Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
AkkeyJogador de RPGs narrativos desde 2012, Akkey (mais conhecido entre os players como Akihito) conheceu o Akatsuki em maio de 2020, encantando-se, acima de tudo, pela comunidade afetuosa e acolhedora formada pelos jogadores do fórum. Atualmente, é responsável por auxiliar no desenvolvimento e adequação das regras e sistemas do RPG, manutenção do tema e design do fórum e gestão da área de avaliação de criações. Fora do universo do Akatsuki, Akihito é graduando em Engenharia da Computação e atua profissionalmente como Desenvolvedor de Software.
wyalves#7702

Ícone
Loki di Laufeyson
http://narutorpgakatsuki.net

Que Jūken é esse?


Havia acordado há pouco tempo e ainda era muito cedo. Minha mãe ainda dormia e empenhei-me para manter a situação assim. Precisava me apressar se quisesse reservar algum espaço para meu treinamento. Ainda estava digerindo as acusações feitas a mim, mas de uma coisa eu tinha certeza: melhoraria meu taijutsu. O que acontece é que há alguns dias, enquanto treinava nos salões Hyūga, um dos líderes do clã se aproximou de mim e criticou arduamente minhas habilidades de luta. É verdade que por muito tempo tenho me dedicado a estudar Ninjutsu em detrimento do Punho Gentil, mas foi constrangedor ser indagado com: - Que Jūken é esse?

Apressei-me e logo saí de casa. Konoha ainda dormia e era difícil encontrar alguém nas ruas. Os únicos rostos familiares eram os dos vendedores de Lámen que já começavam a limpar seus estabelecimentos e prepará-los para iniciar a produção. Sem muita demora avistei os portões do Campo de Treinamento de Konoha. Praticamente vazio, não fossem algumas almas esforçadas e que provavelmente precisavam superar desafios, assim como eu. Me aproximei de um boneco de treino e larguei no chão a mochila que havia preparado com alguns suprimentos - minha intenção era ficar ali o quanto aguentasse.

Comecei a estapear o boneco seguindo tudo o que a tradição do meu clã dizia. O punho gentil era uma arma, mas também uma arte e dominá-la não era uma tarefa simples. Perdurei nessa tarefa continuamente sempre tentando me lembrar dos movimentos empreendidos pelos mais experientes do clã. "Não é a força, mas sim a técnica."  - Sempre ressaltava um dos treinadores do clã. "É isso que transforma a palma das mãos do clã Hyūga numa arma." Tentava imaginar os pontos de circulação de Chakra nos bonecos e lançava pequenas quantidades do meu próprio para "fechá-los". Quando surgia alguma dúvida, ativava o Byakugan e observava os corpos dos outros ninjas que estavam ali (que por acaso foram aumentando em número conforme o dia foi passando).

Com o aproximar do meio-dia, o sol estava no ápice e extremamente quente. Já sentia alguma fome, então resolvi fazer um intervalo. Sentei-me no chão de terra, sem me preocupar com a sujeira e logo peguei minha mochila. Abri uma pequena caixa de madeira que guardava uma dúzia de Sushi e com um Hachi não demorei muito para comê-los. Assim que terminei, escolhi repousar por um tempo. Alguns ninjas começaram a me observar. Não sei se o motivo era meu tapa-olho que escondia meu Byakugan cego ou se era pelo fato de permanecer sentado em frente a um dos bonecos de treino, impossibilitando que ele fosse usado por outra pessoa.

Quando me senti descansado voltei ao treinamento. Dessa vez, não me limitei ao estilo Hyūga e utilizei de chutes, socos e movimentos ministrados com força. Fiquei dessa maneira alternando, mesmo que na maior parte do tempo ainda prevalecesse o Jūken. Vi a lua se pondo e já estava cansado. Entretanto, permaneci e persisti, até que tivesse segurança de que, ao menos um pouco, minha técnica tinha melhorado. Voltando para casa percebi que minhas mãos sangravam pela palma, provavelmente por causa da repetição em um boneco de madeira.

- Onde você estava?  - Minha mãe indagou me vendo sujo e ensanguentado. - O que aconteceu?

- Estava só treinando.  - Respondi. - Pra mostrar pra aqueles exibidos que eu sei lutar.

- Me deixou preocupada.  - Repreendeu-me. - Por que não me disse que sairia?

- Não queria te acordar. - Continuei me explicando - Me desculpa.

- Tudo bem. Vá se lavar.

Assim que terminei meu banho, minha mãe enfaixou minhas mãos e preparou o jantar. Era mesmo sortudo por tê-la. Enquanto jantávamos ela me deu algumas dicas sobre o Jūken. Também me lembrou da importância da resistência para o nosso estilo de luta, um quesito não tão desenvolvido em mim, visto que em pouco tempo me cansava e consumia meu chakra. Terminamos de comer, cuidamos da louça e, finalmente, fomos dormir.

No outro dia, dei-me o luxo de não acordar tão cedo, já que estava cansado e machucado. Notei que, além das minhas mãos, minhas canelas estavam bem roxas. Se quisesse continuar treinando precisaria mudar o foco por hoje, ou acabaria quebrado. Pensei em seguir o conselho de minha mãe e treinar minha resistência. Me apressei e novamente me vi no Campo de Treinamento. Resolvi começar  meditando e focando no meu chakra, buscando entender melhor o seu funcionamento. Não gastei muito tempo fazendo isso e logo comecei a praticar alguns exercícios de resistência, como flexões, abdominais e ponte, exercícios que fortalecem o tronco. Permaneci neles por um bom tempo e quando tomei noção, já haviam-se passado algumas horas.

Fiz uma pausa rápida, dessa vez sem comer nada. Decidi um plano de ação relativamente ousado: faria uma série de exercícios até não aguentar mais e quando não conseguisse, descansaria e repetiria, até que a exaustão tomasse conta de mim. Comecei pelas flexões - no começo contava quantas atingia, mas assim que começaram a passar de 100, desisti de contar. Continuei por muito tempo e sentia os fluxos de chakra se movimentarem rapidamente dentro de meu corpo. Após mais algumas repetições não conseguia mais levantar meu corpo com meus braços, tampouco fazer alguns movimentos simples e então resolvi trocar de exercícios para abdominais. A dinâmica foi praticamente a mesma, mas dessa vez com mais dificuldade, por causa dos braços já debilitados. Em alguns momentos o exercícios se tornou tão intenso que eu sentia vontade de vomitar. Quando isso acontecia, parava por alguns minutos e continuava. Quando não parei de conseguir dobrar meu próprio corpo parti para a última possibilidade que me sobrava para ganhar resistência: correr. Desenfreei-me por Konoha e com o fôlego e músculos já exauridos, fazia pausas periódicas, normalmente de 10 em 10 minutos.

Olhei para o céu e a noite estrelada me dizia que era hora de ir pra casa. Me sentia mais forte e mais preparado para novos desafios.
O Objetivo desse treinamento era ganhar 1 ponto em Taijutsu e 1 ponto em Stamina
Loki di Laufeyson
Loki di Laufeyson
Vilarejo Atual
Diário de Treinamento 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
@
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Loki di Laufeyson
http://narutorpgakatsuki.net

No Estilo Hyūga


Precisava continuar a treinar se quisesse impressionar os líderes do clã e, para isso, era preciso dominar as técnicas Hyūga. Não demorei muito para chegar no Campo de Treinamentos e não o encontrei muito cheio. Meu objetivo era aprender a técnica Jūkenpō Ichigekishin, ou o Golpe Suave de Mão-Cheia.

Comecei o treino observando os tenketsu, os pontos principais de circulação de Chakra, dos ninjas que treinavam no Campo.  A ideia era entender melhor sua disposição para que assim pudesse focar mais para expelir Chakra dos meus. Era possível notar que para utilizar jutsus, a circulação aumentava, desde o centro de Chakra no umbigo, até as mãos, onde os selos eram ativados e depois para onde seriam lançados os jutsus.

Entretanto, notei que eles passavam muito rápido por cada ponto e não eram ativos localmente. Para dominar a técnica que pretendia, precisaria de concentrar-me em um ponto específico, não necessariamente ligado ao lançamento de jutsus e fazer com que o Chakra fosse expelido dali. Era muito mais um trabalho mental e espiritual do que físico e, por isso, coloquei-me a meditar, focando no meu próprio fluxo de Chakra tentando controlá-lo. Não foi uma tarefa fácil, mas após algumas tempo consegui dominar esse movimento.

Feito isso, agora era a hora de focar esse fluxo nas mãos para criar um impulso que, além de causar danos, afastaria meu oponente de mim. Antes de testar, fiz o mesmo exercício do controle do fluxo de energia direcionando-o para a palma de minhas mãos e já sentia o ar que as rodeava ser expelido, conforme o fazia. Depois disso, dirigi-me a um dos bonecos de treinamento e usei a técnica nele, quebrando-o de sua haste, lançando-o longe e deixando uma deformidade no seu centro, onde o golpe fora aplicado.

Treinamento de Jūkenpō Ichigekishin (Técnica Hyūga)
Rank: C
Descrição: Uma técnica nascida a partir de sua habilidade inata de expelir chakra de cada tenketsu em seu corpo, um membro do clã Hyūga pode bater seu oponente com uma rajada de chakra que irá enviá-lo voando para longe do usuário. Mostrou-se também que esta técnica pode ser utilizada com precisão concentrada para atingir o ponto fraco de uma técnica, exemplificado quando Neji Hyūga foi preso pela Técnica da Prisão de Água de Kisame Hoshigaki, e foi capaz de dissipá-la.

Mínimo de palavras (Técnica rank C): 200 palavras
2 pontos em Taijutsu: -30 palavras
2 pontos em Inteligência: - 30 palavras
Mínimo de palavras (total): 140

_______________________

Diário de Treinamento Loki210

Ficha  Banco Modificações
Loki di Laufeyson
Loki di Laufeyson
Vilarejo Atual
Diário de Treinamento 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
ap.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos