>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Mako
Game Master
Mako
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Contos da Violeta GQgddnh

[Fillers] Contos da Violeta - Sex 14 Abr - 2:45

00 Prelúdio


Provavelmente você não terá interesse nenhum em continuar lendo este tomo na próxima frase. Todas as histórias contidas aqui aconteceram com uma menina chamada Sumire - ou seja, todas as histórias aconteceram comigo.

O motivo de eu ter criado este tomo de crônicas, porém, não foi para vangloriar nenhum feito em minha vida. Infelizmente não sou o tipo de pessoa com uma auto estima suficiente para isso. Talvez encontre histórias aqui que pareçam interessantes, talvez até mesmo dignas de gabação. Quem sabe você mesmo escreveria para se vangloriar. Mas eu não sou assim, desista. Saiba, portanto, que ler isso é o mesmo que encarar a mais dura realidade, sem nenhuma fantasia, de uma kunoichi que perdeu a família de uma maneira nada trágica como um assassinato em massa; eles apenas a deserdaram. Você apenas está lendo porque minha professora, Avalon-san, contou-me sobre como a arte pode aliviar nossos pensamentos mais profundos.

Por fim, desejo-te uma boa leitura, seja lá quem fores. Nada mais a contar, os próximos capítulos deste tomo estão mais adiante. Não se preocupe, deixarei listado abaixo cada uma das histórias e suas páginas referentes. Goste ou não goste, é isso que terá de uma menina ferrada como eu.

Capítulos:
00. Prelúdio.

Pontos:
210/---.



_______________________

[Fillers] Contos da Violeta Scre1755
[Fillers] Contos da Violeta QF79TeWOlá, eu sou o Mako.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
-
Mako
Game Master
Mako
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Contos da Violeta GQgddnh

Re: [Fillers] Contos da Violeta - Sex 14 Abr - 3:34

01 Formatura


— Parabéns a todos os formandos do ano — o instrutor da academia falou em seu timbre costumeiramente alto e firme. Todos os jovens ao meu redor festejaram. A felicidade era tanta que eles saltaram um contra os outros misturando abraços e apertos, sorrisos e lágrimas. Mas ninguém tentou se aproximar de mim. Era costumeiro, pois eu não tinha nenhuma família presente e isso fazia todos olharem desconfiados, contudo não vim contar sobre como sofri na academia, apenas em sua formatura. Pois então... todos estavam muito felizes, certo? Exceto a emburrada com nome idiota.

Meus braços cruzados também não era lá muito amigáveis. Não é como se eu não tivesse sentido uma tremenda vontade de receber um daqueles abraços calorosos; simplesmente não conseguia afastar a timidez, medo de rejeição e a tristeza ao olhar nos cantos do pátio percebendo os diversos pais presentes. Alguns órfãos de batalhas ou guerras antigas tinham seus avós. Todos  tinham alguém sorrindo, aplaudindo, assoviando ou ao menos apoiando por perto. Mas eu era a menina sem sobrenome, deserdada da família. Claro que não havia nenhuma pessoa com meu sangue naquele dia a não ser eu mesma.

— Eles insistem nisso? — o instrutor perguntou parando em minha frente. Encarei ele tentando parecer desinteressada. Enfiei os dedos pelas madeixas dos cabelos, cocei a lateral da cabeça e baguncei-os levemente. — Fazer o que, né? — zombei tentando manter a compostura. O homem (que não era nada feio, mas muito mais velho do que a menina de treze anos que era na época) alisou o maxilar pensativo. Tinha o costume de fazer aquilo quando buscava as palavras certas para dizer em aula, fosse explicando uma coisa ou apenas conversando com os outros. Três anos naquele lugar havia me ensinado alguma coisa. — Eu sinto muito, Sumire-chan. — Senti uma enorme decepção ouvindo-o. "Então é isso que ele custou tanto a pensar?", imaginei forçando um sorriso amarelo enquanto ele se afastava para parabenizar os demais.

Ele, assim como todos os outros professores e alunos, sabia muito bem como eu estava pronta para me formar na academia. Minhas habilidades em Taijutsu ainda eram abaixo da média (exceto nas teorias), mas o restante era ótimo. Precisava agradecer fortemente aos genes da minha família que me permitiram ter um intelecto aguçado, mas fora isso não foi nada mais do que esforço. — Não preciso deles mesmo — resmunguei abaixando a cabeça tentando comprovar a eu mesma. Levantei a cabeça deixando meus olhos passearem pelo ambiente até encontrar uma mulher olhando em minha direção com os olhos firmes.

