>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Naruub
Genin
Naruub
Vilarejo Atual
Ícone : Filler - Ren Shimizu 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Filler - Ren Shimizu - Qua 12 Abr 2017 - 2:22

O tempo frio de Kiri não me preocupa, mesmo me sentindo um pouco incomodado com a baixíssima temperatura dos últimos dias. Caminho sem rumo pelas ruas pouco movimentadas. Estou passeando por ai porque não tenho nenhuma nova missão, e estou descansando do último treinamento.
Um barulho chama minha atenção. Ele vem de uma humilde praça que parece não ser cuidada a algum tempo. Nela eu consigo ver três rapazes de costa para mim. Eles estão olhando todos para o mesmo lugar, mas eu não sei do que se trata.
Caminho até eles sem muita pressa, somente curioso para saber o que estes estão fazendo em um lugar como esse. A cada passo ouço um som bem familiar. Me parece um gemido de dor, mas aumenta para algo similar a um choro, mas que está sendo reprimido. O trio começa a rir e não consigo mais ouvir o som.
Quando chego perto dos três, dou alguns passos para o lado para enxergar. O que vejo me deixa muito chateado, a ponto de eu fechar os punhos de raiva. Há um garoto alguns anos mais novo que eu no chão. As lagrimas em seus olhos e o medo já me diz tudo que preciso saber sobre a situação. Com raiva na voz, falo bem alto, quase gritando aos três rapazes.
-- O que é que estão fazendo com este garoto?
O trio se assusta com minha aparição repentina, mas logo mostram um postura firme, me encarando com hostilidade. O garoto no chão também para volta sua atenção para mim, sem entender o que estou tentando fazer, mas com certeza grato por alguém vir lhe socorrer das mãos de seus algozes.
-- Estamos nos divertindo com este pirralhão! Queres apanhar também ou o que? Vai embora daqui se não receberas o mesmo que este frangote que está no chão.
Minha raiva aumenta ainda mais com este garoto. O tom que me fala é arrogante, tentando me intimidar, mas me causando desprezo. A sua ameaça não me causa medo ou nervosismo, apenas me faz decidir o que vou fazer a seguir. Ainda tentando seguir o lado da razão, procuro tentar resolver o problema de forma civilizada, porque não posso logo ir batendo nos outros sem antes tentar uma forma pacificar de resolver o problema.
-- Ok então. Eu vou deixar vocês decidirem o que vai acontecer. Escolham ir embora e não mais atormentar a vida deste garoto, ou me enfrentar e ver do que eu sou capaz.
O trio começa a rir, como se o que eu disse a pouco fosse uma piada muito engraçada que não podem evitar de rir ao ouvir. Isso me estressa ainda mais, fazendo minha raiva chegar ao extremo. Fecho as mãos já me preparando para começar, mas um deles tenta falar, por isso eu espero para saber o que este que dizer.
-- Acha mesmo que conseguirá vencer nos três? Vá se fu-
Antes mesmo do garoto terminar de falar, lhe acerto um soco da direita para a esquerda na sua boca, fazendo sua cabeça virar de forma brusca e sua boca estourar, saindo sangue do pequeno corte. Os outros dois se surpreendem e continuam imóveis, mas esse que eu acertei não, ele vira o rosto para me encara, mas ao mesmo tempo ele tenta me acertar um soco de baixo para cima no meu queixo. Recuo a tempo de não ser acertado, mas ele continua com um chute lateral que não consigo defender, acertando minha coxa esquerda. Sinto uma dor forte no local do impacto, mas mesmo assim continuo o combate. Tento lhe acertar outro soco, mas ele consegue desviar deste, então eu giro meu corpo sobre seu próprio eixo, com o braço direito para frente com o punho fechado. Ao terminar o giro, meu punho acerta o rosto dele com as costas da mão. O impacto é tão grande que este cai no chão pela força. Mesmo assim ele continua enfurecido e tenta me aplicar uma rasteira, mas consigo pular a tempo, caindo com meu cotovelo em seu adormem, causando uma dor bem grande ao garoto. Os outros dois decidem se move, vindo cada um de uma direção. Me levanto em um pulo, jogando meu corpo primeiro para trás e depois para frente para pegar o impulso necessário para o ato. Já de pé dou um salto para trás, evitando os dois novos oponentes.
Avalio minha nova situação. A vítima parece ter sumido, pois não consigo ver ele em lugar algum. Há dois garotos em pé preparados para brigar comigo, enquanto o outro está no chão ferido. Por sorte nenhum deles é um ninja, por isso só sabem atacar de forma desorganizada, senão eu poderia me ferrar com essas minhas ações.
Faço alguns movimentos e crio três clones de água, todos do meu lado esquerdo. Nesse momento é visível a cara de medo da dupla, percebendo que sou um shinobi. Infelizmente é só no início, pois eles parecem ainda querer brigar comigo, mesmo sabendo dos meus poderes como shinobi. Tentando terminar esse combate sem mais ninguém ferido de forma seria, faço o selo do dragão seguido do pássaro, liberando a partir de minha boca um gás branco e poderoso. Enquanto faço isso, meus três clones se adiantam para cima do inimigo, que de forma idiota tenta bater de frente com o clone. A dupla fica ombro a ombro com meus dois clones, enquanto o terceiro rende o que está no chão. O problema da dupla é que eles dois ficam na área do meu jutsu, e logo os efeitos do gás se manifestam em seu organismo. Os dois começam a rir sem parar, não conseguindo manter a pressão por causa do riso, mas eles continuam tentando e isso só piora para eles, porque o gás começa a fazer estes ficarem meio moles por causa do efeito analgésico do N2O. Quando por esses desistem, cada um de meus clones os rende. Respiro aliviado ao ver que todos os três estão fora de combate e não estão me representando risco.
Me sento no chão um pouco cansado por ter usado uma quantidade enorme de chakra. Enquanto recupero minhas forças, vejo o garoto que foi vítima dos três voltando com mais algumas pessoas, ao todo umas cinco. Três do grupo, ao ver os garotos no chão, saem correndo em direção destes, mas eu não permito que se aproximem. O garoto chega perto de mim com um sorriso no rosto, junto a ele está o casal que também está sorrindo.
-- Obrigado por ajudar nosso filho. – Diz a mulher com sinceridade na voz -- Se não fosse você, esses garotos teriam maltratado ainda mais do meu pequeno Ikko.
Tento me colocar de pé, mas não consigo. O homem estende a mão e me ajuda. Já de pé, dissipo os três clones que criei, fazendo os três garotos ficarem molhados por causa da natureza dos clones.
-- Esses garotos já passaram do limite. Eu chamei os pais deles, mas vou fazer uma denúncia formal para cuidarem desses rebeldes.
Sem ter o que dizer eu começo a rir, mas pensando no que acabei de fazer. Eu acabei de defender alguém que estava precisando de ajuda. Isso já me alegra bastante.

