>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera

Wister
Wister
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Wister 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Fillers] Wister - em 8/4/2017, 13:47

Capitulo I

Há muitos anos atrás, em uma vila próxima a Kirigakure, um pequeno garoto com não mais que 7 anos de idade, observava as estrelas do céu nublado de cima do telhado de sua casa, seu dia havia sido cansativo, e ali ele encontrava repouso e conforto por sentir-se tão próximo dos astros cintilantes.

Nesta noite, o garoto iria presenciar algo fascinante, e sua vida seria mudada com o acontecimento que estava prestes a ser iniciado. Os olhos do jovem estavam atentos a quele lindo céu, quando bruscamente o garoto pôde observar uma estrela se movimentando e cada vez mais se aproximando de sua posição, o garoto acompanhou o movimento da estrela com os olhos, queria ver o que iria acontecer.

Bruscamente aquela estrela caiu em velocidade extrema, chocando-se em uma montanha próxima da casa do garoto,
o contato entre a estrela e a montanha resultou em um magnifico show de cores que se expandiu pelo céu como fogos de artificio explodindo no réveillon...

Era tarde, e mesmo curioso o garoto não poderia simplesmente sair de casa e ver o que era aquilo que havia caído nas proximidades de sua casa, teria de esperar amanhecer para poder ir ver com seus próprios olhos a linda estrela que havia fornecido aquele Show de luzes para a criança.

Finalmente era dia, o garoto pegou alguns metros de corda, alguns equipamentos, uma mochila, e animado, foi ver o astro da noite passada. Sua caminhada foi longa, apesar da montanha ser próxima, não era possível ir diretamente até ela, havia um rio com uma forte correnteza entre a montanha e o garoto, e ele teria de descer até encontrar uma velha ponte que daria acesso ao outro lado.

Já era tarde, e o garoto dava uma pausa para o almoço, após comer continuou sua jornada em busca da estrela misteriosa. Mais alguns minutos de viagem se passaram, e finalmente o jovem podia enxergar a montanha bem à sua frente, não só a montanha, conseguia ver também o buraco formado pelo impacto da estrela contra a montanha.

Usando a corda que havia pegado à pouco em casa, escalou a montanha com o auxilio de equipamento de escalada, e finalmente chegou ao buraco onde encontrou uma especie de pedra vibrante. A pedra tinha uma coloração roxa, e não parava de vibrar nem se quer por um segundo, foi ai que o jovem lembrou de algo contado por idosos da vila, havia um meteoro que passava próximo à terra de mil em mil anos, e diziam também que logo ele passaria por ali novamente, e da ultima vez, humanos adquiriram poderes especiais mas muito uteis.

O garoto simplesmente se aproximou um pouco daquela pedra vibrando, porém, cada vez que se aproximava mais, sentia-se mais fraco, e apedra vibrava com mais intensidade. O local ainda estava quente, e o jovem não poderia se aproximar de mais sem se queimar, resolveu então sair dali, iria até a vila contar para seus pais o que havia descoberto, talvez eles soubessem o que fazer.

O garoto seguiu a viagem de retorno, dessa vez desceu facilmente utilizando-se da corda que tinha o comprimento maior do que o necessário para sair dali, prendeu a corda em uma rocha juntamente com alguns pregos, e desceu dali seguindo viagem. Passou novamente pela velha ponte, e algumas horas depois, estava finalmente em casa já no anoitecer.

Assim que chegou, o garoto se dirigiu até o pai. - Pai, ontem a noite vi um meteoro caindo aqui perto, fui até lá e encontrei ele dentro de uma montanha. - O pai estava ocupado guardando as pescas do dia. - Meu filho, já te disse para não atravessar o rio, não volte até lá, agora me dê licença, estou ocupado. -
Respondeu. - Mas pai, ele tem algo de especial, estava vibrando! - Retrucou o garoto. - Garoto, isso é tudo coisa da sua imaginação, agora dê o fora. - Falou dando a palavra final.

Foi então que ele resolveu falar com sua mãe, porém teve o mesmo tipo de resposta ao final do dialogo. Decepcionado com os adultos, o garoto foi dormir, porém não conseguiu relaxar completamente, tinha algo de errado com aquela pedra vibrante, e ele teria de voltar lá para descobrir o que era.

No dia seguinte, o jovem esperou seus pais saírem, pegou novamente os equipamentos, alguma comida, e partiu em direção a montanha. Horas se passaram para que o garoto pudesse chegar ao seu destino, a corda ainda estava pendurada, e parecia firme, e realmente estava, o garoto subiu com facilidade e voltou a encarar aquela pedra brilhante qe não parava de vibrar.

O jovem estava decidido, iria levar aquela pedra para a aldeia,
e mostraria ao pai que ele estava errado, aproximou-se para segurar a rocha, ficando cada vez mais fraco, e assim que tocou-a, um brilho tomou conta do buraco, e o garoto caiu no chão desmaiado...

Horas depois, o garoto acordava em meio à noite, a pedra havia sumido, e só restava cinzas no lugar da pedra, era como se algo houvesse consumido a pedra, e ela tivesse se tornado completamente em cinzas, o jovem sentia algo de estranho com seu corpo, ele não era mais o mesmo, mas aparentemente nada havia mudado em seu exterior. O jovem tentou descer da caverna, porém notou alguns lobos uivando ao longe, e resolveu passar a noite ali.

No dia seguinte, já descansado, o garoto desceu dali, e voltou para casa. Assim que chegou, seus pais estavam o esperando, e deram uma surra no moleque, brigaram com ele,
e o impediram de sair de casa por muito tempo. O garoto cresceu, arrumou uma esposa, e gerou uma bela família com alguns filhos, dentre eles, havia um jovem chamado Wister.

Durante a vida desse homem, nada aconteceu com ele depois de encontrar aquela pedra, não desenvolveu nenhuma habilidade, simplesmente era o mesmo, mesmo não sentindo como antes, talvez isso fosse devido a ele ser um pescador e nunca ter desenvolvido seu chakra, ou talvez simplesmente não fosse o escolhido para desenvolver uma habilidade, ou até mesmo simplesmente não houvesse habilidade nenhuma para ser desenvolvida.

_______________________

[Fillers] Wister C88bbea9326d1d7aff16ee87af38563d303d6321_hq
Se você realmente deseja algo, não aceite um não como resposta, continue tentando e um dia terá o que quer.
Banco | Ficha | Criação | Bingo Book
-

Última edição por Wister em 12/5/2017, 20:11, editado 1 vez(es)
Asa
Genin
Asa
Vilarejo Atual
http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Wister - em 8/4/2017, 14:13

Apa

_______________________

Ficha
Banco
Mudanças
-
Wister
Wister
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Wister 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Wister - em 15/4/2017, 21:39

Capitulo II

Os anos passaram, o homem teve filhos com uma linda mulher, e viviam felizes em uma região afastada da civilização, era uma família perfeita, e mesmo com as dificuldades, tudo sempre dava certo. As crianças cresceram, mais filhos vieram, e assim se seguiu a vida daquela família, sempre felizes e em harmonia, nenhum poder sobrenatural nunca despertou no homem, aparentemente era uma antiga lenda que visava ensinar algo aos ouvintes, mas o homem não tinha achado significado, então concluiu que a lenda a respeito do meteoro fosse simplesmente uma história que visava entreter. Até então nenhum dos filhos do homem havia adquirido nada assim também, era realmente um mistério, não havia como saber se aquilo vivenciado pelo senhor quando criança fora realmente verdade ou apenas uma ilusão na cabeça de uma criança que ainda acreditava na magia do mundo.

A vida era pacata naquela região, as crianças aprenderam deis de cedo a pescar e a coletar alimentos na floresta, tratar a água, e viver como os antepassados da humanidade, colhiam aquilo que a natureza dava, e a maior tecnologia ali eram as coisas simples que os membros da família e vizinhos distantes conseguiam projetar, fora isso algumas poucas coisas eram trazidas da vila da Nevoa, mas não era comum isso acontecer, para se adquirir itens na vila, era necessário dinheiro, e só era possível adquirir alguma moeda de troca caso houvesse algo que pudesse ser vendido.

