Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
AkkeyJogador de RPGs narrativos desde 2012, Akkey (mais conhecido entre os players como Akihito) conheceu o Akatsuki em maio de 2020, encantando-se, acima de tudo, pela comunidade afetuosa e acolhedora formada pelos jogadores do fórum. Atualmente, é responsável por auxiliar no desenvolvimento e adequação das regras e sistemas do RPG, manutenção do tema e design do fórum e gestão da área de avaliação de criações. Fora do universo do Akatsuki, Akihito é graduando em Engenharia da Computação e atua profissionalmente como Desenvolvedor de Software.
wyalves#7702

Página 2 de 2Página 2 de 2 Anterior  1, 2
Ícone
Convidado
Relembrando a primeira mensagem :

[T]Green Forest - Página 2 OyKOINA
                                                             [T]Green Forest - Página 2 O0GPAQK

Green Forest


Templo de Konohagakure, escondido de muitos por um caminho traiçoeiro e perigoso, fazendo com que alguns poucos sejam aqueles com acesso a seus arredores. Uma enorme escadaria é o único caminho seguro até o tempo, sendo difícil escalar o terreno ingrime em volta sem que a terra se solte ou coisa pior aconteça. O tempo é grande e bem equipado para atender as necessidades de todos, sendo esse um local de meditação, tranquilidade e treinamento.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo


Ícone
Awake.
http://narutorpgakatsuki.net


narrador


Swordman


Local Konohagakure Estação Primavera Temperatura 20ºC 4/4 posts


Ambiente: Campos de treinamento.

Narração:  Defendeu de tudo facilmente, riu, era insignificante para ele mas ali havia um progresso. A garota era forte. Estava melhor. Mostrou lentamente para ela movimentos com a espada - afinal parecia que seu cérebro não conseguia captar a essência daquilo tudo - e então desapareceu esperando que ela absorvesse algo do treino.  



_______________________



A sabedoria adormecida
na palavra escrita
é dominada pelo desespero
que nela se esconde


Awake.
Awake.
Sennin
Vilarejo Atual
[T]Green Forest - Página 2 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Meu mestre havia se defendido de meus ataques, me deixando levemente indignada com meu fracasso, mas me sentindo orgulhosa de meu progresso. Havia entendido como se tratava desse caminho diferenciado, sendo então possível assimilá-lo e aprender — era uma prodígio afinal.

Com a espada guardada de volta na bainha, me despedi do senhor que virava as costas e partia e fui embora também, deveria voltar para casa e descansar. O dia havia sido longo e um descanso era merecido.

Objetivo: Perícia em Kenjutsu
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Awake.
http://narutorpgakatsuki.net
@

_______________________



A sabedoria adormecida
na palavra escrita
é dominada pelo desespero
que nela se esconde


Awake.
Awake.
Sennin
Vilarejo Atual
[T]Green Forest - Página 2 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Já havia se passado algum tempo desde minha última vinda até o campo. Mesmo que aliviada com uma boa noite de sono, ainda sentia um pouco de dor em meus músculos por causa do treino de ontem. Deveria esperar que alguma alma bondosa se oferecesse a me ensinar a como melhorar meu ninjutsu.

Objetivo: Habilidade em Ninjutsu
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Aproximando-se da orla exterior da floresta, Mordred sentiu um leve desconforto; uma sensação física que eriçou seus pelos e fez com que uma gota de suor fria atravessasse as bochechas rosadas e se perdesse na relva. Não escutava o respirar da floresta e tampouco o crocitar das corujas, como se o conceito de som não existisse por aquelas bandas. Entreviu uma silhueta pouco usual e curiosa e pôs-se em direção a ela, tomada por um estranho destemor.

— O que uma jovem faz em um lugar como esse a essa hora da noite? — Interrogou-a, coçando os cabelos loiros como se tentasse entender. A figura era familiar, mas não confiável.


Mo-san; HP: 2000, CK: 2800.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Havia passado uma boa parte do dia esperando por anda. Minha paciência havia sido testada naquele dia, tendo adquirido um bom resultado, já que a espera deu frutos. Uma voz vindo não de muito longe de ser audível. — Ah...Olá Morded-Sama! — Lhe cumprimentei, após ser capaz de identificá-la em meio à escuridão. — Estava esperando aqui desde o meio-dia...parece que não encontrei ninguém disposto a me ajudar a melhorar minha habilidade no ninjutsu... — Choraminguei, como uma criança reclama para sua mãe. Estava para deixar o local quando uma lâmpada se acendeu em minha cabeça, havia tido uma ideia mirabolante. — A propósito, Mordred-Sama...a senhora é uma boa usuária de ninjutsu, não é ? Se importaria de me ensinar ? — Lhe pedi, com um certo brilho no olhar, quase implorando para que ela aceitasse.

