>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Verão

Allen
Tokubetsu Jonin
Allen
Vilarejo Atual
Ícone : [Melhorias] Allen Walker Dani10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73225-ficha-allen-4-0 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69101-m-f-allen#542869

[Melhorias] Allen Walker - em Sex 15 Abr - 16:58

~ Konoha, uma grande e calorosa vila, localizada no País do fogo. É rodeada por uma densa floresta e além dessa proteção natural, há uma barreira sensorial que impede que ninjas entrem sem serem detectados... Por ser uma vila muito grande, Konoha conta com alguns clãs muito poderosos como os Temidos Uchihas, exímios usuários do doujutsu Sharingan, porém, não viemos aqui para contar a respeito deles, falaremos de um clã tão famoso quanto, em particular uma pessoa. O jovem Allen.
  Nascido em uma ramificação secundária em seu clã, Allen luta para se tornar um grande ninja, baseando seus esforços e uma figura muito conhecida por todos, a Hokage Sarada-Sama. Uma Kunoichi amada por todos de sua época e pelos ninjas da nova geração Shinobi. 





Início









    ~Allen é um jovem Hyuuga, nascido na ramificação secundária do clã, desde muito pequeno se esforça para mostrar a todos o quão bom ele pode se tornar mesmo pertencendo a uma ramificação desfavorecida em seu clã... Com apenas dois anos de idade o jovem foi brutalmente retirado de seus pais para cumprir uma promessa feita no dia de seu nascimento, teve o selo de controle implantado aos cinco anos de idade, um ano após o considerado ideal ja que ainda era bastante fraco e poderia não aguentar. Hoje, já como um Gennin de Konoha, Allen se dedica dia e noite para cumprir todas as suas tarefas dentro de casa e fora dela, em suas missões.
  Chovia naquela manhã, todos esperavam ansiosos o sensei designado para aquele treinamento em conjunto. Allen estava assustado com tudo aquilo, era muito novo para ele receber ordens de outra pessoa que não fosse o Grande Lider da Familia principal, seu tio... se acostumar com essa nova forma de pensar e agir o estavam deixando excitado. Era constante o desaparecimento de jovens ninjas naquela região, mas como era costume, todos precisavam assar pelo "treinamento especial n°1". _ Era como todos chamavam essa prova de sobrevivencia para Gennin recém formados.


    _Tomem bastante cuidado com o percurso. A chuva modificou todo o terreno, então, estará completamente diferente e perigoso a partir de agora... sem mais delongas, vamos começar.


  _ A voz do Sensei Neil era um verdadeiro estrondo, como se um trovão se fizesse presente, e tão assustador quanto sua voz, era o percurso escolhido naquela manha de Chuva... Pedras escorregadias, abismos e incontáveis animais perigosos para se enfrentar.
  Todos se posicionaram e aguardavam o sinal do sensei, quando um raio, aproximadamente 25m a noroeste, aceertou uma árvore em cheio, fazendo-a arder em chamas. O sinal então foi dado... Corríamos feito loucos para a encosta norte, menos íngreme e menos escorregadia que o paredão ao sul, o vento chicoteva nossas peles deixando marcas avermelhadas e arranhões por todo o corpo.
  Cherry, a kunoichi da nossa esquipe e também a rastreadora mais eficiente de nós três, se colocou em frente, abrindo os dois braços, ela tremia em virtude das roupas ja encharcadas com toda aquela àgua que caia em forma de chuva.
  _ Escutem bem vocês dois. Não conseguiremos cumprir todos os requisitos desse teste se ficarmos juntos, nos separaremos nesse ponto, não importa que rumo tomem, paenas certifiquem-se de conseguir chegar a grande montanha no lado oeste dessa ilha antes do pôr do sol. Agora se separem.


  Eu não conseguia acreditar no que ela estava dizendo, precisavamos ficar juntos e não separados, ela parecia não entender a complexidade da situação. Por mais que parecesse uma ótima idéia, ja que cobririamos mais terreno nos separando, haviam bestas alí que apenas um Gennin, não seria o suficiente para derrotar, mas antes que pudesse dizer algo, Cherry e Gunm sairam em disparada, um para cada lado, me deixando alí só.
  Naquele momento apenas uma coisa me vinha a cabeça, era o momento ideal para mostrar toda a capacidade de um Hyuuga em ascenção, proto para dar sua vida pelo bem de seus companheiros e de seu clã... Apesar de estranha, a motivação por trás de Allen, era a vida de seus companheiros. Ele não deixaria que mais pessoas próximas a ele se perdessem, ou perdessem à vida.


