Naruto RPG
Akatsuki
A doce melodia dos ventos atravessando o deserto não era mais querida por absolutamente ninguém. Ele sabia muito bem disso, por mais que odiasse o fato. Concordava que sua vila estava morta há muitos anos, entendia que seu povo sofrera, e, mesmo assim, não entendia como. Parecia um absurdo sem precedentes como uma vila tão renomada como Sunagakure no Sato, organizador do primeiro Chunin Shiken mundial desde a formação das novas nações, havia sido destruída, afundada nos seus próprios desertos, graças a uma única entidade chamada Okina. Mas isso aconteceu. Muitas pessoas inocentes morreram, muitas fugiram, e os vastos desertos dentro de Kaze no Kuni tornaram-se morada de aldeias e mercenários, todos tentando sobreviver na jornada. Muitos ficavam nos arredores com esperança do retorno da gloriosa Sunagakure no Sato, outros porque não eram aceitos em outros lugares e, alguns ainda não tentavam, pois tinham idosos e doentes consigo. Um verdadeiro caos. A economia despencou; começaram os gastos com população, poucos impostos recebidos e mais gastos com mercenários contra outros mercenários. Acreditava que a iniciativa destrutiva de Okina não visava aquelas consequências, mas eram reais e ele precisava enfrentá-las.
Ano: 66DG
Estação: Inverno
Episódio: OFF.
~~~
01 / 06 Neste mês de Junho estaremos no nosso Mês do UP! Tudo em dobro: ryous, status, atributos, missões. Aproveitem esse período para fortalecer seus personagens e chegar até aonde almejam. Mais informações de como funciona neste link.

11 / 04 Tem alguma dúvida pequena que deseja retirar rapidamente? Utilize nosso tópico de dúvidas rápidas clicando aqui.

01 / 04 Olá, é sua primeira vez aqui? Caso a resposta seja sim desejo-lhe boas-vindas. Sugiro que antes de iniciar sua jogatina confira nossas regras e tutoriais e quando se sentir pronto lance sua ficha em inscrições. Nesse mês estamos com uma promoção exclusiva para novos jogadores, um pequeno pacote que concedem algumas vantagens no inicio de sua jornada dentro do RPG, confira clicando aqui.
.
.
.


Superando um Estresse Pós-Traumático.

Superando um Estresse Pós-Traumático. em 24.08.17 20:32


descobrindo o trágico

Eu, Joba, Haza e Levi estávamos todos parados, se olhando com caras fechadas, intrigantes. A tensão no interior da casa, de tão forte, podia ser sentida até do lado de fora, pelas pessoas que passavam na rua. Agora, mais do que nunca, gostaria muito de ouvir o que ambos os adultos tinham para me dizer, principalmente depois de ter lhes revelado sobre todos as passagens, pesadelos e, especialmente, sentimentos que a Besta me despertava, e ainda desperta. – Imagino que vocês queiram conversar - Posicionei-me, quebrando o gelo e virando o rosto para Joba, minha amiga, fazendo-a compreender que o ideal era que se retirasse da casa. – Eu prometo que te conto tudo depois! - Sussurrei, levando-a até a porta antes de batê-la com força. – E então? - Disse, erguendo a sobrancelha direita. – A impressão que eu tenho é que vocês sabem... ou melhor, já sabiam de algo, mas preferiram não falar - Sentei-me no sofá antes de prosseguir. – Estou certo?

Superando um Estresse Pós-Traumático. P_hp HP: 200/200;
Superando um Estresse Pós-Traumático. P_chakra CH: 200/200.

Considerações:
Para você, narrador, eu peço que desenvolva essa roleplay baseado no meu nono post do meu campo de treinamento, cujo título é "Distorção da Realidade" (enfim, depois de ler você vai entender do que se trata esse estresse pós-traumático, e caso não entenda, é só mandar MP).