Objetivo: Habilidade em Ninjutsu

HP: 400|400 CH: 500|500 Vel: 18m/s
Nanabi: 4000|4000
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Mordred limpou a garganta e fitou a jovem. Suas palavras exprimiam certo respeito e admiração, os quais não eram sentimentos que a espadachim sabia lidar; como costumava dizer, era um guerreiro, não um líder. As mãos correram aos bolsos da calça e ali estacionaram, envoltas no calor corporal da jovem. Permaneceu em silêncio por um instante e então decidiu falar:

— Certo, certo. Eu posso te ajudar. Primeiro me mostre o que sabe fazer.


Mo-san; HP: 2000, CK: 2800.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Ela permaneceu em silêncio por um tempinho, sendo desconfortável de pensar que ela poderia recusar. A positividade era tudo que me restava, sendo um grande alívio quando ela concordou então. — Oba! Obrigada! — Comemorei, muito feliz. — Vamos lá então! — Com uma rápida sucessão de selos, repeti a ordem de selos necessários para criar os clones da sombra — os clones famosos na vila da folha.

Oito clones foram criados, com uma distribuição de chakra igual para todos eles — sobrando, inclusive, a mesma quantia em mim. Com cansaço aparente, permaneci com os clones a meu lado, para demonstrar minha  força de vontade e dedicação em me tornar mais forte.

Objetivo: Habilidade em Ninjutsu

HP: 400|400 CH: 50|500 Vel: 18m/s
C1: 50|50 C2: 50|50 C3: 50|50 C4: 50|50
C5: 50|50 C6: 50|50 C7: 50|50 C8: 50|50
Nanabi: 4000|4000


Utilizado:

[T]Green Forest - Página 2 TpPFKSP
Kage Bunshin no Jutsu
Rank: B
Descrição: Semelhante à técnica de base Clone, esta técnica cria cópias do utilizador. No entanto, esses clones são corporais em vez de ilusões. O chakra do usuário é distribuído igualmente entre todos os clones, dando a cada clone uma fração igual do poder global do usuário. Os clones são capazes de executar técnicas por conta própria e podem até sangrar, mas normalmente irá dispersar depois de atingido por uma força forte o suficiente. Os clones também podem dispersar por conta própria ou ser dissipadas pelo usuário da técnica. Clones de sombra não podem ser diferenciado do original com Sharingan, Byakugan, Rinnegan ou Rinne Sharingan. Clones de sombra também parecem ser capazes de pensar por si mesmos e sentir a dor do original em alguma medida, como evidenciado por clones de Naruto sentindo dor quando manto da Nove Caudas despertou enquanto ele e Kakashi estavam lutando Deidara.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
A habilidade de produzir réplicas de si mesmo era uma entre dezenas no leque de habilidades da loira, mas ver uma jovem novata reproduzir sua técnica com notável maestria era, sem duvidas, provocante. Mordred sorriu em resposta ao uso da técnica. — Essa quantidade de clones é realmente notável, mas... — Em vez de terminar a frase, a Uchiha juntou os dedos em uma cruz entre os indicadores e médios e então uma majestosa cortina de fumaça se formou, cobrindo a garota, seus clones e um grande trecho da floresta.

— É apenas a ponta do iceberg. — terminou a frase, um tanto quanto orgulhosa de si mesma. Envolta dela, da garota e dos clones desta, um exército infindável de réplicas da Hokage prostrava-se, todas exibindo um sorriso simples e portando as indumentárias da original. Desfez a habilidade por seguinte, sem demonstrar o menor esforço.

— Quero que tente ultrapassar esse limite de clones que é capaz de fazer. Formar réplicas não se trata apenas de possuir chakra mas sim ser capaz de distribuir uniformemente o seu chakra entre várias cópias.

Spoiler:
Apenas fiz alguns clones para que você perceba o quão fácil foi. A quantidade de clones é 2799. Depois de feitos os clones, foram desfeitos em seguida, mas apenas para que visse.

