Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
tópicos recentes
Primavera
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngellAngell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Sr.LSr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549
OblivionOblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
SalvatoreSalvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234

Página 1 de 1
Ícone
Convidado
A mulher em cabelos vermelhos cor de fogo esperava atentamente, havia escutado a respeito de outro membro de sua linhagem, seria ele capaz de perpetuar sua técnica? O orgulho daquela mulher só se importava em levar adiante suas correntes, a habilidade que somente ela havia manifestado. Havia somente uma pergunta a se responder: seria ele capaz?

Estamos bem perto de descobrir, a carta foi enviada e a moça agora aguarda, além dos limites de Kumo, do lado de fora dos portões, sentada sobre uma pedra e fitando o nada.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Inesperado. O único substantivo adequado para se usar naquela situação. Caminhava ansioso para além dos portões de Kumogakure em busca de respostas, não, podia dizer que em realidade estava em busca de perguntas que sempre quis fazer mas nunca tive a oportunidade. A confusão em minha cabeça era tanta que até mesmo esqueci de dizer o que me motivara a estar indo, tão apressadamente, para fora do vilarejo em um dia destinado ao meu mais puro e singelo vagabundear. Normalmente, não estaria disposto a fazer nada senão sentar-me no sofá e jogar tempo fora comendo ou lendo algum mangá erótico, mas fui forçado a abandonar o meu conforto com uma informação no mínimo curiosa.

Tudo começou com uma carta enviada até a minha casa, algo que podíamos considerar como um evento mundano na apertada vida ninja. De início, imaginei que era apenas um chamado ao dever que explicava algum enredo magnífico para mais um de meus trabalhos remunerados, levando em conta o tempo que eu estava sem agir para o governo do vilarejo não seria de se espantar que alguma missão finalmente tivesse chegado. Porém, não era bem assim. Os conteúdos da tal carta apenas indicavam uma breve apresentação e um ponto de encontro para caso eu tivesse interesse no que ela dizia. Em qualquer situação, eu teria aceito, mas havia mais um motivo para tal. O remetente se intitulava como um Uzumaki, um membro da linhagem que formava meu DNA. Espantado, tratei de me arrumar o mais rápido que pudesse e partir para o local descrito, curioso acerca do que era tudo aquilo.

Por mais impulsivo que tivesse sido, não podia evitar. A escassez de informação foi o principal motivo de ter me dado ao trabalho daquilo. Fosse meus pais ou fosse a incerteza quanto ao meu passado, era suficiente para me fazer ao menos presenciar o que o destino traria para mim. Uma nebulosa cobriu minha capacidade de julgamento e deu-lhe a forma do vago rosto dos meus parentes, esquecido além das areias do tempo. Ainda assim, não exclui a possibilidade de ser uma armadilha e tratei de vir armado caso fosse necessário.

Finalmente distante, encontrei-me nos arredores das montanhas que circundavam o vilarejo em busca de quem fosse o responsável por todo aquele rebuliço que sentia. Então pude enxergar. Lá, sentada sobre uma pedra, uma mulher de cabelos vermelhos iguais aos meus observando o que quer que estivesse em sua frente. Engoli em seco e me aproximei dela, a ansiedade tomava conta de mim. Por fim, indaguei-a. — Imagino que a resposta seja óbvia, mas tenho que confirmar. Você é a pessoa que me enviou esta carta, certo?

Akage: 500/1040


Considerações:
— Vestimentas como a do Indra, equipamentos dispostos ao redor das coxas e na cintura por bolsas, sem atrapalhar movimentos. Vim daqui.

Kunais: x18
Shurikens: x7.
Kibaku Fuda: x14
Hikaridama: x6
Kemuridama: x8
Fios: 10m
Fuma Shuriken: x1 (selado)
Total: 45/60
Itens:
[Q] Chains. JhYt0VW
Tantō Costas.
Descrição: Um tanto (短刀) é simplesmente uma pequena katana. Vários chūnin, médico-nin, e shinobi de Konohagakure quando vai para a batalha usá-los amarrados nas costas inferiores. Os usos versão de raiz são dois gumes e não têm ponta, destinado somente para o corte e defesa. Eles carregam o tantō verticalmente na parte de trás especificamente atrás do ombro, Sai é um dos mais notáveis que usa o Tanto, que ele carrega nas costas por trás do ombro direito. Sakumo e Kakashi Hatake - depois de herdar-lo - realizado um Tanto especial, conhecido como o White Light Chakra Sabre. Gamabunta e Gamakichi também carregam estes, embora versões gigantescas que se encaixam seu tamanho.