O primeiro obstáculo estava bem diante de meus olhos e como o esperado, eles não escolheram o mesmo caminho. O paredão estava bem diante de meus olhos, seria muito dificil atravessálo apenas me esgueirando pelas beradas, as pedras lisas e escorregadias eram como o estopim para uma grade trajédia, a unica forma de vencê-lo, seria arriscando uma manobra com Chakra que poderia não funcionar em virtude da chuva, mas, quem não arrisca, não petisca.
  Pouco a pouco, concentrando chakra em seus pés e mãos, Allen prosseguiu com a primeira parte do percursso... estava muito preocupado com todos, mas naquele instante apenas sua segurança deveria ser levada em consideração. Se morresse naquele Lugar, Allen não poderia proteger seus dois primos mais novos, e isso acarretaria em uma terrível dor de cabeça, literalmente.
  O percursso ia ficando cada vez mais perigoso, as pedras estavam muito escorregadias e era dificil manter o fluxo de chakra naquelas condições... Faltavam apenas alguns metros, dois para ser mais exato... Allen então tomou coragem, se lançou ao ar, impulsionando o corpo com toda a força para frente. Enquanto seu corpo era arremessado ao sabor do vento, sua cabeça não parava de girar, era como se algo o estivesse deixando enjoado, seria a incerteza de sair ou não vivo dali?! Não se sabe ao certo... Seus pés tocaram com firmeza o chão, ele não podia acreditar que havia vencido seu primeiro obstáculo. Isso concerteza o deixaria mais forte, e no quesito dificuldade, aquela era a parte fácil da história, agora deveria prosseguir.


A chuva se mantia, firme, imponente, ainda açoitando a pele com a força dos ventos. O segundo desafio era encontrar um pergaminho especial que estava escondido em todo o perímetro... Informações adicionais sobre a localização do pergaminho não foram passadas aos Gennins, eles teriam que se virar e encontra-lo, contando apenas com suas habilidades. Não seeria problema para Allen, ja que era um dos melhores usuários do Byakugan em sua classe e o unico em sua equipe que possuia tal doujutsu.
  O vento dificultava ainda mais as coisas, irritavam os olhos de Allen que mesmo com o Byakugan ativo não conseguia focar no pergaminho... Seu chakra estava agitado e ele conseguia notar isso vendo o fluxo desregulado em seus Tenketsus, isso significava que estava sobre a influencia de um genjutsu... Descobrir isso era fácil para seus olhos, se livrar de um genjutsu ja era outra história. Allen não conseguia detectar o usuário da técnica, o que piorava ainda mais as situação. _Vamos, pense Allen, pense! - Sua cabeça trabalhava a todo o vapor para encontrar uma saída para aquilo, mas era em vão. Cada pensamento se esvaia como se o vento o estivesse tirando da cabeça... _O vento, é claro!
   O jovem Hyuuga havia encontrado solução para seu problema, ele não conseguia saber quem estava o induzindo em um Genjutsu, mas sabia de uma coisa, aquele não era um vento normal... Seu chakra estava agitado demais para ele perceber, e era exatamente por esse motivo... Ao acordar, antes do desafio, o sol brilhava intensamente no céu, o calor daquele manhã de outono fazia Allen sentir-se nostálgico, a ponto de não querer sair da varanda de casa, iluminada pelos primeiros raios de sol.
  Ao perceber isso, Allen olhou em volta, buscando saber em que direção o vento ia e de onde estava saindo... Percebeu uma fenda logo abaixo da ponte que separa as termas de uma area cercada, possivelmente o local da terceira e ultima prova... Se aproximou do local, com alguma dificuldade, seu Byakugan ainda não conseguia ver através daquele brisa forte, porém, não era hora pra voltar atras. Enfiou a mão alí dentro, conseguindo tocar em algo seco, como se aquele local estivesse protegido da chuva, retirou o objeto dalí e com um sorriso no rosto, notou que se tratava do pergaminho certo. A tempestade parou de uma hora para outra... Olhando em seu braço com o Byakugan, pode notar que o seu fluxo de chakra estava instavel, o que significava que havia se livrado do genjutsu e concluido a segunda parte do teste. Agora so faltava a terceira e ultima parte. Uma luta mortal com um Animal mortal em especial, escolhido por seu tio.


