Não é o único, Simplesmente o melhor!
Naruto RPG
Akatsuki
A doce melodia dos ventos atravessando o deserto não era mais querida por absolutamente ninguém. Ele sabia muito bem disso, por mais que odiasse o fato. Concordava que sua vila estava morta há muitos anos, entendia que seu povo sofrera, e, mesmo assim, não entendia como. Parecia um absurdo sem precedentes como uma vila tão renomada como Sunagakure no Sato, organizador do primeiro Chunin Shiken mundial desde a formação das novas nações, havia sido destruída, afundada nos seus próprios desertos, graças a uma única entidade chamada Okina. Mas isso aconteceu. Muitas pessoas inocentes morreram, muitas fugiram, e os vastos desertos dentro de Kaze no Kuni tornaram-se morada de aldeias e mercenários, todos tentando sobreviver na jornada. Muitos ficavam nos arredores com esperança do retorno da gloriosa Sunagakure no Sato, outros porque não eram aceitos em outros lugares e, alguns ainda não tentavam, pois tinham idosos e doentes consigo. Um verdadeiro caos. A economia despencou; começaram os gastos com população, poucos impostos recebidos e mais gastos com mercenários contra outros mercenários. Acreditava que a iniciativa destrutiva de Okina não visava aquelas consequências, mas eram reais e ele precisava enfrentá-las.
Arco Atual:
Reconstrução
A AlvoradaUzushiogakure e Sunagakure estão reconstruídas, marcando uma nova era para as nações shinobi, que agora são cinco uma vez mais. Os Shodaime Kazekage e Mizukage comandam as novas gerações de seus vilarejos, iniciando uma série de planos governamentais para garantir que o mal não os assole como ocorreu no passado.
RelíquiasAs facções caminham em direção à calamidade, e os líderes de cada grupo correm contra o tempo para adquirir novos seguidores. Da mesma forma, os mais ferrenhos seguidores se enfrentavam, e a ínfima possibilidade de relíquias do passado se revelarem ao mundo deu início a uma nova corrida por parte das facções.
Estação: VerãoAno: 67DG


[ Missão C ] Auxiliando os Estudantes

[ Missão C ] Auxiliando os Estudantes em 6/2/2017, 12:58

Nara Shikako
Mandarem-me uma notificação de missão que em nada me agradou, mas eu sabia que não podia reclamar como uma criança mimada. Vesti-me sem nenhuma pressa naquela manhã, saí de casa ainda em meio aos bocejos e caminhei devagar pelas ruas do vilarejo sem dar muita atenção a nada. Levei alguns poucos minutos para parar em frente a enorme academia shinobi da aldeia onde fui encontrando sem problemas um dos responsáveis. —— Finalmente, pensei que não viria para a missão —— ele me disse alisando o cavanhaque longo que ostentava em cor caramelo. —— Pensei que fosse um saco, por isso demorei —— respondi com sinceridade.

Soltei um bocejo mais longo do que o habitual contra a face do responsável. Percebi no mesmo instante uma expressão de desdém se formando em seu rosto, mas não me senti acanhado. —— Pois bem, minha primeira etapa começa em poucos minutos, certo? —— Indaguei, olhando ao redor. Ele assentiu saindo apressado e me deixando ali limpando as lentes dos meus óculos. Procurei uma cadeira nos corredores internos da academia. Encontrei uma de ferro, dobradiça, peguei-a e abri em frente as portas de entrada. Cruzei a perna direita sobre a esquerda, cruzei os braços e suspirei encarando o horizonte. Minutos foram passando e, aos poucos, as crianças foram chegando. Algumas chegavam com os seus pais, outros sozinhos. Cuidei para que nada saísse do controle durante a entrada. Muitos dos pais que estavam ali eram membros dos pelotões shinobi da aldeia. Reconhecia alguns que eram amigos de meus pais ou ao menos foram parceiros em missões, porém nenhum deles tentou qualquer contato.