Eu gostaria que os meus pais revelassem suspeitas sobre eu ter a kekkei genkai do meu clã (que aparece aqui), mesmo que, no literal, obviamente, eu não tenha (já que é impedido pelas regras do fórum). Sendo assim, meus pais, NPCs que participarão da roleplay, aparentarão preocupação e bastante disposição a me ajudar a deter essa coisa/besta/demônio/segunda personalidade (como você preferir chamar), selando-a atrás de centenas de portas de um fuinjutsu muito poderoso também desenvolvido pelo Clã Kurama e, finalmente, tranquilizando-me e me impedindo de temê-la, desfazendo o defeito.

Bolsa de Armas:
Todas as da ficha.

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Superando um Estresse Pós-Traumático. 100x100

Fama : 41 Mensagens : 739
Iris
Chūnin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 30.08.17 20:32

Os pais olharam um para o outro, aflitos, não sabiam ao certo como aquelas palavras sairiam de suas bocas, no entanto elas precisavam ser ditas. Da mulher escorreu uma lágrima que correu seu rosto até chegar a bochecha, finalmente. Ela suspirou, enquanto o pai cruzou os braços, tentando formular alguma estratégia sobre como dizer uma informação tão importante ao garoto.
— Filho... É complicado... — falou a mulher com dificuldade.
O homem fechou seus olhos, imaginando como as coisas poderiam ter sido diferentes se seu filho simplesmente não tivesse nascido com aquilo. Depois de um silêncio fúnebre, eles ainda não pareciam prontos para dizer tudo.

OFF: discussões familiares, certo?! você percebe uma certa relutância em seus pais, tente trabalhar de modo a não pressioná-los a dizer, mas dizer de uma maneira mais natural, não tão dolorosa a eles.
1/8

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Susanoo-no-Mikoto-slaying-Yamata-no-Orochi-in-Kojiki
Superando um Estresse Pós-Traumático. FahbtqM

Fama : 9 Mensagens : 2162
Urameshi
Chūnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t67088-aiko https://www.narutorpgakatsuki.net/t65826-ct-aiko

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 01.09.17 19:01


cheio de tensão

Como imaginado, a situação piorou. Minhas palavras pareciam ter sido completamente ignoradas por aqueles dois, que, como nunca antes, estavam quase desabando. – Mãe? - Perguntei, depois de vê-la chorando. O que é que poderia fazê-la chegar a esse ponto? Até então eu estava sendo bastante rude no tom de voz e nas falas em si, mas depois daquilo, meu comportamento se alterou bruscamente. Nada me doía mais do que aquela cena. – Olha... Eu não faço ideia do que vocês têm pra me falar, mas, de qualquer forma, podem ter certeza de que eu tenho força o suficiente para aguentar. O que não dá mais é eu continuar com... Eu não queria ter que nomear a minha dor. Eu não queria ter que recordar da figura da Besta. Eu não queria que aquilo continuasse mas eu também não queria pressionar meus pais. – Desde muito cedo eu me recordo de ver e de sofrer com o que eu lhes descrevi. Em centenas de situações eu acabei debilitado por causa de flashs, miragens ou seja lá o que for, com essa figura macabra... - Pausei, abaixando a cabeça. – Eu quero saber o que é isso. O que eu tenho... E só vocês podem me ajudar.

Superando um Estresse Pós-Traumático. P_hp HP: 200/200;
Superando um Estresse Pós-Traumático. P_chakra CH: 200/200.

Bolsa de Armas:
Todas as da ficha.

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Superando um Estresse Pós-Traumático. 100x100

Fama : 41 Mensagens : 739
Iris
Chūnin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 04.09.17 22:23


Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_mr8kfykp1b1s638w8o4_500
A besta.

A mãe enrolava o filho em seus braços enquanto suas lagrimas batia no frágil tecido de suas vestes, o pai repousava a cabeça mirando seus olhos ao chão, não estava triste e sim preocupado em como aquilo poderia mudar seu filho, já sua mãe estava triste e buscando conforto e assim o silencio tomava conta de todo o local. O silencio. A verdade estava a ser dita quando o pai do garoto se aproximava e se ajoelhava segurando as mãos quente de seu filho, um choque de um sangue frio com um sangue quente se fazia presente e a apertando seu pai contava tudo sobre o que estava acontecendo com o garoto, um demônio da besta que acercava a mente do garoto, por um momento os olhos da mulher e do homem se encontravam, buscavam por consolo, toda a conversa era interrompida com uma batida na porta.