Era incrivel a força e determinação que Allen conseguira desenvolver nesses pequenos desafios, ele estava mais confiante que o normal e isso era bom, se levarmos em consideração sua história e os anos que passou sendo menosprezado pelos membros de seu prórpio clã...
 Os preparativos ja havia sido feitos, Allen foi direcionado para uma culpula de vidro com 75m³ de diâmetro, haviam akgumas fissuras na esfera para que o ar corresse livremente ali, evitando que o mesmo não morresse asfixiado. - Já dentro da esfera, Allen foi surpreendido pelo que se seguiu. Seu sensei era um otimo usuario da tecnica de invocação e o unico que possuia três invocações diferentes de reinos diferentes...
 "_Kuchiyose no Jutsu - Hachi"
O jovem Hyuuga não podia acreditar no que estava vendo, o unico animal que poderia matá-lo sem que ele percebesse, agora estava no mesmo recinto, pronto para atacá-lo. Um enxame de abelhas tomou conta do local, fazendo Allen tremer de medo... Seu medo era tanto que suas pernas travaram, ele não possuia fobia à aqueles insetos, mas o simples fato de poderem matá-lo com apenas uma picada era mais que suficiente para fazê-lo querer recuar, querer sair dalí a qualquer custo, mesmo que estivesse paralizado de medo.
   Alguns zumbidos proximos ao seu ouvido esquerdo o fizeram perder o equilíbrio... Suór frio lhe escorria por todo o corpo, vozes o chamavam do lado de fora da esfera, mas era em vão. Sua visão ja estava turva, então, escureceu fazendo com que o jovem não enxergasse mais nada.


Algumas horas depois, Allen acordou em uma cama no hospital de konoha, seus amigos ao seu lado o observavam atentamente. Como se o protegessem apenas com os olhares.



Fim!
-
Morgue
Morgue
Vilarejo Atual
Ícone : [Melhorias] Allen Walker 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Melhorias] Allen Walker - em Sab 16 Abr - 0:52

Originalidade: 20/20
Gramática: 15/20 ~ Só uns erros bestas.
Fluidez: 10/20 ~ Muita confusão durante o texto, você mudou diversas vezes do nada da 1ª pessoa para a 3ª pessoa interrompendo a fluidez do mesmo de certa forma.
Interpretação: 15/20
Treinamento  20/20

Total: 80/100

_______________________

[Melhorias] Allen Walker Tumblr_md367uPz0m1ryish0o1_500
He Lives
-
Allen
Tokubetsu Jonin
Allen
Vilarejo Atual
Ícone : [Melhorias] Allen Walker Dani10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73225-ficha-allen-4-0 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69101-m-f-allen#542869

Re: [Melhorias] Allen Walker - em Dom 8 Maio - 17:03

Reconciliação - Parte 1






  ~Era uma noite comum em Konoha, pessoas andavam felizes pela rua, umas faziam compras outras bebiam e se divertiam com os amigos... todos pareciam estar vivendo um sonho. As luzes da cidade brilhavam intensamente e a sensação era calorosa e aconchegante. Allen observava atentamente tudo isso de cima do escritório Hokage... ficar alí durante horas observando a vila e pensando sobre diversas coisas era o passatempo preferido do jovem Hyuuga e aquela noite não era diferente.
 A brisa tocava seus cabelos que mesmo cutos dançavam ao sabor da mesma, tudo parecia estar tranquilo, ou quase tudo... - Um tremor chamou a atenção de todos que pararam derrepente. Fez se silencio em toda a aldeia; uma nuvem de fumaça começou a tomar forma no centro da vila, era uma forma estranha, Allen não podia acreditar no que seus olhos viam naquele momento.
  Um grupo de quatro ANBU's, reconhecidos facilmente pelas mascaras que portavam, apareceram atrás de Allen. Um calafrio subiu por sua espinha naquele momento, então, uma voz rouca e sem emoção falou: "_ O que faz aqui a essa hora da noite meu jovem... Não deveria estar em casa? " - A sensação causada por sua voz estremamente rouca era gélida, como se um Ice Berg se pusesse entre eles... Allen sem exitar, com a voz meio trêmula por causa do susto, respondeu pausadamente: "_ Nada de mais senhores, apenas observando a vila como tenho costume de fazer! " - E antes mesmo que o ANBU lhe respondesse, Allen continuou... "_ O que foi essa explosão de agora à pouco?! Está acontecendo algo ? " - Sua voz era firme e decidida. 
 O ANBU soltou uma gargalhada irônica, depois continuou; "_ Nada que diga respeito a um Gennin fracote como você. Acho melhor retornar para debaixo das asas do seu grande Líder, seu Hyuuga medíocre. " - Aquelas palavras feriram Allen de uma forma  estranha, ele que nunca havia sido protegido por ninguém, que nunca havia recebido carinho de seus companheiros de clã, estava com o orgulho ferido pela primeira vez. Responder a um superior como ele seria muito arriscado, apenas abaixou sua cabeça em sinal de respeito enquanto virava suas costas, pronto para deixar aquele lugar. - Um som agudo feriu-lhe os ouvidos, uma bomba sônica acabara de detonar alguns metros a direita; o jovem sentiu uma pancada na cabeça caindo logo em seguida. Sem forças para reclamar, cerrou os olhos, perdendo a consciência.
A noite passou de tranquila para bastante agitada, os moradores em pânico corriam de um lado para outro buscando se esconder em algum lugar. O corpo de Allen estava estirado no mesmo lugar, sua respiração estava normal dando a entender que apenas estava inconsciente e sua vida não corria risco algum... a nuvem de fumaça por sua vez, se dissipou no ar revelando uma pilha de destroços, um pequeno restaurante havia sido destruido por alguma coisa ou alguém, não se sabia ao certo. Inazuma Senju passava em disparada pelo local, quando notou o corpo do amigo estirado no chão, de alguma forma ele havia sido arremessado para fora do telhado após perder a consciencia. Inazuma se aproximou de mesmo observando sua pulsação, notando que estava vivo ainda, o pegou jogando-o sobre seus ombros e saiu dalí, indo em direção a um local mais afastado da vila, proximo a entrada da floresta da morte; famoso local onde a muito ocorriam fases do exame Chunnin.


