>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Sory'
Sory'
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Sory' 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

[Fillers] Sory' - 18/7/2016, 01:05

[Fillers] Sory' Sem%2BT%25C3%25ADtulo-1

Bem-vindo ao meu pesadelo, sim é o que ele disse para mim quando tudo isso começou, eu não sei se ele estava falando sério, ou se era apenas alucinação minha, porém uma coisa era certa, a minha morte estava perto da hora. O que falar sobre isso? Como escapar? Para ser sincero eu nunca pensei que um dia chegaria a esse ponto, ao ponto de ter que pensar em um jeito mais rápido ou mais fácil de morrer, era o primeiro de sete dias, era o primeiro de sete demônios, era a primeira manhã escura que o sol não iria aparecer para mim e para minha família.

Os primeiros minutos foram de tremendo desespero, enquanto muitos tentavam se matar antes de serem mortos, eu só tinha uma coisa em mente “Como diabos conseguirei proteger minha família? Eu conseguirei? Como escapar dá morte quando ela vem lhe buscar? ” A verdade é que nenhuma de minhas perguntas tinham uma resposta, a única coisa que todos pensavam e sabiam dentro de se mesmo nesta manhã é que iríamos morrer. Eu não sabia o que era e nem como era, o que matar o que não se pode ver?

O risco de uma decisão errada era o real terror para mim, o terrível terror da indecisão. Sem pensar muito tentei juntar toda minha família para tentar ir a um lugar seguro, mas para ser sincero eu não sabia o que eu realmente estava fazendo até porque ninguém enxergava nada, nada além de uma distância que seus olhos não alcançam, isso não é como uma noite, isso não é como uma falta de energia, é simplesmente a falta de existência ou razão de nossas vidas, conhecida como a terrível escuridão.

As horas começavam a passar, agarrado junto de minha família eu começava a andar para frente sem pensar para onde eu estava indo, até que eu ouvi um sussurro aterrorizador perto de mim:

“▬Para superar um obstáculo, você precisa entendê-lo.”

Eu nunca, NUNCA tinha ouvido essa voz, essa voz sombria e aterrorizante não saia da minha mente, quem era essa pessoa? ERA UMA PESSOA? O que diabos estava acontecendo com o vilarejo, com a luz, o sol, a lua? PORQUE ISSO ESTAVA ACONTECENDO CONOSCO? O aperto em meu coração começava a ficar mais forte, o vilarejo todo gritava, gritos de dor, gritos da terrível escuridão que nos engolia em um espaço sem luz e sem vida.

Tudo estava ruim, porém ainda iria piorar, meu irmão mais novo que estava andando atrás de todos nós de um grito de socorro, puxei rapidamente a katana que estava na minha bainha e gritei:

“▬Quem está ai? Se machucar um dedo em meu irmão eu irei arrancar todos os seus dedos! ”

Novamente aquela mesma voz atrás de mim falou:

“▬Por que está gritando? Ainda nem cortei você...”

Rapidamente me virei tentando cortar algo ou alguém que estaria atrás de mim, porém percebi que não havia atingido nada, COMO PODE ISSO? Como matar algo ou alguém que não pode ser cortador? Quem era essa pessoa ou isso? AONDE ESTAVA MEU IRMÃO? A cada segundo que se passava o pânico aumentava dentro de mim, e novamente a voz falou comigo:

“▬Não se preocupe ainda não chegou a sua hora, o real motivo do seu pânico não é quem ou o que eu sou, o real motivo é que não importa o que eu seja, aonde eu esteja, você não conseguira me matar. Seu irmão ainda está atrás da sua mãe, a voz que você ouviu foi apenas seu subconsciente gritando por socorro, continue andando sem andar para trás, pois ainda não chegou a sua hora. ”

Após ouvir isso eu não sabia se me sentia aliviado por meu irmão está bem, ou se ficava aterrorizado com essa pessoa ou “isso”, porém não pensei duas vezes e junto de minha família segui caminhando, para onde? Só saberei quando chegar lá...


