:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Campo de Treinamento
O Dia Mais Claro
Arco 02
Ano 13 DG
Verão
Com o fim da guerra em Oto, o mundo estava se reajustando uma vez mais. Embora se vendo como inimigas, as Cinco Grandes Nações se reergueram novamente, cada uma à sua maneira. Suna e Iwa ainda se mantinham sem Kages, e em cada uma um conselho de alto nível foi formado. Em Kumo, Kagaya focou em deixar seus ninjas mais poderosos e passou a exigir deles ainda mais comprometimento em batalha. Kaden, mesmo emocionado com a difícil vitória, levou novas esperanças à sua vila, Konoha, e, aliviado pela renúncia de Kamata ao posto de Senhor Feudal, via na nova Senhora do Fogo uma forma de deixar tudo que aconteceu em Oto enterrado em Oto, para que todos seguissem em frente, para o futuro. Em Kiri, Jyu apresentou um novo investimento, e, agora, a vila investia na área cientifica, trabalhando com engenharia genética e mecânica; um jovem engenheiro, Moira O'Deorain, lançava um produto que alavancaria Kiri e todo o mundo ninja, sua nova criação: “Vita”. Ao mesmo tempo, saindo das sombras, a organização privada HYDRA se apresentava ao mundo, investindo pesado em tecnologia e criações para torná-lo um lugar melhor.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

Light flight.  100x100

Aethyr
Aethyr
Vilarejo Atual
Light flight.  100x100

Light flight. - Publicado 8/12/2016, 16:14

Estava sentado no solo arenoso, os olhos sobre a extensão do terreno baldio; no entanto, a mente em foque, um âmbito escuro e aparentemente vazio, preenchido pelos ecos falantes que repetiam irrestritamente as palavras contidas no manuscrito surrado, lido à pouco. Não demorou muito para que aquele breu começasse a tomar forma, os sons reverberavam, vibravam, erigiam figuras mal delineadas, que se aprimoravam consequentemente. Um mapa estava sendo criado, as imagens iam se aprumando, até que por fim a rota conceitual se tornou clara. A teoria estava dominada. Larguei o pergaminho e levantei-me num salto.

A prática veio em seguida. Fora de início, repetições de selos manuais de forma incansável somente para memorização, entretanto, não obstante a diminuição do ânimo, era um processo fidedigno, no que concerne entrementes ao aprimoramento da execução de mudras. Mormente à parte da velocidade, tão cobrada em situações de combate real.
A constância munia-me de entendimento, compreensão sobre o que cada parcela do procedimento significava. A areia era coagulada em troca de uma pequena quantia de energia, de maneira que se unia a priori, vagarosamente, construindo uma forma replicante, neste estágio dúctil. Era preciso calma a esta altura, por que um simples vacilo e o clone desmoronava numa nuvem amarelada que em frações de segundo, solvia-se àquela maré borrascosa de partículas areentas. Estas tempestades, diga-se de passagem, faziam parte de um aspecto maior e imanente do país do Vento, açoitando todo corpo vivente e não-vivente que se localizava acerca dos seus limiares.
Durante o treinamento, foram-se algumas balas de café, consumia de vez em quando, preferia um copo quente e doce, mas não me apetecia beber ao ar livre. Haja visto, não me restavam muitas opções.

Depois de dominada a prática basal, seria mister desenvolver consequentemente os movimentos reflexos. Eles iriam permitir que a velocidade dos selos de mão e da convergência de energia fossem acima da média. Por conta disto e de outros fatores paralelos, fixei-me na consecução de inicialmente, perspicácia manual. Contudo, diferentemente da primeira parte, esta etapa consistiria não só em exercício um mnemônico, mas também como expansão de assimilação e raciocínio, fundamentalmente à parte referente a associar informações externas e internas; as sincretizando como na dialética, à luz de um objetivo comum. Um trabalho fisicamente efêmero, mas mentalmente cansativo.  Apesar de todo o trabalho desgastante, sentia que o resultado viria a ser bom. A possibilidade de se duplicar ou triplicar em campo de batalha, aumenta a probabilidade de sobrevivência, bem como disponibiliza um leque de ações ofensivas, defensivas e que se baseiam em suporte.
Ao passo de algumas semanas, a técnica tinha sido dominada por completo, sem exceção variável. E neste ínterim, ganhara outrossim uma grande experiência com selos de mão.


Spoiler:
- Vim daqui.

Suna Bunshin
Rank: B
Descrição: Esta técnica é usada para criar clones na forma de si mesmo ou outros usando areia como um meio. A forma do clone pode ser alterado instantaneamente em areia, e o corpo do inimigo pode ser preso. Ao contrário de outros clones, ele não se dissolve ou desaparece quando é atingido, já que pode reformar-se. Suas muitas aplicações com ataques de longo alcance podem agir como uma isca ou um chamariz. Devido às propriedades da areia, Gaara foi capaz de utilizá-la como uma armadilha, escondendo pó de ouro dentro dela. Este é o lugar onde ele desenha a linha com outros clones.

+1 ponto em selos.

Sangue: 150/300.
Energia: 100/300.

_______________________

Light flight.  O+sonho+da+raz%C3%A3o
atual thread;
Light flight.  100x100

Kim
Chūnin
Kim
Vilarejo Atual
Light flight.  100x100

Re: Light flight. - Publicado 8/12/2016, 16:19

Aprovado, mas como tu tem Suna? :o

_______________________

彼らはそれを魔法と呼ぶ
Light flight.  100x100

Aethyr
Aethyr
Vilarejo Atual
Light flight.  100x100

Re: Light flight. - Publicado 8/12/2016, 16:25

- não precisa de Suna, Sasori também usava de boa.

_______________________

Light flight.  O+sonho+da+raz%C3%A3o
atual thread;
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: Light flight. - Publicado

Resposta Rápida

Área para respostas curtas