Até as crianças ajudavam quando se tratava de cuidar da família, os mais novos procuravam frutas em arvores frutíferas na região, raízes que pudessem ser cozidas, dentre outras coisas comestíveis que pudessem ser achadas na floresta, e eis que um dia dois dos filhos do homem foram se aventurar a procura de alimentos na floresta, era uma época fria, e pouco produtiva, a família estava com dificuldade para abastecer as reservas de comida, e toda ajuda era bem vinda, eram os filhos mais jovens, Wister e Chisake. Os jovens começaram a procurar em locais já conhecidos, onde já haviam procurado antes e encontrado muitas coisas anteriormente, foram primeiro na beira do rio, procuraram na margem por frutas, cogumelos, e até mesmo animais que pudessem estar ali se alimentando, mas acabaram achando pouca coisa e teriam de expandir a zona de busca.

Seguiram rio a baixo se afastando mais de casa, passaram cerca de meia hora caminhando, e não encontraram muita coisa para levar de volta para casa, foi ai que acharam uma velha ponte que nunca haviam visto antes. - Chisake, o que acha ? A gente nunca veio por aqui, deve ter muita coisa comestível do outro lado, vamos procurar ? - Perguntou Wister. - Não sei, essa ponte parece muito perigosa, e tenho medo de altura. - Respondeu Chisake. - Não se preocupe irmãozinho, eu te protejo, venha, suba nas minhas costas. - Falava Wister enquanto se agachava para deixar o irmão subir. Wister foi em direção a ponte com o irmão nas costas, e deu passos cautelosos rumo ao outro lado, em alguns momentos achou que a ponte fosse quebrar, mas finalmente estava do outro lado, são e salvo.

Dali as crianças seguiram, e realmente o local era farto comparado ao outro lado, mesmo naquela estação do ano ainda havia certa riqueza de recursos ali, isso era possível devido a falta de exploração naquele lado, os garotos pegaram algumas lebres, frutas, encontraram até Raizes raras que não viam faziam anos, mas devido a ganancia das crianças, os jovens haviam se afastado muito da ponte, e agora estavam perto de uma montanha. Algo chamava a atenção dos garotos assim que passaram perto dela, era uma energia estranha e extremamente atraente que fluía por ali, porém já era tarde, e os garotos precisavam voltar com os recursos coletados. - Nossas pais vão ficar muito felizes! - Disse Wister. - É Verdade! - Respondeu Chisake. Os garotos seguiram viagem, atravessaram novamente a ponte, e enfim chegaram em casa.

Assim que chegaram, foram recebidos pela mãe preocupada com a ausência dos garotos, mas os jovens não se acanharam, foram logo se gabando de seus achados, haviam trazido suprimentos para que a família pudesse passar pelo menos mais um mês naquele inverno desgastante, mesmo feliz, a mãe ainda deu um esporro nos garotos, eles não deveriam sair assim sem avisar para onde iam, e assim que o pai deles chegasse, deveriam explicar onde exatamente haviam arrumado tudo aquilo. Enfim havia chegado a hora dos jovens darem a explicação citada pela mãe, o pai havia chegado, e assim que jantaram, foram indagados pelo pai sobre como haviam conseguido aquilo. - Pai, a gente desceu pelo raio, encontramos uma ponte, e do outro lado encontramos tudo isso, ainda tem muito mais. - O homem ficou nervoso, os jovens haviam ido naquele lugar, quem sabe o que poderia ter acontecido. - Vocês não podem voltar lá! Não Mesmo! - Gritou com as crianças que imediatamente assustaram-se.

Até a mãe dos garotos ficou assustada com a reação do pai, e logo perguntou o que estava acontecendo, e pediu para que ele se explicasse. - Há muito tempo atrás um meteorito caiu em uma montanha lá do outro lado... - Falou o homem se acalmando e demonstrando uma expressão de nervosismo. - Eu fui até lá, pois havia uma lenda de que há mil anos atrás meteoritos trouxeram das estrelas poderes especiais que poucos conseguiram obter... - Continuou. - Não sei muito bem o que aconteceu, eu achei esse meteorito, mas ele sumiu diante dos meus olhos. Acho que foi uma mera ilusão toda essa história. Mas não quero meus filhos andando por ali. ENTENDERAM ? - Gritou novamente para os garotos. - Sim Pai! - Falaram ambos em harmonia. Os jovens saíram da mesa após serem liberados, e foram para seus quartos, e naquela noite nenhum dos dois dormiu pensando no que havia acontecido naquela montanha.

O dia seguinte seguiu monótono, as crianças brincaram, ajudaram a mãe com as tarefas domesticas, e continuaram suas brincadeiras ali próximo de casa. Naquela noite, ambos os garotos se reuniram no telhado de casa, e começaram a discutir a respeito da história do pai. - Eu senti algo naquela montanha - Disse Wister, Chisake demonstrou um semblante de surpresa. - Sério ? Eu também, era como se a montanha estivesse me chamando. - Respondeu. O silêncio Reinou por algum tempo, mas logo voltaram a falar. - Chisake, a gente tem que chegar naquela montanha, temos que descobrir o que é isso. - Falou Wister. - Mas o pai não vai deixar, e não podemos sair daqui escondidos. Ele nos mataria se descobrisse. - Respondeu assustado. A conversa se encerrou ali, mas ambos queriam a mesma coisa: Descobrir os segredos daquela montanha.

_______________________

[Fillers] Wister C88bbea9326d1d7aff16ee87af38563d303d6321_hq
Se você realmente deseja algo, não aceite um não como resposta, continue tentando e um dia terá o que quer.
Banco | Ficha | Criação | Bingo Book
-
Krawk
Genin
Krawk
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Wister 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Wister - em 15/4/2017, 21:42

@Aprovado!

_______________________

[Fillers] Wister Tumblr_nqb4j4OY7z1ta0o05o1_500
“選ばれし者.
All eyez on me
-
Wister
Wister
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Wister 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Wister - em 29/4/2017, 23:35

Capitulo III

Algum tempo se passou deis de a ultima conversa do garoto, a vida seguiu e eles não tocaram novamente no assunto, porém ambos ainda ansiavam por respostas, era da natureza deles a curiosidade, mas graças a repressão do pai com relação a essa exploração, os garotos não tinham muito o que fazer, eram obedientes a cima de tudo. Os jovens continuaram suas vidas ajudando os pais, trabalhando também para o sustento da família, e mesmo tão jovens, como já citado antes, eram de extrema importância para manter a família bem alimentada, e mesmo com o tempo, os arredores da casa dos jovens ainda não davam muitos frutos, e não era o suficiente para manter a família viva no inverno, graças a isso, os jovens resolveram se arriscar do outro lado da ponte novamente, mesmo não tendo intensão de desobedecer o pai e ir até a montanha.

Naquele dia o pai acordou cedo para pescar, e a mãe dos jovens começou a fazer as atividades rotineiras para manutenção da casa, os jovens sabiam que a chance deles serem descobertos naquela ocasião era bastante baixa, e graças a isso resolveram partir rumo ao outro lado da ponte. Avisaram a mãe que iriam dar uma volta nos arredores para tentar encontrar mais mantimentos, em contra partida, ela os avisou para não ir para o outro lado da ponte, e foi assim que os garotos partiram. Foram por um lado que costumavam ir, e então, quando não estavam mais na vista de sua mãe, deram a volta nos arredores e foram em direção a ponte, a caminhada era longa, e isso consumiu varias horas do dia dos garotos, mas enfim estavam na ponte.

Atravessaram com sucesso para o outro lado, e começaram sua coleta dos mantimentos que iriam manter a família no inverno, dessa vez estavam preparados, antes de sair conseguiram diversas mochilas, e próximo dali existia um carrinho de mão que eles trouxeram dias antes. Começaram então a recolher os mantimentos, pegaram frutas, legumes, caçaram alguns animais, e pouco a pouco estavam conseguindo muitos itens que iriam ser bastante uteis para a família, e assim continuaram aos poucos recolhendo todos os itens que podiam, e logo encheram todos as bolsas de forma que as crianças mal conseguiam erguer todo aquele peso, a nova preocupação dos jovens, era a volta para casa, mesmo não sendo tão tarde quanto da ultima vez, a ponte ainda parecia bastante fraca, e tanto peso poderia faze-la ceder.

Na caminhada de volta para a ponte, os garotos podiam avistar ao longe a montanha que tanto despertou a curiosidade deles, e ambos pareciam maravilhados com aquele cenário, queriam muito verificar o que havia ali, e quais mistérios poderiam desvendar se conseguissem chegar até a montanha, instantaneamente ambos se olharam, e naquele momento um percebeu o que o outro queria, parecia tão fácil eles irem até lá, ainda faltava muito tempo para o anoitecer, e sabiam que os pais não dariam falta deles enquanto isso não acontecesse. Mesmo assim não foram, aquela tentação foi contida, talvez pela falta de comunicação dos dois, se um motivasse o outro certamente iriam correr o risco de serem descobertos pelos pais e se aventurariam naquela região, com um pouco mais de caminhada estavam finalmente na ponte, e agora teriam de atravessa-la.

Chisake, o mais novo, foi na frente demonstrando ser destemido, porém logo foi parado por Wister que era mais experiente e apreensivo. - Você não pode atravessar assim, a ponte vai acabar cedendo! - Gritou com o irmãozinho que fez cara de choro. - E o que vamos fazer ? Tivemos todo esse trabalho para não levarmos o que conseguimos ? - Respondeu o jovenzinho. - Calma Chisake, eu vou dar um jeito. - Acalmou o jovem com suas palavras. Wister sentou um pouco e começou a pensar no que poderia fazer para atravessar, sabia que a ponte podia suportar o peso dos dois juntos, porém cada bolsa que eles trouxeram eram mais pesadas até que o pequeno Chisake. - Já sei! - Disse Wister.

O jovem colocou uma mochila nas costas, e começou a passar com cuidado pela ponte, demorou um pouco para que conseguisse chegar ao outro lado, mas enfim havia atravessado com uma parte do que recolheu naquela área, logo voltou e pegou mais uma mochila, não iria deixar Chisake se arriscar ali, por isso Wister fez todo o trabalho sozinho, e de bolsa em bolsa conseguiu enfim carregar todo o mantimento para o outro lado. Dali pegou o carrinho de mão que estava a cerca de 400 metros de distância, colocou parte das bolsas em cima, e distribuiu o resto do peso entre ele e o irmão, tinham um longo caminho pela frente, mas o que haviam feito resultou em uma grande recompensa.

Logo chegaram em casa, mostraram os mantimentos para a mãe, e contaram sobre um lugar fictício um pouco distante da casa, no lado oposto ao rio que haviam atravessado, a mãe estava feliz de mais para perceber a mentira que os garotos haviam contado. Os jovens subiram ao telhado, e ali ficaram observando as estrelas. - Fizemos algo muito bom hoje, né Chisake ? - Iniciou um dialogo com o irmão. - Sim. - Respondeu o mais breve possível. Naquele instante algo chamou a atenção dos jovens, havia um brilho na montanha que estava a quilômetros de distância dali, era muito chamativo, e parecia bastante convidativo para os garotos. - Olha! - Disse Chisake. - Nós temos que ir lá! - Respondeu Wister bastante empolgado com o que via, e como se estivessem hipnotizados, os garotos seguiram a pé em direção a montanha.

Aparentemente algo havia ofuscado suas mentes, e sua jornada em direção ao objetivo misterioso havia acabado de ser iniciada, antes de partir, os jovens conseguiram alguns equipamentos em casa, pegaram escondido antes que o pai deles chegasse, e então caminharam rumo a ponte, tudo estava extremamente escuro, os garotos mal podiam enxergar bem a sua frente, porém logo suas visões se adaptaram, e a luz da lua era mais do que o suficiente para iluminar o trajeto, horas de viagem levaram os garotos até a ponte, e assim que atravessaram... A ponte caiu, quase levando Chisake para o rio.

_______________________

[Fillers] Wister C88bbea9326d1d7aff16ee87af38563d303d6321_hq
Se você realmente deseja algo, não aceite um não como resposta, continue tentando e um dia terá o que quer.
Banco | Ficha | Criação | Bingo Book
-
Dazai
Dazai
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Wister 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Wister - em 29/4/2017, 23:42

@

_______________________

Ficha
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Wister -

-


Edição de Natal por Loola e Senko.