~~
Considerações:
  • Tudo auto descritivo, desenvolva sua história da maneira que quiser.
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 05.09.17 19:50


É o quê, que é?

A verdade é que parecia que nada tinha acontecido para os meus pais desde o início do diálogo. Digo, eu havia falado algumas coisas, mas aparentemente tinha sido ignorado por completo. – O quê? - Cochichei. Minha mãe tinha vindo na minha direção e caído de braços abertos. Nós dois estávamos sentados e eu já não conseguia compreender mais nada, a não ser que aquilo o que eles estavam guardando era uma bomba. – Pai? Eu acho que o senhor pode... Não precisei terminar a frase. – Imagino que nunca tenha lhe dito, filho, e também imagino que você nunca tenha lido ou sido comunicado por qualquer outra pessoa sobre uma técnica específica de nosso clã. Uma Kekkei Gengai que raramente se manifesta. Sua mãe, filha de Unkai Kurama, avô de Yakumo Kurama, estava muito mais propícia a herdar essa característica, mas... Acabou acontecendo com você, assim como com Yakumo. O fato é que sua mente resguarda uma criatura fruto do seu subconsciente capaz de absorver a pior parte da sua personalidade que, como a de qualquer outra pessoa, possui dois lados: o obscuro e o iluminado. É quase como um genjutsu que, de tão poderoso, torna-se real e, acima disso, mortal. Definitivamente, eu não estava compreendendo nada. Na verdade, eu tinha entendido cada uma das palavras proferidas por meu pai, a questão é que não me fazia sentido eu ter herdado aquilo quando, a filha da irmã da minha mãe já tinha sofrido com essas consequências. Se a coisa era tão forte assim, porque se manifestar duas vezes em tão pouco tempo? Algo raro, costuma ser raro, e não banal. O que mais me intrigava era o que meus pais decidiriam fazer de agora em diante. Eu não consegui falar. Minha boca estava aberta e meus olhos semicerrados. Porra... Recordei-me da última parte do discurso. A palavra "mortal" me fez tremer. Eu era muito jovem para uma lápide.

Superando um Estresse Pós-Traumático. P_hp HP: 200/200;
Superando um Estresse Pós-Traumático. P_chakra CH: 200/200.

Bolsa de Armas:
Todas as da ficha.

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Superando um Estresse Pós-Traumático. 100x100

Fama : 41 Mensagens : 739
Iris
Chūnin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 05.09.17 20:16


Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_mr8kfykp1b1s638w8o4_500
A besta.

Por algum motivo não explicado o pai se levantava rapidamente e parecia preocupado com alguma coisa, os olhos da mãe e do pai do garoto voltavam a entrar em contato um com o outro e rapidamente a pergunta surgia -Contou isso a alguém? Me siga- puxava o garoto com um pouco de força se retirando do local e indo para um tipo de porão secreto. A porta se abria. Dois Anbus estavam na porta, as mascara da morte deixa o ambiente frio e rapidamente espadas eram sacadas e palavras ditam -Um senhora do clã Kurama, chamada de sábia herdeira, ela possuía a kg do clã Kurama, e junto com isso uma profecia que a sua morte faria uma nova pessoa despertar, ela morreu ontem e a unica coisa que conseguimos encontrar foi esse desenho- o desenho mostrava um rosto muito parecido com o do filho do homem, o silêncio trazia desespero para o homem, até que um Anbu se aproximava colocando a espada no pescoço do pai do garoto perguntando -Onde o garoto está? Diga logo-, o pai não respondia e ficava tenso, o Anbu parecia se irritar e gritando falava -ME DIGA ONDE O GAROTO ESTÁ. Na cabeça do jovem uma voz sombria falava -Mate eles.