[Q] Chains. L6dzKVD
King's Treasury Selado.
Espécie: Comum
Rank: A
Descrição: Uma gigantesca coleção que engloba os maiores tesouros da humanidade, descoberta por um jovem em uma mansão abandonada, esquecida pela civilização de Kumogakure. Por mais simples que possa parecer, é apenas isto, uma enorme quantidade de tesouros dos mais variados que foram reunidos por um homem desconhecido em algum período de tempo desconhecido. Contém, em sua maioria, armas dos mais variados tipos de tamanhos e formas, diferentemente dos itens tradicionais da época atual, os objetos retratados são feitos do mais belo artesão, polidas a um estado semelhante aos espelhos das casas e decoradas com ornamentos que dão a imagem de itens da realeza em jus ao seu inestimável valor. Estima-se que existam aproximadamente cinquenta armas coletadas, sendo esta sua única utilidade, seu vasto número de armamentos bem forjados.

O conjunto inclui os mais variados tipos: espadas, lanças, machados, martelos e escudos. Há, em sua extensão, as sub-categorias destes armamentos, possuindo claymores, rapieiras, alabardas, piques, machados de guerra, martelos pesados, entre outros. Os menores itens encontrados neste tesouro apresentavam-se no tamanho de pequenas adagas, enquanto os maiores possuíam um tamanho estrondoso que lembravam as armas utilizadas pelos sapos gigantes do Monte Myoboku. Suas capacidades de combate são mínimas, apesar de se sobressaírem por conta de sua resistência de 280 pontos.
Nota: Pode-se repor as armas através da loja de itens, pagando 1.000 ryous por cada
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
— Correto. — Fitou-o, liberando as correntes de suas costas. — Se viestes até mim e possui o mesmo clã que eu, sabes do que isto se trata, estou correta? — finalizou, iniciando a investida contra o garoto.

— Nada pessoal, criança. Só quero ver se é capaz de aguentar isto. — concluiu, observando as capacidades físicas do homem.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Com sua resposta, os músculos do meu rosto se intensificaram para dar lugar à uma expressão mais fria e calculista. Um semblante que não passava de uma faceta temporária usada para persuadir a verdade daquela mulher; queria ter completa certeza de que ela falava a verdade. Eu era cauteloso, afinal, viver sem ninguém a vida inteira deu-me uma visão de mundo que poucos podiam ter, as pessoas só se tornavam completas quando não tinha ninguém para preencher o vazio, e eu sabia como era isso. Tinha várias perguntas para aquela mulher, mas fui cortado de fazê-las quando ela deu continuidade às suas palavras.

As silhuetas que se formaram em suas costas me eram bastante familiares. Era errado chamá-las assim em primeiro lugar, mas certamente eram identificáveis em seu estágio final, quando assumiram sua forma verdadeira; correntes. Uma habilidade que havia, em um intervalo de alguns dias até então, tentando dominar em uma folga qualquer, mas sem o devido sucesso. Faltava uma parte, uma barreira me bloqueava de alcançar seu verdadeiro potencial, o que me deixou incapacitado de continuar o aprendizado, ao mesmo tempo em que frustrei-me com o buraco que tinha em minhas habilidades. Ainda assim, aqui estava eu, encarando a mesma coisa que eu não pude masterizar, podíamos chamar isso de "coincidência"?

"Nada pessoal, criança". Foi o que ela disse. Com o fim de suas palavras, os construtos irromperam em minha direção, me fazendo evitá-los de maneira desastrada. Ou melhor, não eram meus movimentos que eram desastrados, mas a aptidão promissora daquela ruiva em manipular aquelas correntes. Elas voavam pelo ar de um lado para o outro em uma velocidade assustadora, como andorinhas, imprevisíveis para olhos comuns. Por sorte, eu tinha orgulho em meus reflexos e minhas capacidades físicas, mesmo não sendo um grande usuário de Taijutsu. Eu saltava de um lado para o outro tentando evitar as investidas daquelas armas mortíferas, que mais lembravam serpentes em busca de sua presa, clamando pelo sangue de um coelho indefeso. Oi, eu não era um coelho indefeso.

