>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Kaochi
Kaochi
Vilarejo Atual
Ícone : 「FILLERS」 Orochi 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

「FILLERS」 Orochi - Sab 17 Dez - 18:04

「FILLERS」 Orochi Tumblr_ly7ryt1lJa1qbs05mo1_250
The thief Owl



A lua estava alta em Iwa, como de costume, Orochi tomava seu café devido a insônia, era doce e forte. Ele morava em uma pedra -quase literalmente, sua casa era uma escavação dentro da base de uma média elevação rochosa nas delimitações da vila. Mas não era nada rústico, consistia em três janelas dispostas para a cidade, uma porta que vinha de escadas esculpidas para o acesso à casa, e dois cômodos, sendo um banheiro e o outro; restante da casa. O gennin recém formado observava a noite por uma das janelas, voltou à mesa para encher a xícara de café, ao virar-se para a abertura de sua moradia, se deparou com uma coruja.
-Olá amiguinha, quer que eu te dê algo?-Perguntou calmo e sorridente, quase falando com um humano.
A coruja piou, em tom de desgosto, quase como se soubesse que Orochi estava a mentir. O peculiar era que a mesma tinha algo em seu bico: uma porcelana com líquido preto dentro: o café.
-Ei...! Que tal me devolver isso, você pode se queimar...-Ele se aproximava aos poucos do animal, para tentar tomar a xícara.
Ela voou. MALDITA, pensou. Orochi foi à toda velocidade atrás da coruja, saltou da janela e viu-a indo para a direção da cidade. Seria meio difícil enxergá-la a noite, no entanto estava focado a pegar sua porcelana intacta. Deslizou pelo declive das rochas até pular para o edifício mais próximo. A ave parecia se afastar.
Droga... manteve sua velocidade, buscando sempre os melhores pontos para saltar, passou por lençóis dependurados em varandas, por gatos assustados, por casais em momentos de amor nos locais mais escondidos de coberturas. Mas nada, nada mesmo retirou sua atenção do rato de asas. Este que se dirigia a uma cadeia montanhosa para o outro lado da vila.
Quando se aproximou das montanhas, viu a coruja entrando em uma fresta obscura. Ali deve estar seu ninho.
Manteve o passo apertado, subiu o aclive irregular. Em certos momentos, precisou usar as mãos para não cair, já deveria estar a 80 metros do chão quando chegou ao local em que a coruja adentrara. Demonstrava um pequeno cansaço, irrisório. Apesar do local apertado, conseguiu entrara com certa facilidade. Um clarão veio em seus olhos.
Ali havia um poço de águas claras e brilhantes, com pontiagudas formações de rocha no teto que pingavam gotas. Haviam animais: uma tartaruga, um guaxinim, um rato, um elefante e a coruja. O mais estranho não era a presença dos animais, e sim as dimensões dos mesmos. O rato tinha o tamanho de um ser humano, o guaxinim era da mesma proporção de um cachorro, a tartaruga não entraria jamais pela fresta, o elefante era tão grande como um gato. E a coruja... era uma ladra.
-Você não deveria estar aqui.-Disse o rato, tomando a xícara de café do Orochi.
-Você fala?!!
-Você também fala, oras... -Respondeu a coruja para Orochi.- Agora pegue sua xícara e saia daqui.
O rato terminou de beber o café e jogou a porcelana para o ninja, que conseguiu pegar a tempo. Em um momento milimétrico, o guaxinim avançou sobre o gennin, empurrando-o para fora da caverna. Este não teve muito tempo para relutar-se, e acabou se deixando levar pela força do animal, até que caiu pela fresta.
Quase colidiu com o chão, mas se segurou a uma pedra preservada e com atrito, por sorte. Achou aquilo estranho, agora estava com sua xícara, mesmo que sem o café. Orochi poderia muito bem sair dali e voltar para casa, no entanto resolveu investigar aquela fresta. Tornou a subir o pico.
Novamente perto da fresta, se deparou com uma escuridão que antes não havia ali. A fonte não estava mais lá, os animais? Nem sinal, estava tudo escuro e mal podia enxergar ao seu redor, demorou um pouco até que as pupilas dilatassem.
Era uma simples formação oca dentro da montanha, sem nenhum sinal de grutas ou seres vivos. Estaria sobre um efeito de genjutsu? Presumiu. Ou poderia ser apenas simples loucura, resultados do excesso de café e insônia. Resolveu voltar para trás e sair daquele local escondido;
Um clarão repentino veio sobre as vistas, e quando conseguiu restabelecer a visão, Orochi estava em uma cidade totalmente diferente de Iwa –quase como se tivesse teletransportado. O céu era verde, aparentava dia, vários pássaros cortavam os céus, diferentes espécies. No solo, se viam diversos tipos de mamíferos e artrópodes dos mais diversos tamanhos andando pelo que seria Iwagakure. Comércio, conversas, roubos, perseguições, tudo acontecia como se fossem humanos, seres racionais.
Em um piscar de olhos, Orochi sentiu uma incrível pressão sobre os ombros , os pés saíam do chão, estava voando. Olhou para cima e viu um gigantesco ganso carregando-o.
-Me solta aí cara!-Reclamou enquanto tentava se livrar, em vão.