~~
Considerações:
  • Tudo auto descritivo, desenvolva sua história da maneira que quiser. Todos os acontecimentos ocorreram, com o grito do homem uma voz surgiu em sua cabeça, ela pedia para você matar, desenvolva como quiser o desenrolar disso.
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 05.09.17 20:48


Não e não

– Não. Ninguém. Essa foi minha resposta à última pergunta feita por Levi, meu pai. Surpreendido por todas aquelas informações, eu sequer consegui ouvir as primeiras batidas na porta, mas conforme elas aumentaram, meus pais, assim como eu, questionaram-se sobre o que havia do outro lado, principalmente no meio daquele tipo de conversa. Arrastando-me pelo braço sem força o suficiente para me machucar, empurrou-me no porão de casa e pediu para que eu permanecesse quieto ali. Com as brechas do piso deixando a iluminação das lâmpadas transpassar e iluminar com feixes de luz, tentei, mas não consegui, enxergar algo que acontecia na casa. Eles ficaram na sala, ao que me parece, pensei, sentindo o meu corpo todo dormecer, fechando os meus olhos e segurando a respiração involuntariamente, até aquele rosto e aquela voz saírem da minha cabeça. Foi um grito seguido de um sussurro. A diferença é que o primeiro era desconhecido e o segundo, bastante intimista. – Não me faça agir contra os meus princípios, vadia! Você ouviu o que meus pais disseram, "permaneça aí". É isso o que farei! É óbvio que eles conseguem se virar! Pois bem. "Mas e você?", a Besta perguntou. Eu não respondi. Algo pareceu me possuir, mas eu permaneci estático. Onde estou? Não diria me encontrar no mesmo lugar de antes.

Superando um Estresse Pós-Traumático. P_hp HP: 200/200;
Superando um Estresse Pós-Traumático. P_chakra CH: 200/200.

Bolsa de Armas:
Todas as da ficha.

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Superando um Estresse Pós-Traumático. 100x100

Fama : 41 Mensagens : 739
Iris
Chūnin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 06.09.17 1:01


Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_mr8kfykp1b1s638w8o4_500
A besta 4/8.

Dentro de sua própria mente: -Oi garoto- dizia uma voz grossa no meio de toda a escuridão. Olhos vermelhos. olhos vermelhos surgiam em meio a toda escuridão, o garoto se sentia perdido e não sabia onde está, dentro de sua própria mente um confronto estava a começar, chamas se acendiam por todo o local revelando um tipo de caverna escura, em sua frente uma sombra imensa pousava sobre ele, uma garra se aproximava e parava perto do corpo do garoto e então novamente a voz voltava a aparecer -Está pronto para despertar o seu próprio ódio oculto?- dizia a besta.

Dentro de sua casa: Os Anbus empurravam o homem contra a parede e começava uma varredura, sua mãe aparecia como se nada tivesse acontecido e com um sorriso falso perguntava o que aos Anbu o que desejavam, os mesmo apenas a ignorava e continuava a busca por toda a casa, nada encontrava, até que um barulho era escutado de baixo da casa e isso irritava os Anbu que se aproximava da mulher e utilizava um tipo de gen que faria a mesma entrar numa total hipnose, perguntas eram feitas e resposta dadas. Os Anbu seguiam exatamente para o local onde o garoto estava, quando estavam chegando um tipo de ancião aparecia na porta e um grito era dado -SAIAM DAQUI AGORA- uma senhora com um vestido que cobria todo seu corpo, seus olhos eram tão baixos que se escondiam, a mesma andavam com ajuda de um tipo de galho, seus cabelos curtos e brancos e uma expressão seria.
~~
Considerações:
  • Tudo auto descritivo, desenvolva sua história da maneira que quiser.
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 06.09.17 21:25


Alô?