 (...) _ Allen, acorde - Disse Inazuma dando-lhe alguns tapas no rosto... o garoto não respondia aos estimulos. Seu corpo estava pálido como se estivesse morto, sua pulsação estava fraca em vurtude do grande choque que sofrera, o coração batia compassadamente, como se dançasse uma marcha fúnebre. - Em sua mente, Allen vivenciava outra coisa, uma até mais aterradora que a vivida por todos em Konoha, pelo menos para o jovem.
 Siante de suas pupilas dilatadas e visiveis estava uma figura imponente; aquele porte, aquelas roupas... _Tou-chan? - Perguntou o hyuuga, quase sem fala. De seus olhos brotavam muitas lágrimas, que passaram a um choro descontrolado. Era a primeira vez em muitos anos que Korn aparecia diante de seu filho e isso causou certa agonia no garoto que se converteram uma torrente de lágrimas e soluços.
 Korn, observava a cena com um olhar malígno... Allen não havia percebido o perigo que estava correndo, estava tão feliz por reencontrá-lo que nem mesmo seu byakugan era eficiente. Ele morreria  sem se dar conta de onde partiu o golpe.


_Vamos Allen, aguente firme, você precisa se recompor! - Uma voz soou dentro da cabeça do pequeno hyuuga... a imagen de seu pai começou a tomar sua real forma. Um demonio com asas e uma cauda flamejantes, seu olhar malígno era pura vontade de matar.
 Allen se colocou em pé em um salto, enxugando as lágrimas... seu olhar fervia mais que de costume. Olhou fixamente para o demonio a sua frente e  enfurecido rugiu... _ Não brinque dessa maneira com os sentimentos dos outros seu monstro... - Seu byakugan revelava que aquilo se tratava de uma ilusão, assim como seu estado físico e mental estavam mergulhados em um poderoso genjutsu. _Não pense que me darei por vencido, seu genjutsu não passa de brincadeirinha para mim. Onii-sama!
  Allen abriu os olhos repentinamente, assustando Inazuma que estava ao seu lado tentando reanimá-lo. _Você me assustou! - Ele disse, abrindo um sorriso. A face de Allen estava séria, seu byakugan dançava nas órbitas de uma lado para o outro, como se procurasse algo. _ Encontrei! Está no centro da cidade nesse momento.
 A voz de Allen estava diferente de antes, agora firme e imponente, como se o mesmo tivesse passado por uma mudança repentina de personalidade. Ele se levantou com um salto, olhando para Inazuma em seguida. Sorriu e desapareceu usando uma técnica básica de movimento corporal rápido... ele tinha um alvo, e o mesmo o aguardava no centro de Konoha. Shin Hyuuga, irmão mais velho de Allen.


_Demorou irmãzinho. - Disse uma voz, rouca, cortando o ar chegando até os ouvidos de Allen que estava a 45m do local indicado. Seu irmão se tratava de um Nukkenin de Konoha que durante a posse do Hokage, tentou um golpe dentro do clã para assassinar toda a famila principal. Ele odiava-os desde sua infancia. Cometendo atrocidades sempre que podia, Shin era temido por todos os garotos de sua idade e até mesmo os ANBU's de Konoha tinham problemas em lidar com ele... seu ponto fraco era apenas um, e ninguém em anos conseguiu descobrí-lo. - Allen já conseguia vê-lo ao longe (8m), sua face estampava um sorriso diabólico e sanguinario... Seu corpo estava todo enfaixado. Ele trajava apenas uma calça escura, rasgada na altura do joelho esquerdo, seu rosto estava a mostra sem nenhuma atadura ou mascara.
 Um frio correu a espinha de Allen, que não conseguia acreditar em tal cena. Seu querido irmão diante de seus olhos. Ele estava muito mudado, a assinatura de seu chakra era de uma coloração escura semelhante ao roxo, seu byakugan esquerdo estava completamente avermelhado enquanto seu olho direito permanecia fechado. _ Nos encontramos novamente Allen. - Ele disse respirando com dificuldade. _ Quanto tempo se passou? Um ano? Dez, talvez? Não importa! Estou aqui para matá-lo, e o farei sem exitar. - Allen se manteve firme, sua respiração controlada, raiva e qualquer outros sentimentos foram bloqueados naquele instante. _ " O medo  faz com que o cérebro libere substancias que ajudam em uma fuga ou uma batalha, porém, a raiva os produz em uma quantidade absurdamente maior. Reflita sobre isso meu filho. Não se de por vencido!" - Disse uma voz dentro de sua cabeça... aquelas eramas palavras mais usadas por seu pai, e isso o encorajou novamente, libertando-o de qualquer sentimento de culpa e incerteza.