KEEP ON!

_______________________

'-'
-
Yamero
Jōnin
Yamero
Vilarejo Atual
Ícone : White Demon

https://www.narutorpgakatsuki.net/t66747-shiroyasha

Re: 「FILLERS」 Orochi - Dom 18 Dez - 4:35

Reprovado

A regra de fillers foi atualizada, agora sendo necessário mil palavras para fazê-lo, porém, obrigatoriamente todo filler concederá em suma cinquenta pontos. A regra foi atualizada dia 15 e você fez o filler dia 17, logo seu post entra em vigor na nova regra. Seu post tem 866 palavras. Segue o link da atualização da regra: http://www.narutorpgakatsuki.com.br/t46942p50-fixo-atualizacao-de-regras#304754. E o link onde consta a regra: http://www.narutorpgakatsuki.com.br/t48512-03-status, terceiro parágrafo.

_______________________

「FILLERS」 Orochi The_la10
If you have time to think of a beautiful end, then live beautifully until the end.
-
Kaochi
Kaochi
Vilarejo Atual
Ícone : 「FILLERS」 Orochi 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: 「FILLERS」 Orochi - Dom 18 Dez - 12:27

「FILLERS」 Orochi Tumblr_ly7ryt1lJa1qbs05mo1_250
The thief Owl



A lua estava alta em Iwa, como de costume, Orochi tomava seu café devido a insônia, era doce e forte. Ele morava em uma pedra -quase literalmente, sua casa era uma escavação dentro da base de uma média elevação rochosa nas delimitações da vila. Mas não era nada rústico, consistia em três janelas dispostas para a cidade, uma porta que vinha de escadas esculpidas para o acesso à casa, e dois cômodos, sendo um banheiro e o outro; restante da casa. O gennin recém formado observava a noite por uma das janelas, voltou à mesa para encher a xícara de café, ao virar-se para a abertura de sua moradia, se deparou com uma coruja.
-Olá amiguinha, quer que eu te dê algo?-Perguntou calmo e sorridente, quase falando com um humano.
A coruja piou, em tom de desgosto, quase como se soubesse que Orochi estava a mentir. O peculiar era que a mesma tinha algo em seu bico: uma porcelana com líquido preto dentro: o café.
-Ei...! Que tal me devolver isso, você pode se queimar...-Ele se aproximava aos poucos do animal, para tentar tomar a xícara.
Ela voou. MALDITA, pensou. Orochi foi à toda velocidade atrás da coruja, saltou da janela e viu-a indo para a direção da cidade. Seria meio difícil enxergá-la a noite, no entanto estava focado a pegar sua porcelana intacta. Deslizou pelo declive das rochas até pular para o edifício mais próximo. A ave parecia se afastar.
Droga... manteve sua velocidade, buscando sempre os melhores pontos para saltar, passou por lençóis dependurados em varandas, por gatos assustados, por casais em momentos de amor nos locais mais escondidos de coberturas. Mas nada, nada mesmo retirou sua atenção do rato de asas. Este que se dirigia a uma cadeia montanhosa para o outro lado da vila.
Quando se aproximou das montanhas, viu a coruja entrando em uma fresta obscura. Ali deve estar seu ninho.
Manteve o passo apertado, subiu o aclive irregular. Em certos momentos, precisou usar as mãos para não cair, já deveria estar a 80 metros do chão quando chegou ao local em que a coruja adentrara. Demonstrava um pequeno cansaço, irrisório. Apesar do local apertado, conseguiu entrara com certa facilidade. Um clarão veio em seus olhos.
Ali havia um poço de águas claras e brilhantes, com pontiagudas formações de rocha no teto que pingavam gotas. Haviam animais: uma tartaruga, um guaxinim, um rato, um elefante e a coruja. O mais estranho não era a presença dos animais, e sim as dimensões dos mesmos. O rato tinha o tamanho de um ser humano, o guaxinim era da mesma proporção de um cachorro, a tartaruga não entraria jamais pela fresta, o elefante era tão grande como um gato. E a coruja... era uma ladra.
-Você não deveria estar aqui.-Disse o rato, tomando a xícara de café do Orochi.
-Você fala?!!
-Você também fala, oras... -Respondeu a coruja para Orochi.- Agora pegue sua xícara e saia daqui.
O rato terminou de beber o café e jogou a porcelana para o ninja, que conseguiu pegar a tempo. Em um momento milimétrico, o guaxinim avançou sobre o gennin, empurrando-o para fora da caverna. Este não teve muito tempo para relutar-se, e acabou se deixando levar pela força do animal, até que caiu pela fresta.