Notas:
»O filler na verdade serão 7 para contar a historia em um termo completo, e para não ficar enorme o texto eu irei dividir ele em "sete fillers" que seria os sete dias como no banner está apresentado.
»Muitos devem está se perguntando "aonde diabos está alguma luta nesse filler", para ser sincero neste primeiro a luta é uma luta psicologia entre Sory' e seu medo, então creio que pode considerar isso um treino, fico no aguardo da resposta.
-
Tensei'
Genin
Tensei'
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Sory' 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Sory' - 19/7/2016, 18:58

Originalidade: 9/10
Gramática: 8/10
Fluidez: 8/10
Interpretação: 8/10
Treinamento: 0/10 (Mesmo sendo uma "luta" psicológica achei que faltou a "ação" em si. Se não concordar pode pedir outra avaliação.)
Total: 33/50

_______________________

[Fillers] Sory' Tumblr_static_tumblr_static_gto1x5gsm8g80sowgsgow4ww_640
F | MF
-
Sory'
Sory'
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Sory' 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Sory' - 20/7/2016, 01:35

[Fillers] Sory' Fillers

Já não havia passado apenas horas, acredito que já estávamos perto de “virar o dia”, tínhamos feito duas paradas no meio da escuridão para descansar, meu pai já não era tão jovem para andar tanto assim, meu irmão era uma criança e minha mãe? Minha mãe era uma mulher cansada de tanto já andar para “o nada”.
[...]
Já estávamos com fome e sede, a pouca comida e agua que tínhamos nessa escuridão toda já havia acabado, “aquilo” tinha me falado que ainda não era a minha hora, mas como diabos eu e minha família continuaremos vivos sem alimento e liquido? Como poderemos sobreviver mais um dia nessa escuridão total, porque o fogo não se acende? Porque os gritos no vilarejo se enceraram? Ainda estávamos dentro do vilarejo? Na verdade, eu não tinha nenhuma resposta para essas perguntas, eu só tinha uma certeza naquele exato momento, eu tinha que arrumar alimento e agua para minha família!

Algo dentro de mim “falava” que alguém ou algo estava nos acompanhando em toda nossa caminhada até aqui, então decidi gritar falando:

“▬Pare de brincar com nossas vidas seu maldito, se for nos matar nos mate logo, pare de brincar com os sentimentos da minha família! ”

É.… eu estava certo, a pessoa ou “coisa” deu uma risada silenciosa e disse:

“▬Atrás de você tem uma caixa, nela tem pão e agua para vocês, porém para vocês comerem e beberem do que está dentro da caixa, você deve cortar o braço de alguém de sua família.”

Eu não sabia o que essa pessoa ou “coisa” estava falando, porém ele está ficando doido só pode, eu nunca, NUNCA irei triscar um dedo em minha família, prefiro morrer de fome do que machucar algum deles, eu não deixarei ninguém, NINGUÉM machucar as pessoas que eu amo. Porém a voz falou mais uma vez:

“▬Se eu lhe der luz, você acha que conseguira me matar? Se acha que não, faça o que eu mando ou todos vocês morreram. ”

O que ele me falou me deixou com ainda mais temor a ele, o que diabos era isso que não poderia ser morto? E como ele poderia me dar luz? Será ele o motivo dessa escuridão em todo o vilarejo? A verdade é que eu teria que tomar uma decisão, deixar minha família toda morrer de fome e sede junto de mim, ou ter que machucar um deles para salvar a todos... Em tese a decisão era “simples”, porém o meu amor por eles não deixava eu machucar nenhum deles. Até que meu pai atrás de minha mãe falou:

“▬Ande logo Sory’, faça o que isso lhe manda, corte o meu braço esquerdo, vamos! ” – Pai.
“▬O senhor enlouqueceu? Eu nunca irei ferir nem o senhor, e nem a mãe e meu irmão, prefiro morrer do que triscar um dedo em um de vocês três. ” – Sory’.
“▬Deixe de ser idiota, pense antes de falar, do que adianta eu ficar com os dois braços, se vamos acabar tendo que morrer de sede ou de fome? Corte logo, não estou pedindo, e sim mandando você fazer isso, salve a mim, seu irmão e sua mãe! ” – Pai.

