>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

xKai
xKai
Vilarejo Atual
Ícone : Fillers - Hakuryuu Taiki 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Fillers - Hakuryuu Taiki - 21/7/2016, 14:25


Ice Flower on the Morning

Sem um objetivo próprio, fiel aos seus próprios costumes e acima de tudo sob as leis de sua nação, desta forma vive Hakuryuu Taiki, um jovem genin de Kirigakure. Não faz muita coisa por conta própria, vive como se fosse um mero empregado de uma grande empresa, que no caso é seu vilarejo. Desde sua infância, quando fora traído por seus amigos após despertar uma incomum habilidade, o jovem se tornou cético em relação as pessoas, deixando de acreditar nelas, para sua própria segurança, como se estivesse trancado dentro de uma bolha de plástico.

Desde que se tornou um genin, suas tarefas vieram aumentando drasticamente, entretanto, sem um objetivo próprio para si mesmo. Tornou-se um ferreiro descente. Depois que criou sua primeira espada imediatamente tratou de aprender a manipular a mesma de forma correta, e assim que conseguiu treinou técnicas de ninjutsu para se tornar útil para seu vilarejo. Mas ainda faltava alguma coisa, ele queria mais do que tudo ser notado pela alta hierarquia de Kirigakure, mas ainda não parecia estar funcionando, mesmo tendo aprendido uma incrível habilidade ainda não era o suficiente. Um objetivo próprio parecia não coexistir com sua personalidade, quase que fria e repleta de tristeza.

Caminhando sem rumo naquela fria manhã, incomum para um dia de primavera. Observa uma flor, congelada pelo frio orvalho que bateu sobre a mesma. Mesmo sem vida, estava intacta e mais bela do que nunca, mesmo que permanecesse congelada sua beleza jamais iria esvaecer, até que os raios de sol começam a surgir por entre aquelas nuvens. Como se não tivesse nada para fazer o rapaz observa a ação que os raios de sol causavam naquela flor congelada, que aos poucos começava a ganhar cores mais uma vez. Uma gota depois de outra, ela era totalmente descongelada, e ainda sim estava viva, na verdade mais até do que antes, olhando para ela o garoto parecia vislumbrado com a batalha que acontecia diante de seus olhos, como era possível que após ser totalmente congelada, uma simples flor conseguira se recuperar, apenas com alguns raios de sol. Fitou a flor mais uma vez e sorriu, parecia ter entendi algo quase que efêmero, mas de grande importância. O motivo para ela ter sobrevivido era bem simples na verdade, mesmo que seu corpo seja frágil, sua base era estável como uma pedra, uma raiz forte que fará com que seus futuros brotos se tornem ainda mais forte.

Era quase que patético, aprender uma lição de vida com uma planta? É, até que podia ser, mas de certa maneira fazia com que o rapaz tivesse mais interesse em sua própria vida. Não importava o quão difícil seria a situação, desde que tenha uma base estável e não tenha medo de enfrentar os desafios que vieram, é possível superar quase tudo, com sua força de vontade. Seria interessante lutar contra a própria timidez e antipatia para com o termo amizade.






HP: 200/200
Chakra: 450/450

Kunais: 5
Kibaku Fuuda: 3
Shuriken: 4
Kemuridama: 2
Hikaridama: 2
Fio: 10 metros
Ampola: 2

_______________________

Fillers - Hakuryuu Taiki 9375e64fce91e34cd3b08336f5f34ece

Cold as Ice
-
Hashi
Hashi
Vilarejo Atual
Ícone : Fillers - Hakuryuu Taiki 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: Fillers - Hakuryuu Taiki - 23/7/2016, 19:28

Originalidade: 9/10
Gramática: 8/10
Fluidez: 8/10
Interpretação: 7/10
Treinamento: 0/10
Total: 33/50

_______________________

Fillers - Hakuryuu Taiki Tumblr_mp9elxj1US1qf2huro1_500

Orys, o Gatuno 剣の道.
-
xKai
xKai
Vilarejo Atual
Ícone : Fillers - Hakuryuu Taiki 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: Fillers - Hakuryuu Taiki - 28/7/2016, 13:15


The Stolen Sword
Part 1/2

Caminhando sem rumo, perdido em seus próprios pensamentos estava o jovem de madeixas azul-escuro. As ruas de Kirigakure, como de costume estavam muito movimentadas, o clima era agradável normal para uma manhã primaveril como aquela. Enquanto o rapaz caminhava por entre a multidão, era possível ver as pessoas cochichando, bom era bem comum julgando por suas vestes, que fugiam bem do padrão shinobi, era mais como se ele fosse algum tipo de militar vindo de alguma série de TV ou coisa semelhante. Por algum motivo, que respondesse contra sua própria devoção, não estava com a intenção de pegar nenhuma missão por hora, apenas queria caminhar um pouco e tomar um sol, algo que não fazia com muita frequência, bastava olhar para seu tom de pele. O Yuki dirigiu-se então para os arredores do vilarejo, onde existe uma periferia e não muito distante algumas estradas de terra batida, com pequenos declives e uma bela vista para o vilarejo, uma excelente opção para uma parada de descanso merecida.

Subindo por uma pequena estrada, onde o levaria para o alto do morro, não pode deixar de escutar uma intrigante conversa, envolvendo dois homens que estavam ali, um era alto e magro, não possui um porte muito atlético, já o outro era forte, barba sem fazer e cabelo encaracolado, utilizava vestimenta shinobi, porém não utilizava um hitaiate em parte alguma do corpo, o que era estranho. Taiki já simulava algumas teorias em sua cabeça, mas não poderia agir, sem quaisquer provas do que estava acontecendo, encontrou uma árvore para utilizar como abrigo temporário, escondeu-se por detrás da mesma e compenetrou-se em observar, tentava ouvir o máximo possível daquela conversa suspeita.

— O material parece ser de boa qualidade, parece que andou tendo trabalho. — disse o magrelo.

— Trabalho? Foi como roubar doce de criança, gwahaha! —  gargalhou. — Aquele velho nem viu quando roubei as armas daquela espelunca. Com sua licença, preciso fazer uma outra entrega.

Imediatamente o sujeito foi embora, naquele instante, Taiki continuou subindo o morro em lentos passos, quando passou pelo homem, fazendo-se por desentendido e sem sequer olhar para o indivíduo, que fez o mesmo. O magro ainda estava lá, parecia feliz enquanto segurava uma bela espada, feita de um metal bem caro. Taiki se aproximou, colocou sua mão esquerda no cabo de sua própria espada e então chamou a atenção o sujeito.

— Que bela espada você tem aí... Aposto que alguém teve um trabalhão para forjá-la. —  disse com ironia, ao mesmo tempo que com uma frieza única.

— Está falando comigo pirralho? De logo o fora daqui antes que arrume problemas!