Spoiler:

Kage Bunshin no Jutsu
Rank: B
Descrição: Semelhante à técnica de base Clone, esta técnica cria cópias do utilizador. No entanto, esses clones são corporais em vez de ilusões. O chakra do usuário é distribuído igualmente entre todos os clones, dando a cada clone uma fração igual do poder global do usuário. Os clones são capazes de executar técnicas por conta própria e podem até sangrar, mas normalmente irá dispersar depois de atingido por uma força forte o suficiente. Os clones também podem dispersar por conta própria ou ser dissipadas pelo usuário da técnica. Clones de sombra não podem ser diferenciado do original com Sharingan, Byakugan, Rinnegan ou Rinne Sharingan. Clones de sombra também parecem ser capazes de pensar por si mesmos e sentir a dor do original em alguma medida, como evidenciado por clones de Naruto sentindo dor quando manto da Nove Caudas despertou enquanto ele e Kakashi estavam lutando Deidara.

Mo-san; HP: 2000, CK: 2800/2850.

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Impressionante. Era essa a única palavra em minha mente no momento. Boquiaberta, com uma expressão boba de surpresa, me espantei com a quantia surpreendente de clones que a Hokage era capaz de reproduzir. Com tanta habilidade, jamais pensaria ser capaz de reproduzir essa façanha nem em meus sonhos mais ínfimos. Um tanto decepcionada e envergonhada de minha fraqueza, me recompus ao me lembrar que a garota em minha frente era muito mais experiente que eu — era sua obrigação ser melhor do que eu, enquanto nada poderia fazer para superá-la no momento.

Reergui meus ombros caídos, recuperando meu fôlego para continuar então o treinamento. Comecei a concentrar meu chakra pelo corpo, amassando-o e liberando na forma de clones uma vez mais. — E lá vai! — Disse baixo, mesmo me esforçando para ser ouvida, usar tanto chakra era cansativo demais para mim. Os clones não eram feitos com tanta perfeição, sendo apenas réplicas raquíticas e deformadas que permaneciam no chão, sem se mover. — É...não foi dessa vez. — Sussurrei, envergonhada.

Objetivo: Habilidade em Ninjutsu

HP: 400|400 CH: 400|500 Vel: 18m/s
Nanabi: 4000|4000


Utilizado:

[T]Green Forest - Página 2 TpPFKSP
Kage Bunshin no Jutsu
Rank: B
Descrição: Semelhante à técnica de base Clone, esta técnica cria cópias do utilizador. No entanto, esses clones são corporais em vez de ilusões. O chakra do usuário é distribuído igualmente entre todos os clones, dando a cada clone uma fração igual do poder global do usuário. Os clones são capazes de executar técnicas por conta própria e podem até sangrar, mas normalmente irá dispersar depois de atingido por uma força forte o suficiente. Os clones também podem dispersar por conta própria ou ser dissipadas pelo usuário da técnica. Clones de sombra não podem ser diferenciado do original com Sharingan, Byakugan, Rinnegan ou Rinne Sharingan. Clones de sombra também parecem ser capazes de pensar por si mesmos e sentir a dor do original em alguma medida, como evidenciado por clones de Naruto sentindo dor quando manto da Nove Caudas despertou enquanto ele e Kakashi estavam lutando Deidara.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
— Não, não! Não é como funciona! Você não deve amassar seu chakra nesses casos. Chakra amassado é para técnicas disformes, como elementais ou mesmo manipulações quaisquer. Você deve manipular seu chakra desde sua forma primordial até a forma do clone. Desta forma, perceberá como é mais fácil. — explicou, tomando cuidado para não parecer arrogante ou má.

Mo-san; HP: 2000, CK: 2800/2850.

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
A vergonha passava, me deixando a impressão clara de que Mordred não era uma pessoa que se gabava — tornando a situação muito mais fácil. — Tudo bem! — Disse, sem mais preocupações. Estava decidida e nada iria me impedir de alcançar meu objetivo final.

Realizei novamente os selos necessários e uma cortina de fumaça se ergueu, cobrindo grande parte do terreno. A quantidade de clones não era notavelmente grande quanto os clones da Hokage, mas era realmente uma quantidade maior do que a quantidade que havia sido capaz de produzir anteriormente. Com orgulho de mim mesma, desfiz os clones e comemorei, satisfeita.