Quase colidiu com o chão, mas se segurou a uma pedra preservada e com atrito, por sorte. Achou aquilo estranho, agora estava com sua xícara, mesmo que sem o café. Orochi poderia muito bem sair dali e voltar para casa, no entanto resolveu investigar aquela fresta. Tornou a subir o pico.
Novamente perto da fresta, se deparou com uma escuridão que antes não havia ali. A fonte não estava mais lá, os animais? Nem sinal, estava tudo escuro e mal podia enxergar ao seu redor, demorou um pouco até que as pupilas dilatassem.
Era uma simples formação oca dentro da montanha, sem nenhum sinal de grutas ou seres vivos. Estaria sobre um efeito de genjutsu? Presumiu. Ou poderia ser apenas simples loucura, resultados do excesso de café e insônia. Resolveu voltar para trás e sair daquele local escondido;
Um clarão repentino veio sobre as vistas, e quando conseguiu restabelecer a visão, Orochi estava em uma cidade totalmente diferente de Iwa –quase como se tivesse teletransportado. O céu era verde, aparentava dia, vários pássaros cortavam os céus, diferentes espécies. No solo, se viam diversos tipos de mamíferos e artrópodes dos mais diversos tamanhos andando pelo que seria Iwagakure. Comércio, conversas, roubos, perseguições, tudo acontecia como se fossem humanos, seres racionais.
Em um piscar de olhos, Orochi sentiu uma incrível pressão sobre os ombros , os pés saíam do chão, estava voando. Olhou para cima e viu um gigantesco ganso carregando-o.
-Me solta aí cara!-Reclamou enquanto tentava se livrar, em vão.
O gennin foi carregado até um gigantesco palácio onde seria o gabinete do Tsuchikage, era todo feito em marfim, com colunas em ouro e abóbadas de topázio. O ganso entrou por uma imensa janela que dava acesso ao hall. Ali estavam vários animais, todo tipo e tamanho, eles pareciam esperar um julgamento, no centro havia um grande trono de rubi, no qual estava sentado um... rato. Orochi foi solto a poucos metros do chão, mas conseguiu cair com equilibro. Estava espantado com aquela situação, a poucos minutos atrás não sabia que animais poderiam falar, e agora estava no meio de uma sociedade deles.
-Saikawa Orochi...!-Proclamava o Rei Rato.-Proveniente das províncias rochosas do Outro Mundo, filho de pais separados... possui uma habilidade especial... vamos ver o que mais...-O animal lia algum tipo de relatório que tinha em mãos sobre o gennin.
-Isso é mentira, esse não sou eu! Vocês se enganaram, com toda certeza. -Tentava se esclarecer, enquanto os animais olhavam com desgosto para ele.
-Não adianta mentir, todos aqui sabemos de você e te investigamos há vários anos.-Riu Rei Rato.-O que acha desta situação, esta assustado, anh? Sabemos também que você mente muito.-Tornou a gargalhar, quase caindo do trono de rubi.
Orochi não entendia mais nada, estava difícil mesmo para ele processar aquela situação, seria aquilo um genjutsu avançado? Fez semblante de confuso.
-Calma, eu irei te explicar o porque está aqui, você foi escolhido para salvar o nosso reino... de nós mesmos!-Tornou a rir, agora todos no palácio acompanhavam nas risadas o Rei Rato.
-Como assim?
-Acontece que assim como os humanos, nos estamos evoluindo muito nesse mundo, aqui, até certo ponto, não haviam guerras, discussões, intrigas, nadas além da pura cadeia alimentar, mas com a evolução do nosso raciocínio, nos tornamos frios uns com os outros, chamamos isso de 'A praga', esta cidade é o último refúgio do animal "civilizado", se qualquer coisa acontecer conosco, entre nós mesmos, você é o escolhido para nos exterminar.-O clima do ambiente mudou totalmente, agora todos olhavam para baixo. Frios, com medo e tristes.
Fazer um extermínio... aquilo não era da índole do gennin, ele se tornou um shinobi com o intuito de proteger sua vila. E não matar outros seres, sem antes ordens do Kage.
-Me desculpem, eu não posso fazer nada por vocês.


KEEP ON!

_______________________

'-'
-
Yamero
Jōnin
Yamero
Vilarejo Atual
Ícone : White Demon

https://www.narutorpgakatsuki.net/t66747-shiroyasha

Re: 「FILLERS」 Orochi - Dom 18 Dez - 13:54

Filler Aprovado

+50 pontos em Status

_______________________

「FILLERS」 Orochi The_la10
If you have time to think of a beautiful end, then live beautifully until the end.
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: 「FILLERS」 Orochi -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.