>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Uki
Uki
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Mariko 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Fillers] Mariko - 26/7/2016, 18:50

[Fillers] Mariko Tumblr_o4dkxwNdmA1rcsl9ho5_540


Mariko contra a Timidez 


   Mariko adorava a sensação de dormir embaixo de árvores, Konoha estava em temporada perfeita para esse tipo de coisa e por isso sua estação preferida era a primavera. A brisa do vento batendo em seu rosto trazia uma sensação de conforto raramente produzida por outra coisa e o contato direto com a natureza fazia ela se sentir mais ligada ao mundo a sua volta, com a combinação dessas duas coisas ela podia enfim se desligar dos problemas do mundo, esquecer sua mãe, esquecer que ela possuí uma segunda personalidade totalmente oposta e esquecer finalmente do seu problema em socializar com as pessoas.
   Claro que seria impossível ela ficar sozinha sempre, nesse tempo um casal "invade" esse espaço de Mariko, ela conseguiu ouvir os 2 pois estavam realmente fazendo muito barulho entretanto Mariko nem sequer abriu o olho e continuou a fingir que dormia.


- "Ora... Uma criança dormindo aqui tão afastada?"
- Perguntava uma voz feminina, se fosse para deduzir ela não passava dos 23.

- "Esses Gennins de hoje em dia andam tão preguiçosos, não tem compromisso com nada e andam dormindo pelos cantos." - Afirmava uma voz mais grossa e com mais autoridade, pelo tom que soava e a impressão que passava não daria menos que 25 para este.

- "Eu acho que não é bem isso..." - Indagava a moça enquanto fazia movimentos silenciosos para perto da menina que fingia dormir - "Hey querida,  eu sei que você está acordada, é totalmente perceptível quando você tenta manter essa pose tão desconfortável"

   Mariko arregalou os olhos e presenciou mais uma vez aquela horrível sensação de não saber o que fazer, ela queria ao mesmo tempo responder a moça só que nada saía, sua boca não abria e seu cérebro não funcionava, um branco completo, então ela se encolheu para mais perto da árvore para evitar o contato direto com a moça que estava perto.


- "V-vá embora!" - Dizia Mariko tentando se esconder entre suas pernas

- "Que insolência é essa, menina? Só porque impedimos seu "sono de beleza"? Venha aqui que eu v..." - Antes mesmo de terminar a frase a moça que estava perto de Mariko olhou para o homem com um olhar nervoso e, mesmo se não tivesse dito nada, sua expressão gritava "Cale a boca e caia fora". O homem, sem jeito, retornou sua fala - "B-bem... eu não tenho tempo pra perder com crianças, faça o que quiser, You".
  
   Se conseguia ouvir os passos fortes e pesados do homem, propositalmente dados para dar essa impressão e mostrar que aquilo talvez não ficasse tão barato. Mariko tinha sérios problemas sociais mas não era tão estúpida a ponto de não notar o que acabou de acontecer então, ainda de cabeça abaixada, disse:

- "Me... desculpe..." - O tom soltado era quase incompreensível fora o fato de estar abafando sua voz pelo fato de esconder seu rosto

- "Nossa, que surpresa, você consegue falar sem ser agressiva!" - Debochava a moça, mesmo não tendo entendido suas palavras, ela entendeu o intuito, diziam que ela tinha nascido com um dom para este tipo de coisa

   Mariko ao ouvir a moça se encolheu mais ainda, as palavras não surtiram o efeito que You desejava. Como já não aguentava mais ficar apenas sem dizer nada, a menina de cabelos azuis tentou se levantar mas a jovem não deixaria aquilo por ali mesmo, agarrou o braço de Mariko com uma certa força e disse com um sorriso no rosto:

- "Calma, calma, foi só uma brincadeirinha ok? p-i-a-d-a. Eu sou You Watanabe, e qual seria seu nome?"


- "M-Mariko... Mariko Nonaka" - Respondia a menina visivelmente desconfortável - "Me desculpe por causar tanto problema entre você e seu namorado..."