Objetivo: Habilidade em Ninjutsu

HP: 400|400 CH: 400|500 Vel: 18m/s
Nanabi: 4000|4000


Utilizado:

[T]Green Forest - Página 2 TpPFKSP
Kage Bunshin no Jutsu
Rank: B
Descrição: Semelhante à técnica de base Clone, esta técnica cria cópias do utilizador. No entanto, esses clones são corporais em vez de ilusões. O chakra do usuário é distribuído igualmente entre todos os clones, dando a cada clone uma fração igual do poder global do usuário. Os clones são capazes de executar técnicas por conta própria e podem até sangrar, mas normalmente irá dispersar depois de atingido por uma força forte o suficiente. Os clones também podem dispersar por conta própria ou ser dissipadas pelo usuário da técnica. Clones de sombra não podem ser diferenciado do original com Sharingan, Byakugan, Rinnegan ou Rinne Sharingan. Clones de sombra também parecem ser capazes de pensar por si mesmos e sentir a dor do original em alguma medida, como evidenciado por clones de Naruto sentindo dor quando manto da Nove Caudas despertou enquanto ele e Kakashi estavam lutando Deidara.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
— Incrível, você foi muito bem! — parabenizou-lhe, afagando-lhe a cabeça com gesto de amizade. Mo-san pode avaliar muito bem a menina enquanto treinava; era alguém de confiança. Terminado o treinamento com a menina, prometeu se encontrar com ela futuramente e então se foi.

Mo-san; HP: 2000, CK: 2800/2850.

Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Com o pacto com as cobras selado, me sentia mais confiante e preparada para a batalha, mas ainda faltava muito o que melhorar. Com preocupação, fui até o campo para treinar meu corpo. Minha habilidade em ninjutsu era boa, mas ainda faltava melhorar meu taijutsu.

Objetivo: Habilidade em Taijutsu
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Iris
http://narutorpgakatsuki.net

Habilidade em Taijutsu (3)
Tipo:
Treinável.
Descrição: Diversos personagens apresentam desde o começo de suas atividades shinobis uma enorme facilidade em um determinado estilo, estes por sua vez aprendem com mais facilidade e também desenvolvem seus poderes mais rapidamente.
Bonificações: Acréscimo de 1 Ponto em Taijutsu.

em chamas - 1/5.

As coisas pareciam acontecer cada vez mais rápidas para Lily. Antes de ontem em uma missão, ontem em uma reunião com a serpente anciã, e hoje, muito empolgada para evoluir. Levantou bem cedo, tomando o seu café e aprontando uma roupa bastante fresca para a Folha. Contornando casas e estabelecimentos, árvores e arbustos, crianças e adultos, adentrou um dos campos de treinamento da vila e iniciou séries que alternavam entre socos, chutes, empurrões e outros movimentos do tipo, imprimidos diante de bonecos de palha localizados ali.

Considerações:
Narre a chegada ao local e depois o lance das sequências. Mínimo duzentas palavras.

_______________________

[T]Green Forest - Página 2 Tumblr_inline_p7fx92IUtt1s0xpld_250 [T]Green Forest - Página 2 Tumblr_inline_p7fx8xWfwc1s0xpld_250 [T]Green Forest - Página 2 Tumblr_inline_p7fx93pLrl1s0xpld_250
IRIS  LYNDALL

_
Iris
Iris
Chūnin
Vilarejo Atual
[T]Green Forest - Página 2 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Acordando com pressa para evoluir, tratei de me vestir o mais rápido de pude, tomando cuidado em equipar-me apenas com materiais leves e peças arejadas. O treinamento de hoje exigiria um grande condicionamento físico, então provavelmente acabaria suando bastante e me cansando facilmente — roupas leves reduziriam a temperatura corporal, pelo que pesquisei previamente. Com um bom café da manhã, me preparei e deixei levar pela multidão, seguindo o fluxo da melhor forma possível, para chegar o mais rápido no campo de treinamento.

Os diversos bonecos de palha que ficavam distribuídos no parque pareciam estar em boa condição, então não me preocuparia em destruí-los um pouco. Caso o pior acontecesse, poderia apenas comprar outros ou encomendá-los do exterior — as vantagens de ser uma assistente, afinal. Começando com os membros inferiores, tratei de chutar cada boneco algumas vezes, variando a altura e a velocidade. Cada chute ia na altura da canela, na cintura, no peito e na altura da cabeça, respectivamente. Todo o processo se iniciou lentamente, para pegar o jeito, sendo acelerado aos poucos.