Passamos algum tempo naquele joguinho de gato e rato, quiça aquela figura misteriosa realmente só queria me testar e estava pegando leve comigo. Contudo, no momento em que as coisas pareciam propícias para se descansar sua sede por sangue falou mais alto. As correntes mais uma vez vieram em minha direção, desta vez em uma velocidade muito maior do que a que eu era capaz de reagir; mesmo com a vantagem do campo plano que tinha, achei que era impossível desviar. Isto é, se eu não tivesse uma carta na manga para momentos críticos como aqueles. Em um piscar de olhos, materializei a mesma técnica que a mulher misteriosa, embora em uma versão inferior. Repreendi o ataque imitando os mesmos movimentos da desconhecida, levei minhas projeções de encontro com as dela, querendo amarrar ambas. A diferença entre o produto genuíno e a imitação fez-se presente então, em contraste com a veterana — que provavelmente não teria complicações nenhuma — meu corpo começava a tremer com a enorme carga que o jutsu colocava sobre meu corpo. Imaginei, por um instante, se tudo iria acabar ali.

— Que bela apresentação para um conterrâneo, senhorita. — brinquei, tentando manter a compostura na medida do possível. Será que eu poderia manter a situação daquela maneira por mais algum tempo? Duvidoso, mas possível.

Akage: 500/1003


Considerações:


Kunais: x18
Shurikens: x7.
Kibaku Fuda: x14
Hikaridama: x6
Kemuridama: x8
Fios: 10m
Fuma Shuriken: x1 (selado)
Total: 45/60
Itens:
[Q] Chains. JhYt0VW
Tantō Costas.
Descrição: Um tanto (短刀) é simplesmente uma pequena katana. Vários chūnin, médico-nin, e shinobi de Konohagakure quando vai para a batalha usá-los amarrados nas costas inferiores. Os usos versão de raiz são dois gumes e não têm ponta, destinado somente para o corte e defesa. Eles carregam o tantō verticalmente na parte de trás especificamente atrás do ombro, Sai é um dos mais notáveis que usa o Tanto, que ele carrega nas costas por trás do ombro direito. Sakumo e Kakashi Hatake - depois de herdar-lo - realizado um Tanto especial, conhecido como o White Light Chakra Sabre. Gamabunta e Gamakichi também carregam estes, embora versões gigantescas que se encaixam seu tamanho.

[Q] Chains. L6dzKVD
King's Treasury Selado.
Espécie: Comum
Rank: A
Descrição: Uma gigantesca coleção que engloba os maiores tesouros da humanidade, descoberta por um jovem em uma mansão abandonada, esquecida pela civilização de Kumogakure. Por mais simples que possa parecer, é apenas isto, uma enorme quantidade de tesouros dos mais variados que foram reunidos por um homem desconhecido em algum período de tempo desconhecido. Contém, em sua maioria, armas dos mais variados tipos de tamanhos e formas, diferentemente dos itens tradicionais da época atual, os objetos retratados são feitos do mais belo artesão, polidas a um estado semelhante aos espelhos das casas e decoradas com ornamentos que dão a imagem de itens da realeza em jus ao seu inestimável valor. Estima-se que existam aproximadamente cinquenta armas coletadas, sendo esta sua única utilidade, seu vasto número de armamentos bem forjados.

O conjunto inclui os mais variados tipos: espadas, lanças, machados, martelos e escudos. Há, em sua extensão, as sub-categorias destes armamentos, possuindo claymores, rapieiras, alabardas, piques, machados de guerra, martelos pesados, entre outros. Os menores itens encontrados neste tesouro apresentavam-se no tamanho de pequenas adagas, enquanto os maiores possuíam um tamanho estrondoso que lembravam as armas utilizadas pelos sapos gigantes do Monte Myoboku. Suas capacidades de combate são mínimas, apesar de se sobressaírem por conta de sua resistência de 280 pontos.
Nota: Pode-se repor as armas através da loja de itens, pagando 1.000 ryous por cada
Usados:
[Q] Chains. QO7t7fw
Adamantine Attacking Chains
Rank: B
Descrição: Bem como sua contrapartida, o usuário é capaz de combater e neutralizar um alvo, vinculando e anulando seu chakra em contato. Quando usado contra Suigetsu Hōzuki, as correntes foram capazes de instantaneamente incapacitar o último, enviando-lhe uma distância, enquanto reduzindo seu corpo a um estado gelatinoso. Apesar de não ter o poder combativo de sua contraparte, Karin foi capaz de usar esta técnica para destruir a maior parte da estátua de madeira gigante Tobi e suas muitas mãos. Apesar de não ter inicialmente muito controle sobre essa habilidade, Karin parece capaz de manipular o tamanho de suas correntes para se adequar à situação.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
— Faz-se necessário, jovem. — respondeu-o, com a mesma tonalidade na voz. A técnica do garoto ainda era imatura, precisava de refinação para ser digna do nome dos Uzumaki, um trabalho que ela estava disposta a fazer. As correntes desapareceram, assim como sua vontade de lutar, e ela foi-se para longe, visualizando encontrar uma caverna distante.

