>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Colossus
Jōnin
Colossus
Vilarejo Atual
Ícone : [FILLERS] Ichibi no Jinchūriki Wkwg9yu

https://www.narutorpgakatsuki.net/t66093-f-construcao-akimichi-chotsushi

[FILLERS] Ichibi no Jinchūriki - 11/7/2016, 17:57




 
Yōgan no Iwa
filler



Já fazia quatro dias desde a batalha dos Gennins participantes do Chunnin Shiken contra o demônio de uma cauda, Shukaku. Por algum motivo que eu não descobrira na breve conversa com a Kazekage, fui escolhido para ser o hospedeiro da bijuu de areia, o que mudaria minha vida drasticamente. Horas depois do acontecido, todos já tinham conhecimento do fato, inclusive os outros grandes países ninjas ao redor do mundo. Até o momento, eu não sabia o que isso poderia significar, até a viagem de volta à Iwagakure.

Por um conselho da líder do País do Vento, trajava uma capa pesada e negra, com o capuz cobrindo os detalhes do rosto. Caminhava com os olhos para o chão, apressadamente, em busca de um lugar para passar a noite no País dos Pássaros. O sol já se punha e o estômago já reclamava de fome.

Enfim, achei um pequeno e discreto hotel e o adentrei, solicitando o quarto mais barato e uma janta. Depois de me instalar e comer um prato do que quer que fosse aquele caldo marrom, deitei-me na cama dura e estreita, finalmente conseguindo descansar os olhos.

Ao acordar, senti meu corpo molhado e pegajoso. Um vento frio me obrigou a abrir os olhos e descobri que eu não estava na cama do quarto do hotel velho, mas no meio da floresta, com as roupas rasgadas e coberto de sangue. Sem entender o que estava acontecendo, retirei a capa ensanguentada e a deixei no chão úmido. Não havia uma parte do meu corpo que não doesse e, como se a dor já não fosse o suficiente, o frio me açoitava impiedosamente. Como eu continuaria a viagem, passei a me dirigir na direção do hotel, não tendo dificuldades em reencontrar o caminho, por ser um local pequeno.

O pacato vilarejo estava agitado. Os moradores estavam mais tristes que o normal e praticamente todos vestiam preto, inclusive as crianças. Me esforcei para lembrar o que teria acontecido, mas fora em vão. Chegando à frente do hotel, me deparei com o estabelecimento fechado e quase que completamente destruído.

–– Er... Bom dia. –– Abordei o primeiro transeunte, olhando para o sol para me certificar que ainda estávamos a algumas horas do meio-dia. –– Sabe o que aconteceu com o ho... ––

–– Socorro! Ele voltou, ele voltou! –– Gritou o homem enquanto se afastava correndo. Nunca tinha visto tamanho desespero.

O grito do cidadão alertou os demais e em poucos segundos todos gritavam e adentravam pela primeira porta que encontravam. Por um momento, olhei para os lados procurando alguma assombração ou monstro, até perceber que não havia nada na rua além de... mim. Fitei ambas as mãos ainda envoltas em sangue seco, então para o hotel em ruínas.

–– Não pode ser... –– Murmurei, incrédulo.

“Afaste-se das pessoas e esteja sempre atento aos sinais do seu corpo. Ele vai fazer de tudo para sair”, aconselhou-me a Kazakage. Mas não houve sinal algum. A besta simplesmente se apoderou de mim enquanto eu dormia e matou pessoas inocentes sem qualquer motivo. Eu matei pessoas inocentes sem qualquer motivo. Eu.

Reuni o pingo de força que ainda me restava e rumei para Iwagakure, sem olhar mais para trás. Precisava do meu país, da minha vila, da minha casa, dos meus pais, da minha vida de volta.

● ● ●

Esfreguei os olhos violentamente com as costas das mãos suadas, visando afastar o sono e o cansaço. Já estava a algumas horas socando e chutando uma árvore já bastante machucada devido aos golpes frequentes. Aquela manhã fria no País dos Pássaros a dois anos atrás insistia em me assombrar todas as vezes que eu tentava dormir, além da voz infernal do monstro dentro de mim que vivia me ameaçando.

“Experimente dormir por muito tempo e descubra quantas pessoas eu consigo matar em algumas horas”, repetia a besta, todas as noites.