Eu não conseguia processar a ideia de ter que machucar meio pai para salvar minha família, porém nunca desobedeci meu pai e não era hoje que eu iria quebrar essa minha regra em minha vida, então devagar peguei minha katana da bainha, segurei o braço esquerdo de meu pai e em um corte rápido cortei o braço esquerdo de meu pai. O grito dele foi agonizante para mim, o que eu estava sentindo não tem como se explicar em meras palavras, acredito que ódio dessa pessoa ou “coisa” seria a melhor explicação para o que eu estava sentindo naquele instante.

Utilizei uma parte da minha calça para parar o sangramento do braço, pelo menos até chegarmos a um local que tenha remédios ou fogo para eu utilizar a espada e cicatrizar o corte. Mas a necessidade atual era se alimentar, abri a caixa atrás de mim e reparti a agua e os pães com meus pais e meu irmão, após nos alimentarmos eu perguntei:

“▬O que você quer que nós façamos agora?”

Então pela primeira vez ele resolveu falar quem era e o que estava acontecendo:

“▬Você já deve ter ouvido falar nos sete príncipes do inferno alguma vez na vida, somos conhecidos entre os antigos também como os sete dias escuros, ou os sete ninjas da escuridão, independente do nome temos a mesma função em cada história que os antigos contaram. Isso já aconteceu três vezes no mundo, sendo a milhares de anos atrás, os sete ninjas se dividem em sete dias e sete noites, para sua informação estamos na segunda noite a considerada “noite da revelação”, pois é nela que mostramos para todos o jeito de sobreviver ou não a esses sete dias e sete noites, e contamos quem somos. Não irei dar detalhes para você e sua família, porém só posso dizer que por sorte ainda não chegou o momento de vocês, mas assim que chegar estejam preparados, pois para sobreviver com a morte atrás de vocês, será praticamente impossível. ”

De uma hora para outra a voz parou de soar, e o silencio voltou a existir não existir, o que irá acontecer agora? Na verdade eu não sei...


Notas:
»O filler na verdade serão 7 para contar a historia em um termo completo, e para não ficar enorme o texto eu irei dividir ele em "sete fillers" que seria os sete dias como no banner está apresentado.
-
Urameshi banido
Genin
Urameshi banido
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Sory' 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Sory' - 20/7/2016, 22:38

Originalidade: 8/10
Gramática: 8/10
Fluidez: 8/10
Interpretação: 6/10 
Treinamento: 5/10 
Total: 35/50

Quanto ao treino: tem alguns erros de gramática, nada muito chamativo. Tem um problema de coerência no "machucar meio pai". Enfim, nada demais.
A originalidade é ok, nada de estupendo.
A fluidez é boa para regular. 
A interpretação, que diz respeito ao seu personagem, não existe, mas julgando que esse é um filler, tudo certo. 
Treinamento? Apesar de ter todo o problema psicológico, não é nada que tenha treinado seu personagem do "ON". 
No mais, é um bom filler embora a nota não seja tão alta.

_______________________

Mortals have made up their minds to name two forms, one of which they should not name, and that is where they go astray from the truth. They have distinguished them as opposite in form, and have assigned to them marks distinct from one another. To the one they allot the fire of heaven, gentle, very light, in every direction the same as itself, but not the same as the other. The other is just the opposite to it, dark night, a compact and heavy body. Of these I tell thee the whole arrangement as it seems likely; for so no thought of mortals will ever outstrip thee.
-
Sory'
Sory'
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Sory' 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Sory' - 26/7/2016, 00:15

[Fillers] Sory' Fillers

Eu já sabia quem estava enfrentando, porém para o meu azar eu não sabia como enfrenta-lo, a verdade é que minha única salvação seria acabar encontrando algum abrigo ninja na minha vila, que até então estava cada vez mais silenciosa. O problema de andar no escuro com minha família já era grande, e agora com o braço de meu pai cortado era maior ainda, eu sabia que tinha que achar esse abrigo logo, pois meu pai não aguentaria muito tempo sem nenhum verdadeiro tratamento.