— Siga-me, contarei-lhe tudo que queiras saber. — anunciou, por fim. Logo mais, apenas sua silhueta podia ser vista.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Arfei de maneira grosseira no momento em que nossas técnicas se desfizeram, recuperando o fôlego perdido pelo desgaste que as Correntes Adamantinas causavam sobre mim. Ouvi as palavras da desconhecida e misteriosamente concordei em segui-la, por mais sobrenatural que soasse. No fundo, sabia que se ela quisesse me matar, teria feito no momento em que eu estava ali parado, sem poder me defender. Recuperei o equilíbrio das pernas e tratei de caminhar atrás da mulher de cabelos flamejantes até sabe-se lá onde ela fosse me levar.

No meio da viagem, ficamos calados, mas sabia que não poderia continuar assim a partir do momento que alcançássemos a localidade que buscávamos. Em realidade, estava querendo encontrar as palavras certas para indagá-la, mas a ansiedade impedia-me de fazê-lo. Engoli uma bala para aliviar a tensão, ainda atrás dela. Por mais tempo que passasse, não fazia a mínima ideia de aonde aquela mulher queria me levar, mas a curiosidade em saber o que ela poderia querer me falar foi mais forte que o meu bom senso, e cá estava eu, possivelmente sendo raptado por uma criminosa ou algo assim. — A carta não dizia o seu nome completo. Meu nome é Akage, e o seu? — soltei a pergunta no ar no intuito de iniciar uma conversação amistosa, ainda incerto do que me aguardava.

Akage: 500/1003


Considerações:


Kunais: x18
Shurikens: x7.
Kibaku Fuda: x14
Hikaridama: x6
Kemuridama: x8
Fios: 10m
Fuma Shuriken: x1 (selado)
Total: 45/60
Itens:
[Q] Chains. JhYt0VW
Tantō Costas.
Descrição: Um tanto (短刀) é simplesmente uma pequena katana. Vários chūnin, médico-nin, e shinobi de Konohagakure quando vai para a batalha usá-los amarrados nas costas inferiores. Os usos versão de raiz são dois gumes e não têm ponta, destinado somente para o corte e defesa. Eles carregam o tantō verticalmente na parte de trás especificamente atrás do ombro, Sai é um dos mais notáveis que usa o Tanto, que ele carrega nas costas por trás do ombro direito. Sakumo e Kakashi Hatake - depois de herdar-lo - realizado um Tanto especial, conhecido como o White Light Chakra Sabre. Gamabunta e Gamakichi também carregam estes, embora versões gigantescas que se encaixam seu tamanho.

[Q] Chains. L6dzKVD
King's Treasury Selado.
Espécie: Comum
Rank: A
Descrição: Uma gigantesca coleção que engloba os maiores tesouros da humanidade, descoberta por um jovem em uma mansão abandonada, esquecida pela civilização de Kumogakure. Por mais simples que possa parecer, é apenas isto, uma enorme quantidade de tesouros dos mais variados que foram reunidos por um homem desconhecido em algum período de tempo desconhecido. Contém, em sua maioria, armas dos mais variados tipos de tamanhos e formas, diferentemente dos itens tradicionais da época atual, os objetos retratados são feitos do mais belo artesão, polidas a um estado semelhante aos espelhos das casas e decoradas com ornamentos que dão a imagem de itens da realeza em jus ao seu inestimável valor. Estima-se que existam aproximadamente cinquenta armas coletadas, sendo esta sua única utilidade, seu vasto número de armamentos bem forjados.