Toda a minha visão se escureceu aos poucos, assim como o restante dos meus sentidos: Não ouvia, sentia, mexia, nada. Num lugar totalmente escuro e nunca antes visitado, enxerguei dois olhos escarlates projetados bem na minha frente, e meu corpo tremeu mais uma vez. Não fosse a conversa que havia tido com meus pais, eu não saberia dizer o que tinha me levado ali. Maldita! Uma voz grosseira e bastante familiar soou forte no meio do nada. Ecoou e se multiplicou aos poucos, desfazendo-se lentamente. – O que é que você quer!? Eu não podia deixar de perguntar, mesmo sabendo que não obteria resposta alguma. – Hã? Luzes tinham saltado de penduricalhos na parede, e uma caverna se revelou em meio a toda a escuridão. Ao que virei minha cabeça e, depois, retornei-a ao lugar, já não mais avistava as íris sangrentas, mas a voz continuou, junto com uma sombra imensa que me recobria. – Se isso me ajudar a acabar com você, aceitarei de bom grado, sua bosta! Ódio oculto? Não havia nada oculto. Meu ódio por aquela coisa era bastante explícito. O que é isso? Eu parecia ouvir um outro tom ao fundo, algo fora do contexto da Besta, alguém pedindo para que outro alguém saísse de algum lugar. Eu estava completamente confuso.

Superando um Estresse Pós-Traumático. P_hp HP: 200/200;
Superando um Estresse Pós-Traumático. P_chakra CH: 200/200.

Bolsa de Armas:
Todas as da ficha.

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Superando um Estresse Pós-Traumático. 100x100

Fama : 41 Mensagens : 739
Iris
Chūnin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 06.09.17 21:50


Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_mr8kfykp1b1s638w8o4_500
A besta 5/8.

Dentro de sua própria mente: O silencio durava e a besta apenas olhava o garoto que já se enfurecia contra ela, o silencio tinha como motivo o que estava acontecendo no mundo exterior -Ela já chegou, muito rápido, eles estão esperto dessa vez- o medo se fazia presente entre a besta, sua garra tocava a cabeça do garoto, levemente, para não feri-lo, uma pessoa parecia sair da parede, apenas um vulto que estava saindo da sombra seguia rumo ao garoto.

Dentro de sua casa: -Creio que já estão ciente de tudo, e por isso tentei me apressar para chegar a tempo, onde o garoto está? Vamos começar o selamento- dizia a senhora entrando pela casa, a mãe suspirava aliviada com a saída dos Anbu e as palavras da senhora, o selamento estava prestes a se iniciar.
~~
Considerações:
-Tudo auto descritivo, desenvolva sua história da maneira que quiser. 
-Quem ta se aproximando de você em sua mente, é você mesmo, você do "mal".
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 06.09.17 22:20


Boom!

Ela? Ela quem? Depois de muito tempo fazendo vários questionamentos àquela coisa, ela resolveu quebrar a mudez com algumas palavras aleatórias ao meu ver. Uma alteração na quantidade de confiança que a mesma emanava foi facilmente notada. Aparentemente, "ela", era capaz de despertar receio o suficiente na Besta para fazê-la trocar de posição comigo no quesito tremedeira. Isso é...? Um toque. Dois Ollys. Eu estava olhando para o surgimento de uma figura quase idêntica a mim. Por quê? Não questionava somente o motivo da existência daquele clone, como também o motivo da sua aparência ser obscura, assim como a energia que o seu corpo liberava para o universo. – Que porra é essa? O personagem virou seu pescoço de maneira macabra. Minhas sobrancelhas saltaram.

Superando um Estresse Pós-Traumático. P_hp HP: 200/200;
Superando um Estresse Pós-Traumático. P_chakra CH: 200/200.

Bolsa de Armas:
Todas as da ficha.

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Superando um Estresse Pós-Traumático. 100x100

Fama : 41 Mensagens : 739
Iris
Chūnin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 06.09.17 22:33


Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_mr8kfykp1b1s638w8o4_500
A besta 6/8.

Dentro de sua própria mente: -Que porra é essa? Eu sou você, toda sua fúria e raiva ganhando forma, eu assumirei esse corpo de agora em diante criança inútil- murmurava a criatura que avançava em direção a si mesmo lhe dando um tremendo de um murro que lhe empurraria para trás na mesma hora, e assim sacava uma kunai, entre risos e afrontas palavra surgiam -Irei mata-lo- um avanço tremendo em direção ao garoto era dado, a kunai iria perfurar seu peito caso não fosse rápido.