Tendo que encontrar um abrigo ao nosso redor eu não tinha outra solução, teria que arriscar em “chamar” um inimigo ou algum companheiro gritando. Comecei a “berrar” da onde estávamos:

“▬Tem alguém por perto? Nos ajude por favor meu pai está precisando de ajuda medica urgente, VAMOS ALGUÉM ME AJUDE! ”

Na verdade, algo dentro de mim falava que eu estava fazendo isso apenas em vão, e que não havia ninguém por perto, porém dentro de alguns minutos após eu clamar socorro eu ouço passos de alguém correndo vinha em nossa direção do Leste de nossa determinada localização, a pessoa ou “algo” vinha em uma alta velocidade, então mesmo sem enxergar absolutamente nada, eu fiz o movimento de puxar a katana da bainha, porém antes que eu puxa-se ela, alguém vindo por trás segurou a minha mão, e me mobilizou segurando o meu pescoço, a pessoa que vinha da minha frente colocou uma kunai em minha katana e fez a seguinte pergunta:

“▬Quem é você? ”

Era a voz de um homem, pela tonalidade da voz eu diria até que a pessoa tinha por volta de 30 a 40 anos, para ser sincero o pavor de ter uma kunai na garganta não fazia minha cabeça pensar bem, porém prontamente eu respondi à pergunta meio que gaguejando:

“▬Euueu sou Gennin de Kumogakure, me chamo Kazuma Sory'. ”

Assim que eu falei que era Gennin de Kumogakure a pessoa que estava em minha frente retirou a kunai de minha garanta, e a pessoa que estava atrás de mim me largou. Então a pessoa de minha frente falou:

“▬Me chamo Raimaru sou um dos Jounins de Kumo, a pessoa que está atrás de você é Rekana, que também é um dos Jounins do vilarejo. As pessoas que estão atrás de você são de sua família? Se sim me acompanhem, irei levar vocês para um lugar seguro. ”

Para ser sincero eu não sabia se poderia confiar nessa pessoa, será mesmo que ela é um Jounin de Kumo? Não tinha como eu ter certeza pois não enxergava absolutamente nada naquela escuridão que encobria toda a vila, porém se eles não me mataram quando tiveram a oportunidade, realmente devem ser aliados. Então peguei o braço de minha mãe, e falei:

“▬Vamos seguir essas duas pessoas mãe, pai e irmão, eles irão nos ajudar. ”

[....]

Após um tempo já caminhando com eles, eu percebi que estávamos em algum local rochoso e úmido, provavelmente uma caverna, pois caia gotas de agua de cima, e o chão era bastante rochoso com algumas poças de agua. Curioso em saber o local que estávamos indo eu perguntei a pessoa que diz ser o Jounin Raimaru:

“▬Para onde estamos indo? Se eu não estiver enganado estamos em alguma caverna do vilarejo correto? ”

Então ele me responde:

“▬Você está certo, estamos entrando na caverna conhecida coma Rakuno, ela é um local de abrigo que os antepassados utilizavam quando coisas como essas aconteciam, lá não só está o Raikage da vila, como também os ninjas e moradores do vilarejo. ”


Notas:
»O filler na verdade serão 7 para contar a historia em um termo completo, e para não ficar enorme o texto eu irei dividir ele em "sete fillers" que seria os sete dias como no banner está apresentado.

_______________________

Ficha
-
Hashi
Hashi
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Sory' 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Sory' - 27/7/2016, 07:03

Originalidade: 7/10
Gramática: 5/10
Fluidez: 3/10
Interpretação: 5/10
Treinamento: 0/10
Total: 20/50

O texto começou bem mas decaiu muito rápido, a situação ficou bem nonense e a interação rápida com os ninjas de Kumo ficaram sem nexo, assim como os familiares que não interagiram ou disseram algo no decorrer da historia, em meu ponto de vista parece mais que você só está escrevendo os fillers largadamente para conseguir os pontos e só, sem se preocupar em elaborar uma historia realmente boa para ganhar tantos pontos assim.

