundindo, "Meu nome é Ch-", fui interrompida pelo homem, "Vamos andando... Juntos. Estamos quase lá". Meus instintos foram tão claros como nunca, era para segui-los. Andamos por mais de três horas subindo as montanhas, o ar começava a ficar rarefeito e dificultando minha respiração, estava eu andando perto da borda das montanhas. O ar estava mais denso e comigo tentando respirar vinha uma sensação horrível em meu corpo, minhas estruturas estavam se enfraquecendo, meus olhos pesando e estava eu ligeiramente cambaleando para a borda da montanha, o casal que estava ao meu lado não estava percebendo nada, até que estava sem mais controle do corpo e caí da montanha, tudo que pode ouvir era um grito da mulher, "Nagiiiiiiiii" e o homem de cabelos roxos pulando em minha direção, tudo estava tão sereno que não sentia a sensação da queda, meus últimos esforços foram virar meu corpo e olhar o caminho da queda, uma imensidão abaixo, e meu corpo caindo cada vez mais rápido, em um rápido momento percebia algo que não tinha reparado antes: meu olho direito estava intacto, perfeito. Assim que realizei que aquilo podia ser meu passado, uma estaca surgira apontada para o meu olho que havia sido restaurado no sonho. Tudo agora parecia estar em câmera lenta, a estaca cada vez se aproximando de meu olho, o desespero batia e o nervosismo atacava meu abdômen fortemente, já estava adiantando a dor antes da estaca entrar em meu olho direito, assim que a lâmina rochosa entrou em meu olho... Eu acordei. Senti grandes dores na cicatriz que ficava coberta pelo tapa-olho. Dava vontade de gritar, mas sabia que não podia acordar meus pais, passou alguns momentos até a euforia passar, respirava pesadamente, precisava tomar algo. Fui até a geladeira de casa e por incrível que pareça não havia água, tínhamos tomado tudo na festa, olhei para o relógio ao lado e via as horas: três e trinta. O que se passou enquanto eu dormia?
E afinal... Quem é Nagi?

Considerações:
- Relato contado uma noite antes do começo do Chunnin Shiken.
- 1241 palavras
-
Akemi Yuki
Chūnin
Akemi Yuki
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Quem é Nagi? 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Filler] Quem é Nagi? - 25/9/2017, 15:23

@ Aprovado, pode adicionar 100 de status a personagem.

_______________________

| Ficha | Banco | Status | M. de Ficha | Criação de Jutsu | Compra de T. |
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.