  _ Espero que esteja preparado, Onii-Sama! Esse será o seu ato final. - Disse Allen, partindo para uma batalha de vida ou morte.
-
Balzac
Balzac
Vilarejo Atual
Ícone : [Melhorias] Allen Walker 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Melhorias] Allen Walker - em Dom 8 Maio - 18:58

Originalidade: 20/20
Gostei de tudo o que foi escrito - me refiro a história - de ter utilizado sua ligação com outro jogador e tudo mais, realmente cativante.

Gramática: 15/20
Alguns erros que eu acredito ser de digitação.

Fluidez: 18/20
Texto bem organizado, o que permite um vasto entendimento das coisas, poucas foram ás vezes que me perdi durante a leitura

Interpretação: 10/20
Não acho que houve uma interpretação profunda de seu personagem, sendo um dos pontos que considerei como "fraco". Senti principalmente a falta de alguns dos defeitos de sua ficha

Treinamento 00/20
Não houve sequer treinamento

TOTAL: 60 PONTOS

_______________________

Viva La Revolución
http://narutorpgakatsuki.com.br/t46725-ficha-akumanomaki#277762 - FICHA
http://narutorpgakatsuki.com.br/t46718-banco-akumanomaki#278095 - BANCO
http://narutorpgakatsuki.com.br/t46755-mqd-akumanomaki#278094 - MQD
http://narutorpgakatsuki.com.br/t46752-mudancas-akuma#278093 - STATUS
-
Allen
Tokubetsu Jonin
Allen
Vilarejo Atual
Ícone : [Melhorias] Allen Walker Dani10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73225-ficha-allen-4-0 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69101-m-f-allen#542869

Re: [Melhorias] Allen Walker - em Qua 25 Maio - 15:00

Uma batalha de vida ou morte se iniciava naquela noite fria e chuvosa. As gotas, gélidas, tocavam os corpos dos dois Hyuuga causando-lhes leves arrepios. _ Espero que esteja preparado, Onii-Sama! Esse será o seu ato final. - Disse Allen partindo para uma ofensiva inesperada. Seu corpo zigue-zagueava de um lado para o outro, enquanto se aproximava do irmão. Sua velocidade havia aumentado, de uma forma espantosa, seus reflexos e movimentos aparentemente estavam aprimorados também... ele havia se tornado uma arma de combate, em alguns segundos de ameaça pura e real. O sangue Hyuuga, a linhagem adimirada por muitos na vila da folha, rugia dentro de seu corpo!

Perto o suficiente para iniciar a investida, Allen foi arremessado para trás. Uma espécie de onda sonica o fez recuar alguns metros. Então, uma voz soou no meio da escuridão.
_ Não interfira Allen Hyuuga. Eu como respeitado membro do clã Hyuuga e como Nidaime Hokage, não deixarei que ameaça alguma chegue até nossa proxima geração.
 A voz do Hokage era firme, de uma pureza inimaginavel. O que causou certo espanto em Allen. O Hokage estava bem ali, agora diante de seus olhos. Ele não trajava suas roupas habituais... por baixo de um sobretudo escuro, ele vestia roupas de um jounnin normal.
 _ Não pense que estou aqui para brincar com você... saia do meu caminho, meu unico alvo e o garotinho atrás de você. - Shin esbravejou, gerando uma onda de impacto com a voz absurda.  Era inacreditavel como ele estava mais poderoso... mais mortal.
 Se levantou em seguida, com apenas um impulso. A onda de chakra que o Hokage usou atingiu os dois, atirando um para cada lado. A chuva havia cessado e agora, ambos se encaravam. O Hokage com toda sua imponencia observava Shin que revidava ao  olhar instintivamente. Era como se travassem uma batalha mental, onde ninguem conseguiria sair vencedor.
  Allen não conseguia mais aguentar aquela cena. Seu corpo se moveu involuntariamente, ele se colocou de pé. A passos largos, se colocou a frente do Hokage, não se importando muito com o fato de que se ele se irritasse, Allen teria o cérebro frito.
_ Eu acho que não tem por que se preocupar Hokage-Sama. Como o senhor mesmo disse, somos a nova geração. E o que nos, nova geração fazemos? Sobrevivemos. E sempre sobreviveremos! - Olhou para Shin em seguida e com chamas nos olhos gritou o mais alto que conseguiu. Causando espanto nos demais alí presentes.
_ Você tanto me quer, irmão!? Então venha buscar o seu premio.