- "Meu namorado?!"
- Logo após a frase, You começou a rir alto, uma risada contagiante e divertida - "Aquele não é meu namorado, é meu irmão."


- "I-i-irmão? ME DESCULPE, ME DESCULPE, ME DESCULPE!" Quase gritava Mariko enquanto se curvava e se desculpava

- "Hey, hey, fique calma, não tem nada demais nisso! E pare de se desculpar, vão achar que eu estou fazendo bullying ou algo do gênero com você, sabe, eu tenho uma imagem a zelar!"


- "Uma imagem?!" - Disse a menina um pouco mais assusta e logo tornou a se desculpar mais uma vez e mais alto - "ME DESCULPE!"

Sem paciência e um pouco irritada, a moça dá uma pancada de leve na cabeça de Mariko e então o silêncio toma o lugar novamente

- "Bem, já que paramos com a choradeira, pelo que eu notei você é bem tímida não é?"

- "..."
- A menina não respondeu com palavras, apenas acenou a cabeça

- "Isso não te causa problemas não?"

   A resposta foi outro aceno, vendo que a menina não ia voltar a falar tão cedo, You se levantou e então exclamou:

- "Bem, então hoje você ganhou na loteria, porque EU, A INCRÍVEL E PODEROSA YOU, vai ensinar VOCÊ, menina de timidez imensa, a acabar com a timidez!"

- "I-incrivel... You?" - Respondeu a menina um pouco incrédula

- "É... bem... talvez não tão incrível e não tão forte, MAAS, eu posso te dar uma ajudinha com o seu problema, ok?"

   Mariko estava quase em choque, não conseguia acreditar que alguém finalmente tinha entendido ela e talvez consiga superar esse empecilho que sempre a atrasou e muito, mas ela tinha que contar outro problema, então respondeu:

- "I-isso... seria tão legal... mas eu tenho um pequeno probleminha"

- "Os problemas a gente lida depois, não temos tempo para isso agora. Venha logo até minha casa, vou fazer os preparativos" - Dizia You arrastando a menina contra sua vontade e não dando tempo de resposta - "Você vai ficar tão linda em um kimono, fora que vai me ajudar muito na divulgação da minha nova peça... talvez eu até te bote para trabalhar na loja de meu pai no meu lugar! Cara, isso vai ser tão divertido!"

- "K-k-k-imono? Loja? Divulgação?" - Mariko teria desmaiado alí mesmo se não tivesse sendo puxada "de volta a vida" com o entusiasmo da jovem que estaria se tornando sua nova sensei

   Após algum tempo sendo arrastada, chegaram em fim na casa de You para os preparativos, Mariko não sabe ao certo quando foi que topou fazer parte daquilo mas desde então não teve nenhuma oportunidade de falar nada, sua nova sensei era tão falante quanto era humanamente possível ser, mas não que isso deixasse Mariko irritada, ela adorava a sensação de ter alguém fora da família tão perto e tão a vontade com ela.

- "Certo, Mariko?" Perguntou a jovem com uma voz de entusiasmo 

- "C-certo...?" - A menina tinha se perdido em pensamentos e perdeu 90% da explicação  

- "Aaaa! eu não acredito! Você perdeu toda a minha explicação?! Bem, não temos mais tempo para isso, só venha aqui que eu vou te arrumar" - Dizia You com o mesmo entusiasmo de antes, ela parecia estar se divertindo muito com aquilo - "Aqui, experimente este"


   Enquanto percebia que um kimono vinha voando em sua direção, Mariko não tentou nem desviar, estava distraída demais com pensamentos de "Ela vai me fazer usar este kimono?" para poder fazer qualquer coisa. Sem outra opção e depois de sofrer chantagem emocional de You, a menina topou enfim vestir o kimono.

- "Mariko! você está linda!" - Os olhos da jovem brilhavam

- "..." - A menina não sabia onde se esconder, não queria se ver daquele jeito e não queria que os outros a vissem daquele jeito e quando se olhou no espelho, veio a desmaiar durante 5 segundos e quando acordou, além de ter You em cima dela, Mariko não era mais a mesma

- "Mas que m... O que que essa garota está fazendo na casa de outra pessoa? E o que há com esse kimono? HEY VOCÊ, POR QUE ESTÁ EM CIMA DE MIM? Não me diga que a garota curtia... sabe... estou surpresa mesmo est..."


- "NÃO, NÃO! você entendeu errado... espera... o que aconteceu com você?" - Disse com uma voz extremamente confusa quando notou a total diferença de tom

- "Eu? Era pra eu ser a dona desse corpo, faria bem melhor proveito do que essa cachorrinha assustada que você deve ter conhecido" - Suas palavras tinham o teor de alguém que queria se passar de superior- "Agora responda minhas perguntas, o que é isso tudo?"

Após alguns minutos de explicação a segunda personalidade de Mariko ficou a par de tudo.

- "Então é isso mesmo? Essa garota realmente tem um azar tremendo"

- "Azar? Por q... enfim, então você poderia voltar para... sabe... o lugar de onde veio?" - Embora a pergunta parecesse um pouco grosseira tinha que ser feita

- "Bem, poder eu poderia, só não sei como, nossas trocas são muito aleatórias as vezes"

- "Eu podia tentar uma coisinha?" - Perguntava You com um tom de malicia

- "C-coisinha huh? O que?"

- "Venha aqui, não vai doer, eu prometo!" - A jovem ia se aproximando cada vez mais de Mariko

- "Mas que diabos você..."


   Nesse mesmo instante, You desferiu um golpe para Mariko desmaiar, foi bem certeiro, parecia que ela tinha feito isso muitas vezes antes, logo após alguns minutos Mariko acorda de novo como era antes, envergonhada e perdida. A Jovem explicou toda a situação para a menina e como fez para retornar para sua personalidade normal, não foi nada de excepcional, apenas viu que quando Mariko desmaiou ela trocou de personalidade e tentou o mesmo principio, pelo visto funcionou. Então elas voltaram a conversar sobre os preparativos

- "Era esse o problema que eu tinha dito antes, o que as pessoa vão pensar de mim? E-eu não..." - Antes de terminar a frase foi interrompida

- "Você não quer... né?"
 
- Falou You um pouco entristecida

- "Bem..." - Dizia a menina enquanto tentava esconder o olhar

- "Bem, eu não me importo de qualquer jeito! Aqui, tome estes panfletos e vá distribuir pela vila, só me volte aqui quando tiver todos entregues, xô, tome esse doce como forma de incentivo" - A moça que antes parecia preocupada com o bem estar interno de Mariko agora estava abrindo uma lata de cerveja enquanto folheava uma revista de moda 

   Mariko não teve tempo de ter alguma reação, não tinha uma reação para ter afinal, teve que aceitar o seu fim trágico. Saiu do quarto e andou pelos corredores da casa de You sempre tentando se esconder de qualquer possível pessoa que pudesse aparecer até chegar na porta, lá ficou parada, perdeu um pouco da noção do tempo, não queria sair daquele jeito, não conseguia dar nem um passo a mais, os panfletos iam se amassando aos poucos com seu nervosismo.
   Ela nunca foi uma menina de parar no meio de algum desafio ou até mesmo antes de começar, só que ela não estava preparada para isso, ela queria algo para poder acalma-la pelo menos que um pouco então lembrou do doce oferecido por You, desembrulhou ele e colocou na boca, Mariko sempre teve afinidade com coisas doces e gostava bastante de balas, quando menos esperava alguém empurrou ela para fora, ela estava na rua, tinham pessoas lá e pessoas que a viram, não tinha como recuar e nem pra onde fugir, então se escondeu em um beco

- "Você chama todos de vagabundos mas não consegue ficar sem ajudar alguém, não é mesmo, irmão?" - Disse You perto do corredor onde estava observando

- "Não sei do que está falando" - Falou o jovem enquanto voltava para seu quarto

   Enquanto isso no beco onde se encontrava Mariko ela estava praticamente abraçada com os panfletos, eles não era muitos, por cima podiam-se contar em torno de 50, a menina ficava martelando na cabeça que eram poucos e pensamentos encorajadores mas nada funcionava, a única coisa que a trazia de volta para a realidade era o doce sabor da bala que tinha em sua boca um pequeno fio entre a penumbra dos pensamentos e a realidade, e essa única coisa tirou ela de dentro dos pensamentos e fez ela conseguir parar e respirar, parar de se importar um pouco com suas inseguranças, então ela saiu do beco.
    A estrada em frente a casa de You dava em direção ao Quartel General então a movimentação era bem grande, principalmente de Gennins e Chunnins, decidida a menina então pensou que seria mais fácil ela começar traçando um primeiro alvo, alguém com aparência amigável porém isso não era tão fácil quanto parecia. Alguns minutos se passaram sem nenhum pretendente até que ela avista de longe uma antiga colega de classe, ela então endireita a postura, começa a encarar a outra menina com um olhar determinado que mais se parecia um olhar de assassino, a outra menina não se lembrava de Mariko e ficou muito tentada a fugir mas quando foi notar era tarde demais.

- "A-a-aqui, venha até nossa nova peça, POR FAVOR!" - Implorava Mariko, suas mãos tremiam e então ela se curvou, achava que tinha passado vergonha

- "C-certo, deixe-me ver" - Dizia a menina um pouco assustada do pedido repentino enquanto pegava o panfleto - "Oh, eles vão trazer a peça da Menina e o Lobo para cá? Que demais, com certeza irei!"

- "Muitíssimo Obrigada!" - Agradeceu com o que parecia ser confiança, ainda trêmula contudo, enquanto a menina continuava seu caminho

   "Isso pode acabar funcionando..." Pensou Mariko, pela primeira vez ela não tinha travado enquanto falava com alguém, pela primeira vez ela sentia que podia tudo, mas que ainda teria que trabalhar duro o bastante.
   E o dia foi se passando assim, entre pessoas e pessoas, até o anoitecer ela já tinha entregado todos os 50 e quando terminou de entregar o último, alguém surgiu das sombras lhe dando um enorme abraço

- "VOCÊ CONSEGUIU, MARIKO, VOCÊ CONSEGUIU" - Gritava You quanto pulava e apertava a menina

- "Consegui? É... Eu consegui!" - Falava a menina com uma voz trêmula, só que dessa vez não de timidez, e sim de emoção

- "Só que não fique tão feliz assim, eu ainda tenho coisas a tratar com você" - Dizia You enquanto arrastava a menina emocionada para dentro de casa


OBS:
Eu não sei se só isso vai ser o suficiente para tratar a timidez dela, então deixei uma ponta solta para um segundo possível treinamento se não for der.

Sobre a segunda personalidade, resolvi fazer com que elas não tenham memórias umas das outras mesmo tendo ciência que as 2 existem, parecia mais divertido assim para escrever.

Desculpa o texto ter ficado grande e qualquer dica sempre é bem-vinda

_______________________

Olá, espero que você tenha um ótimo dia ou uma ótima noite.

Ficha:
[Fillers] Mariko Image
-
Deca
Deca
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Mariko 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Mariko - 26/7/2016, 22:05

Originalidade: 08/10
Gramática: 10/10
Fluidez: 10/10
Interpretação: 08/10
Treinamento: 00/10
Total: 35/50 (arredondado)

Então, você confundiu uma coisinha só: aqui você treina status, HP e CH, não "cura" defeitos. Para curá-los você deverá seguir a mesma regra de aprendizado: criar um tópico, pedir um narrador e seguir o tópico até curar o defeito. ^^

Já quanto a narração do filler, só senti falta da outra personalidade, afinal você passou um dia inteiro sem a outra quando pela regra elas trocam em curtos períodos de tempo.

_______________________

[Fillers] Mariko Tumblr_npejuknVff1r60zuio1_500
Simplicidade e realidade me encantam. Busco trazer isso no que escrevo. (plágio '-')
Ficha | Acompanhamento
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.