Apesar da graduação adquirida em Sunagakure no Sato, eu não recebia missões para fora da vila desde o meu retorno ao País da Terra, o que me deixava ainda mais entediado e irritado. Então, tudo o que me restava era treinar, treinar e treinar. Por um lado, o treinamento diário era vantajoso para meu corpo. Meus músculos estavam mais visíveis agora e eu já não era uma criança magricela, apesar de ainda ser novo. Minha perícia em manipular Yōton também havia aumentado consideravelmente e neste dia eu treinaria uma nova técnica. Hotto, um Jounin de Iwa também perito em Yōton, concordara em me ensinar o Yōton Chakura Mōdo, dizendo-me, ao contrário da maioria, que eu não deveria cessar meus aprimoramentos como um Shinobi, mesmo sendo um Jinchūriki. No entanto, ele não ficaria presente para avaliar o meu progresso – talvez por precaução. O ninja entregou-me o pergaminho com os passos para a aprendizagem do Jutsu e se despediu, sumindo imediatamente.

–– Tsc... Que perca de tempo. Você sabe muito bem, garoto, que o meu poder é muito mais forte que o seu. Apenas durma e me deixe assumir. –– Disse a bijuu na minha mente. Sua voz era áspera e gutural e extremamente calma.

–– Hmm... eu acho que não, Shukaku. –– O respondi. Apesar de morrer de medo do que ele podia fazer se me dominasse novamente, eu já não sentia mais medo dele em si.

–– Ora, garoto, não seja burro. Porque perder tempo lendo isso se já tem tudo o que precisa? –– Indagou a besta em tom divertido. Provocar-me parecia ser sua atividade preferida.

–– Eu não preciso de você. –– Disse, irreverente.

–– Veremos... –– Replicou, calando-se.

Sacudi a cabeça, como se eu pudesse tirá-lo de dentro de mim com o gesto, e tratei de abrir e ler o pergaminho que continha o passo a passo do Jutsu de Yōton. Aprender tal técnica demandou alguns dias. Apesar de ser perito em liberação de lava, canalizar Chakra pelo corpo todo e transformá-lo em Yōton era uma tarefa extremamente difícil. Quando o consegui, ainda levei um dia inteiro para conseguir me movimentar sem deixar a energia efervescente se dissipar.

Quatro dias depois de Hotto me entregar o pergaminho, o devolvi e agradeci a gentileza. Me esforçava ao máximo todos os dias para não deixar o demônio de uma cauda alterar a minha personalidade, buscando sempre tratar os demais com a mesma simpatia de outrora, mas era uma tarefa desgastante, uma vez que os moradores da Vila da Pedra me evitavam ao máximo. Até mesmo meus pais estavam mais distantes depois da minha volta e nem se incomodaram em me parabenizar com a minha graduação ou fazer qualquer tipo de comemoração relacionada ao meu êxito em Suna. Todo meu esforço enfrentando desertos, tempestades de areia, monstros de pedra e ninjas de Konohagakure, além da própria Ichibi, parecia ter sido ofuscado pela besta que agora residia na minha alma, tentando desesperadamente uma brecha para ser libertada. Ser o único Gennin de Iwa a participar e sair vivo do Chunnin Shiken não era algo que os moradores da vila davam muita importância, ao contrário do que eu pensara. Ichibi no Jinchūriki era a minha única e desgraçada alcunha agora.


 200  ✶    200  ✶    10m/s  ✶     1171





Considerações:
Filler especial válido para o TimeSkip. Técnica visada: Yōton Chakura Mōdo (Rank B). Qualquer coisa, tamo ae. (ainda não resetei a ficha)
Técnica Utilizada:
Yōton Chakura Mōdo (熔遁チャクラモード, 'Modo de Chakra de Liberação de Lava')
Rank: B
Descrição: O ninja envolve todo seu corpo com um revestimento de lava que aumenta o dano de seus ataques físicos. Devido ao calor extremo gerado pela lava, o usuário é capaz de queimar o alvo, sem entrar em contato direto com ele. Além do dano ofensivo que a armadura pode infligir, ela também pode ser usada para fins defensivos, como ela age como um elemento de dissuasão para aqueles que desejam atacar o usuário fisicamente.

http://narutorpgakatsuki.com.br/t47331-ct-yogan-iwa
-
Deca
Deca
Vilarejo Atual
Ícone : [FILLERS] Ichibi no Jinchūriki 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [FILLERS] Ichibi no Jinchūriki - 12/7/2016, 03:30


ORIGINALIDADE: 05|10  
GRAMÁTICA: 10|10
FLUIDEZ: 10|10
INTERPRETAÇÃO: 03|10
TREINAMENTO: 03|10
TOTAL: 31/30(arredondado)|50
PONTO: Adquirido.
TÉCNICA: Aprendida.

Vi pouco treinamento, só citou uma qualidade e nada mais e a história não tem nada que possa ser considerado original no universo de Naruto.

_______________________

[FILLERS] Ichibi no Jinchūriki Tumblr_npejuknVff1r60zuio1_500
Simplicidade e realidade me encantam. Busco trazer isso no que escrevo. (plágio '-')
Ficha | Acompanhamento
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.