As palavras do jovem Allen, tocaram profundamente seu irmão. O impacto foi tamanho que em menos de um segundo, seu corpo respondeu... se atirando sobre o irmão.
 A distancia se fez minima em apenas um instante. Allen estava acuado, porém, estava bastante calmo para a situação atual. Shin desferiu uma joelhada em seu rosto, o lançando alguns metros para trás. A dor era escruciante, mas ele precisava passar por aquilo. Apesar de não se considerar muito inteligente, Allen tinha certa sabedoria dentro de sí que superava alguns shinobis mais graduados que ele. Acontecimentos de outrora, até mesmo fatos antigos, ele se lembrava de tudo. Cada informação estava alí, como se tivesse vivenciado cada coisa... apesar de preguiçoso, Allen sempre fora amante da leitura. Isso contribuiu para lapidar sua sabedoria oculta.
 Shin avançou novamente. Dessa vez, ele estava pronto a usar uma técnica masi ofensiva. Um acumulo de chakra era visivel em volta de seus punhos. Allen nunca havia visto algo parecido e também, não era hora pra pensar sobre técnicas. O punho esquerdo de Shin, veio em sua direção rapidamente... o alvo era seu pulmão esquerdo. Allen sabia que se tratava de uma estratégia basica... tudo o que ele queria era incapacitá-lo, causando um ferimento grave nos pulmões. O punho direito de Allen acompanhou o movimento do mesmo, interceptando-o antes que atingisse o alvo. A velocidade dos dois era incrivel. Shin continuou com a suas ofensivas.

Essa técnica Allen conhecia muito bem. Shin estava em posição para um ataque usando o Juukenhou Hakke. Allen respirou profundamente e apenas aguardou pelo pior. Ele não se deixaria levar pelas emoções. Seu irmão era um Nukkenin procurado e muito perigoso... a unica salvação para ele naquele momento, era a morte.
 Duas palmas apareceram do nada diante de seus olhos. A posição de ataque inicial, Torax e pelves. Allen interceptou os dois golpes, realizando os mesmos movimentos. Era uma dança, e como tal, sempre havia um lugar para dois.
 Quatro golpes foram adicionados a sequencia, e mais uma vez interceptados por Allen. Dessa vez no entanto, o garoto foi mais rapido que o irmão, arremessando-o alguns metros para trás com uma pesada. Apesar de não aparentar. Aquele golpe causou muito dano a Shin, que cuspiu algum sague em seguida. O Jovem Allen aproveitou-se da situação e novamente realizou uma investida inesperada. Sacou algumas senbons(6) de sua bag, as lançando em alguns pontos de pressão do corpo de shin, paralizando o mesmo em seguida. Com a voz embargada, se aproximou do irmão... _ Não acredito que fizeram isso com você pobre Shin. Eu sempre te respeitei e sempre o farei meu irmão... esteja você onde estiver nesse momento. - Allen disse as palavras de forma melancolica, como um pesar. Ele fitava os olhos do irmão, estavam negros, apenas a íris permanecia branca. O jovem hyuuga, lembrou-se de ter lido algo relacionado em um livro a muito tempo atrás. Se tratava de uma antiga lenda sobre as técnicas criadas pelos grandes Hokages Ancestrais. Se tratava do Edo Tensei no Jutsu. Algo realmente preocupante.
_ Senhor Hokage. - Disse Allen quebrando o silencio que perdurava. _ Acho que agora é com o senhor. Me desculpe os modos rudes, agi por impulso... por favor, descubra o que aconteceu com ele. - Apesar de saber do que se tratava, Allen não tinha uma real certeza se era realmente uma reencarnação impura. Dado esse fato, preferiu permanecer em silencio, a respeito do caso.
  Suas forças ja estavam acabando, apesar de curta a batalha causou muito dano em sí mesmo... danos não fisicos, emocionais! Talvez aquele fosse um aviso, sobre o que aguardava Allen no Exame Chunnin, que se aproxima.
-
Nana ♪
Nana ♪
Vilarejo Atual
Ícone : [Melhorias] Allen Walker 100x100

http://narutorpgakatsuki.net

Re: [Melhorias] Allen Walker - em Qui 26 Maio - 1:10

Originalidade: 15/20
Gramática: 17/20
Fluidez: 13/20
Interpretação: 10/20
Treinamento: 00/20

Total: 50

_______________________

 Ficha  CJ  MF  Treino  Banco ♪ Melhoria  Status 
-
Allen
Tokubetsu Jonin
Allen
Vilarejo Atual
Ícone : [Melhorias] Allen Walker Dani10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73225-ficha-allen-4-0 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69101-m-f-allen#542869

Re: [Melhorias] Allen Walker - em Ter 1 Out - 15:11

_Em breve estarei retomando esse tópico pra minhas melhorias de Status! Sem paciência pra criar outro kk
-
Allen
Tokubetsu Jonin
Allen
Vilarejo Atual
Ícone : [Melhorias] Allen Walker Dani10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73225-ficha-allen-4-0 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69101-m-f-allen#542869

Re: [Melhorias] Allen Walker - em Qui 3 Out - 0:33

  Era manhã de sol na aldeia da folha. Kuro e eu saímos bem cedo de casa e fomos caminhar. Os raios de sol banhavam as vidraças nas varandas dos prédios e casas que formavam um amontoado de edifícios abarrotados de gente. As ruas estavam começando a encher de pessoas; vendedores ambulantes, senhoras com suas sacolas. Por falar em sacolas, umas das senhoras me chamou bastante atenção aquela manhã. - Ela tinha pouca estatura e seus cabelos eram brancos como a neve. Carregava três sacolas que aparentavam estar muito pesadas. Me aproximei tranquilamente, Kuro ao meu lado abanando enfáticamente sua cauda. _ Bom dia senhora. - Eu disse tentando manter um tom agradável e cortês. _ Não deixei de notar que a senhora está tendo alguma dificuldade com essas sacolas. Eu poderia ajudá-la?! Qual é o seu destino? - A senhora sorriu assustada com minha abordagem, mas, logo o clima se amenizou entre nós. Passado o susto, ela me respondeu com um tom meigo em uma voz arrastada. _ Muito gentil de sua parte meu nobre rapazinho! - Ela apontou na direção oeste ao ponto onde estávamos. _ Minha casa fica alguns quilômetros nessa direção. Se importaria em me ajudar no trajeto? - A velha senhora sorriu, seus dentes amarelados e gastos pela idade. Eu não poderia recusar um pedido de uma senhora que tinha idade para ser a minha avó. _ Seria um imenso prazer ajudá-la senhora. À propósito, meu nome é Allen. - Eu apontei para Kuro, que abanou a cauda quatro vezes, como se concordasse como que eu diria a seguir. _ Esse aqui é o Kuro, meu melhor amigo e companheiro Shinobi. - Eu disse por fim, pegando uma das sacolas da mão da senhora. Kuro me acompanhou no gesto e gentilmente tirou uma das sacolas da mão da senhora com um salto e sua agilidade recém descoberta. A senhora olhou aturdida, mas sorriu logo depois. _ Um membro do clã Inuzuka, eu suponho. Acho que o destino nos uniu essa manhã meu pequeno garoto. - A senhora sorriu novamente como uma criança quando ganha seu primeiro presente dos sonhos. _ De toda forma... Meu nome é Satori. - Prazer em conhecê-los, Allen e Kuro. - Após as apresentações, nós acompanhamos a velinha até seu destino, que por obra do destino - como ela mesma disse - ficava na mesma direção do campo de treinamentos da folha, para onde iríamos à seguir.



* * *


Kuro e eu, acompanhados pela velha senhora chegamos a uma cabana afastada pouco menos de 975 metros à esquerda da entrada do campo de treinamentos. Uma casinha um tanto fofa, diga-se de passagem. Na entrada principal, tinha inumeros ramos de uma trepadeira venenosa, cuidadosamente aparados e colocados para secar ao sol. O telhado era de um tom avermelhado incomum naquela região. A placa à frente da casa dizia "Bem vindos - Casa de ervas Wolfsbaine". - Placa um tanto sugestiva - Eu possuía relativo conhecimento sobre meu clã, mas minha curiosidade havia me levado a extremos. "Wolfsbayne" , esse nome era coicidentemente parecido com uma planta que diziam enfraquecer homens-lobos, ou seja lá como conhecem.
Não me deixei levar pela ansiedade do treino e adentrei a pequena cabana com a sacola em mãos e Kuro à meu lado também carregando a sua sacola, equilibrando-a na cabeça. A casa era mais fofa ainda por dentro e exalava um cheiro peculiar e agradável. Era como se nós estivessemos em casa. - Boa ação feita, era hora de focarmos no nosso treino diário. - Após colocar as sacolas em cima da mesa, nos despedimos da senhora Satori e rumamos para o campo de treinamentos da folha. Era hora da diversão.



"Ajuda Inesperada"

   
Tudo estava normal no local. A brisa tocava as folhas das árvores fazendo-as farfalharem de maneira que ouvidos menos atentos acreditariam se tratar de vozes próximas. Eu me sentia particularmente bem naquele local. Kuro aparentava gostar muito de lá também. Olhei-o com animação e ele retribuiu.
_ Vamos começar Kuro. Primeiro tome isso.
Joguei uma pílula de comida - conhecida por muitos como "Pílula de Soldado" - para Kuro que a aparou com a boca. Ele a engoliu sem medir esforços e pouco depois sua mudança começou. Os pelos ficando eriçados como se algo o estivesse assustando ou deixando enfurecido. Seu pêlo começou a mudar de cor indo para um tom mais acinzentado e por fim uma tonalidade avermelhada. Fiz um selo de mãos e Kuro se transformou em uma pessoa idêntica a mim, com uma técnica de assimilação muito parecida com o Henge no Jutsu que nós Inuzuka usamos. A única diferença de um para o outro era o fato que Kuro não sabia falar e agia de maneira mais feroz. O que acabava denunciando quem era quem. "Ainda"!
Me concentrei ainda com o selo formado pela união das duas mãos. O chakra fluindo pelo meu corpo de maneira que minhas presas e guarras foram afetadas, ganhando novas proporções. Olhei para Kuro com um sorriso meio maléfico e ele retribuiu!
_ Pronto ou não?! Aqui vou eu Kuro. - Minha voz um pouco mais gutural e feroz.
Corri na direção de Kuro com toda minha velocidade. Apesar de sermos parceiros eu sabia da deficiencia de Kuro em comparação à minha própria velocidade. Eu era um pouco mais rápido que ele, em contra partida ele aparentava ser mais esperto e até inteligente que eu. - Investi com fúria desferindo um soco na altura do tórax de Kuro seguido por uma rasteira quase certeira em suas duas pernas. Tamanha era a calma do cachorro que em momento algum deixei de sentir certa inveja dele. Como se estivesse me vendo em câmera lenta ele evitou meu soco com a própria palma da mão(pata), em seguida se lançou no ar em um salto acrobático para trás desviando da minha rasteira. Antes de tocar no chão, ainda no ar, Kuro começou a  girar o corpo se impulsionando na minha direção. Seu corpo veio de encontro ao meu de tal maneira que acabei sendo arremessado para trás. O impacto foi forte o suficiente para quebras três galhos de uma árvore que amorteceu minha queda. Kuro me encarou aturdido com o que acabara de acontecer. Ele gruniu algo que eu entendi como desculpas. Me levantei novamente, um sorriso de satisfação no rosto.
_ Parabêns meu amigo. Vejo que você melhorou de tal maneira que até se lembra da minha investida básica nº3. Você passou no teste Kuro - Encarei-o satisfeito, ainda com as costas doloridas, quando fomos interrompidos por uma voz familiar.

_ Vejo que estão treinando garotos. Parece bastante interessante.

   A velha senhora Satori inrrompeu pelo campo de treinamentos sorrindo feliz da vida. Ao seu lado um espécime majestoso e alvo como neve. Eu nunca tinha visto um lobo tão bonito em toda minha vida. Ele me olhou no fundo dos olhos; pude sentir minha alma congelar com aquele olhar azulado e frio. _ Ele te pegou de jeito heim Allen. Muito bem Kuro! - Satori olhou para Kuro e deu uma piscadela discarada. Eu pude notar o gesto, mas me contive. Ela me encarou em seguida e disse secamente, igual a quando minha mãe me reclamava algo. Aquele inconfundível tom ríspido na voz.
_ Vamos! Procure alguém do seu tamanho e especie para brigar. Ele é seu companheiro para as batalhas, não seu saco de pacadas... - Ela parou abruptamente, sorriu com aqueles dentes amarelados e continuou. _ Se bem que foi ele quem acabou com a sua raça, mas não é esse o ponto. - Ela tocou minha cabeça com a bengala que tinha nas mãos e no mesmo instante Kurou retornou a sua forma natural. Minhas unhas e presas acompanharam o rítmo do toque e também voltaram ao normal. Satori se sentou a minha frente. Ela fechou os olhos como se estivesse se concentrando em algo.
_ Continuando... Você deve se tornar forte a sua maneira e deixar que o Kuro consiga sua propria força, com seu próprio esforço. -- Não tente se basear na força dele para aumentar a sua, pelo contrário, aumente a sua e equipare a dele quando forem utilizar um Hijutsu Colaborativo. Se forem treinar, façam de  maneira que o companheirismo de vocês aflore, porém, nada além disso. - Ela se levantou cheia de sí. Pediu ao seu lobo que se juntasse a Kuro e aguardassem embaixo de uma Sakura. Apontando-a com o pequeno cajado.
_ Prepare-se Allen. Aqui vou eu.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Melhorias] Allen Walker - em Qui 3 Out - 0:42

-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Melhorias] Allen Walker -

-


Edição de Natal por Loola e Senko.