O conjunto inclui os mais variados tipos: espadas, lanças, machados, martelos e escudos. Há, em sua extensão, as sub-categorias destes armamentos, possuindo claymores, rapieiras, alabardas, piques, machados de guerra, martelos pesados, entre outros. Os menores itens encontrados neste tesouro apresentavam-se no tamanho de pequenas adagas, enquanto os maiores possuíam um tamanho estrondoso que lembravam as armas utilizadas pelos sapos gigantes do Monte Myoboku. Suas capacidades de combate são mínimas, apesar de se sobressaírem por conta de sua resistência de 280 pontos.
Nota: Pode-se repor as armas através da loja de itens, pagando 1.000 ryous por cada
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
— Não disponho de um nome, garoto. — falou, conduzindo-o ao local onde o treino se iniciaria.

— Tu necessitas do selo que possuo para despertar a técnica, venha. Iniciaremos o ritual. — concluiu, levando sua mão ao peitoral do homem que agora despertaria as correntes que tanto almejava.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
A resposta melancólica trouxe a indagação mais aprofundada do que seria aquela mulher, seus motivos e o que faria após aquele dia. Duvidoso, mas por um momento peguei-me fantasiando uma realidade em que ela ficasse naquele vilarejo como uma aliada, novamente, duvidoso até demais. Silencioso, continuei a deixar-me ser guiado pela descida da floresta, uma longa trilha que saía desde os portões de Kumogakure até a base da montanha que abrigava o vilarejo. Era uma estrada florestal típica de qualquer montanha, de maneira que não era suspeito encontrar animais selvagens ou lenhadores pelas redondezas, o clima fresco por conta da alta altitude tornava passeios bastante agradáveis. Até então, havíamos percorrido metade daquele caminho.

Ao contrário do que eu tinha dito, não havia nenhum ser vivo por onde íamos. Uma corrente de ar frio corria pela mata até meu corpo, trazendo calafrios e uma tensão digna de um filme de suspense. A coadjuvante daquele filme não ajudava em nada em afastar aquela sensação; a ruiva silenciosa intensificava ainda mais aquele ar malicioso com seu semblante nada ameno. A caminhada perdurou por mais algum tempo, minutos torturantes que me distanciavam do que realmente importava; minhas perguntas. Me contive em pressioná-la com um interrogatório em prol de manter uma relação neutra entre nós dois, isto é, apenas pelo período daquele percurso.

Avistei uma caverna que transmitia um ar de mistério do buraco que formava sua entrada. Quando a desconhecida adentrou sem qualquer aviso ou questionamento, concluí que aquele era sem dúvidas o lugar que procurávamos, assim, não me desviei do caminho que ela fazia. Lá dentro, revirei o olhar em inúmeras direções para me fazer crédulo de que não estava alucinando com o que encontrei: iluminada por candelabros estava uma ponte que levava até um enorme portão circular exageradamente ornamentado, seus padrões assemelhavam-se à redemoinhos e por sua extensão estavam impressos kanjis de vários significados. Juntei as pontas soltas e teorizei que aquilo era um salão com conexões ao clã que eu fazia parte, quiça Mumei — decidira chamá-la por este nome. — viesse daqui, escondida nos confins daquela gruta macabra, esquecida pelo tempo. Ela, como se já estivesse acostumada com reações como a minha, simplesmente caminhou pela ponte em direção ao portão e pôs uma das mãos sobre a estrutura, respirando fundo em seguida.

Um ruído ribombou pelo subterrâneo ao mesmo tempo em que as marcações espalhadas por aquele canal brilharam em um azul estonteante. No lugar da construção de outrora, abriu-se uma nova sala, muito mais ampla do que a que estávamos. Seus conteúdos não eram em nada surpreendentes, apenas diferenciavam-se pelos móveis espalhados aqui ou acolá, mas o mesmo tipo de iluminação obsoleta provinda de outros vários candelabros estava presente. No final, era ali que começaríamos o treinamento. Me despi das vestimentas da parte de cima de meu corpo assim como me fora pedido, expondo o peitoral parcialmente definido adornado pelas marcações vermelhas de meu Fuinjutsu especial. Mumei provavelmente sabia dizer do que a técnica era capaz, considerando que provavelmente era bem versada nas artes de vedação. Sem mais delongas, ela me explicou sobre o que faltava em mim para completar o jutsu supremo e pôs uma de suas mãos sobre meu corpo. Ah, dame dame, onee-san. Se você for brusca demais, eu vou...