Tendo praticado bastante, já podia sentir uma expansão leve nos músculos da perna, que haviam se soltado um pouco com o treino. Continuei com os socos, socando rapidamente, dando o melhor de mim em cada um deles. Não tratei de variar o local do impacto, apenas com a precisão e velocidade, tentando ao máximo usar minha força total o tempo todo. Com os braços já cansados, parei um pouco para descansar, havia praticado bastante. Deitada no campo esverdeado, tirei alguns minutos para respirar antes de continuar. Ainda faltavam diversos exercícios que gostaria de experimentar.

Objetivo: Habilidade em Taijutsu
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


narrador


Habilidade em Taijutsu


Local Konohagakure no Sato Estação Verão Temperatura 35°C 02/04


Ambiente:  Campo de treinamento.

O rapaz parecia acostumar-se um pouco com a nova rotina de treinamento, mas não era sábio manter-se a executar exercícios tão exaustivos sem nenhuma pausa para o descanso. Terminado a primeira cessão de treino, deveria seguir para as águas termais ou talvez para um restaurante, para que seus músculos pudessem descansar e as energias, se renovarem.


Considerações: Narre uma pausa no treinamento para não sobrecarregar os músculos, então indo para as águas termais descansar e comendo coisas saudáveis.




Última edição por Zhiend em 20/8/2017, 02:10, editado 1 vez(es)
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Meu corpo já aparentava cansaço extremo. As leves contrações musculares me indicavam que minha força ia se esvaindo. Com suor escorrendo de minha testa, decidi que a melhor opção no momento era me retirar e descansar o corpo. Parti para o riacho mais próximo, que geralmente estava vazio à essa hora do dia — conhecimento inútil, adquirido com várias visitas ao local. Despida, mergulhei nas águas gélidas, limpando o suor do corpo e amenizando a pressão feita pelos músculos em minha pele. Para completar, me vesti rapidamente e parti até o restaurante mais próximo, com uma corrida.

Meu corpo ao limite, exigia uma refeição de qualidade, mas algo que ajudasse a desenvolver meus músculos. — Boa Tarde, me entreguem algo com proteína, por favor! — Pedia ao garçom, sendo presenteada com um banquete que comeria uma vez em anos. Meu novo salário de assistente me ajudaria a pagar por aquilo, então não me preocupei e enchi a barriga com toda proteína e carboidratos que pudesse ingerir.

Objetivo: Habilidade em Taijutsu
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


narrador


Habilidade em Taijutsu


Local Konohagakure no Sato Estação Verão Temperatura 35°C 03/04


Ambiente:  Campo de treinamento.

A corrida pouco antes de comer havia lhe feito mal. Arthuria havia tensionado os músculos inferiores, de forma que tornara-se extremamente doloroso mover-se usando os pés. Contudo, mesmo a lesão tornara-se um ótimo motivo para um treinamento um pouco mais arriscado: deveria utilizar-se dos membros superiores para locomover-se, escalando edifícios e montanhas sem o auxílio das pernas e também andando com as mãos no chão e as pernas para cima. Difícil? Sim. Arriscado? Com certeza, mas necessário para provar-se uma kunoichi de valor, tal como Mordred.


Considerações: Tudo descrito na narração. Boa sorte.


[
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Com uma bela refeição, quase não reparei o cansaço repentino em minhas pernas. — Não...espera! — Não estavam cansadas, estavam tensionadas. Minhas pernas doíam mais do que o comum, talvez o excesso de exercício tenha feito isso com elas. — Foi a corrida...? — Indagava, pensando em como resolver a situação. Com sagacidade, reparei logo o que poderia fazer para contornar aquilo e sair de boa dali. Esperei a refeição assentar em meu estômago, sendo digerida ao máximo. Com a conta paga, me despedi do dono do restaurante e sai para a rua. Com um embalo, joguei meu corpo para frente, apoiando-me com os braços no chão.

Estava nervosa, nunca havia feito isso antes. — Será que isso vai dar certo...? — Me preocupava demais. Comecei com movimentos lentos, acelerando à medida que ia ganhando mais embalo e velocidade. Havia entendido o motivo de fazerem tanto aquilo nos treinos físicos — era até que divertido. Com o espírito da juventude ao meu lado, dei algumas voltas pela aldeia e pelos arredores, não parrando nem que meus braços começassem a latejar ou parecer se partirem. Minha determinação em melhorar estava a mil.