_______________________

[Fillers] Sory' Tumblr_mp9elxj1US1qf2huro1_500

Orys, o Gatuno 剣の道.
-
Sory'
Sory'
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Sory' 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Sory' - 5/8/2016, 02:16

O DOCE GOSTO DA VINGANÇA
[Fillers] Sory' Tumblr_static_tumblr_static_51reu7i40okcs4gwkcog840kk_640

O frio na minha barriga cada dia ficava maior, e a anciã por conseguir aquela vingança já estava passando dos limites... É depois “daquilo” as minhas noites não são as mesmas, o sono não vem, e o ódio misturado de pânico aumenta ao passar das horas. Porém isso já era para ter passado, até porque a morte da Okāsan (Mãe) foi nos meus primeiros anos de vida, é aquela noite parece que nunca irá sair da minha memória... Era o dia do meu aniversário, meus pais junto de meus dois irmãos fizeram uma humilde festinha, até porque éramos humildes e mal tínhamos o pouco para se alimentar quanto mais para fazer uma festa, com o pouco que meus pais tinham eles compraram uma pequena kunai feita de madeira para mim, mesmo sem eles concordarem com esse meu sonho doido de me tornar um ninja, eles sabiam que era um grande desejo meu ter essa kunai de madeira para “brincar”. A noite ia se encerrando e junto de meus irmãos eu acabei indo para cama enquanto meus pais ficavam arrumando as coisas das festas, quando eu e meus irmãos ouvimos nossa mãe dar um grito, saímos correndo para ver o que era, e quando chegamos na porta de nossa casa vimos nossa mãe deitada no chão sangrando, um ladrão havia tentado roubar nossa casa e minha mãe para proteger o pouco que tínhamos tentou pedir para o ladrão se retirar, porém ele acabou lhe dando uma facada no estomago... na hora eu não sei como descrever o aperto em meu coração no momento em que vi minha mãe deitada naquele chão e com lagrimas dizendo: “Eu amo vocês”. Meus irmãos até saíram correndo atrás do ladrão, porém ele já estava longe demais, e mesmo que alcançassem não conseguiriam trazer minha mãe de volta...

Agora já velho eu sabia que era o momento que eu tanto desejei em toda minha vida, pois apesar de saber que mesmo matando aquele ladrão que matou minha Okāsan ela não iria voltar, porém o ódio dentro de meu coração era incontrolável, eu tinha que achar aquele homem custe o que custar!

Decidi então pegar meus equipamentos ninjas e saí para a procura daquele maldito que retirou a vida de minha mãe. Para ser sincero eu não sabia direito como achar ele, pois eu já não estava na mesma cidade que aconteceu aquele acidente, porém felizmente a minha vila ficava próxima daquela pequena cidade, tratei de ir no mesmo local aonde morávamos para tentar descobrir alguma pista daquele assassino. Após alguns dias procurando pistas sobre ele, acabei descobrindo seu nome e a cidade em que ele se encontrava, seu nome era Taro Gaken, ele estava morando na cidade de Doragon Shiti, mas para a minha infelicidade a cidade em que ele estava morando era enorme e para eu encontrar ele iria levar muito tempo, mas mesmo com a pequena chance de o encontra-lo eu parti a procura dele, pois o ódio em meu coração já tinha passado todos os limites. Com uma semana de procura eu acabei sabendo o local exato aonde ele se encontrava, Gaken havia se tornado o líder de uma quadrilha criminosa na cidade de Shiti, o meu objetivo era matar apenas ele, porém sabendo de tudo que essa quadrilha já fez para essa cidade o meu objetivo agora era matar todos dela.