Seu olhar provocou-me uma sensação curiosa. Senti um enorme calor nas bochechas, passando pelo meu tronco e dissipando-se pelas minhas pernas. Tudo porque seus olhos tinham uma beleza impressionante com o tom de violeta, assim como meu nome. Mas também porque ela era linda. A cor de seus cabelos não era comum, pois mesmo pessoas de cabelos loiros não tinham uma intensidade tão linda. Pele pálida, parecia macia mesmo de longe e vestia um colete kunoichi comum, sem nada demais. Olhei para os lados certificando-me de quem ela observava e quando voltei a encará-la, um sorriso nasceu em sua face.

— Sensei! — ouvi alguém chamando. Virei-me tentando ignorar a mulher que me encarava. Era uma das colegas mais chatas da turma. Uma menina vinda do clã Kaguya que achava-se especial apenas por saber manipular os próprios ossos como uma verdadeira mutante. — Quem é aquela mulher olhando a Sumi-chan? — Ah, sim, ela também adorava dar apelidos imbecis para os alunos. Mas eu realmente me interessei pela pergunta e continuei encarando a menina de cabelos brancos. — Oh, é estranho a Avalon-san estar aqui. Ela é uma Jonin renomada do esquadrão medicinal, mas não me pergunte o que ela faz aqui, Mimi-chan — ele respondeu. Fingi não estar prestando atenção e olhei para o alto.

Cerca de uma hora depois todas as crianças foram embora. Continuei ali esperando inutilmente que qualquer pessoa da minha família aparecesse. A mulher que antes estava me encarando também havia ido embora. Fiquei completamente sozinha ali por mais quinze minutos quando finalmente minha mãe chegou. Tinha os cabelos presos para trás como uma dona de casa convencional. Olhou em meus olhos como se fosse um general na linha de frente. — Pelo visto formou-se — falou firme encarando minha testa onde a bandana estava. — Sim... — hesitei. Seus olhos apertaram-se como se fosse me atacar, mas o que ela fez foi ainda pior. Ela simplesmente deu as costas para mim dizendo: — Minha filha está morta, nunca mais retorne para casa.

Segurei as lágrimas no fundo do meu corpo quase engasgando-me. Assim que ela desapareceu no horizonte, deixei-as cair. Desabei de joelhos ao chão apertando minha testa contra o gramado úmido do pátio. — Merda, merda, merda — repeti inúmeras vezes sentindo a dor em meu peito. — Chorar não mudará nada — ouvi uma voz feminina que penetrou minha alma através de meus ouvidos. Levantei o rosto com os olhos arregalados ainda derramando lágrimas e vi o rosto firme de Avalon. Tinha um brilho alucinante no violeta de suas orbes.

— Quem é você? — perguntei. Ela abriu o sorriso doce que tinha como se fosse uma pergunta infantil e boba. — Sua nova professora, pois o seu treinamento ainda não terminou Sumire — respondeu. Senti um tremor intenso em meu coração ao ouvir meu nome saino de seus lábios. — Como sabe quem sou? — indaguei ainda confusa com tudo aquilo. Ela estendeu a mão para mim. — Eu te observo faz um bom tempo, Sumire.

Segurei sua mão sem deixar de sentir uma enorme chama aquecendo meu corpo. Ela me puxou deixando-me em pé parada a sua frente. Avalon não era tão mais alta, mas tinha maiores medidas em tudo. — Mas antes... — sua voz se perdeu enquanto milhares de libélulas surgiram ao nosso redor. Avalon afastou-se como se flutuasse sobre a grama. Dei uma volta completa no mesmo ponto, olhando todos os insetos que nos cercavam. Todas tinham cores diversas; umas vermelhas, outras verdes, outras amarelas.

Aquilo mais parecia uma história infantil. Libélulas coloridas? Fantasia. "É isso", pensei compreendendo o que ela quis dizer em suas últimas palavras. — Kai! — Uni as mãos formando um dos selos básicos para libertação. Meu chakra circulou com maiores intensidade e mudou de fluxo com tamanha facilidade que todos os insetos coloridos desapareceram revelando Avalon na mesma posição de antes. — Ilusões são facilmente percebidas quando o surrealismo torna-se intenso demais — falei engolindo um pouco de ar para meu fôlego. A mulher abriu um sorriso maior, pegou uma de minhas mãos e começou a andar quase me arrastando.

— Retire a bandana, pois essa formatura não será oficial até que termine o seu treinamento comigo.


_______________________

[Fillers] Contos da Violeta Scre1755
[Fillers] Contos da Violeta QF79TeWOlá, eu sou o Mako.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.