Objetivo: Habilidade em Taijutsu
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


narrador


Habilidade em Taijutsu


Local Konohagakure no Sato Estação Verão Temperatura 35°C 04/04


Ambiente:  Campo de treinamento.

Finalmente havia despertado o espírito da juventude dos antigos sábios do Taijutsu. Por fim, como um representante da nova juventude a florescer, era dever do rapaz superar seus próprios limites. Deveria então repetir todos os desafios que havia proposto a si mesmo até então, dobrar suas metas e então executa-los todos em um tempo limite inferior a metade do que havia proposto anteriormente.

Considerações: Tudo descrito na narração. Boa sorte. Quero uma narração detalhada para terminar.


Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
O espírito da juventude queimava em meu corpo, deixando meus músculos adormecidos no processo de treino. Cansaço não era o problema, estava me acostumando com o ritmo, mas isso não faria bem para os meus músculos. Me joguei para frente, caindo de costas na grama verde do campo de treino. — Estou de volta aqui... — Falei aos poucos, buscando fôlego. De olhos fechados, descansei completamente, com alguns minutos de sono.

O despertar me abriu os horizontes, com os músculos leves e meio inchados, pensei em não exceder meu limite, mas era agora ou nunca. Me levantei, jogando o peso do corpo para o alto e pondo os pés no chão. Me aproximei dos bonecos de palha e tornei a chutá-los e socá-los como havia feito anteriormente. Os chutes eram mais rápidos, causando mais impacto e possuíam mais precisão. A mesma coisa acontecia com os socos, sendo possível ver algumas falhas no tecido, onde os golpes pareciam rasgar o material com facilidade.

Meu corpo já havia se acostumado com o método de treino, sendo assim, só me restava correr usando meus braços novamente. Com o impulso para frente, meu peso era depositado mais uma vez em minha mãos, que me guiavam mais rápido do que nunca, sem perder o equilíbrio uma só vez sequer. Com agilidade e maestria, atravessei todo o território da folha em algumas poucas horas, tendo facilmente batido meu recorde anterior. Cansada e dolorida, fui até minha casa para tirar um cochilo, achei que talvez fosse merecedora de um.

Objetivo: Habilidade em Taijutsu
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
@
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

HP: 500 | 500 • CH: 825 | 825 • SPD: 22m/s • ST: 04 | 04  
Um torneio importante iria requirir um conhecimento de muitas habilidades úteis. Quanto mais cartas na manga, maior é a chance de vitória, como costumava ouvir de um dos cuidadores do orfanato de sua infância — ou talvez fosse algo diferente, já não se lembrava corretamente. Os olhos vasculhavam algum sinal de vida pelo campo esverdeado, vagando até seus limites e voltando em questão de segundos — nada.

A grama que voava pelo vento atingia minha face com delicadeza, dançando no ar antes que outra corrente de vento viesse para levá-la embora. Meus pensamentos se perdiam com o clima que parecia querer se alterar em uma tempestade — semelhante à que havia em minha mente. — O que estou fazendo aqui? Devo estar ficando sentimental de novo! — Debochava de mim mesmo, virando as costas ao meu local de treino favorito e me afastando dali, até que um grito infantil me chamou a atenção.

Foi possível achar sua origem rapidamente. Uma criança caída no chão com o joelho machucado podia realmente fazer um barulho irritante, mas não havia como evitar. A garota usando um macacão azul e maria-chiquinhas parecia perdida, não havia nenhum responsável por perto, mas mesmo assim, meu instinto falava mais alto. — Venha...vamos te levar pro hospital. — Ela pareceu desconfiada de minhas intenções, mas a dor em sua pele gritava mais alto que a desconfiança, permitindo que ela estendesse sua mão, agarrando a minha destra.

Corri. A criança em meu pescoço parecia mais feliz, aproveitava o passeio como se estivesse montada em um cavalo ou coisa parecida, esquecendo quase que completamente de sua dor — fazendo com que me sentisse mais feliz. Os olhos de peixe morto não deixavam isso claro, mas a dor era algo recorrente, então buscava não me dar ao luxo de sentir-me bem com coisas tolas — elas poderiam facilmente ser arrancadas de mim em um instante. O hospital já podia ser visto, então tratei de reduzir a velocidade, levando a garota à se emburrar, totalmente revoltada com a situação.