Destruir a quadrilha não seria fácil, porém para concluir a vingança de minha mãe eu sabia que eu teria que destrui-la. Escolhi fazer o ataque anoite que era o momento que por incrível que pareça a quadrilha ficava mais desatenta, a casa em que eles se reuniam era pequeno em um beco da cidade, e logo de cara eu tinha dois “grandes trabalhos”, dois grandalhões faziam a segurança do local que só tinha apenas uma porta, decidi então atacar de maneira silenciosa e rápida, utilizando o Shunshin no Jutsu me move rapidamente para a frente dos dois grandalhões, e com uma rasteira rápida eu acabei derrubando os dois que bateram a cabeça no chão e acabaram desmaiando, realmente o ditado de “quanto maior, maior a queda” era realmente verdadeiro. Passando pelos dois grandalhões da porta, entrei de maneira silenciosa na casa, porém acabei me dando de cara com mais três guardas, desta vez eram diferentes dos primeiros, esse estavam com katanas, e pareciam ter uma velocidade e habilidade muito maior. Retirei uma kunai da minha bolsa ninja e parti para cima dos três, entrando em combate com o guarda do centro, os outros dois pelos lados tentaram me cortar ao meio, porém me agachei e deu um salto atrás para escapar do golpe, percebi que lutar com os três ao mesmo tempo seria obviamente impossível, então peguei três taxas explosivas e enrolei em três kunais que eu tinha dentro da bolsa, joguei cada uma delas em direção aos rostos de cada guarda, e com a aproximação delas em seus rostos eu explodi as taxas. O estrondo das taxas fez o resto da quadrilha se alerta, para o meu azar ainda restava dois guardas, eram dois guardas no caminho do meu objetivo de vingança, independente da força de cada um deles eu iria realmente derrota-los, peguei minhas duas últimas kunais e segurando uma em cada mão parti para cima dos dois, me aproximando do guarda a direita, me agachei e tentei dar uma rasteira nele, porém o mesmo saltou para cima e puxou sua katana tentando perfurar minha coxa direita, mas utilizando a kunai da mão direita acabei travando a katana, e com a kunai da mão esquerda perfurei a mão do guarda. Percebendo que o outro guarda vinha em minha direção, me levantei do chão e utilizando o Shunshin no Jutsu fui para suas costas e lancei a senbon em direção ao seu pescoço. Após derrotar os dois guardas era hora da minha vingança, o Gaken estava se tremendo dentro da sala gritando para mim:

“▬Que monstro é você? Porque você não morre. ”

Olhando para seus olhos eu falei:

“▬Se lembra daquela mulher que você matou a alguns anos atrás dentro de uma casa pequena? Ela era minha mãe, VOCÊ TIROU A MINHA MÃE DE MIM SEU DESGRAÇADO, VOCÊ IRA MORRER AGORA! ”

Tirei as três Shurikens da bolsa, e lancei uma na mão direita dele, uma na mão esquerda, e uma em sua testa. O sangue de Gaken percorria pela sala, o sangue do maldito que tirou a minha mãe finalmente havia sido derramado, porém estranhamente eu não sentia prazer em sua morte, o que havia em meu coração era realmente ódio? Ou medo dele fazer mais alguma família sofrer com a morte de uma pessoa importante? Para ser sincero eu não sei o que estava acontecendo comigo naquele momento, porém sabia que eu tinha cumprido o meu objetivo, pois Gaken e toda sua gangue estavam mortos. Então com o objetivo cumprido voltei para minha casa, sabendo que aquele homem nunca mais faria uma família chorar a perca de alguém importante.

_______________________

Ficha
-
Urameshi banido
Genin
Urameshi banido
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] Sory' 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Fillers] Sory' - 5/8/2016, 14:52

Originalidade: 7/10 (parece a história do homem-aranha)
Gramática: 7/10 (tem alguns erros, posso descrevê-los via pm)
Fluidez: 7/10 (foi meio fraco)
Interpretação: 8/10 (ok)
Treinamento: 7/10 (ok)
Total: 35/50

_______________________

Mortals have made up their minds to name two forms, one of which they should not name, and that is where they go astray from the truth. They have distinguished them as opposite in form, and have assigned to them marks distinct from one another. To the one they allot the fire of heaven, gentle, very light, in every direction the same as itself, but not the same as the other. The other is just the opposite to it, dark night, a compact and heavy body. Of these I tell thee the whole arrangement as it seems likely; for so no thought of mortals will ever outstrip thee.
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Fillers] Sory' -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.