—— Ei, oni-chan, cadê o sensei? —— Perguntou um menino franzino. Encarei-o com a minha melhor expressão sonolenta, suspirei aliviando a tensão sobre os ombros e o encarei por cima das lentes. —— Vai saber, mas hoje sou eu quem está em seu lugar então pode me chamar de Shikako-sensei, se preferir —— respondi. A criança apertou os olhos, deu meia-volta e saiu correndo para o meio do pátio. Crianças eram um problema, não importava como eu as visse. Ainda não tinha certeza se eu mesmo havia sido planejado, pois não acredito que pessoas racionais planejam esse tipo de coisa. Eu só queria ir embora, resmunguei em minha mente. Mas, por sorte, não demorou mais do que quinze minutos para o sinal ecoar anunciando que todas as crianças precisavam entrar em sala de aula. Levantei-me assim que o pátio ficou vazio, espreguicei-me e voltei a sentar de pernas cruzadas quase adormecendo.

Em sobressalto sobre a cadeira de metal, acordei quando o sinal ecoou anunciando o intervalo das aulas. Muitas crianças correram pelos corredores, ignorando-me para começarem as brincadeiras nos arredores. Pisquei os olhos rapidamente tentando voltar ao mundo real, ergui os braços até sentir meus cotovelos estalando e apoiei-os em meus joelhos, segurando meu queixo enquanto continuava observando todos os pestinhas se divertindo. Em meus tempos como estudante, dificilmente me envolvia em brincadeiras. —— Shikako-sensei —— ouvi uma voz infantil ficando próxima ao meu lado. Era o menino franzino de antes. —— Sim? Precisando de alguma coisa? —— Questionei-o, fingindo interesse. Mas não tão bem assim. —— Pode me ensinar a técnica de transformação? —— Pediu-me.

Alisei o meu queixo olhando para os traços físicos do menino. Pareceu-me um verdadeiro novato na academia, talvez estivesse com os seus nove ou dez anos, não mais do que isso. —— Pretende usar para o quê exatamente? —— Indaguei, sabia que crianças eram malvadas às vezes. —— Impressionar meus pais e os senseis —— respondeu, enfiando as mãos nos bolsos. —— Certo, certo —— assenti endireitando-me sobre a cadeira. —— Primeiro você precisa conhecer os selos de mãos: Cachorro, Javali e Carneiro —— mostrei realizando-os devagar para que ele pudesse compreender. A criança refez os selos com facilidade, mas qualquer acéfalo podia entender aquilo. —— Agora imagina uma aparência, dizem ser mais fácil começar pensando em pessoas, então você usa o seu chakra por todo o seu corpo de maneira que se transforme naquilo que pensou.

O menino começou a concentrar o chakra e logo uma fumaça branca nasceu com ele ativando o poder da técnica. Tornou-se uma figura satírica de mim. Quis rir, mas seria maldade demais com o pirralho. —— Não está perfeito, mas você entendeu como começa —— contei, assim ele voltou ao normal e foi embora com um enorme sorriso. Mais uma vez o sinal ecoou e todos voltaram para as salas de aulas. Fiquei sem nenhuma gota de sono então mantive-me acordado até o sinal retornar anunciando o fim das aulas. Enquanto as crianças deixavam o lugar, acompanhadas ou não, o responsável de antes chegou dando a missão como concluída.

Fui embora de volta a minha casa.

200/200
225/225
Armas básicas:
Kunais: 20/20.
Shurikens: 10/10.
Makibishi: 10/10.
Kibaku Fuuda: 08/08.
Kemuridama: 05/05.
Zōketsugan: 04/04.
Limite: 40/40.
Missão:
Auxiliar os estudantes da Academia Ninja
Descrição: Você também já foi um pirralho estudante da Acadêmia que sonhava ser um grande Ninja. Porém falta muito pra isso, e uma boa maneira de começar, é auxiliar na hora da entrada, no intervalo e na saída da Acadêmia, afinal são apenas criancinhas que mal podem te fazer? Encontre um dos senseis, na Acadêmia Ninja.


_______________________



[ Missão C ] Auxiliando os Estudantes  Tumblr_inline_onct3rtOWQ1tfh32l_500
Modificações de Ficha ♦️ Ficha ♦️ Perfil de Autor
Odin
[ Missão C ] Auxiliando os Estudantes  100x100

Odin
Genin
http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ Missão C ] Auxiliando os Estudantes em 6/2/2017, 13:15

Aprovado

_______________________

Ficha
Banco
Mudanças
Asa
Asa
Genin
http://narutorpgakatsuki.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo



Você não pode responder aos tópicos neste fórum