Na recepção, retirei a criança de minha nuca, guiando-a pela mão. A dor já havia diminuído o suficiente para que ela pudesse andar por si própria, mas a ideia de segurar as mãos foi tão inocente que não pude resistir. Não gostava daquele local, de qualquer forma, então segurar a mão da garota parecia, de certa forma, reconfortante. A recepcionista indicou a direção da ala pediátrica, onde provavelmente haveria alguém para dar uma olhada na perna da menina — que até agora não sabia o nome. — A propósito...como se chama? — A questionei, sem jeito por não ter lembrado de perguntar antes. — Mei... — Foi só o que ela disse. — Entendo...Mei então, prazer em conhecê-la. — Terminei a cordialidade, extremamente atrasado, a propósito.

No escritório do médico, tabelas de anatomia revestiam todas as paredes do recinto, tornando o simples fato de estar ali em uma aula sobre o corpo humano. — Então...me conte o que aconteceu. — Ele questionou, com as mãos unidas e um sorriso leve. Expliquei-lhe a situação, pedindo que desse um jeito no joelho da pequena, antes que pudesse infeccionar ou coisa pior. Mei provavelmente ficou levemente apavorada ao ouvir "coisa pior", já que imaginava que poderia perder sua perna para sempre. — Tudo bem, não se preocupem. Sou um médico, afinal! — Se exibia, demonstrando sua aparelhagem e vestindo uma máscara cirúrgica. Com Mei deitada sobre a maca, começou a analisá-la da cabeça aos pés, checando seus dentes, sua garganta, analisando sua densidade muscular, querendo inclusive pesá-la e medi-la.

A situação estava estranha — realmente estranha. — Eer...pode só arrumar o joelho dela, por favor? — Lhe pedi, educadamente, tentando evitar que o cúmulo do ridículo prosseguisse. — Escute aqui...quem é o médico aqui? Eu ou você? Ah é...EU! Então fique bem quietinho aí. — Bravejou, demonstrando sua teimosia em prosseguir a checagem. Senhor, me ajude. Era o que pensava, querendo apenas dar o fora dali. Inconscientemente, prestava atenção no que o médico dizia, recitando nomes de músculos e ossos, como se checasse todos eles, de um por um. Algumas horas depois, ele encerrava o diagnóstico. — Está tudo bem...seu único ferimento é realmente no joelho, você tem muita sorte, jovenzinha! — Ele ironizava, ignorando o fato de tê-lo avisando o tempo todo. Com dois ou três selos, ele formou uma aura esverdeada de sua mão, esfregando-a sobre a pele de Mei, fazendo com que os vários pequenos cortes sumissem, fechando-se como se nunca houvessem existido.

Era impressionante o que a arte médica seria capaz de fazer, deixando-me espantado de fato. Mei agradeceu a nós, pela carona e pelo tratamento, levantando-se em seguida e indo para fora, como se estivesse tudo bem para ela vagar por ai sozinha em tão pouca idade. Estava tão cansado que sequer me preocupei em segui-la, provavelmente ela fazia mais ideia do que estava fazendo do que eu. O médico conversou um pouco mais comigo, contando-me de todas as cirurgias arriscadíssimas que obteve sucesso em sua carreira, apenas inflando um pouco mais seu ego já prestes a explodir, antes que eu pudesse me livrar de seu discurso. — A arte da medicina é realmente interessante, quem sabe um dia você não tenta aprendê-la? Contanto que não busque fazer o mal... — Ele mesmo pareceu se interromper, chocado com a ideia, como se lembrasse de algo que não queria. — Bom...já falei demais, é hora de ir. Adeus! — Ele se despediu, sinalizando para a porta, como um sinal para que me retirasse. Ah, mas é pra já, pensava, enquanto a canhota girava a maçaneta, permitindo que a porta abrisse para que meu corpo passasse.

[...]

A ideia do que ele dizia sobre não usar para o mal era estranha, como se a arte da cura realmente pudesse ser usada para tal. Isso me intrigou de uma forma que não conseguia dormir, apenas me revirei na cama por uma ou duas horas, vestindo-me com o primeiro moletom surrado que encontrei e vaguei até a biblioteca, retirando o que pude sobre anatomia e Iryoninjutsu. Os estudos ocorreram durante a madrugada, analisando os papiros velhos e amarelados em busca de conhecimento. O café foi meu maior aliado contra o sono, aumentando o poder da insônia que já me consumia, além de tornar as olheiras mais aparentes.