Antes que pudesse anunciar meus pensamentos nada apropriados para a situação, havia me distanciado da realidade mundana e acessado um plano diferente. A minha própria mente. Acorrentado pela mesma coisa que eu há tanto buscava, era de se esperar o que viria em seguida. Um conflito interno, uma batalha que quando vencida traria à mim o que faltava em meu ser. Tentei me mover o quanto pudesse, mas era inútil, estava subjugado pela força interior de meu ser que negava qualquer vontade ainda existente em mim, seria aquele o fim que eu teria? Preso para sempre no breu de minha cabeça? Era um final irônico para os capítulos da vida de alguém que sempre buscou forças para encarar o mundo real. Sem me dar conta, o tempo passou. Segundos se tornaram minutos e depois horas. Inerte diante de mim mesmo, a única opção que restava era desistir...

Hah, como se fosse verdade. Eu tinha uma ambição a cumprir, eu iria alcançar a força necessária para guiar as pessoas que tanto precisam de uma imagem. Qual o motivo disto? Nenhum em particular, era apenas uma fantasia que eu tinha desde que me conheço por gente, ah, mas se me perguntar, havia sim algo que me motivou a tal. Por um momento, lembrei-me da vaga imagem de uma silhueta, uma mulher que em nada me era reconhecível senão esta única memória que tinha, frente ao túmulo dos pais que há muito tempo esqueci, ela me disse palavras que com certeza trariam-me um benefício maior sendo esquecidas por mim. O que havia me levado a querer ser alguém reconhecido por todos. "Pessoas morrem pelo o que acreditam: seja seus próprios sonhos ou os sonhos daqueles que elas julgam capazes o suficiente de serem seguidos".

— Não use minhas correntes como bem entende... — balbuciei, para quem quer que fosse o responsável por aquilo. Com uma explosão de determinação, senti minhas forças retornarem ao meu corpo, trazendo consigo uma energia que nunca antes senti, capaz de me dar o poder para arrebentar aquelas correntes e retornar ao mundo real. Lá fora, parecia que havia-se passado no máximo uma hora. Fitei meus arredores, focando em seguida em Mumei, agora um pouco mais distante do que estava antes de tudo aquilo acontecer. Do mesmo jeito que ela disse, eu me sentia um pouco diferente, como se pudesse desta vez fazer o que nunca fui capaz de fazer.

— Onee-san, então está feito? — o silêncio mostrou-se alto, até que a resposta da ruiva se fizesse presente.

Akage: 500/1003


Considerações:


Kunais: x18
Shurikens: x7.
Kibaku Fuda: x14
Hikaridama: x6
Kemuridama: x8
Fios: 10m
Fuma Shuriken: x1 (selado)
Total: 45/60
Itens:
[Q] Chains. JhYt0VW
Tantō Costas.
Descrição: Um tanto (短刀) é simplesmente uma pequena katana. Vários chūnin, médico-nin, e shinobi de Konohagakure quando vai para a batalha usá-los amarrados nas costas inferiores. Os usos versão de raiz são dois gumes e não têm ponta, destinado somente para o corte e defesa. Eles carregam o tantō verticalmente na parte de trás especificamente atrás do ombro, Sai é um dos mais notáveis que usa o Tanto, que ele carrega nas costas por trás do ombro direito. Sakumo e Kakashi Hatake - depois de herdar-lo - realizado um Tanto especial, conhecido como o White Light Chakra Sabre. Gamabunta e Gamakichi também carregam estes, embora versões gigantescas que se encaixam seu tamanho.

[Q] Chains. L6dzKVD
King's Treasury Selado.
Espécie: Comum
Rank: A
Descrição: Uma gigantesca coleção que engloba os maiores tesouros da humanidade, descoberta por um jovem em uma mansão abandonada, esquecida pela civilização de Kumogakure. Por mais simples que possa parecer, é apenas isto, uma enorme quantidade de tesouros dos mais variados que foram reunidos por um homem desconhecido em algum período de tempo desconhecido. Contém, em sua maioria, armas dos mais variados tipos de tamanhos e formas, diferentemente dos itens tradicionais da época atual, os objetos retratados são feitos do mais belo artesão, polidas a um estado semelhante aos espelhos das casas e decoradas com ornamentos que dão a imagem de itens da realeza em jus ao seu inestimável valor. Estima-se que existam aproximadamente cinquenta armas coletadas, sendo esta sua única utilidade, seu vasto número de armamentos bem forjados.

