>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Nordic Song. (filler) - Dom 27 Nov 2016, 10:19


Um raio violento atingiu o chão, sua luz cegante adentrou as janelas, me chamando. Pai? Respondi. Então, outro raio. Entendi a mensagem, ele me chamava... mas para que? Não quero me juntar a você ainda, ó pai, ainda estou viva, não vês? Outro raio veio, logo ao fim de minha fala, chocando-se violentamente com o teto de minha casa e o arrancando-o, trazendo com sua fúria impetuosa um par de espadas prateadas, cuja luz refletida chegava a arder nos olhos. O que devo fazer com isso, pai? Com outro raio fui respondido, esse atingira em cheio um dos homens da vizinhança, esse que profanava minhas crenças, amaldiçoando o nome de meu pai e foi então entendi minha missão: ceifar os incrédulos.

Era noite, o clima nevoso, raro aqui em Kumogakure, estava prestes a ser manchado de sangue. Não sou nenhuma tola, sei que meu pai usa-me para seus fins cruéis e brutais, mas possuo total consciência de meus atos, comecei a perceber, de uns tempos pra cá, que até gosto de servi-lo em suas tarefas, talvez seja só porque sei que se continuar fazendo o que me é pedido, continuarei podendo falar com meu pai.

Essa noite deveria ser proveitosa, banharia-me no sangue dos infiéis e restabeleceria um pouco de minha glória. Havia um bar, não muito longe de minha casa, onde bêbados costumavam rir de minhas preces, não era embriaguez e sim pura perversão, o desrespeito em seus olhares, as palavras que eram violentamente jorradas de suas bocas, tentando me atingir... de fato atingiram e agora minhas lâminas os atingirão. Não iram para Valhala, como eu, nem mesmo para Helheim, o que os aguarda é o pior dos destinos para um homem após sua morte, Niflheim, o reino da névoa, habitado somente pelas escórias.

Golpeei a porta do estabelecimento, abrindo-a violentamente, roubando subitamente a atenção daqueles homens asquerosos para mim. Comecei minhas preces, implorando precocemente pelo perdão referente ao que eu ainda estava por fazer, mas tinha certeza que seria entendida.

Alguns riam, outros nem ligavam, apenas deixei com que aproveitassem um último momento de riso, enquanto caminhava dramaticamente pelo local balançando o punhal de minha arma e elevando sua lâmina entre gargantas e troncos. Era tão satisfatório, a morte daqueles que mereciam, um último suspiro de covardia, implorando por suas vidas, gritando enquanto eu os empalava.

Houve o suficiente para mim naquela noite e, assim que pisei na rua novamente, um raio acertou minhas mãos. Não feri-me, era meu pai, tomando de volta suas armas sagradas.
-
Mako
Game Master
Mako
Vilarejo Atual
Ícone : Nordic Song. (filler) GQgddnh

Re: Nordic Song. (filler) - Dom 27 Nov 2016, 10:24

50/50.


_______________________

Nordic Song. (filler) Scre1755
Nordic Song. (filler) QF79TeWOlá, eu sou o Mako.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: Nordic Song. (filler) - Sab 10 Dez 2016, 09:23


Intrínsecos questionamentos surgiram, recentemente, em minha cabeça desconcertada. Estou sozinha nessa caminhada? Refiro-me a jornada que cada ser humano traça paralelamente a coexistência de toda a raça, na qual a única certeza que se tem é que um dia iremos morrer, você pode tentar adiar, se adiantar, mas apenas o destino pode trazer a morte até você. A jornada do entendimento pessoal começa agora.

Quem. Quando. Porque. Como terminou.

O Quem é claramente o mais fácil dentre todas as indagações anteriores: eu própria, a confusa alma perambulante, Brandish, Thrud, a Valquíria desertada, chame como quiser, você sabe quem sou. Nascida numa tribo de guerreiros e guerreiras com tradições consideradas pagãs, não seguindo as grandes crenças (explicando o porquê de paganismo), mas acredito mesmo que sequer saibam que existimos. A cada vez que assistia, de meu cativeiro, dentro de casa, os rituais de batalha onde os jovens aspirantes a guerreiros batalhavam, na maior parte das vezes, com as próprias mãos (apenas os mais ricos possuíam espadas, arcos... armaduras!), não entendia como aquela selvageria tornava-se num espetáculo tão transcendental para aqueles que contemplavam, pra mim eram simplesmente duas pessoas se matando, duvido que as ingênuas crianças ao menos soubessem o que estavam a fazer, eu era diferente. Devido ao cativeiro mantive-me ausente de companhias, apenas os livros e o silêncio mortal ao meu lado. Mas isso é passado, é claro, só queria que você entendesse um pouco de mim e o onde comecei meus questionamentos - nos rituais de guerra sem sentido.

Quando? Agora. Conto o que vejo e vejo o que me rodeia, nesse exato momento encontro-me sobre o ponto mais alto das terras do trovão, o qual escalei como se fosse um pássaro sem asas, através de saltos longos que culminaram em minha chegada ao topo, a escalada, a metafórica visão de um desafio aparentemente impossível que realizei não tendo quaisquer dificuldades, sem céu acima, inferno abaixo, apenas eu. Agora que estou aqui sinto-me novamente próxima de meu pai, não precisei dos céus antes porque era chegar até ele que eu almejava.

Porque? Essa é fácil. Ninguém senão meu pai pode dar-me as respostas que quero. Já passei tanto tempo em meu aprimoramento físico, evoluindo minhas capacidades até um nível que somente eu sei o quão alto é, porém me esqueci de buscar o esclarecimento interno, pessoal. Não sou nada como as valquírias de onde vim, guerreiras sanguinárias que fazem uso da inteligência e força bruta para rasgarem ao meio suas vítimas infelizes, não, sou a covarde que mata pela costas, apunha-la com a adaga envenenada, espreita-se pela noite. Nada mais preenche meu vazio espiritual, encontro-me agora livre de tudo, mas não em uma boa maneira, encontro-me livre pois não há nenhuma peça que em mim se encaixe.

"Como isso tudo termina?" você deve estar se perguntando. Uma vez que alcancei o ponto mais alto da montanha mais alta, tive meu tão esperado encontro com o pai, que respondeu-me com seus ensurdecedores trovões. Esses bombardearam toda a formação rochosa milenar sobre a qual eu me encontrava, eu não entendia, meu pai estava a me atacar. O colapso da estrutura era inevitável, caí junto a milhares de toneladas de pedras e neve, em direção ao abismo sem fim. Não entendi tudo aquilo no começo, meu corpo já fraco sequer podia se sustentar, não levantei, permaneci deitado ao lado da montanha que antes estava debaixo de meus pés, agora estamos novamente sobre o mesmo chão. Levou-me dias para entender, dias que tive de sobra já que ninguém notara a montanha que veio abaixo, fazendo com que eu seguisse estirada ao solo, com frio e machucada, o propósito de tudo aquilo. Para reaver meus anseios, meus próprios propósitos nessa vida vazia, não bastava uma peregrinação, era necessária uma morte metafórica, um renascimento de meus interiores.

Foi por isso que ele me deixou para morrer no solo fofo e gelado, para renascer.
-
Kim
Chūnin
Kim
Vilarejo Atual
Ícone : Nordic Song. (filler) 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: Nordic Song. (filler) - Sab 10 Dez 2016, 13:45

40/50, -10 pelo treinamento só.

_______________________

彼らはそれを魔法と呼ぶ
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: Nordic Song. (filler) -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.