_______________________

Katsuo Takemoto
- Banco
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: Filler - Ren Shimizu - Qua 12 Abr 2017 - 2:24

@
-
Naruub
Genin
Naruub
Vilarejo Atual
Ícone : Filler - Ren Shimizu 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: Filler - Ren Shimizu - Qua 26 Abr 2017 - 3:08

Viro-me para o outro lado da cama, olhando por entre uma fresta da janela. O sol ainda não nasceu. O frio está ainda maior agora, mas mesmo assim faço um esforço e me coloco de pé. Preciso melhorar-me caso queira chegar em algum lugar nesse mundo ninja, por isso vou até meu armário e pego minha roupa padrão, e em alguns minutos estou vestido e pronto para sair.
Caminho até a porta sem muita animação, que se reduz ainda mais quando sinto a temperatura congelante do lado de fora. Fecho a porta hesitante, sentindo uma vontade enorme de voltar para cama e me cobrir com o coberto. Começo a correr pelas ruas frias e escuras, tentando manter um ritmo que me mantenha aquecido. Treinar em uma hora como essas aumenta os resultados ainda mais, porque preciso resistir ao frio, isso já influencia em minha resistência física.
Estou correndo em uma velocidade média, não chegando ao meu limite físico para não me cansar rápido demais, além de que meu objetivo não é melhorar uma das minhas habilidades individualmente, eu estou tentando melhorar todo meu corpo de forma geral, e uma rotina de treinamento é uma ótima escolha para isso.