Dentro de sua casa: A velha carregava o corpo do garoto para sala, sua mãe e seu pai preparava um tipo de mistura e então com uma faca fazia um corte em suas mãos, jogando sangue na mistura que preparava, o corpo do garoto começava a se rebater freneticamente e uma febre surgia, a velha olhava para o homem e a mulher e então exclamava -RÁPIDO, A BATALHA COMEÇOU-.
~~
Considerações:
-Tudo auto descritivo, desenvolva sua história da maneira que quiser. 
-Quem ta se aproximando de você em sua mente, é você mesmo, você do "mal", Se você morrer, você ganhará um defeito egocêntrico, e sua personalidade irá se tornar maligna, aguente mais um turno e o selamento começará, seu corpo está entrando em batalha com a mente, narre somente no fim, dps da defesa, o mal estar.
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 06.09.17 23:20


O momento decisivo

– Nem de longe, queridinha! Eu sou muito mais boni... A velocidade que aquela porra assumiu foi tamanha que eu sequer consegui terminar a minha frase e já levei um tabefe bem no meio da fuça. Revirei-me no ar e recobrei a postura depois de pressionar meus dedos contra o chão, deixando-os vermelhos por conta do atrito. – Ai, caralho! Vindo sedento por sangue, Olly procurou cravar a kunai que carregava, de cima para baixo, no meu corpo. Rolei no chão ao que exclamei um palavrão e, então, cerrei o meu punho direito e o impulsionei na direção da barriga do outro eu. Precisava saber se conseguia feri-lo antes de desperdiçar chakra - se é que eu era capaz disso, ali.

Superando um Estresse Pós-Traumático. P_hp HP: 200/200;
Superando um Estresse Pós-Traumático. P_chakra CH: 200/200.

Considerações:
Bom, eu imagino que com toda a minha habilidade em genjutsu eu não tenha tido dificuldades de perceber que estava dentro de um, ou quase um, principalmente depois dessa quantidade de posts. Por isso, não poderia dizer se dava ou não para ferir o meu clone e, assim, preferi apelar para um simples golpe corporal ao invés de qualquer uma das minhas técnicas que, como narrado, eu também não sabia se funcionariam ou não. Dúvida: O dano do soco que eu recebi deve ser descontado do meu HP ou não? Se necessário, faço no próximo post.

Bolsa de Armas:
Todas as da ficha.

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Superando um Estresse Pós-Traumático. 100x100

Fama : 41 Mensagens : 739
Iris
Chūnin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 06.09.17 23:33


Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_mr8kfykp1b1s638w8o4_500
A besta 7/8.

Dentro de sua própria mente: Tudo voltava a ficar escuro, luzes azuis apareciam cercando ambos até que pareciam consumir-los, a besta gritava e rugia o ego dela era ferido.

Dentro de sua casa: O selamento finalmente começava, utilizando de chakra no seu ponto dedo a velha derramava todo o sangue sobre a barriga da garoto e então com os dedos começava um movimento triangular aquilo queimava o garoto e seus gritos saiam automaticamente, um mal verdadeiro estava a ser selado ali, o garoto finalmente retornava a consciência graça a extrema a dor, sua mãe  colocava um pano gelado em sua cabeça e segurava suas mãos dizendo -Em breve tudo irá acabar filho, em breve- dizia enquanto o selamento continuava, uma energia vermelha começava a sair da mão do garoto e entrar em um tipo de espelho, a velha suava frio e a dor no garoto apenas aumentava.
~~
Considerações:
-Tudo auto descritivo, desenvolva sua história da maneira que quiser. 
-Desconte 100 de vida e 50 de chakra pois o selamento terá efeitos colaterais.