O conjunto inclui os mais variados tipos: espadas, lanças, machados, martelos e escudos. Há, em sua extensão, as sub-categorias destes armamentos, possuindo claymores, rapieiras, alabardas, piques, machados de guerra, martelos pesados, entre outros. Os menores itens encontrados neste tesouro apresentavam-se no tamanho de pequenas adagas, enquanto os maiores possuíam um tamanho estrondoso que lembravam as armas utilizadas pelos sapos gigantes do Monte Myoboku. Suas capacidades de combate são mínimas, apesar de se sobressaírem por conta de sua resistência de 280 pontos.
Nota: Pode-se repor as armas através da loja de itens, pagando 1.000 ryous por cada
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
— Está. — respondeu a ruiva, parabenizando o garoto por dominar a técnica do clã rapidamente. Agora lhe restava uma única coisa: voltar para sua vila.

— E para sua pergunta de outrora. Isto não lhe desrespeita. Suma daqui, infante. — finalizou, sumindo caverna adentro.

Conclui e some.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
— Aye, aye. — Suspirei com a resposta de Mumei, a pessoa mais cética que eu havia conhecido até então, até mesmo superior ao basqueteiro que tive o desprazer de encontrar em uma certa missão. Ela desapareceu santuário adentro, indo além dos confins da caverna para um lugar que eu não estava afim de conhecer. Vesti o traje que repousava em um dos móveis que estavam ao redor e então parti.

Refiz o caminho daquela floresta de maneira contrária, até alcançar os limites do vilarejo da nuvem. Estava cansado, então corri de volta para minha casa com esperanças de ter um pouco de sossego. No fim, não consegui tudo que queria, mas sabia aonde poderia encontrar aquela mulher novamente.

Akage: 500/1003


Considerações:


Kunais: x18
Shurikens: x7.
Kibaku Fuda: x14
Hikaridama: x6
Kemuridama: x8
Fios: 10m
Fuma Shuriken: x1 (selado)
Total: 45/60
Itens:
[Q] Chains. JhYt0VW
Tantō Costas.
Descrição: Um tanto (短刀) é simplesmente uma pequena katana. Vários chūnin, médico-nin, e shinobi de Konohagakure quando vai para a batalha usá-los amarrados nas costas inferiores. Os usos versão de raiz são dois gumes e não têm ponta, destinado somente para o corte e defesa. Eles carregam o tantō verticalmente na parte de trás especificamente atrás do ombro, Sai é um dos mais notáveis que usa o Tanto, que ele carrega nas costas por trás do ombro direito. Sakumo e Kakashi Hatake - depois de herdar-lo - realizado um Tanto especial, conhecido como o White Light Chakra Sabre. Gamabunta e Gamakichi também carregam estes, embora versões gigantescas que se encaixam seu tamanho.

[Q] Chains. L6dzKVD
King's Treasury Selado.
Espécie: Comum
Rank: A
Descrição: Uma gigantesca coleção que engloba os maiores tesouros da humanidade, descoberta por um jovem em uma mansão abandonada, esquecida pela civilização de Kumogakure. Por mais simples que possa parecer, é apenas isto, uma enorme quantidade de tesouros dos mais variados que foram reunidos por um homem desconhecido em algum período de tempo desconhecido. Contém, em sua maioria, armas dos mais variados tipos de tamanhos e formas, diferentemente dos itens tradicionais da época atual, os objetos retratados são feitos do mais belo artesão, polidas a um estado semelhante aos espelhos das casas e decoradas com ornamentos que dão a imagem de itens da realeza em jus ao seu inestimável valor. Estima-se que existam aproximadamente cinquenta armas coletadas, sendo esta sua única utilidade, seu vasto número de armamentos bem forjados.

O conjunto inclui os mais variados tipos: espadas, lanças, machados, martelos e escudos. Há, em sua extensão, as sub-categorias destes armamentos, possuindo claymores, rapieiras, alabardas, piques, machados de guerra, martelos pesados, entre outros. Os menores itens encontrados neste tesouro apresentavam-se no tamanho de pequenas adagas, enquanto os maiores possuíam um tamanho estrondoso que lembravam as armas utilizadas pelos sapos gigantes do Monte Myoboku. Suas capacidades de combate são mínimas, apesar de se sobressaírem por conta de sua resistência de 280 pontos.
Nota: Pode-se repor as armas através da loja de itens, pagando 1.000 ryous por cada
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado
Concluído.
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos