>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Aethyr
Aethyr
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Anjos fósseis.  100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Fillers] Anjos fósseis. - 22/7/2016, 00:22

— Será um treinamento enrustido de situação real. Vigiem a área. — A voz abafada do homem evanesceu o silêncio, olhou ao redor certificando-se de que não haveria nenhuma dúvida, seu rosto escondido atrás de uma máscara aparentemente singular do restante do grupo, reunidos sobre um telhado numa região remota ao centro da vila - uma prisão abandonada. Os consentimentos com a cabeça impeliram o homem a se mover, desapareceu num rastro obscuro; produto de uma movimentação excepcionalmente veloz auxiliada por uma técnica acadêmica.

***

Um estalido no ambiente acordou-o. Frio. Sentiu, quando abriu os olhos e percebeu o rosto contra o chão frívolo, o crepitar da lareira atiçou-o rapidamente, arrastou-se como um verme até o fogo com o intuito de esquentar-se. Onde estou? Pensou, enquanto mentalmente presenciava uma tentativa pífia de relembrar-se, observando um tráfego inconstante de fractais mnemônicos. Quando o calor o reconfortou, olhou ao redor; uma sala de estar empoeirada. Levantou-se com ligeira dificuldade e sentou-se numa poltrona velha, percebendo que ainda tinha posse de seus armamentos básicos quando um tilinte breve se fez na movimentação. O que estava fazendo ali? Tentou chegar numa conclusão qualquer, mas o fato que lhe deixava criogenicamente obtuso era a ausência de ferimentos físicos. Suspeito demais. A única fonte de luz provinha da lareira.

— Goukakyu! — O grito precedeu o que ele desapercebido temia, uma parede destruída com uma técnica de fogo, a madeira sucumbiu facilmente e estilhaçou-se em pedaços que danavam ao toque, além das que foram inflamadas. Aquele perigo foi o suficiente para tomar-lhe novamente os sentidos normais, sentiu o calor das chamas nos braços quando pôs as mãos a frente do corpo, mas numa esquiva efetivamente apressurada, esgueirou-se para trás da poltrona agachado e as chamas extinguiram-se na parede oposta ao buraco de entrada - esta feita de metal. O silêncio preconizou-se inevitavelmente, até que os passos do atacante começaram a ser dados, reverberando ante o chão de mármore.

— Quem é você? — Inquiriu, e a cólera o atingiu como combustível, levantou-se numa ânsia incontida e devolvera o mesmo ao seu contendor, sem sequer vê-lo perfeitamente, era uma tática que almejava mantê-lo longe de si, além de tudo. — Katon, Goukakyu! — Um lampejo abrasado e inteiramente circular projetou-se precocemente, o homem todavia, não precisou desviar diretamente. O katon provocou outra fenda na parede, esta ligeiramente menor.

Objetivando alcançar uma maior efetividade mediante à brecha que acreditava ter criado, Ikki moveu-se acocorado da poltrona até às costas do sofá, ao lado, mas foi paralisado por uma aura maligna embutida na sala pelo atacante. Tratava-se da simples e letal intenção assassina exteriorizada em forma sutilmente perceptível; o garoto cedeu e bateu a cabeça no chão, a dor pareceu anular o efeito da ilusão, entretanto, Ikki foi astuto o suficiente para fingir-se. Permaneceu falsamente petrificado; teatralmente moribundo. A despeito disso, seu coração retumbou conforme o homem se aproximava e não fosse a sua confiança psicológica, provavelmente teria entregado o jogo. Quando o inimigo se reclinou para apanhá-lo, sua máscara tornou-se visível, um leão com feições demoníacas e uma grande juba dourada; a proximidade curta incitava o pavor. Entrementes ao agarro pelo pescoço, resolveu agir, pôs a mão num dos bolsos e retirou de lá um papel bomba onde prendeu no braço do atacante, em sua maior velocidade possível. O homem foi ludibriado pela própria reação de surpresa, Ikki se esquivou portanto, livrando-se dele, e ativou a explosão como uma quantia pequena da própria energia. Um fumo ardente dominou o cômodo, a explosão fora numa curta distância e seus olhos marejaram fracamente.

A dúvida seria o seu oponente provisório, mas o assassino foi rapidamente feroz em matá-la também, atacou-o por trás e doravante, Ikki virou-se embevecido com as habilidades do próprio contendor. A inveja contudo, um sentimento transmutante, ficaria para outra hora. Um ataque potente mirado nos olhos, na verdade, o único globo ocular que lhe restava. Deu passos para trás cambaleante devido ao soco. — Não foi tão forte assim. — Contudo, ridicularizá-lo por meio da ironia não foi um estratagema inteligente, o gosto amargo da zombaria deixou o contendor irado, que continuou avançando por meio de golpes cada vez mais potentes que só terminaram quando o próprio mascarado cedeu à fadiga. Ikki estava acabado, do nariz quebrado um filete de sangue quente escorria vagarosamente, mas por algum motivo ele ainda estava de pé. O seu espírito queimou-se numa overdose de inspiração belígera, partiu para cima do inimigo com intenções psicopáticas e atacou-o aproveitando o seu cansaço. — Você é velho ou oquê? — Sibilou enquanto socava, e apesar do homem desviar facilmente, sua impulsão era irrefreável, exceto quando o próprio inimigo revidou com uma rasteira no vácuo de uma investida mal feita, estava acabado, foi um chute alto no crânio que o fez desacordar.

O homem checou o estado do garoto, retirou a máscara e a jogou no chão ao lado do corpo inerme. Havia um sorriso ligeiramente caustico esboçado. — Tens muito de aprender, filho.  

_______________________

[Fillers] Anjos fósseis.  O+sonho+da+raz%C3%A3o
atual thread;
-
Deca
Deca
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Anjos fósseis.  100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Anjos fósseis. - 23/7/2016, 19:47

Originalidade: 06/10
Gramática: 10/10
Fluidez: 09/10
Interpretação: 10/10
Treinamento: 05/10
Total: 40/50

_______________________

[Fillers] Anjos fósseis.  Tumblr_npejuknVff1r60zuio1_500
Simplicidade e realidade me encantam. Busco trazer isso no que escrevo. (plágio '-')
Ficha | Acompanhamento
-
Aethyr
Aethyr
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Anjos fósseis.  100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Anjos fósseis. - 1/8/2016, 11:11

we lay on the same grave

Os dois moviam-se velozmente, o tilinte seguido da faísca, à escuridão. Um treinamento entre pai e filho, não menos implacável, contudo. Ali, naquele salão, lutavam mais do que duas pessoas, tratava-se de um duelo entre interesses e amores díspares. O filho, trazia em seu alforje puramente mental os ideais fraternais rosacrucianísticos, enquanto o pai enrustia sua bestialidade por meio do intelecto, um ato estratégico de prisão sociológica e conceitual já vastamente corriqueiro. Não obstante, tudo isso jazia escrito no véu do subconsciente, perambulando as planícies e os limiares da consciência, que como pescadora, surrupiava daquele mar circunscrito ao todo do psiquismo as ideias arraigadas solenemente ao espírito. Espíritos, somente eles empunhavam armas que causavam um real e talvez, fatal dano.

Enquanto os corpos respondiam aos controles de suas mentes, como títeres perfeitos moldados pelo arquiteto cósmico, o cenário obscurecido novamente aclarava-se pelo fogo partido das lâminas. Neste momento o pai parecia mais ofuscado que o próprio progênito, abalado pela troca de olhares explosivas, assim como as personalidades. Era uma habilidade de Ikki, a capacidade de exteriorizar as suas maiores vontades transformando-as em energia limpa, uma indústria de poder naturalmente eficaz; tal o seu domínio sobre si. Neste momento de vacilo, ele usou este poder para o ataque que acreditou ser letal, a kunai projetou-se de sua mão ao crânio do velho, que aparentemente desviou, todavia, como um verdadeiro mascarador de ações que era; um ninja, surrupiada sua atenção à arma, duplicada a velocidade e potência, impelira-se sobre ele com um soco na boca do estômago. O pai, cuja atenção roubada pela kunai tinha tido, aceitara a investida de bom grado, e com a falta do fôlego deu brecha para um combo.

Ikki sentia-se revigorado, a cada vez que sentia os ossos de seu gerador moídos pelas pancadas truculentas. Nada parecia abalá-lo, nem mesmo quando foi evidenciado rispidamente que se tratava de um clone das sombras. Não deixou-se atordoar como o velho, sua cabeça virando numa guinada, o pescoço movendo-se a todos os lados quase estalando com tamanha exigência daquele automato psicofísico que lhe era o corpo. — Onde, velho? — Sibilou, mantendo a ação. Um dos olhos em falta.

Por ora, o homem encontrava-se ao alto e não aos lados, aí estava a sua falha decisiva. Partindo como um raio do teto, por qual anteriormente se mantinha por meio de uma simples habilidade denominada Kinobori, acotovelou-o à cabeça e fez dele, a gravidade sua maior inimiga. O corpo chocou-se abrupto contra o mármore que ecoou com tamanha potência. Numa tentativa desesperada de contra-ataque, o garoto virou-se num desengonço, de sua boca emitiu uma bola de fogo que engoliu o corpo do homem. Outro clone. Previra Ikki, percebendo a falta de vontade do homem em realizar uma esquiva. Entretanto, enganado por seu próprio ego, viu das flamas o pai emergir como um demônio. Sim, aquele era o seu maior satã, o seu maior inimigo. — Não preciso desviar disso. — Falara, e com uma joelhada o homem o atingiu, diretamente no tórax, o peso todo quebrou facilmente uns bons pares de costelas. A sala ao redor, e até mesmo a dor que sentia, evanescera. Não tivera tempo de sequer impressionar-se.   

_______________________

[Fillers] Anjos fósseis.  O+sonho+da+raz%C3%A3o
atual thread;
-
Hashi
Hashi
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Anjos fósseis.  100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Anjos fósseis. - 1/8/2016, 11:14

Originalidade: 7/10
Gramática: 10/10
Fluidez: 09/10
Interpretação: 10/10
Treinamento: 07/10
Total: 45 (arredondado)/50

_______________________

[Fillers] Anjos fósseis.  Tumblr_mp9elxj1US1qf2huro1_500

Orys, o Gatuno 剣の道.
-
Aethyr
Aethyr
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Anjos fósseis.  100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Anjos fósseis. - 7/8/2016, 01:46

Preciso urgentemente encontrar um amigo;

Sua personalidade nua sob o aspecto dos portões de ouro; o vislumbre sobre a verdadeira forma do Pentagrama, tal qual um pitagórico em auge de sua existência. Veias mansas de rios emocionais.

As trocas de olhares ao redor como tiros de canhões, embora houvesse um brio qualquer e singular sobre o ambiente; aquele pai e este filho tão distintos, lados diferentes de uma mesma moeda, entretanto. Aí estava o aspecto primordial do Taijitu. Novamente, o embate psicológico precedia uma peleja puramente física. E foram-se, como dois raios zunindo sobre a mesma sala, como encarnações infra-ordinárias que desconhecem o verdadeiro mecanismo do existencialismo. Na verdade, as desventuras humanas nada mais são do que frutos de desconhecimento sobre a cosmoética, o ego é o maior inimigo do homem contemporâneo. E mesmo que, quietamente Kundalini se esgueire por poucos; ignorance is bliss.

Os braços se chocaram e o atrito indicado pelo som trincante de ossos deixara o tal do Ikki aturdido, o pai com a má sagacidade, usou a brecha para o seu ofício corriqueiro, que era a habilidade ímpar de socar. O rapaz caiu desfalecido no chão com um baque bruto, não fosse a potência de querer, estaria em maus lençóis. Levantou-se endemoniado, a dor expurgada pela cólera, e os punhos cerrados determinantes. Tinha ali Ikki, uma habilidade excêntrica e oculta, que provinha das profundas planícies de sua alma.

Movimentou-se com velocidade até o homem, que desviou a investida, embora numa guinada surpreendente o rapaz já lhe cuspia uma montanha de flamas. Sua velocidade estava ligeiramente melhor do que nunca, talvez fosse um reflexo da ira à mescla daquele poder não crível que tinha.

O homem caiu no chão pela primeira vez, e o garoto sorriu verdadeiramente. Embriagado naquela cascata de sentimentos, arquejante proferiu numa mescla de causticidade e criogenia. — Já no chão? — O tipo de zombaria que conseguia formular um pré-adolescente que beirava a uma loucura induzida. O único olho mirava aquele corpo, levantando-se com também riso. As extremidades que se tocavam, os paradoxos reconciliáveis; pai e filho. — Tu tá pegando o jeito. — Respondera, tão informal quanto suas próprias ações.

Uma velocidade sobre-humana os dois ostentavam em seguida. Já estavam num combate absorto e não menos fatal, caminhantes do limiar da vida e vislumbradores dos mares da morte. O abismo sobre eles, conforme duas lâminas se chocassem e o calor das fagulhas ardesse às peles brancas. Saltitaram em sincronia, como se numa peça teatral estivessem, mas na verdade se tratava da mão do destino controlando-os como marionetes; na caverna platônica residiam, sub-produtos da matiz criada pela própria mente humana, prisioneiros que tinham o poder da auto libertação, embora ela coexistisse somente em algo exterior, chamado conhecimento.

Encontraram-se e desencontraram-se, num abraço macio o rapaz deixara um papel bomba acoplado ao homem, e o homem fizera o mesmo. Um desespero que brota fugazmente e esvai-se tal qual aparece. Desvencilhando-se daquele mortal pedaço de papel, os dois livraram-se mais uma vez do inevitável futuro.

E com a explosão eles pararam, duas figuras obscurecidas por um fumo incolor, havia agora um empate.

_______________________

[Fillers] Anjos fósseis.  O+sonho+da+raz%C3%A3o
atual thread;
-

Última edição por Aethyr em 7/9/2016, 20:03, editado 1 vez(es)
Sory'
Sory'
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Anjos fósseis.  100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Anjos fósseis. - 7/8/2016, 02:21

Originalidade: 8/10
Gramática: 9/10
Fluidez: 07/10
Interpretação: 8/10
Treinamento: 06/10
Total: 38/50

_______________________

Ficha
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Anjos fósseis. -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.