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 07.09.17 0:02


Dolor

Minha barriga começou a se remexer e meu corpo começou a pesar. Minha pele recebeu suor escorrido da testa e o soco que eu deveria ter desferido se desmanchou numa cena dramática e expressiva, com o urro da Besta acontecendo ao mesmo momento da queda do Olly e da instalação das dores na minha pele. – Essa voz... Essas sensações... AAAH! Eu parecia ter sido transportado para fora daquilo tudo através de alguma técnica, mas eu somente confirmaria essa hipótese depois, agora eu precisaria me preocupar em aguentar ardências e sucção da minha força vital, já que parte da minha alma parecia estar sendo arrancada (algo dez vezes pior do que quando eu fazia retiradas de sangue para exames). – Mãe...? Pai? AAAH! Era um misto de satisfação e dor: Eu sentia o meu corpo ficar puro mas também sentia sequelas se instalando. Precisaria esperar pelo melhor dos resultados, e foi o que fiz.

Superando um Estresse Pós-Traumático. P_hp HP: 100/200;
Superando um Estresse Pós-Traumático. P_chakra CH: 150/200.

Considerações:
Perda de HP e CH adicionadas.

Bolsa de Armas:
Todas as da ficha.

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Superando um Estresse Pós-Traumático. 100x100

Fama : 41 Mensagens : 739
Iris
Chūnin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 07.09.17 0:28


Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_mr8kfykp1b1s638w8o4_500
A besta 8/8.

O sangue derramava sobre seu corpo, a velha fechava os olhos e então exclamava -Garoto, cuide bem do nosso clã- e então levantava uma kunai e levava até a altura de seu peito, onde a enfiava e então toda a energia vermelha ganhava ainda mais espessura e entrava pelo buraco feito no peito da senhora, o selamento tinha chegado ao fim e agora o garoto estava livre de tudo aquilo, do mal que o cercava, o garoto finalmente estava puro.
~~
Considerações:
-Tudo auto descritivo, desenvolva sua história da maneira que quiser. 
-Defeito superado
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 07.09.17 0:50


Dolor

Tudo o que sucedeu aquele dia extremamente atípico, foi muito pacífico. Eu tinha acabado de me perceber como há muito já não percebia: bem. Finalmente eu estava bem. Respirando bastante fundo, consegui me localizar e, finalmente, me livrar. Da Besta. Da Anbu. Da dor. Tudo o que eu sentia enquanto a figura demoníaca permanecia instalada em mim não acontecia mais, por isso percebi que toda aquela energia emanada pelas minhas mãos, e toda aquela cena da velha que me ajudou, foi essencial para tal. – Muito... Muito obrigado. Eu me sentei e arregalei os olhos. Tonto, consegui agradecer e, depois disso, emudeci. – Cuidar do clã não é um problema. Até agora foi ele que não cuidou de mim... Ai! Onde o sangue ardeu, eu senti dor, passageira, mas senti. – Eu peço para que se acalmem, pais. Estou bem. Definitivamente. E que seja de uma vez por todas! Ambos caminharam na minha direção e me abraçaram, ao mesmo tempo. Abaixei a minha cabeça nos seus ombros e circundei meus braços nos seus corpos. Pisquei e, depois, a velha já não estava mais ali. – Quem era? O assunto correu por muito mais tempo.

Superando um Estresse Pós-Traumático. P_hp HP: 100/200;
Superando um Estresse Pós-Traumático. P_chakra CH: 150/200.

Considerações:
Defeito Estresse Pós-Traumático superado:

Estresse Pós-Traumático (2)
Tipo:
Superável.
Descrição: Por culpa de algum tipo de acidente ou incidente causador de trauma, um personagem se vê em constantes lapsos mentais onde memórias das situações voltam à tona em sua mente deixando-os paralisados e em estado de pânico em alguns momentos.
Influências: A cada, no mínimo, três turnos, o personagem fica paralisado tendo lembranças.

Bolsa de Armas:
Todas as da ficha.

_______________________

Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 Superando um Estresse Pós-Traumático. Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Superando um Estresse Pós-Traumático. 100x100

Fama : 41 Mensagens : 739
Iris
Chūnin
http://narutorpgakatsuki.net http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático. em 07.09.17 0:54

@
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Superando um Estresse Pós-Traumático.

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo



Você não pode responder aos tópicos neste fórum