Me perguntava cada vez mais qual a utilidade daquilo tudo, mas sem questionar, estudei cada centímetro do corpo humano, com as vértebras, ossos e músculos. Indo até mesmo para o nome de todos os dentes. — Siso, Molar, Canino, Pré-Molar...Puxa! — Reclamava, o conteúdo era completo, completo demais, deveria dizer. Muita coisa para memorizar, decidi que só sairia da mesa após lembrar o nome de todos os ossos das mãos e dos braços, levando algumas horas até que pudesse sequer lembrar de um. Um dia inteiro foi necessário para memorizar aquilo tudo, mas podia até mesmo tentar um doutorado agora, com tudo aquilo absorvido, minha cabeça parecia querer explodir, então provavelmente isso ficaria para outro dia. Com a memória ainda dissolvendo todo aquele conhecimento, busquei descansar, já que o evento importante estava prestes a começar.


Considerações:
— Aprendizado de Conhecimento Anatômico, 1167 palavras, mínimo era 300.
Utilizado:
Hip-Pouch:
04 Kunais [04]
06 Shurikens [06]
08 Kibaku Fuudas [02]
02 Hikaridamas [02]
02 Kemuridamas [02]
01 Fuuma Shuriken [04]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Database
https://www.narutorpgakatsuki.net/t69813-f-hakai-kyoki#524597 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69841-gestao-de-ficha-eilish#524990
@
Database
Database
Chūnin
Vilarejo Atual
[T]Green Forest - Página 2 F84635dc3b652bb9e64de17cffcb8f48ba4a3ef3

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado

HP: 500 | 500 • CH: 825 | 825 • SPD: 22m/s • ST: 04 | 04  
Apenas alguns vislumbres do passado me faziam ver como era um cara de sorte — mesmo não parecendo. Com a garota com quem sempre me importei ao meu lado, provavelmente nada me colocaria para baixo novamente. Repousando na cama dura que estava acostumado, olhando para o teto, enquanto a sombra que cobria meus olhos da luz cegante do sol por pouco não me abandonava, aproveitei cada segundo de descanso antes de me levantar. O teto nunca me pareceu tão chamativo, permitindo-me alucinar como de costume ao observá-lo fixamente, como um lunático.

O Chunin Shiken provavelmente começaria em breve e sequer havia preparado minhas coisas para o evento. Com certa pressa, arrumei algumas roupas limpas para vestir e parti para o campo de treino com minha bolsa de armas que seria especialmente importante hoje. Me lembrava das facas que atirava na infância, como um espetáculo de circo para os compradores de Madame. Um jovem macaco que gostava de chamar atenção, era como me chamavam. Com os olhos sonâmbulos, esbarrava em algumas pessoas pelo caminho, mas não me importava com elas, por que deveria? Só voltei ao foco após chegar no vasto terreno esverdeado.

As árvores espalhadas e pequenas pedras dariam bons alvos para mirar. Com a mão destra — minha dominante, afinal, mirei os alvos e disparei armas contra os mesmos, atingindo-os na grande minoria, atingindo sempre as beiradas dos mesmos, o que tornaria a prática minha aliada até a perfeição. Estava de por algum empenho nisso, então decidi que não sairia dali até terminar aquela palhaçada. Cada erro me fazia correr pelo campo em busca das armas básicas, recomeçando todo o processo do ponto de arremesso.

A força, angulação e mira estavam melhorando com os disparos, estava realmente retomando o antigo e nojento eu da infância. É um mal necessário, não é? Me irritava pensar no passado, mas não poderia me dar ao luxo de não usar cem porcento de mim nessa grande chance. Repeti o treinamento diversas vezes. Alternando entre atirar parado, em movimento, pulando, caindo e qualquer outra forma que pudesse imaginar. Com as artimanhas aprendidas desde pirralho, a prática acabou se tornando apenas um exercício de refrescar a memória. Com todos os alvos já desgastados de tantos acertos, prossegui dali na direção de casa. Deveria pegar algumas coisas antes de prosseguir viagem até Kumo.


Considerações:
— Aprendizado de Shurikenjutsu, Uchihas aprendem com metade das palavras necessárias e ainda assim fiz mais que o necessário normal. kkk
Utilizado:
Hip-Pouch:
04 Kunais [04]
06 Shurikens [06]
08 Kibaku Fuudas [02]
02 Hikaridamas [02]
02 Kemuridamas [02]
01 Fuuma Shuriken [04]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Aprovado.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos