>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Blackfeather
Blackfeather
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] O cão desaparecido de Sunagakure  100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Filler] O cão desaparecido de Sunagakure - 2/9/2017, 11:03


Eu não costumo ser do tipo que conta minhas missões, mas essa pai, você precisa ouvir. Vou começar do ínicio e veja se pode entender.

Tudo começou quando saí para uma missão me designada, como sabe, sou um ninja muito importante e sempre caio nas melhores missões. — não ria da minha ironia, por favor, deixe-me continuar— ... A missão era recuperar um cachorrinho de uma dessas madames pomposas no centro da vila.

"Onde está esse cachorro!?" — Pensava eu, enquanto saia loucamente pela rua a procura do animal. Tinha poucas informações sobre ele, pra começar, era grande, forte e pela foto um tanto gasta, velho e rabugento. De acordo com sua dona ele tinha um temperamento, digamos, anormal, e isso logo me deixou com a "pulga atrás da orelha".

Percorri um longo caminho, tropeçando aqui e acolá, até que chegamos num ponto interessante dessa missão. Como é do meu caráter detestar tudo, quando a vi não senti absolutamente nada a não ser... ódio e um flashback ridículo sobre meu passado. Você deve está se perguntando papai, quem era? Simples, mamãe.

Levante-se papai, ainda vou contar mais... Assim que me viu ela saiu correndo e, eu, como era de se esperar numa ocasião dessas, fiquei completamente estático. Você pode se perguntar agora, era realmente a mamãe ? E eu respondo que você vai entender tudo com o tempo, só fica sentado aí, por favor. Só fui perceber que deveria correr quando eu a tinha perdido de vista, agora eu tinha dois dilemas: correr atrás da mamãe, ou ir atrás do cachorro que eu devia perseguir na missão.

Decidi então ir atrás do cachorro primeiro, seja lá porque, mamãe não me inspirava muita confiança, ela não traiu só você, como a mim também, daí pensei: "Depois eu vou atrás dessa velha traidora" e continuei tentando seguir os rastros do animal.

Minha jornada não parecia muito perto do fim, mas, pensando bem, e isso no momento levou muito tempo, no lugar das pegadas do cachorro haviam pegadas humanas, cara, isso me assustou bastante.

Constantemente parava para pegar um pouco de ar — nossa, três palavras com "p" seguidas velho — e só descansei quando, de longe, vi você, parado conversando com mamãe, sério, vocês dois se abraçavam e eu pensei: "Que velho burro" — fui direto atrás de vocês dois e, quando estava aproximando o pior aconteceu.
Parece que eu tinha caído em uma armadilha, meu mundo estava de cabeça pra baixo, e vocês dois que antes me observavam desapareceram como uma miragem. Deu tempo de ouvir uma risada digamos... meio irracional.

Preso ali em creio que fiquei umas quatro horas, acordei depois que uns pirralhos da academia me acordaram e me tiraram dali. Não tive tempo de agradecer pois estava realmente bastante atrasado, pelo menos, quando estava acordando, meu cérebro me dizia isto.

"Mais que droga, o que foi isso!" — era a unica coisa que pensava enquanto corria pegando fôlego, foi então que eu tive uma lembrança engraçada sobre nosso passado. lembro-me do seguinte:

"Tudo estava escuro e chuvoso, você e a velha discutiam feito malucos. Eu estava deitado na minha cama e quando levantei, mamãe saia dizendo que iria comprar algumas coisas e, quando voltasse, esperava não ver mais você lá. Passou muito tempo e eu lembro de chorar querendo minha mãe, depois da morte de Hana eu tinha virado um bundão que só chorava... Depois acordei desse flashback e não lembro de muitas coisa"

Pelo menos depois de tudo isso eu consegui continuar a missão sem interrupções do tipo. Nesse momento o saldo era dois a zero para o adversário. Eles me deixaram aprisionado e abriram algumas horas de diferença entre nós.

Não me restava dúvida que era tudo culpa do cachorro, claro, de inicio eu pensei, cachorro fazendo jutsu, loucura, mas a longo prazo se eu me agarrasse a essa idéia, eu teria muito mais chance. Suna tem um clima maravilhoso, mesmo no outono, correr assim me cansou e me deixou exausto boa parte do trajeto. Eu não podia continuar correndo sem parar atrás de um cachorro que fazia genjutsu, e no mais, aquilo não era mais uma missão simples quanto eu havia imaginado. Na hora eu pensei: — "Se a calma seu merdinha, são só cachorros" — e continuei indo atrás desse objetivo que parecia cada vez mais distante, o cumprimento da missão.

Calma pai, já tá acabando, eu sei que você já ouviu essa história duas vezes só hoje, mas, tenha paciência seu velho chato.

A virada do jogo mesmo veio quando eu vi uma coisa mais sem sentido que vocês dois se beijando. Eu vi mamãe e o homem que ela fugiu, os dois conversavam sobre o plano deles e, daí me veio o que me fez fugir daquela ilusão, o homem que ela estava conversando era um dos antigos kazekage, não poderia ser um absurdo maior, no momento que eu percebi a ilusão foi desfeito, e o que vi? Um ninja correndo como uma florzinha próximo ao portão da vila.

Eu não sei o que levou ele a demorar tanto na vila... Mas mesmo assim eu usei minha Enkaku Hasshabutsu mirei nas pernas do individuo e lhe metei uma bala na perna que ele caiu de cara no chão. Bem distante, fora dos limites de Suna, uma mulher parecia aflita e eu diria que era cúmplice do homem, mas eu não me importei com isso. Ferido, foi fácil levá-lo até um superior que o identificou como Hodeo Kazaki, um ninjinha de baixo nível da vila da névoa... Na hora eu pensei, pro lugar onde mamãe fugiu com outro cara, será que poderia ser ele ? Toma, olha a foto dele, o quê ? Não é ele ?

Enfim, a mulher que havia solicitado a missão era uma impostora, que trabalhava numa gangue junto com aquele homem, pareciam que viam de vila em vila tentando obter informações econômicas sobre as famílias mais ricas dos vilarejos e então realizar um golpe, tudo isso disfarçados de cachorros.

1084 Palavras

-
nujabes.
Genin
nujabes.
Vilarejo Atual
Ícone : a

https://www.narutorpgakatsuki.net/t74836-fp-sasaki-kojiro#581022 https://www.narutorpgakatsuki.net/t73266-chimasu-gf

Re: [Filler] O cão desaparecido de Sunagakure - 4/9/2017, 08:10

@

_______________________

[Filler] O cão desaparecido de Sunagakure  Tumblr_n2h10mzqJP1tvbalbo1_500
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.