Saio da área residencial e ainda está escuro, mas consigo ver um brilho no horizonte, como um anuncio de que o convidado especial está chegando. Espero mesmo, porque o calor do sol também é uma coisa boa em um treinamento como o meu. As pessoas já estão saindo de suas casas, mas a quantidade ainda é pequena, o que possibilita fazer algumas coisas durante o percurso, melhorando ainda mais meu desemprenho físico.
Paro de correr por um pequeno espaço de tempo. Descanso um pouco, ainda em pé, por trinta segundos. Após isso, me abaixo e começo a fazer algumas flexões curtas. O meu corpo vai para baixo e para cima com rapidez, enquanto meu braço se flexiona sem nenhuma dificuldade. O peso do meu próprio corpo é um ótimo exercício para melhorar meu corpo, além de ser um treinamento básico. Faço cerca de cem flexões e sinto meu corpo mais forte, mas também cansado.
Me levanto bem rápido, não querendo perder tempo, mas devido ao cansaço, espero mais trinta segundos para prosseguir. Quando o tempo finalmente passa, começo a fazer agachamentos, outro exercício básico que ajuda o corpo. Esse exercício é um pouco mais duro, porque preciso abaixar e levantar continuamente, por isso me empenho ainda mais nele, entregando tudo de mim para melhorar.
Deixo-me descansar por um minuto após terminar cem flexões. O frio ainda é intenso e há neblina, mas estou começando a sentir calor por causa dos exercidos. Ainda não comecei a suar, mas logo estará acontecendo isso.
Prossigo com minha corrida pelas ruas calmas de kiri. O sol já está subindo, deixando tudo mais iluminado, aumentando um pouco a temperatura baixa. Isso faz com que várias pessoas comecem a sair de suas casas para seguir para seus respectivos trabalhos. Isso é um pouco incomodo para mim, porque não queiro que as pessoas me olhem treinar, por causa disso começo a correr para uma área menos populosa, afim de ficar mais isolado para melhorar meu treinamento.
O meu corpo já apresenta cansaço, fazendo com que minha respiração se torne irregular. Sigo arfando em direção a minha casa. As minhas pernas seguem um ritmo frenético, como se correr for uma ação automática do corpo. A distância é percorrida em pouco tempo e logo chego em minha casa.
Adentro ao local e vou até a cozinha, me jogando em uma cadeira e descansando. Tento normalizar minha respiração, mas é algo bem difícil e complicado. Espero cerca de dez minutos para meu corpo voltar a temperatura normal. Passado o tempo, caminho até o banheiro e tomo um banho para relaxar um pouco o meu corpo. Eu fiz vários exercícios físicos, o que não aumentar uma parte especifica na minha habilidade, mas com certeza me ajuda no modo geral.
Ao sair do banho, vou até o quarto e visto uma roupa bem confortável. Pego um travesseiro e o coloco no chão, me sentando em cima dele em posição de lótus. Repouso os meus braços sobre minhas pernas, usando meu indicador e meu polegar para formar um círculo. Tento ficar com as costas retas, mas é desconfortável para mim, por isso fico de uma forma semiereta que não me incomoda. Fecho meus olhos e começo a meditar. Deixo os pensamentos e impurezas da minha mente saírem. Começo a respirar de formar regular, puxando o ar para dentro de mim por cerca de três segundos, depois deixando ele fazer o caminho contrário por mais três segundos. Me concentro na minha respiração, enquanto deixo de pensar em outras coisas, não dando importância a pensamentos que surgem uma vez ou outro. Sinto-me leve como uma pena. Parece que mesmo como as coisas estão, de alguma forma tudo irá ficar bem. Medito por cerca de quinze minutos. Ao finalizar, não me levanto com tudo, primeiro começo a fazer movimentos leves, para só depois fazer uma ação mais elaborado.
Já de pé, sigo até uma estante de livros. Pego um que já várias vezes. Começo a ler sem preocupação, exercitando minha leitura e também minha fala. Eu sempre gostei de ler, porque conheço um novo mundo quando faço isso, o que me agrada bastante. Leio por cerca de trinta minutos, o que não possibilita que eu termine todo o livro, mas consigo ler uma boa parte deste. Caminho até a estante e guardo novamente o livro aonde eu o encontrei.
Caminho até a cozinha alegre. Minha manha já começou com vários treinemos, mas agora vou fazer a última coisa para finalizar meu desenvolvimento corporal. Pego várias panelas e coloco em cima da mesa, seguindo para buscar vários ingredientes. Pego um livro de receitas e procuro uma que ajude no desenvolvimento corporal, uma que me ajude a crescer forte e saudável. Quando acho ela, sigo as instruções descritas com perfeição, tentando criar uma refeição saborosa e nutritiva. Após vários minutos cozinhando, por fim termino todos os itens. Pego um prato e começo a me servir, colocando uma grande variedade de comidas. No fim, sento-me na mesa e começo a comer. E com essa rotina que vou começar a seguir, em pouco tempo estarei muito mais forte.

_______________________

Katsuo Takemoto
- Banco
-
shirotsuki
Jōnin
shirotsuki
Vilarejo Atual
Ícone : Filler - Ren Shimizu 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: Filler - Ren Shimizu - Qui 27 Abr 2017 - 7:20

@

_______________________

ficha|M. De status|C. De técnicas|banco|mudança de Ficha|Corpos|Marionetes|Criação de jutsus
Filler - Ren Shimizu 317cb32747f38e9beb0da4cc29f8ceec91c06a7b_hq
"Você não tem que me perdoar. Não importa o que aconteça com você de agora em diante, eu sempre vou te amar."
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: Filler - Ren Shimizu -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.